Cachorro

Cachorro com dificuldade de mastigar é um dos sintomas da miosite canina. Fique atento!

Publicado - 29 Março 2023 - 18h04

Atualizado - 02 Maio 2024 - 11h13

A miosite em cães é um problema sério que afeta a mastigação, a alimentação, os músculos da face e até mesmo os olhos do cachorro. Essa doença autoimune canine não é muito conhecida, mas pode trazer consequências graves à saúde. O cachorro com dificuldade de mastigar é um dos principais sinais de alerta para o distúrbio. O problema é que, como os sintomas começam de forma bem branda e são parecidos com os de outras doenças, o diagnóstico pode demorar a ser definido. Mas afinal, o que é miosite em cães e como saber se o cachorro com dificuldade de mastigar é um sinal dessa doença? O Patas da Casa tira todas as dúvidas sobre essa condição preocupante a seguir. Confira!

O que é miosite em cães?

A miosite em cães é uma doença que atinge a musculatura. Ela surge quando o próprio corpo começa a atacar os músculos do animal, causando infecções tão graves que, com o tempo, podem levar à atrofia. Portanto, trata-se de uma condição imunomediada (autoimune). Acredita-se também que infecções e inflamações prévias predispõem o surgimento da doença. Existem diferentes tipos de miosite em cães. A mais conhecida e comum é a miosite mastigatória canina.

Nesse tipo da doença, os músculos afetados são aqueles que responsáveis pelo processo de mastigação: masseter, temporal e pterigóideo. O próprio corpo do animal produz anticorpos que atacam as fibras M2, que compõem esse grupo de músculos. Como resultado, o cão com miosite mastigatória canina (ou miosite eosinofílica) fica com a mastigação comprometida. A miosite em cães pode afetar qualquer raça, mas as mais comuns são Pastor Alemão, Rottweiler, Pinscher e Doberman.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Miosite mastigatória canina: sintomas precisam de atenção

Os sintomas da miosite mastigatória canina variam dependendo da fase da doença, que pode ser aguda ou crônica. Na fase aguda, temos o cachorro com dificuldade de mastigar e engolir, dor na mandíbula, edema nos músculos mastigatórios, febre e aumento dos linfonodos. Além disso, podemos ver o cachorro com a boca travada e babando, já que os músculos da boca apresentam dificuldade para se mexer (trismo mandibular) e há uma produção excessiva de saliva (sialorréia).

Também pode acontecer de os olhos do cachorro serem projetados para fora da órbita (exoftalmia), uma vez que os músculos da região ficam inchados. A tração sofrida pelo nervo óptico é tão grande que o animal pode até mesmo desenvolver algum tipo de cegueira canina. Já na fase crônica da doença, o cachorro com a boca travada fechada tem um nível mais intenso. Os músculos da mastigação estão bastante atrofiados. Além disso, os olhos do cachorro ficam extremamente afundados.

O que fazer ao ver o cachorro com a boca travada e babando?

Na fase aguda da miosite mastigatória canina, os sintomas são mais brandos. Por isso, a maioria dos tutores só percebe a gravidade do problema já na fase crônica. Quando o dono vê o cachorro com a boca travada e babando intensamente, com dificuldade de mastigar e os olhos esbugalhados, é normal bater o desespero. Afinal, é bem perceptível a cabeça do cachorro afundada e a sensação de dor que o animal demonstra.

Apesar de ser difícil nesse momento, o tutor deve tentar manter a calma. É fundamental levar o pet ao veterinário imediatamente. Para obter o diagnóstico de miosite em cães, o especialista vai excluir outras possibilidades e requisitar uma biópsia do músculo mastigatório (normalmente do músculo temporal). O resultado vai mostrar se há uma destruição das fibras M2 presentes na estrutura. O médico pode ainda pedir outros exames para confirmar o diagnóstico, como radiografia do crânio, ressonância magnética, exame de sangue e eletromiografia.

Cocker Spaniel com a boca fechada babando
O cachorro com a boca travada e babando, sem mastigar e com dor, são sintomas da miosite

Miosite mastigatória canina: tratamento é feito com corticoides

Afinal, miosite canina tem cura? Felizmente, a resposta é sim. A melhor forma de como curar miosite canina é com o uso de corticoides, que inibem os mecanismos de defesa do corpo, garantindo que a mastigação normalize com o tempo. A quantidade e a duração do uso desses imunossupressores varia em cada caso. Para alguns cães com miosite mastigatória canina, o tratamento com corticóides pode ser de curto prazo. Para outros, o uso de medicamentos se manterá ao longo da vida. É fundamental fazer o acompanhamento veterinário regularmente para ter certeza de que o tratamento está funcionando e evitar que a doença volte. Quanto mais cedo o diagnóstico for realizado, mais rapidamente os corticoides farão efeito no tratamento.

Como alimentar um cachorro com dificuldade de mastigar por conta da miosite?

Como o cachorro não abre a boca, a alimentação do animal com miosite mastigatória pode ficar comprometida. Isso é um problema grave, pois a falta de nutrientes deixa o animal ainda mais fragilizado. Mas então como alimentar um cachorro com dificuldade de mastigar por conta do quadro de miosite? Para isso, o tutor precisa apostar na ração úmida para cães. Os sachês são alimentos pastosos super nutritivos e que promovem uma digestão facilitada. Como sua textura é úmida, é muito mais fácil de ser engolida pelo cão, função comprometida pela miosite. Portanto, apostar nos alimentos úmidos é a melhor saída. Em alguns casos, o veterinário pode indicar ainda o uso de sonda esofágica.

Redação: Maria Luísa Pimenta

Edição: Luana Lopes

Adote um animal

50 nomes para cadelas pretas: ideias criativas para te ajudar a nomear o pet recém-adotado

Encontrar uma lista com 50 nomes para cadelas recém-adotadas não é uma tarefa muito difícil. Afinal, existem milhares de inspirações...

Cachorro

O Pastor Belga é bravo? 10 características sobre a personalidade da raça para conhecer antes de levar um pra casa

Elegante, leal e imponente, o Pastor Belga é um cão admirado em todo mundo. Procurados tanto pela capacidade de proteger territórios...

Adote um animal

Spitz Alemão ou Lulu da Pomerânia: 10 curiosidades para conhecer um dos cachorros pequenos mais populares do Brasil

O Spitz Alemão é famoso por ser um cachorro pequeno e peludo bem fofo e simpático. Ele surgiu na Alemanha e é considerado uma das ra...

Cachorro

Cinomose: 7 fatos para entender melhor uma das doenças de cachorro mais graves que existem

A cinomose é uma das doenças caninas mais perigosas e sérias que existem. Altamente contagiosa e frequentemente fatal, essa doença p...

Comportamento

Como saber se o gato te escolheu como dono: 6 coisas para observar e descobrir se você é o humano favorito do seu pet

O sonho de todo gateiro é ser a pessoa favorita dos bichanos. Mas como saber se o gato te escolheu como dono? Será que existem indíc...

Adote um animal

50 nomes para cadelas pretas: ideias criativas para te ajudar a nomear o pet recém-adotado

Encontrar uma lista com 50 nomes para cadelas recém-adotadas não é uma tarefa muito difícil. Afinal, existem milhares de inspirações...

Comportamento

Sonhar com gato é bom ou ruim? Veja o que os especialistas têm a dizer sobre o significado desses sonhos

Existem diferentes formas de se interpretar um sonho, principalmente quando envolvem animais de estimação. Sonhar com gato, por exem...

Cachorro

O Pastor Belga é bravo? 10 características sobre a personalidade da raça para conhecer antes de levar um pra casa

Elegante, leal e imponente, o Pastor Belga é um cão admirado em todo mundo. Procurados tanto pela capacidade de proteger territórios...

Ver todas