Gato

Bombou no Instagram! Pesquisador japonês descobre proteína que melhora a função renal dos gatos e pode dobrar a expectativa de vida deles

Publicado - 08 Dezembro 2023 - 15h20

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

A doença renal crônica é uma patologia que afeta um a cada três gatos. Muito grave, ela é silenciosa e pode levar à insuficiência dos rins, que é quando os órgãos perdem a sua capacidade de funcionamento. A boa notícia é que um pesquisador japonês descobriu uma proteína capaz de mudar completamente a vida de um gato com problema renal crônico, uma condição que é tida como irreversível na saúde felina. Para entender melhor sobre essa descoberta, confira o vídeo e todas as informações que Patas da Casa trouxe para entender melhor sobre essa descoberta.
 

Entenda a descoberta que promete melhorar a vida do gato com problema renal

No vídeo publicado nas redes sociais, uma mulher revela as informações de uma pesquisa revolucionária capaz de transformar a vida do gato renal. A descoberta partiu do professor japonês chamado Toru Miyazaki, que compartilhou todas as informações no artigo “Com o objetivo de dobrar a vida útil dos gatos”, publicado na revista Nature Medicine. Na pesquisa, o professor revelou que descobriu uma proteína chamada AIM que responde positivamente contra doença renal crônica nos gatos.  

Imagem Quiz:Teste seus conhecimentos sobre a saúde de gato!

Teste seus conhecimentos sobre a saúde de gato!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Cada palavra do termo AIM significa algo: a letra A representa a morte celular programada; I representa algo que interrompe uma atividade; M significa márcofrago, um tipo de glóbulo branco que digere materiais estranhos dentro do organismo. Essa proteína é injetada no organismo do animal e se acumula ao redor das células mortas que bloqueiam o túbulo renal, servindo como um sinal para que as células mortas sejam ingeridas por fagocitose e eliminadas do organismo. Como resultado deste bloqueio, o rim se recuperaria, aumentando a expectativa de vida de um gato com doença renal. Então além da proteína curar a doença, a expectativa de vida do animal ainda aumentaria.

Se você quer saber quanto tempo vive um gato, a expectativa de vida média dos felinos domésticos criados sem acesso às ruas é de cerca de 15 anos. Já os gatos renais vivem cerca de 7 anos. De acordo com as projeções da pesquisa, os gatinhos poderiam viver até os 30 anos com a a injeção da proteína no organismo. As vacinas estão em fase de ensaio clínico e deverão estar disponíveis até 2025, mas com base nos resultados dos ensaios recentes, este medicamento é considerado altamente eficaz.

O que provoca problemas renais em gatos?

O quadro que pode levar à insuficiência renal em gatos tem origem genética ou pode ser desenvolvida ao longo da vida do animal. O problema renal hereditário, passado dos pais para o filho, ocorre quando os rins do felino apresentam tamanhos diferentes no nascimento. Já no segundo caso, a doença renal pode ser causada por diversas razões, como consumo insuficiente de água e existência de outros problemas nos rins, mas geralmente é mais comum em gato idoso

gato laranja se alimentando

Quais os sinais de insuficiência renal em gatos?

Os sintomas do gato com insuficiência renal são bem sutis e silenciosos, por isso a observação do comportamento felino é fundamental para o diagnóstico. Os principais sintomas da doença envolvem gato vomitando, com diarreia, sem apetite e cansado. O aumento da sede e alteração da frequência do xixi de gato também são sintomas da doença. O comportamento do felino também pode sofrer alteração, como gatos miando excessivamente, recluso e até agressivo. Os sintomas de fase terminal de insuficiência renal em gatos incluem úlceras orais, problemas gastrointestinais e perda de peso. Definir quantos anos vive um gato com insuficiência renal vai depender da gravidade da doença, mas pode variar de meses a anos.

Quando a creatinina é preocupante em gatos?

A creatina é um composto de aminoácido presente nas fibras musculares que funciona como fonte de energia para as células. Por isso os gatos com problema renal apresentam sinal de apatia. Ele é um importante indicador da função renal e é detectado no exame de sangue em gatos. Quando apresentam um nível maior do que o normal, indicam que algo no funcionamento do rim está errado. 

Como tratar um gato com problema renal?

Quando ocorre o diagnóstico de um gato com problema renal, o que fazer é a primeira coisa que se passa na cabeça do tutor. A preocupação de como tratar um gato com problema renal está associada ao fato da doença não ter uma cura, sendo necessário um tratamento contínuo para preservar a saúde do gato. O tratamento de gatos com problemas renais pode envolver mudanças na dieta felina, com a inclusão de ração renal, fluidoterapia, aumento da ingestão de água e medicação. Porém, com a descoberta da proteína AIM, há esperança de terapias inovadoras, porque ela é uma espécie de agente que serve para desobstruir a passagem do trato urinário, com possibilidade até de curar o animal da doença.

Como prevenir a doença renal crônica em gatos? 

A prevenção da doença renal crônica em gatos é feita a partir de uma dieta balanceada, com rações para gato de qualidade, controle da obesidade felina e permanência do ambiente limpo para evitar infecção urinária. Incentivar o consumo de líquidos é fundamental. Naturalmente, os gatos bebem pouca água, por isso, é preciso garantir que estão ingerindo a quantidade certa. Investir em fontes de água, que são mais atrativas para a espécie, é uma boa. Além disso, está permitido dar sachê para gatos todos os dias: a ração úmida é rica em líquidos e fazem muito bem para a saúde renal.

No caso da doença renal de origem genética, o diagnóstico precoce pode salvar a vida do pet. As consultas regulares, com exames de imagem e acompanhamento das taxas sanguíneas, vão ajudar a mapear o possível desenvolvimento da doença. 

Cachorro

Nutrição ou ansiedade? O cachorro comendo cocô pode ter causas que passam despercebidas na rotina

Ver um cachorro comendo cocô é uma situação bem desagradável e que pode deixar muitos tutores confusos. Tem quem pense que isso acon...

Cachorro

Com quantos anos você descobriu que é possível descobrir a idade de cachorro pelos dentes?

Em casos de adoção animal, em que a maioria dos cães são resgatados da rua, é inevitável surgir a curiosidade de qual é a idade do p...

Gato

Gato que frequentava Universidade se forma e recebe título de "Doutor em Litter-ature"

Histórias de bichinhos de estimação frequentando a universidade sempre ganham um lugar especial no nosso coração. Foi o que acontece...

Adote um animal

Esses são os gatos mais caros do mundo - e filhote de um deles pode custar mais de R$600 mil

Os gatos de origem genética rara e aparência exótica conquistam cada vez mais o coração dos gateiros. Além de encantadores na aparên...

Cachorro

Nutrição ou ansiedade? O cachorro comendo cocô pode ter causas que passam despercebidas na rotina

Ver um cachorro comendo cocô é uma situação bem desagradável e que pode deixar muitos tutores confusos. Tem quem pense que isso acon...

Comportamento

Cachorro e gato deixam as desavenças de lado e se unem para missão que parecia impossível

Existe uma crença de que cachorro e gato são inimigos naturais. Ao longo dos anos, a relação entre as duas espécies foi retratada na...

Cachorro

Com quantos anos você descobriu que é possível descobrir a idade de cachorro pelos dentes?

Em casos de adoção animal, em que a maioria dos cães são resgatados da rua, é inevitável surgir a curiosidade de qual é a idade do p...

Adote um animal

As 7 raças de cachorro mais engraçadas que existem - o último da lista chama atenção por um detalhe curioso

Cada raça de cachorro tem características físicas únicas e muito particulares. São esses traços que muitas vezes nos ajudam a difere...

Ver todas