close
Cuidados

Assento para cachorro ou cinto de segurança: compare os dois itens para transportar cachorro no carro

Atualizado · 26 de maio de 2020 · 16h39

Publicado · 26/05/2020 · 16h38

  O modelo de cinto se segurança para cachorro mais conhecido tem um mosquetão que se prende à coleira do animal
O modelo de cinto se segurança para cachorro mais conhecido tem um mosquetão que se prende à coleira do animal
O assento para cachorro é uma ótima opção para manter seu pet seguro e confortável dentro do veículo
O assento para cachorro é uma ótima opção para manter seu pet seguro e confortável dentro do veículo
  O modelo de cinto se segurança para cachorro mais conhecido tem um mosquetão que se prende à coleira do animal
O assento para cachorro é uma ótima opção para manter seu pet seguro e confortável dentro do veículo

Seja uma visita ao veterinário ou uma viagem em família, é preciso ter alguns cuidados na hora de transportar cachorro em carros. Mas afinal, qual a melhor opção: assento para cachorro ou cinto de segurança? Se a legislação brasileira exige itens de segurança importantes para o motorista e os demais ocupantes do veículo, incluindo as crianças, por que nós não deveríamos usar esses recursos nos nossos animais de estimação?

Um cão devidamente preso não corre o risco de ser arremessado, machucando a si mesmo e as pessoas ao redor, no caso de acidentes. Também evita que ocorra qualquer tipo de distração durante o trajeto. Para ajudar você a manter o seu cãozinho sempre seguro, trouxemos as vantagens de dois acessórios de carro essenciais: o cinto de segurança e o assento para cachorro. Conheça, a seguir, as principais características de cada um.

Cinto de segurança para cachorro: como transportar o animal em carros usando esse acessório?

Um cinto de segurança para cachorro protege o seu animal de estimação durante todo o tempo em que ele estiver dentro do carro. Ele também ajuda a evitar a chamada direção distraída, pois você saberá que o seu pet está seguro no banco de trás, no mesmo lugar que o colocou. Com o acessório, o cão não consegue pular para frente e incomodar o motorista enquanto está dirigindo.

O modelo de cinto se segurança mais conhecido tem um mosquetão que se prende à coleira do cão, como se fosse uma guia. Na outra extremidade, há um conector prateado semelhante aos cintos de segurança dos carros, que deve ser encaixado até travar. Você pode usar a mesma coleira usada nos passeios ou comprar um kit que vem com um peitoral (colete/arnês) ligado a uma fivela de engate.

Disponível em várias cores e comprimentos, o cinto não pode ser muito curto a ponto de impedir que o cão sente, gire e levante; nem tão extenso que ele possa se enrolar ou conseguir pular para o banco da frente. Veja outros cuidados:

  • Não use o cinto de segurança com a coleira de pescoço, pois ela pode sufocar o animal no caso de colisões e movimentos bruscos/inesperados;
  • Compre um cinto ajustável e compatível com o peso e o tamanho do seu animal de estimação;
  • Nunca transporte o seu pet na frente do veículo. Além de ser uma infração regulamentada pelo Art. 252 do Código de Trânsito Brasileiro, há a chance de você se distrair ou tirar a mão do volante. Se acionados, os airbags frontais podem ser perigosos para o cãozinho que está no banco do motorista ou carona;
  • Escolha um cinto de segurança fabricado com materiais resistentes e de qualidade. Além do fator segurança, um bom produto impede que o seu cão consiga mastigá-lo quando estiver ansioso ou entediado;
  • Confira também se o produto tem a certificação do Inmetro, com a sua eficácia aprovada pelo órgão.

Assento para cachorro: como funciona o transporte de animais com a “cadeirinha”?

O assento para cachorro, ou cadeirinha de carro para cachorro, é uma ótima opção para manter seu pet seguro e confortável dentro do veículo. Para usá-lo, basta colocar as alças atrás do encosto de cabeça do banco traseiro e, depois, passar o cinto de segurança (do próprio carro) pelos passadores que ficam na frente do acessório. No interior do assento, há um fecho para encaixar o peitoral.

Esse tipo de produto é adequado principalmente para cachorros pequenos ou filhotes de raças maiores, com menos de 12 quilos. Como o assento para cachorro fica elevado, ele não impede que o seu amigo de quatro patas admire a paisagem ao longo do caminho. Isso é bom para eles, que têm entretenimento garantido, e bom para você, que tem menos distrações enquanto está dirigindo.

Por que os animais de estimação não podem ficar soltos no carro?

Há uma série de razões importantes para manter os pets bem protegidos durante um passeio de carro. Veja algumas delas:

  • Zelar pela segurança do animal: na hora de carregar cachorro no carro, o assento ou cinto de segurança mantém o seu pet seguro contra ferimentos graves no caso de acidentes.
  • Proteger as pessoas: ao deixar o seu animal de estimação solto no carro, você corre o risco do bichinho ser arremessado e machucar seriamente as pessoas durante uma colisão. Se o veículo bate a uma velocidade 40 km/h, por exemplo, um cachorro pode se transformar em um projétil perigoso, com 40 vezes mais o seu peso.
  • Prevenir acidentes: se o animal solto estiver entediado ou querendo um pouco de atenção, ele poderá pular a qualquer hora para a frente do carro e distrair o motorista, causando um acidente.
  • Legislação brasileira: não há nenhuma lei específica sobre como carregar cachorro no carro usando itens de segurança, mas o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por meio dos Art. 235 e Art. 252, prevê multas, inclusão de pontos na carteira e até apreensão do veículo se: o animal for transportado à sua esquerda ou entre os braços e pernas; houver a condução de animais na parte externa do carro (exceto em casos devidamente autorizados).

Apesar da legislação não mencionar a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança, assento de cachorro ou caixa de transporte, o bom senso de cada tutor deve prevalecer. Afinal, zelar pela felicidade e segurança do seu animal de estimação – além da sua, claro – é sempre o mais importante. Mesmo que o passeio de carro seja rápido, não descuide e use o cinto de segurança no seu pet!

Redação: Guilherme Segal

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    Jornal ou tapete higiênico para cachorro? Veja 5 motivos para preferir a segunda opção!

    Próxima matéria

    Jornal ou tapete higiênico para cachorro? Veja 5 motivos para preferir a segunda opção!

    Cinto de segurança para cachorro: o que devo levar em consideração antes de escolher?
    Cuidados

    Cinto de segurança para cachorro: o que devo levar em consideração antes de escolher?

    Alguns cães amam passear de carro. Basta o dono seguir em direção ao veículo que logo aparece um rabinho agitado de um cão louco para ver o mundo passar pela janela. Mas você sabia que alguns acessórios são essenciais para esses passeios felizes? O cinto de segurança para cachorro é um deles. Além de ser um item de segurança, a legislação brasileira não permite que animais andem soltos em veículos. Para te ajudar, preparamos um guia do que você precisa considerar antes de adquirir um cinto de segurança para cães e como transportar seu peludo com segurança!

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Poodle: veja o infográfico e conheça todas as características da raça de cachorro
    Raças

    Poodle: veja o infográfico e conheça todas as características da raça de cachorro

    O Poodle é um dos cães mais populares do mundo, e não faltam motivos para isso. Além dos pelos encaracolados de diferentes cores, que são típicos da raça, a inteligência, curiosidade e obediência do cachorro Poodle são traços que chamam a atenção. Mas como será que esse cãozinho é no dia a dia? Quais são as principais características e que cuidados devem ser tomados com o animal?

    Ver Todas >

    Tapete gelado para cachorro funciona mesmo? Veja a opinião de tutores que têm o acessório
    Cuidados dos animais

    Tapete gelado para cachorro funciona mesmo? Veja a opinião de tutores que têm o acessório

    O tapete gelado para cães é um famoso truque que alguns tutores usam para aliviar o calor do pet. O acessório costuma ser muito indicado para o verão, que normalmente atinge altas temperaturas em todo o Brasil. Aliás, esse é um cuidado que não pode ser deixado de lado nos dias mais quentes: fique atento ao comportamento do pet e busque alternativas para aliviar o calor. Mas será que o tapete gelado para cachorro realmente funciona? 

    Cachorro soltando muito pelo: troca de pelagem ocorre mais no calor ou no frio?
    Cuidados dos animais

    Cachorro soltando muito pelo: troca de pelagem ocorre mais no calor ou no frio?

    Ao perceber um cachorro soltando muito pelo, a preocupação é inevitável. O que nem todo mundo sabe é que o processo de troca de pelagem é totalmente natural em alguns casos e não é indício de nenhum problema de saúde ou algo do tipo. Mas será que as estações do ano influenciam nisso? Será que no verão as quedas são mais frequentes do que no inverno? 

    Como saber se o gato bebe água suficiente?
    Cuidados dos animais

    Como saber se o gato bebe água suficiente?

    Já reparou se o seu gato bebe água adequadamente no dia a dia? Muitas vezes isso passa despercebido pela família, principalmente porque os felinos preferem se hidratar nas bicas e torneiras do que no próprio bebedouro, deixando os potes praticamente intocados. Além disso, por conta da origem desértica desses animais, os gatos têm muita dificuldade em ingerir líquidos, consumindo menos água do que deveriam.

    Com quantos dias pode dar banho em filhote de cachorro?
    Cuidados dos animais

    Com quantos dias pode dar banho em filhote de cachorro?

    Será que pode dar banho em filhote de cachorro com 40 dias ou menos? Qual é a melhor maneira de limpar os peludinhos nos primeiros meses de vida? Quem é pai de pet de primeira viagem com certeza já teve dúvidas como essas quando o assunto é dar banho em filhote de cachorro. Afinal, como se sabe, esses animais ainda possuem um organismo frágil e sensível durante as primeiras semanas, exigindo muito mais atenção e cuidados.

    Ver Todas >