Cuidados

Ansiedade de separação do cachorro: 7 dicas de como diminuir o estresse do cão durante a ausência do dono

Ansiedade de separação do cachorro: conheça os sintomas
Ansiedade de separação do cachorro: conheça os sintomas

É muito comum que cães sofram de ansiedade de separação. Cachorro que costuma ficar em casa sozinho durante o período de trabalho de seus donos é o mais propenso à condição. Alguns fatores podem estar relacionados ao comportamento, como o apego aos familiares humanos, por exemplo. Mas você sabe identificar se seu cachorro sofre com ansiedade? Abaixo, listamos algumas características típicas dessa condição canina e dicas de como ajudar o seu cão a superar o trauma.

Como saber que o meu cachorro sofre de ansiedade de separação?

A ansiedade de separação canina é uma condição de pânico que afeta os cachorros e que pode gerar uma série de comportamentos até mesmo em animais adestrados. Arranhar portas, chorar, latir e uivar insistentemente, defecar e urinar fora do local são os sinais mais comuns que o seu bichinho está passando por crises de ansiedade. Em casos mais críticos, eles podem até se machucar. Procure orientação veterinária para saber como ajudar o seu bichinho. Essas crises podem acontecer até mesmo em casos de separação por apenas alguns minutos, como esperar do lado de fora de supermercado, dentro de carro - mesmo acompanhado por outros humanos - ou quando o dono vai colocar o lixo para fora de casa.

Dicas para evitar e tratar cachorros com ansiedade de separação

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Veja dicas de como evitar com que o seu cachorro sofra com ansiedade de separação
    Veja dicas de como evitar com que o seu cachorro sofra com ansiedade de separação

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Existem alguns truques que você pode tentar para condicionar o comportamento do cachorro para situações que ele pode ter crises de ansiedade. Confira!

    Dica 1: não prolongar as despedidas

    Tratar a sua saída de casa com naturalidade é uma ótima maneira de fazer o seu cão entender que não tem motivos para sofrer. Experimente também voltar para casa mais tranquilo, sem muita festa. Dessa forma, as suas chegadas e partidas não são transformadas em momentos de tensão;

    Dica 2: enriquecimento ambiental

    Proporcionar distração para o cachorro durante o tempo que ele está sozinho é uma maneira dele se entreter e ligar o momento a coisas boas. Experimente espalhar ração pela casa para ele brincar de uma espécie de “caça ao tesouro”, deixar os brinquedos em locais de fácil acesso e programar a TV por uns 30 minutos após a sua saída. Essas são algumas estratégias que costumam funcionar.

    Dica 3: petiscos para cachorros

    Espalhar snacks pela casa também é uma ótima forma de distrair o seu cãozinho durante o seu tempo fora de casa. Dá para colocar debaixo de tapete, em cantinhos da parede, em cima do sofá, enfim, tipo um caça ao tesouro! E ainda tem mais: existem snacks específicos para higiene bucal dos pets, que evita a formação de tártaro, portanto, além da brincadeira, a limpeza dos dentinhos está garantida!

    Dica 4: finja que vai sair

    Faça todo o ritual de quando vai sair como arrumar bolsas e colocar os sapatos, por exemplo. Durante essas etapas, alguns petiscos ajudarão a transformar esses pequenos movimentos em algo positivo. Depois de alguns dias, ele já vai ter condicionado a sua saída a coisas boas.

    Dica 5: terapias alternativas

    Existem florais que são formulados especialmente para cachorros que sofrem com a ansiedade de separação. Consulte o veterinário para saber o uso correto.

    Dica 6: estimular a mastigação

    Oferecer brinquedos que podem ser mastigados sem oferecer perigo aos cachorros podem ajudar a aliviar o estresse e a ansiedade pela ausência dos dos donos.

    Dica 7: adestramento

    Cachorros que sabem os comandos básicos como sentar, deitar e dar a patinha conseguem lidar melhor com a separação do dono. Adestradores indicam que uma sessão de 5 minutos de treinamento + petisco uns 20 minutos antes que você saia de casa é o suficiente para promover um cansaço mental que deixará o cãozinho menos agitado. Dessa maneira, aos poucos, ele vai entender que depois de um tempo sozinho você vai voltar pra ele.

    Redação: Mariana Almeida

    Casco para cachorro faz mal? Quando é indicado? Quais os cuidados?

    Próxima matéria

    Casco para cachorro faz mal? Quando é indicado? Quais os cuidados?

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão
    Adoção

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão

    Ter um cachorro em casa é uma experiência incrível para mães e pais de pet, mas os momentos de alegria vêm acompanhados de muitas responsabilidades… e gastos (muitos gastos). Ração, vacina, brinquedos, remédios e veterinário são os principais custos que você precisa ter frequentemente com o animal. É justamente por isso que, antes de comprar ou adotar um pet, é preciso pensar nos gastos que isso vai demandar - e que devem entrar no orçamento da família. Para te ajudar a bater o martelo e decidir se consegue ou não arcar com um amigo de quatro patas, montamos um guia completo com uma média dos gastos que você provavelmente terá. Chega mais!

    Como criar uma rotina para o seu cachorro? Dicas de cuidados, higiene, alimentação e passeios
    Cuidados

    Como criar uma rotina para o seu cachorro? Dicas de cuidados, higiene, alimentação e passeios

    Ninguém pode negar: manter uma boa rotina é fundamental para saúde física e mental do ser humano. Mas, além de você, existe outro serzinho que precisa de hábitos diários para garantir um bom funcionamento do seu organismo: o seu cachorro. Ao contrário do que muitos tutores pensam, os cães são animais de rotina e, por isso, mudanças repentinas nos horários podem deixá-los estressados e, até mesmo, depressivos. O horário de passear com cachorro, por exemplo, é um dos que mais impactam o seu bichinho e deve ser o mesmo todos os dias. Para te ajudar nessa e em outras tarefas que envolvem a rotina do seu cãozinho, o Patas da Casa reuniu algumas dicas sobre o assunto. Dá uma olhada!

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Cachorro Beagle é muito agitado e ciumento? Veja o relato da dona de um cão da raça!
    Raças

    Cachorro Beagle é muito agitado e ciumento? Veja o relato da dona de um cão da raça!

    O cachorro da raça Beagle é conhecido pela animação, muita energia e companheirismo com a família. Para falar da personalidade desse cão, nada melhor do que uma pessoa que vive diariamente com um. A Mariana Almeida é mãe do Guga, de 10 anos, e contou como é a rotina e experiência de ter um Beagle em casa. Chega mais e acompanha esse relato pessoal!

    Ver Todas >

    Por que o olho de gato brilha no escuro? Veja essa e outras curiosidades sobre o olhar felino
    Comportamento animal

    Por que o olho de gato brilha no escuro? Veja essa e outras curiosidades sobre o olhar felino

    Quem nunca se perguntou se o gato enxerga no escuro ou até mesmo se assustou com o olho felino brilhando à noite? O olhar de gato é cheio de particularidades, assim como outras partes do seu corpo. Pais de primeira viagem podem estranhar essas alterações no olhar que são comuns em todos os felinos. Para esclarecer de uma vez por todas essas dúvidas, o Patas da Casa reuniu uma série de curiosidades que vão te ajudar a entender melhor por que a pupila do gato muda de acordo com o ambiente e como os gatos enxergam no escuro. 

    Passear com cachorro: como deixar o pet menos ansioso ao ver a coleira e guia?
    Comportamento animal

    Passear com cachorro: como deixar o pet menos ansioso ao ver a coleira e guia?

    Passear com cachorro é uma das melhores formas de gastar energia dos animais domésticos. Os cães adoram sair de casa, fazer novos amigos e passar um tempo de qualidade com o tutor. O problema é que normalmente a hora do passeio desperta a agitação sem fim nos cãezinhos. Alguns, inclusive, não podem ver a coleira e a guia que já começam a pular e correr pela casa. 

    Brinquedos para cachorro filhote: veja as opções indicadas para o primeiro ano de vida
    Comportamento animal

    Brinquedos para cachorro filhote: veja as opções indicadas para o primeiro ano de vida

    O lado brincalhão dos cães permanece em todas as fases da vida. É por isso que os brinquedos para cachorro são super importantes para oferecer mais qualidade de vida ao pet. Mas é importante escolher o ideal para cada cãozinho: assim como existem brinquedos indicados para cada personalidade canina, a idade também influencia na decisão. Os brinquedos para cachorro filhote devem ser adequados para ajudar na dentição e no desenvolvimento do animal. 

    Por que gatos não gostam de carinho na barriga? Veja algumas teorias e explicações!
    Comportamento animal

    Por que gatos não gostam de carinho na barriga? Veja algumas teorias e explicações!

    Ao contrário do que muitos podem pensar, os gatos são animais que podem, sim, ser amáveis e carinhosos com os seus donos - eles só têm um jeitinho bastante próprio de demonstrar isso. O que acontece é que, diferente dos cães, os felinos são mais reservados e menos expansivos nessas demonstrações de afeto, mas quando é hora de receber carinho, eles gostam (e às vezes até procuram por isso). O problema é que não são todos os lugares do corpo do animal que são indicados para as carícias.

    Ver Todas >