Uma coisa que poucos tutores buscam são informações sobre a anatomia canina. Os cães são os nossos melhores e o organismo deles possuem algumas peculiaridades que podem fazer diferença na hora cuidar do animal. Você já se perguntou como o sistema urinário do seu peludo funciona? Esse tipo de conhecimento poderá fazer a diferença na hora de perceber algum problema na região, como a insuficiência renal em cachorro. Para te ajudar, preparamos um guia com tudo que você precisa saber sobre essa parte da anatomia canina.

Qual a função do sistema urinário canino?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Assim como os humanos, os animais precisam manter uma concentração adequada de substâncias e eliminar os produtos dispensáveis ao organismo. Essa é a função do sistema urinário, um conjunto de órgãos muito importante da anatomia canina. é por ele que o sangue é filtrado e a urina é produzida a partir das substâncias consideradas nocivas ao organismo e devem ser eliminadas. Entender sobre esse sistema é importante, principalmente porque algumas doenças podem comprometer a saúde de cachorro.

Anatomia canina: quais são os órgãos do sistema urinário?

Os órgãos do sistema urinário são responsáveis por elaborar e expulsar a urina do organismo. Sendo eles: rins, bexiga, ureteres e uretra. Veja abaixo a função de cada um deles:

  • Rins: eles são órgãos pares responsáveis por filtrar o sangue, mantendo seu equilíbrio iônico e eliminando resíduos considerados nocivos ao organismo pela urina. Os rins do cachorro ficam na região sub-lombar - o rim direito tem uma posição parcialmente encaixada na impressão renal do fígado.
  • Bexiga: é uma bolsa que armazena a urina até a hora dela ser eliminada. A localização de onde fica a bexiga do cachorro pode variar de acordo com a quantidade de urina já produzida. A maior parte do tempo a bexiga fica localizada na cavidade pélvica, mas quando está cheia ela se expandir para a cavidade abdominal.
  • Ureteres: são os tubos que ligam os rins à bexiga do cachorro. Cada um deles apresenta uma parte abdominal e outra peniana.
  • Uretra: é um tubo mediano utilizado para a urina ser expelida.

Oferecer água limpa e fresca à vontade é essencial para evitar doenças renais no cachorro
Oferecer água limpa e fresca à vontade é essencial para evitar doenças renais no cachorro

Quais os problemas de saúde que podem ocorrer no sistema urinário do cachorro?

Os cães são animais extremamente sensíveis, por isso, são suscetíveis a doenças do trato urinário. Muitas delas podem levar a complicações sérias. O diagnóstico precoce é a melhor forma de garantir a cura ou controle do problema. Veja a seguir as principais doenças do sistema urinário canino:

  • Insuficiência renal em cachorro: a condição impossibilita os rins do pet de exercerem sua função de filtrar o sangue e poupar água. De modo geral, a doença é silenciosa. Dependendo do estágio do problema, o cachorro pode vir a apresentar vômito, diarreia, apatia e febre como sinais do problema.
  • Urolitíase: chamada popularmente como pedra na bexiga ou rins, acontece quando cálculos se formam no trato urinário dos cães. Existem quatro tipos de cálculos mais recorrentes, sendo eles: os de fosfato, que costumam ser associados a infecções no trato urinário; os de oxalato e urato, geralmente advindos de alterações metabólicas; e, por fim, os de cistina, que são decorrentes de predisposição hereditária. A dor ao urinar e os vestígios de sangue na urina são os sintomas mais comuns do problema. 
  • Infecções urinárias: na maioria das vezes, elas são advindas de infecções de órgãos vizinhos. Por conta disso, para curá-las é necessário identificar suas causas com exames clínicos.

Ração renal: cachorro só pode mudar a dieta por recomendação veterinária
Ração renal: cachorro só pode mudar a dieta por recomendação veterinária

Cachorro com problema renal ou urinário: quais cuidados o tutor deve tomar para evitar?

Existem variados problemas que podem acometer os cãezinhos e prejudicar o trato urinário canino. Apesar de alguns deles terem origem genética, os tutores podem tomar alguns cuidados para que o pet não sofra com esse tipo de doença. Estimular o consumo de água, manter a higiene com o banho de cachorro regularmente e controlar a dieta conforme a orientação de um médico veterinário são as principais formas de evitar esse tipo de doenças. Além disso, permitir que o cachorrinho tenha acesso ao local onde ele faz xixi sempre que ele precisar é primordial para saúde animal, pois muitas vezes o costume de segurar a urina também pode originar problemas. Uma boa alternativa para os pets criados em apartamento é o uso do tapete higiênico.

Redação: Hyago Bandeira