Um bom tutor está sempre pensando novas formas de proporcionar qualidade de vida ao seu pet, principalmente quando o assunto é alimentação do cachorro. Normalmente as rações comercializadas já possuem todos os nutrientes necessários (e de forma equilibrada) para manter a saúde do animal - de acordo com o tamanho e idade dele. No entanto, algumas situações, como a alergia alimentar e outras doenças, podem demandar a transição para a alimentação natural para cães. Esse tipo de dieta inclui ingredientes do nosso cardápio que, preparados da forma adequada e nas porções certas, suprem as necessidades nutricionais do cachorro. Mas não pense que é só sair cozinhando por aí não: a AN precisa ser acompanhada por um especialista, seja um veterinário especializado em nutrição ou um zootecnista.

O que são alimentos naturais? Conheça os benefícios para a dieta canina

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Alimentos naturais são aqueles que - como o próprio nome diz - vêm da natureza e não passam por nenhum processo industrial, como a adição de conservantes, aromatizantes, temperos ou corantes. Além de saborosos, eles também são ricos em nutrientes. Veja a seguir os benefícios de incluir comida natural na alimentação canina:

  • Vegetais são ricos em água, o que previne problemas nos rins dos cães;
  • A alimentação natural aumenta a imunidade do cachorro, mantendo doenças bem longe;
  • Seu cão terá o hálito mais puro. Menos odor também nas fezes, que diminuem de volume;
  • Boa absorção de nutrientes.

Alimentação natural pode amenizar doenças

Na maioria dos casos em que a AN é recomendada por um veterinário, o cachorro possui alguma condição de saúde pré-existente ou tem tendência a desenvolver algo. Uma dieta individualizada pode amenizar esses efeitos. Sinais clínicos como coceira, queda de pelos e vômitos constantes podem ser contornados dessa forma, mas lembre-se que todo o processo deve ser acompanhado por um especialista em alimentação animal. Veja a seguir algumas doenças que tendem a melhorar ou até desaparecer quando há a troca da ração pela alimentação natural:

  • Alopecia
  • Doença Renal Crônica
  • Diabetes
  • Obesidade
  • Dermatite 


A ração de cachorro é um alimento completo, mas algumas situações podem demandar a transição para a AN
A ração de cachorro é um alimento completo, mas algumas situações podem demandar a transição para a AN

Alimentação natural para cães ou ração? Qual a melhor alternativa?

A ração para cachorros convencional, que vem em grãos, é muito prática de ser servida e formulada de forma equilibrada, com todos os nutrientes que o cão precisa ingerir diariamente. Esse tipo de alimento tem todas as características de sabor, cheiro, formato e textura para abrir o apetite do pet. No entanto, alguns cachorros podem apresentar alergia aos corantes, conservantes e outros aditivos químicos normalmente são incorporados a essas fórmulas. 

Por isso há quem prefira oferecer alimentação natural para cães, servindo ingredientes minimamente processados: carnes e vegetais são apenas cortados, cozidos e, em alguns casos, congelados. Essa também é uma forma de garantir as proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais que o animal precisa para se manter saudável. A diferença é que o tutor precisará de organização na rotina de preparo das refeições.

Como preparar alimentos naturais para pets?

O maior erro de quem começa a oferecer alimentação natural para cachorro é pensar que basta compartilhar a comida preparada para a família com o animal. Quando a refeição é feita para pessoas, são adicionados uma série de alimentos que cachorro não pode comer, como o alho e a cebola, por exemplo. Apesar dos cachorros gostarem de quase tudo que as pessoas comem, as necessidades nutricionais de humanos e cães são bem diferentes. Portanto, se você deseja oferecer alimentos in natura para cachorros, saiba que vai precisar passar um tempinho a mais na cozinha.


A dieta do cachrro pode ser complementada com vegetais e cereais
A dieta do cachrro pode ser complementada com vegetais e cereais

Hora de planejar o cardápio do cachorro!

Tudo começa no açougue e no hortifruti, onde você vai comprar os alimentos que são a base da dieta canina: proteína animal, legumes, frutas e verduras, além de algumas outras fontes saudáveis de carboidrato. Tudo isso de acordo com a dieta prescrita pelo veterinário nutricionista ou zootecnista. Veja a seguir uma lista de compras para fazer comida natural para cachorro em casa:

- Carnes: de frango, de peixe ou bovina, sem ossos ou espinhas! As proteínas fortalecem os músculos, dão energia e ainda contribuem para uma pelagem brilhante. A carne também é fonte de boas gorduras, que deixam o coração do cachorro mais saudável.

- Vísceras: miúdos são fontes de muitos nutrientes, como ferro, fósforo, potássio, zinco, cobre, magnésio e diversas vitaminas. Língua, coração, moela, fígado são boas opções para complementar a comida para cachorro natural.

- Vegetais: a lista de verduras, legumes e frutas para cachorro é bem extensa: abóbora, batata doce, brócolis, chuchu, cenoura, jiló, quiabo, repolho, alface, agrião, espinafre… são muitas opções! Evite apenas cebola, milho e soja. Quanto às frutas, banana, maçã, morango, manga e pêssego são bem tolerados por cachorros. Evite cítricos e uvas, que são tóxicas para esses animais. Cachorro pode comer arroz integral, um carboidrato fonte de fibras.

Alimentação natural para pets: como cozinhar e servir

Todos os alimentos que forem servidos aos cachorros precisam ser cozidos em água sem adição de nenhum tempero, inclusive o sal. Quanto mais cozidos estiverem os vegetais e carboidratos, mais facilmente serão digeridos. Carnes e vísceras precisam ser cozidas por segurança, para eliminar bactérias como a Salmonella, que podem ser prejudiciais à saúde do cão e até do seu tutor. Mas não deixe que as proteínas fiquem moles demais! Ao rasgar a carne, seu cachorro estará limpando os dentes e curtindo muito a refeição! Cozinhe os alimentos separadamente e misture cerca de 30% de vegetais e 70% de carne. Outra boa dica é porcionar as refeições e congelar para ter mais praticidade no dia a dia.

Alimentação natural: cães devem ser acompanhados por especialistas em nutrição animal

Antes de substituir a ração para cachorro pela alimentação natural para cachorros, não deixe de levar seu peludo ao veterinário para se certificar de que a saúde do dog está em dia e para que o profissional elabore uma dieta personalizada às necessidades nutricionais do seu amigo de quatro patas. O plano alimentar vai levar em consideração a raça, a idade, o porte e qualquer particularidade que o cachorro apresentar. 

Redação: Mariana Fernandes