close
Alimentação

Alergia alimentar em cães: quais são as causas, sintomas e tratamentos?

Atualizado · 20 de Outubro de 2020 · 10h46

Publicado · 05/05/2020 · 13h49

A alergia alimentar em cães é um problema comum e que pode ter causas variadas
A alergia alimentar em cães é um problema comum e que pode ter causas variadas

A alergia alimentar em cães é uma resposta exagerada do sistema imunológico a determinados agentes invasores presentes na ração de cachorro e outros alimentos. Os animais, assim como os seres humanos, podem se tornar alérgicos a diversos tipos de comidas, incluindo aquelas que já fazem parte do consumo do dia a dia há anos.  Geralmente, os fatores mais comuns que geram alergia em cachorro são a presença de corantes nas rações e o tamanho da proteína processada. A seguir, saiba mais sobre o assunto e a explicação da veterinária Marcela Machado, que atua no sistema público de saúde animal. 

Alergia em cachorro: quais são as principais causas?

A maioria dos cães geralmente tem reações alérgicas a mais de um alimento. “O corpo encara o corante e/ou a proteína com uma ‘lente de aumento’, como se fosse algo nocivo ao corpo. Então, o sistema imunológico produz uma série de células que vão acarretar todos os sintomas da alergia, geralmente vistos na pele e no sistema digestivo”, relata a médica veterinária.

Como identificar um cachorro com alergia?

É bom sempre ficar de olho na pele do seu cachorro. Observe se há falhas no pelo, machucados que apareceram sem motivo e coceira persistentes. “Pele com prurido, manchas calvas, vermelhidão, placas de urticária, edemas e coceiras na parte interna das orelhas são alguns dos sinais mais comuns de alergia alimentar nos cães” descreve a médica veterinária Marcela Machado.

Verifique também se as fezes do animal estão firmes ou sem forma. Caso o cão esteja vermifugado corretamente e ainda assim apresentar diarreia, o problema pode ser um indicativo de alergia alimentar. “Um cão com reação alérgica pode apresentar diarreia crônica. Ao notar o desarranjo intestinal, os tutores devem procurar o médico veterinário de sua confiança para tratar o animal corretamente e, assim, evitar que a saúde dele fique ainda mais debilitada”, recomenda a profissional.

O que fazer ao identificar uma possível alergia alimentar em cães?

Após identificar um ou mais sintomas de alergia alimentar no seu cachorro, é recomendado que você não espere o quadro se agravar e leve o seu animal de estimação a uma clínica veterinária. “Só o profissional de saúde animal saberá identificar o que está causando a alergia no cão por meio de exames clínicos e laboratoriais”, ressalta Marcela. 

Na consulta, é importante que você relate algumas informações, como os hábitos alimentares do seu cachorro nos mínimos detalhes. Anote o nome da ração, os petiscos e alimentos que você costuma oferecer a ele. Não minta ou omita nada ao médico veterinário. Mesmo que você tenha dado algum alimento não recomendado, você deve informar isso ao profissional para que ele possa fazer o diagnóstico corretamente e tratar seu animal como ele precisa.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    O cachorro com alergia alimentar pode se coçar mais que o normal
    O cachorro com alergia alimentar pode se coçar mais que o normal
    A alergia alimentar em cães também pode acarretar em feridas na pele e queda de pelo
    A alergia alimentar em cães também pode acarretar em feridas na pele e queda de pelo
    O cachorro com alergia alimentar pode se coçar mais que o normal
    A alergia alimentar em cães também pode acarretar em feridas na pele e queda de pelo

    Mais Lidas

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    Verduras e legumes para cachorro: opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!
    Alimentação animal

    Verduras e legumes para cachorro: opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!

    Quando o assunto é a alimentação de um pet, muitas dúvidas podem surgir: o que o cachorro não pode comer? cachorro pode comer couve? Pode dar brócolis para cachorro? Ou ainda se cachorro pode comer abobrinha? Muitos tutores questionam se podem oferecer verduras e legumes para cachorro. A resposta é sim! Além de serem muito saudáveis, esses tipos de alimentos ajudam a abrir e instigar o apetite dos caninos, podendo ser oferecidos como petiscos e até recompensas.

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Alimentação animal

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    Quais são os os tratamentos mais comuns da alergia de cachorro?

    Com a causa da alergia alimentar desvendada, o tratamento deve ser administrado com rigor. De fato, não adianta nada comprar o remédio para alergia de cachorro se você não tem a intenção de seguir adequadamente as recomendações relacionadas à alimentação. 

    1) Troca da ração de cachorro

    Em alguns casos, trocar a ração que você costuma oferecer ao seu cachorro pode ser a solução para tratar a alergia alimentar. Mesmo que você já dê uma ração recomendada e de qualidade a ele, pode ser necessário substituí-la por outra marca ou até mesmo começar a usar uma ração especial, especialmente se o problema do seu pet estiver relacionado ao tamanho da proteína.

    2) Vitamina para cachorro e antiparasitários 

    Algumas vitaminas e antiparasitários promovem a saúde da pele e do pelo de um cachorro. Caso o seu cão tenha alergia alimentar e apresente lesões na pele, o uso desses recursos pode beneficiar a saúde e bem-estar do pet. Antes de comprar qualquer remédio para alergia de cachorro, peça a orientação de um veterinário de sua confiança. 

    3) Remédio para alergia de cachorro 

    Com a alergia, cachorro pode ter coceiras em diferentes partes do corpo. Para tratar esse problema tão incômodo, normalmente são administrados corticoides e antialérgicos para que o animal para de machucar a pele ao se coçar. “É importante seguir todas as recomendações do médico veterinário em relação aos horários e dosagens dos medicamentos. Jamais dê algo por conta própria, sem antes consultar o profissional de saúde canina. A administração errada de medicamentos pode levar o seu cachorro a óbito”, alerta a veterinária Marcela Machado

    O que os tutores podem fazer para evitar o desenvolvimento da alergia alimentar em cães?

    Cães de todas as raças e portes estão sujeitos a desenvolver alergia alimentar. Alguns cuidados, porém, podem evitar que o seu animal de estimação venha a ter problemas.

    1) Escolha a ração de cachorro mais adequada

    Ao escolher a ração de cachorro, dê preferência a produtos de qualidade, sem corantes artificiais na fórmula. Quanto mais colorida a ração for, mas corante ela terá. Até as rações que não parecem ser coloridas artificialmente podem apresentar corantes adicionados. Portanto, é bom ficar atento à lista de ingredientes e não apenas ao visual do alimento. 

    2) Fique de olho nos petiscos coloridos

    A escolha dos petiscos deve seguir a mesma orientação da ração: observar bem os ingredientes do produto e evitar alimentos coloridos artificialmente.

    3) Ofereça alimentos frescos

    Introduzir alimentos frescos na dieta do seu cachorro pode ser importante para evitar alergias, uma vez que você sabe exatamente o que está sendo oferecido. “Verduras, frutas (exceto uva), legumes cozidos e até mesmo as carnes podem ser colocados no comedouro dos cães. Você só deve tomar alguns cuidados como retirar as sementes das frutas, cozinhar os legumes sem sal e preparar a carne sem nenhum tempero, condimento ou óleo”, alerta a veterinária. 

    4) Evite alimentos não apropriados para o consumo animal

    Quando estamos nos alimentando, é muito difícil resistir à carinha de pidão de um cachorro, não é mesmo? No entanto, alguns alimentos do consumo humano, como o chocolate, são verdadeiros venenos para os animais de estimação e devem ser evitados. 

    Convivendo com um cachorro com alergia alimentar

    Os tutores de cães com alergias alimentares devem estar sempre atentos ao que o animal come. É importante avisar a todos que têm contato com o pet sobre as necessidades e a lista de alimentos proibidos. Com a alimentação certa e nenhuma exceção, o seu cãozinho poderá viver saudável e com muita qualidade de vida. 

    Redação: Guilherme Segal

    Gato pode comer frango?

    Próxima matéria

    Gato pode comer frango?

    Luxação de patela em cães: causas, sintomas e tratamentos. Ortopedista explica tudo sobre a doença!
    Saúde

    Luxação de patela em cães: causas, sintomas e tratamentos. Ortopedista explica tudo sobre a doença!

    Toda mãe e pai de pet sabe que é necessário ficar atento à saúde do cachorro, porque mesmo com todos os cuidados com o animal, alguns problemas podem surgir. A luxação de patela em cães, por exemplo, é um problema bastante comum e que pode afetar significativamente a qualidade de vida do seu amigo de quatro patas, trazendo bastante desconforto para ele. Para compreender melhor do que se trata esta condição, quais são os primeiros sinais da luxação em cachorro e que tratamentos são indicados, o Patas da Casa entrevistou o médico veterinário Luiz Henrique Malfatti, que é especializado em ortopedia veterinária. Veja o que ele nos contou e tire todas as suas dúvidas a seguir!

    Giárdia em cães: transmissão, sintomas, tratamento e prevenção... saiba tudo sobre a doença!
    Diarreia

    Giárdia em cães: transmissão, sintomas, tratamento e prevenção... saiba tudo sobre a doença!

    A giárdia em cães ou giardíase, como é conhecida a doença, é uma zoonose — ou seja: também pode ser transmitida para humanos — causada por um protozoário que age na corrente sanguínea do cachorro contaminado. A partir do contágio, a giárdia causa uma série de alterações gástricas no animal. Mesmo que tenha cura, a giárdia canina pode matar se não for devidamente tratada. Para esclarecer diferentes dúvidas, como contágio, tratamento e as diferentes formas de prevenção da doença, conversamos com o veterinário Thiago Félix, de Brasília. Dá uma olhada!

    Gripe canina, tosse canina ou tosse dos canis: conheça mais sobre as causas, sintomas e tratamento da doença
    Saúde

    Gripe canina, tosse canina ou tosse dos canis: conheça mais sobre as causas, sintomas e tratamento da doença

    Em algumas regiões do país, dizer que alguém está com "tosse de cachorro" é sinal de que a pessoa está com tosse seca, geralmente provocada por alguma irritação na garganta. O que muita gente não sabe é que, no mundo dos animais, o cachorro com tosse muitas vezes está doente — e a condição dele é bem parecida com algo comum para humanos: a gripe. Geralmente, a gripe canina (também conhecida como tosse canina ou tosse dos canis) é uma doença leve, mas se não for tratada pode virar algo mais sério. 

    Golden Retriever e alergias na pele: quais são as causas e tipos mais comuns?
    Grandes

    Golden Retriever e alergias na pele: quais são as causas e tipos mais comuns?

    Todo mundo adora o Golden Retriever. Conhecido por sua lealdade, inteligência, obediência e espírito brincalhão, ele é praticamente o cachorrinho perfeito; um companheiro para todas as horas. Não é à toa que a raça Golden conquistou o coração das famílias e está na lista dos cachorros mais populares do Brasil. Apesar de não exigir cuidados exagerados, o Golden Retriever enfrenta algumas doenças específicas que os tutores devem ficar de olho, como as alergias de pele.

    Ver Todas >

    O que cachorro pode comer nas festas juninas?
    Alimentação animal

    O que cachorro pode comer nas festas juninas?

    É normal qualquer pai de pet se perguntar o que cachorro não pode comer, principalmente em datas comemorativas. Com a chegada do mês de junho, vem aí também uma das comemorações mais amadas pelos brasileiros: as festas juninas! Além de muitas brincadeiras, quadrilhas e roupas caipiras, uma boa festa junina precisa ter muitas comidas típicas. Pipoca, cachorro quente, milho, paçoca, canjica... entre outros pratos fazem a alegria do nosso povo. 

    Cachorro pode tomar suco de frutas?
    Alimentação animal

    Cachorro pode tomar suco de frutas?

    Existem diversas frutas que pode dar para cachorro comer no dia a dia. Super saudáveis, as frutas para cachorro - quando certas - trazem diversos benefícios nutricionais ao animal. Uma grande vantagem das frutas é que elas permitem uma enorme variedade de formas de uso, e uma das preferidas de todo mundo é o suco de fruta. Mas será que o cachorro pode tomar suco assim como nós? Na verdade, depende! O Patas da Casa te explica quando o suco para cachorro pode ser oferecido ao pet e quando deve ser evitado. Confira!

    Pode trocar a ração do gato com qual frequência?
    Alimentação animal

    Pode trocar a ração do gato com qual frequência?

    Assim como o cachorro enjoa de ração, o gato também pode enjoar e deixar de se alimentar direito por causa disso. Todo mundo sabe que não é exatamente fácil agradar o exigente e criterioso paladar felino, então pode ser que depois de um tempo comendo do mesmo alimento, o gatinho simplesmente fique enjoado e queira experimentar coisas novas. Por outro lado, saber como conduzir essa situação é extremamente importante para evitar um gato estressado com a troca repentina de comida ou apático. 

    Ração para gatos castrados: tudo sobre o alimento e como escolher a melhor para seu pet
    Alimentação animal

    Ração para gatos castrados: tudo sobre o alimento e como escolher a melhor para seu pet

    A ração para gato castrado é um cuidado essencial que se deve ter com o bichinho após a cirurgia. A castração do gato traz inúmeros benefícios ao animal, pois acaba com certos comportamentos (como saidinhas e marcação de território) e ainda evita algumas doenças, como o câncer de mama. Por outro lado, o animal tende a ganhar mais peso, o que pode ser prejudicial à sua saúde. É aí que entra a ração para gatos castrados, recomendada sempre que o animal passa pela cirurgia. 

    Ver Todas >