Saúde

8 mitos e verdades sobre a saúde dos gatos

Há quem acredite que os gatos não ficam doentes, mas não é bem assim
Há quem acredite que os gatos não ficam doentes, mas não é bem assim

Quando se trata da saúde de gato, uma coisa é certa: todo o cuidado é pouco. Embora exista a lenda de que os bichanos possuem sete vidas, alguns cuidados específicos influenciam diretamente no bem-estar e, principalmente, na expectativa de vida do seu amigo. Ainda assim, é comum que alguns tutores tenham dúvidas sobre as medidas necessárias para proteger o seu pet e evitar as principais doenças de gato, especialmente os gateiros de primeira viagem. Para te ajudar, nós reunimos alguns mitos e verdades sobre a saúde dos felinos!

“As vacinas para gatos não obrigatórias aumentam a expectativa de vida do animal”

Verdade! Ao contrário do que muitos gateiros acreditam, as vacinas para gatos consideradas não obrigatórias são tão importantes quanto as outras e podem garantir a proteção contra doenças bem graves. A FIV, por exemplo, é uma delas. Conhecida como AIDS felina, o quadro costuma permanecer de forma assintomática durante anos e se manifestar apenas quando já está em seu estágio mais avançado, o que pode comprometer a saúde e a longevidade do animal. Além desta, existem outras doenças, como a FeLV, que também podem ser evitadas com a vacinação.

“Escovar dente de gato é um hábito desnecessário”

Mito! Assim como os cães e os humanos, os gatos também necessitam de uma rotina para manter a saúde bucal. O hábito é a única forma de remover sujeiras e restos de alimentos que favorecem a proliferação de bactérias e, consequentemente, o surgimento de uma série de infecções e doenças, como a gengivite. Com isso, surge a dúvida: como escovar os dentes do gato? Nesse caso, tudo o que você vai precisar é de uma escova pequena e com cerdas macias e uma boa dose de paciência. Lembre-se: é importante que o momento seja relaxante para que o seu pet crie menos resistência com a limpeza.

“Limpar a orelha de gato ajuda a evitar doenças”

Verdade! Esse simples cuidado pode fazer muito pela saúde do gato. Manter uma rotina de limpeza nas orelhas do gato ajuda a prevenir uma série de doenças, como a otite felina e a sarna de ouvido, que podem causar coceira, dores e bastante incômodo ao seu bichano. Por isso, é importante que o tutor limpe o ouvido do gato com frequência utilizando um pedaço de algodão e um removedor de cera de ouvido para pets. Vale lembrar que não recomendado utilizar outras soluções, como álcool e soro fisiológico, na orelha do animal, ok? Os componentes presentes nesses produtos podem prejudicar o canal auditivo do seu pet.

“A FIV e a FeLV são doenças de gato que não podem ser prevenidas”

Mito! A FIV e a FeLV não só podem, como devem ser prevenidas com cuidados simples. Optar pela criação indoor, por exemplo, é o primeiro passo para garantir a saúde do gato. Isso porque manter o seu bichano em casa e sem acesso às ruas é a melhor maneira de impedir que o animal tenha contato com gatos desconhecidos, aumentando até a sua longevidade. Além disso, existem vacinas que podem garantir a proteção do seu pet contra essas doenças.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    O nível de consumo de água também pode influenciar na saúde do gato
    O nível de consumo de água também pode influenciar na saúde do gato

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    “Gato estressado tem mais chances de ficar doente”

    Verdade! O nível de estresse do seu bichano pode influenciar diretamente na saúde dele. Isso porque um gato nervoso tem mais chances de ficar doente devido às alterações que o hormônio do estresse causa em seu organismo. Além das mudanças no comportamento do gato, o estresse pode resultar em aumento da pressão arterial e dos índices glicêmicos e reduzir a imunidade do felino, o que favorece o surgimento de algumas doenças, como a herpes e cistite idiopática felina. Por isso, é importante que o tutor se certifique de manter o ambiente confortável para o animal e invista em brinquedos e atividades que ajudem a entreter o bichano.

    “O sachê para gatos pode prejudicar a saúde do bichano”

    Mito! Na verdade, o sachê para gatos é um grande aliado para manter a hidratação do seu bichano em dia. Como eles possuem cerca de 80% de água na sua composição, o animal acaba consumindo uma grande quantidade de água que ele não beberia normalmente - os felinos têm uma certa dificuldade em consumir água, lembra? Por isso, podem ser oferecidos ao pet todos os dias. 

    “O vermífugo para gatos não é necessário para animais que vivem em casa”

    Mito! Embora os gatos criados em casa tenham menos risco de pegar parasitas em relação aos animais que transitam ao ar livre, eles não estão imunes. A transmissão pode ocorrer mesmo dentro de casa por meio da ingestão de pulgas, picadas de mosquitos, contato com fezes contaminadas e até mesmo pelo leite materno, no caso de gatinhos filhotes. 

    “O consumo de água pode influenciar na saúde dos gatos”

    Verdade! Não são apenas os humanos que precisam ingerir uma boa quantidade de água para manter o organismo funcionando. A ingestão de água também é fundamental para manutenção da saúde dos gatos. Propensos a sofrer de problemas renais, o consumo de água ajuda a prevenir as doenças renais. Para estimular o seu gatinho a beber mais água, vale apostar em fontes para gatos e até mesmo espalhar vários potinhos pela casa. Além disso, também vale acrescentar um pouquinho de água na ração seca para garantir a hidratação do seu amigo.

    Redação: Úrsula Gomes

    Quais doenças os filhotes de gato têm mais chances de contrair?

    Próxima matéria

    Quais doenças os filhotes de gato têm mais chances de contrair?

    Cachorro vira-lata não fica doente? Veja alguns mitos e verdades sobre a saúde dos cães sem raça definida
    Saúde

    Cachorro vira-lata não fica doente? Veja alguns mitos e verdades sobre a saúde dos cães sem raça definida

    Embora existam várias raças de cachorro, a verdade é que o vira-lata já conquistou um espacinho em nossos corações. Por se tratar de um cachorro sem raça definida (SRD), esse tipo de cãozinho desperta muitas dúvidas na cabeça dos tutores, principalmente quando o assunto é a saúde de cachorro. Será que esses animais vivem mais do que os outros? O organismo deles realmente é mais resistente e imune à doenças? Como deve ser a alimentação de um cachorro assim? Eles podem mesmo comer de tudo? Desvende alguns mitos e verdades sobre a saúde do cachorro vira-lata a seguir!

    Balinês: características, personalidade, saúde e curiosidades... conheça mais sobre essa raça de gato
    Raças

    Balinês: características, personalidade, saúde e curiosidades... conheça mais sobre essa raça de gato

    Pelos longos, finos e lisos: essas são as características mais comuns do gato Balinês. Facilmente confundido com o gato Siamês, o bichano desta raça também possui cores claras e manchas em determinados pontos do corpo e os famosos olhos azuis. O companheirismo tem tudo a ver com a sua personalidade: bastante adaptável, o gato Balinês é perfeito para quem busca um gatinho alegre e brincalhão. Para saber mais sobre essa raça, preparamos um guia com as principais informações. Dá uma conferida!

    Gatos Bengal: características, personalidade, saúde... saiba tudo sobre a raça (+ galeria com 30 fotos)
    Raças

    Gatos Bengal: características, personalidade, saúde... saiba tudo sobre a raça (+ galeria com 30 fotos)

    É impossível não reconhecer a raça de gatos Bengal. As manchinhas de sua pelagem são únicas, assim como o seu rabo comprido, traços finos e olhos claros. Ele lembra um leopardo! A inteligência é uma das características mais marcantes da raça de gato Bengal, junto com as diferentes maneiras de vocalizar e a facilidade em ser adestrado. Quer saber mais sobre esses gatinhos? Preparamos um guia com tudo que você precisa saber - desde os níveis da raça, até os problemas de saúde mais comuns. Confira!

    Comportamento

    "Erva de Gato": mitos e verdades sobre o catnip

    O catnip, conhecido no Brasil como a “erva de gato”, é uma aposta para divertir os felinos. Ao entrar em contato com a planta, os bichanos manifestam diversas reações - algumas hilárias - como efeito do produto. Mais do que promover diversão, o que poucos tutores sabem é que o catnip pode ser usado também para tratar questões de convivência entre felinos, problemas comportamentais, como ansiedade e estresse, e até ajudar em caso de gatos deprimidos e apáticos.

    Ver Todas >

    10 mitos e verdades sobre a Leishmaniose canina!
    Saúde animal

    10 mitos e verdades sobre a Leishmaniose canina!

    A leishmaniose canina pode trazer sérios problemas para a saúde do animal. A doença é classificada como uma zoonose (ou seja, seres humanos também podem contraí-la) e os cães domésticos são os principais hospedeiros. A transmissão ocorre pela picada do mosquito-palha infectado com o protozoário Leishmania infantum chagasi. A prevenção é muito importante, já que a doença pode levar humanos e cachorros à morte ou causar sérias sequelas. 

    Como identificar um gato desidratado?
    Saúde animal

    Como identificar um gato desidratado?

    Embora não apreciem muito esse hábito, beber água é fundamental para a saúde do gato. Os tutores devem ter bastante atenção na rotina dos bichanos: eles precisam de uma quantidade adequada de líquidos para não desenvolverem complicações no sistema urinário que podem levar à falência dos rins. A curto prazo, um gato desidratado, normalmente em decorrência de algum outro problema de saúde, precisa receber bastante atenção para não chegar a um estado mais grave. 

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!
    Saúde animal

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!

    Manter o seu cachorrinho livre de pulgas pode não ser uma tarefa muito fácil, mas é essencial para saúde e bem-estar dele. As pulgas em cachorro podem não só causar coceira no animal, como também transmitir bactérias e verminoses, além de provocar dermatites. O pente para pulga é um acessório de uso prático para o tutor , confortável para os animais e até mais sustentável

    5 fatos sobre a diabetes em cães que precisam da sua atenção
    Saúde animal

    5 fatos sobre a diabetes em cães que precisam da sua atenção

    A diabetes em cachorro é um quadro delicado e que precisa de atenção e muito cuidado. A doença se desenvolve a partir de alterações nos níveis de produção de insulina pelo corpo do animal, com apresentações diferentes de acordo com o tipo de diabetes. Apesar de ser muito parecida com a ação em humanos, a diabetes em cães causa muitas dúvidas nos tutores, que podem acabar caindo em alguns mitos sobre a doença. Quanto antes o tratamento for iniciado, porém, mais chances o cachorro tem de conseguir viver com a doença, sem afetar tanto a sua qualidade de vida. Para te ajudar com isso, reunimos 5 fatos sobre a diabetes canina para sanar todas as suas incertezas sobre a doença. Confira abaixo!

    Ver Todas >