Gato

6 maus hábitos com gatinhos que diminuem o bem-estar deles na velhice - e como combatê-los

Publicado - 15 Maio 2024 - 16h42

Atualizado - 15 Maio 2024 - 16h42

Cuidar de um gato idoso se torna muito mais fácil quando você toma alguns cuidados preventivos com o bichano ainda novo. Mas para isso é importante afastar certos “maus hábitos” da rotina do seu pet. É isso mesmo: às vezes um hábito que parece inofensivo pode ser bem prejudicial para o pet na velhice. Quer descobrir que hábitos são esses e como melhorar a qualidade de vida de um gato idoso? É só continuar lendo!

1) Não estimular a ingestão de água

Como vêm de uma origem desértica, os bichanos não estão acostumados a ingerir uma grande quantidade de água. O problema é que, a longo prazo, isso pode desencadear uma série de problemas de saúde, como a doença renal crônica e a insuficiência renal em gatos. Por isso, cabe ao tutor incentivar a hidratação desses animais — ou, do contrário, os felinos vão ter a saúde bem prejudicada na terceira idade.

Uma das melhores formas de estimular a ingestão hídrica dos gatinhos é apostando em fontes de água e oferecendo sachês para gatos. Os sachês têm uma alta concentração de água na composição e é um alimento muito apreciado pelos bichanos, por isso acaba sendo um grande aliado contra doenças renais.

Imagem Quiz:Sachê para gatos: qual o nível de amor do seu bichano por ração úmida?

Sachê para gatos: qual o nível de amor do seu bichano por ração úmida?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

2) Comprar ração para gatos sem se atentar às indicações do rótulo

A ração de gato é a base da dieta felina. Porém, é importante prestar muita atenção na hora de comprar a ração certa. Como existem diferentes tipos do mesmo alimento, o tutor deve verificar na embalagem quais são as especificações do produto quanto à faixa etária, porte e condições de saúde. Oferecer uma ração de gato filhote para gato adulto ou vice-versa, por exemplo, pode causar um desequilíbrio de nutrientes que pode abrir porta para outros problemas.

Também é bom se atentar à qualidade do produto. Idealmente, a ração premium e a ração super premium são as melhores opções, pois têm ingredientes de alto valor nutricional e saciam melhor as necessidades do animal.

3) Dar mais petiscos para o gato do que é recomendado por especialistas

Não tem problema dar sachê para gatos todos os dias, e o mesmo vale para os petiscos. Porém, é necessário ter cuidado com a quantidade. Geralmente, a própria embalagem dos alimentos já vêm com a recomendação de porções diárias, que levam em consideração o peso do animal. Mas, se houver qualquer dúvida, vale consultar um médico veterinário de confiança.

Sem seguir essa quantidade previamente estabelecida, são altas as chances de você ter um gato obeso. É claro que os estímulos que o animal recebe em casa também contribuem com isso, mas, de uma maneira geral, ofertar uma grande quantidade de alimentos pode favorecer a obesidade felina no futuro.

gato comendo sachê no potinho
O sachê para gatos ajuda a prevenir doenças renais na terceira idade

4) Deixar a castração de gato de lado

A castração de gato até pode parecer um cuidado dispensável para alguns tutores em um primeiro momento, mas esse procedimento faz uma diferença enorme na vida dos animais a longo prazo. Além de ser uma forma de evitar a gestação indesejada, essa é uma maneira de cuidar também da saúde do gato. Isso porque a cirurgia de esterilização é capaz de prevenir uma série de doenças perigosas, como o câncer de mama e o câncer de próstata. Na terceira idade, o gatinho vai agradecer pela castração!

5) Esquecer de fazer check-ups da saúde do pet junto a um profissional

Tem tutores que só procuram o auxílio de um médico veterinário quando o animal adoece. No entanto, esse não é o mais indicado. Na verdade, o ideal é que os felinos passem por consultas periódicas de rotina com um profissional (de preferência um veterinário especialista em gatos) para saber se está tudo certo com a saúde deles. Esse simples cuidado pode mudar a vida do seu pet na velhice!

Os gatinhos são mestres em esconder o que sentem, por isso esses check-ups são fundamentais para garantir que eles não estão com nenhum problema de saúde. As consultas podem ser feitas anualmente ou a cada seis meses. Não esqueça também de manter a tabela de vacinas atualizada, bem com os vermífugos!

6) Permitir que o gato dê umas voltinhas pelo bairro desacompanhado

Tem quem goste de criar gatos para serem livres, mas essa está longe de ser uma boa ideia. O hábito de deixar o animal dar umas voltinhas na rua pode não parecer nada demais, mas, além de reduzir drasticamente a expectativa de vida dos gatos, isso ainda pode impactar na vida do gato idoso.

O motivo é simples: quando o gatinho sai para passear sozinho, sem supervisão dos donos, ele fica suscetível a várias doenças que ele não teria contato se ficasse em casa. Consequentemente, pode ter a qualidade de vida afetada na velhice, já que muitas doenças não têm cura. A melhor opção para evitar que isso aconteça é apostar na criação indoor, colocando telas de proteção em todas as janelas e áreas que dão acesso às ruas.

Adoção

8 características do Gato de Pelo Curto Inglês (British Shorthair)

Você conhece o gato de Pelo Curto Inglês? Esse é um felino bastante apreciado por gateiros no geral, principalmente por conta da sua...

Cuidados

Quantos anos vive um gato? 5 perguntas e respostas sobre a idade dos gatos

Uma pergunta que, mais cedo ou mais tarde, todo tutor faz é: quantos anos vive um gato? E a verdade é que se o pet receber todos os ...

Comportamento

Filme para assistir com meu gato: 11 filmes protagonizados por gatinhos para ver acompanhado do seu pet

Quem precisa de uma noite badalada quando você pode aproveitar o momento para assistir filmes do lado do seu bichinho de estimação, ...

Gato

Tipos de gato Savannah: curiosidades sobre a raça híbrida que é uma das mais caras do mundo

Considerado um dos felinos mais caros do mundo, o gato Savannah é cheio de curiosidades e características impressionantes. A raça, q...

Adote um animal

Qual é o maior cachorro do mundo? Conheça 6 raças gigantes que batem recordes no quesito tamanho

Você já se perguntou qual é o maior cachorro do mundo? Existe uma grande variedade de raças com características físicas diferentes, ...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Cachorro

Quais são os tipos da doença do carrapato em cachorro? Conheça as características de cada uma

A doença do carrapato em cachorro é um dos maiores temores dos tutores. O que nem todo mundo sabe é que existem diferentes tipos da ...

Cachorro

Como identificar a doença do carrapato em cachorro? Vets recomendam prestar atenção a esses 8 sinais na rotina do pet

A doença do carrapato em cachorro é uma das enfermidades mais perigosas e traiçoeiras que existem no universo canino. Infelizmente, ...

Ver todas