Saúde

10 curiosidades sobre a anatomia do cachorro

 A anatomia do cachorro é bastante curiosa e determina alguns comportamentos do seu amigo
A anatomia do cachorro é bastante curiosa e determina alguns comportamentos do seu amigo

Não existem dúvidas de que a anatomia do cachorro é cercada de curiosidades, mas a verdade é que a maioria dos tutores não tem ideia dos segredos escondidos no corpo do seu bichinho de estimação. Afinal, quem nunca se surpreendeu com o olfato apurado dos cães, por exemplo? Ou ainda se perguntou sobre quantos ossos tem um cachorro? Essas e outras questões são bastante comuns e podem ser explicadas pela estrutura muscular e óssea deles. Para você entender melhor sobre como funciona o corpo do seu amigo, separamos 10 curiosidades sobre a anatomia canina. Dá uma olhada!

1) O rabo de cachorro é uma extensão da coluna do animal

Você pode até achar esquisito, mas aqui vai uma lição rápida sobre a anatomia canina: o rabo de cachorro também é composto por vértebras. Por isso, ele serve como uma extensão da coluna. Nesse caso, a região pode ter entre 5 e 20 vértebras separadas por discos moles, que têm como função fornecer amortecimento e flexibilidade ao seu amigo.

2) A pata de cachorro possui um “quinto dedo” que é parecido com o polegar dos humanos

Conhecido também como ergôs, o “quinto dedo” do cachorro fica nas patas da frente. Ele possui uma função bastante semelhante ao do polegar humano. Ou seja: é com ele que o seu cãozinho consegue segurar a comida, os brinquedos e outros objetos. Além dele, a pata de cachorro também possui as almofadas digitais, almofadas do carpo e a almofada do metacarpo, que ajudam a garantir o conforto e bem-estar do seu pet.

3) O sistema digestivo do cachorro é mais rápido do que o de outros animais

Ainda que os cães tenham algumas características parecidas com outros animais, a digestão não é uma delas. Isso porque a alimentação de cachorro é rica em nutrientes que garantem que a absorção seja feita com mais rapidez. Sendo assim, mesmo que a comida permaneça no estômago do seu pet por até oito horas, o sistema digestivo do cachorro, certamente, vai funcionar mais rápido em relação a outras espécies.

4) Os dentes de cachorro são capazes de revelar a idade do animal

Não é todo mundo que tem a informação exata de quando um filhote nasceu. Se esse é o seu caso, saiba que é possível determinar a idade que ele tem avaliando as condições e o desenvolvimento dos dentes. Sim, é isso mesmo! Os dentes de cachorro são capazes de revelar a idade aproximada dele. Isso porque essas estruturas se desenvolvem até os 12 meses de idade e depois passa por desgastes específicos que ajudam a identificar em que fase da vida o animal está. Além disso, o acúmulo de tártaro adquirido ao longo do tempo também pode ser um fator que confirma a idade do seu pet.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças muito independentes Golden Retriever e Yorkshire são cães que gostam de curtir a companhia dos humanos Border Collie e Jack Russell Terrier são cheios de energia e amam aventura
    Anatomia canina: o rabo do cachorro serve como uma ferramenta de comunicação para o seu amigo
    Anatomia canina: o rabo do cachorro serve como uma ferramenta de comunicação para o seu amigo

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    5) A audição dos cachorros é extremamente aguçada 

    Se você tem um cãozinho em casa, certamente já deve ter ouvido falar sobre como os peludos têm uma audição aguçada, certo? Acontece que, assim como os humanos, os cachorros também contam com um tímpano e um conjunto de ossículos que vibram e enviam sinais ao nervo auditivo. Mas, enquanto os humanos são capazes de captar entre 20 e 20.000 hertz de vibração, o cães captam entre 15 e 40.000 hertz. Por isso, é comum que eles sofram mais com os barulhos de fogos de artifícios do que nós, por exemplo. 

    6) Os cachorros não enxergam todas as cores

    A forma como os cachorros enxergam não é a mesma que os humanos. Eles não conseguem ver todas as cores e, consequentemente, distingui-las. Na verdade, os cães veem as cores em uma escala de azul e amarelo. 

    7) Os cães podem correr até 30km/h

    Ao ver o seu cachorro correndo, você se perguntou qual a velocidade máxima que ele consegue atingir? Se sim, nós temos a resposta: os cães podem atingir em média 30km/h. Entretanto, os cachorros da raça Greyhound podem tornar o seu quintal uma grande pista de corrida, já que chega a correr até 80km/h.

    8) O número de ossos do cachorro depende da sua idade, raça e gênero

    Uma das perguntas mais frequentes em relação a anatomia canina é, certamente, quantos ossos tem um cachorro. Acontece que o número de ossos do animal pode variar de acordo com a sua idade, já que, durante o crescimento, ocorre a fusão de alguns elementos ósseos, que aparecem separadamente no cão jovem. Além disso, a quantidade também pode mudar dependo do gênero do animal. De maneira geral, é possível dizer que um cão adulto costuma ter entre 319 e 321 ossos. 

    9) Os cachorros possuem uma terceira pálpebra nos olhos

    Sim, é isso mesmo! O cachorro possui uma terceira pálpebra, chamada membrana nictitante, que ajuda a limpar os restos e o muco de seus globos oculares e a produzir lágrimas. Curioso, né? 

    10) O cão possui um canal exclusivo para o olfato 

    Pode até parecer estranho, mas os cães possuem um espaço reservado em seu corpo apenas para o olfato. Ou seja: quando um cão inspira, parte do ar segue a rota dos pulmões enquanto a outra segue um caminho dedicado exclusivamente aos cheiros. Desta forma, o seu amigo consegue decifrar os códigos presentes no ar, quem está por perto e até mesmo as emoções.

    Redação: Úrsula Gomes

    Quais as doenças genéticas de cachorro mais comuns?

    Próxima matéria

    Quais as doenças genéticas de cachorro mais comuns?

    100 curiosidades sobre cachorros que vão te impressionar
    Cachorro

    100 curiosidades sobre cachorros que vão te impressionar

    Todo mundo sabe que o cachorro é o melhor amigo do homem, mas será que você realmente conhece o seu amigo de quatro patas? Existem várias curiosidades sobre cachorro que muitas vezes surpreendem a gente. Seja por causa de um comportamento canino que não faz muito sentido na nossa cabeça - como o hábito de “cavar” antes de dormir -, ou seja porque nunca pesquisamos muito a fundo sobre a anatomia do cachorro. 

    Pata de cachorro: anatomia, cuidados e curiosidades... saiba tudo sobre essa parte do corpo do seu amigo
    Cuidados

    Pata de cachorro: anatomia, cuidados e curiosidades... saiba tudo sobre essa parte do corpo do seu amigo

    A saúde do cachorro depende de muitos cuidados com o corpo do animal - inclusive com as suas patinhas! São elas que dão todo o suporte necessário para que o cãozinho possa correr, brincar e pular, do jeitinho que eles gostam. Entretanto, muitos tutores não dão a devida atenção a pata de cachorro, e isso pode acabar desencadeando uma série de problemas na região, trazendo muito desconforto para o seu amigo de quatro patas. Pensando nisso, reunimos tudo que você precisa saber sobre essa parte do corpo dos cães: desde cuidados e doenças que podem atingir o local, até curiosidades e truques (como ensinar o cachorro a dar a pata, por exemplo). Confira!

    Boston Terrier: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequena
    Pequenos

    Boston Terrier: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequena

    Para quem sempre sonhou em ter um cachorro de raça pequeno, o Boston Terrier é a companhia certa! Embora ele ainda seja muito confundido com o Bulldog Inglês, o cãozinho desta raça tem qualidades únicas e excepcionais. Amigáveis, brincalhões e com muita energia, os cachorros da raça Boston Terrier são muito fáceis de lidar no dia a dia e amam agradar seus tutores. Além disso, eles são super adaptáveis e conseguem conviver bem em praticamente qualquer lugar. 

    Tudo sobre o cachorro Pug: origem, saúde, personalidade, características físicas e muito mais
    Pequenos

    Tudo sobre o cachorro Pug: origem, saúde, personalidade, características físicas e muito mais

    É praticamente impossível não se apaixonar por um cachorro da raça Pug! Com os famosos olhos esbugalhados, focinho achatado e corpo compacto e rechonchudo, o cãozinho é um dos queridinhos dos brasileiros. São tantas características que fazem do Pug um animal único, que fica até difícil saber por onde começar. Pensando nisso, o Patas da Casa preparou uma matéria bem especial para todos os amantes da raça Pug. A seguir, descubra mais sobre a origem, personalidade, cuidados com a saúde e qual é o preço desse doguinho tão carismático!

    Ver Todas >

    Pode dar dipirona para gato? Descubra se o medicamento é permitido e quais são as recomendações
    Saúde animal

    Pode dar dipirona para gato? Descubra se o medicamento é permitido e quais são as recomendações

    O uso da dipirona é algo comum entre os humanos, mas quando recomendada para os animais domésticos pode gerar dúvidas nos tutores. Normalmente receitado para aliviar dores e baixar a febre, o medicamento começou a ser comercializado no Brasil em 1922. A ação anti-inflamatória da dipirona possui poucos efeitos colaterais quando comparada a outros medicamentos.

    Como aumentar a imunidade do cachorro? Qual o impacto na saúde? Saiba tudo sobre o sistema imunológico canino
    Saúde animal

    Como aumentar a imunidade do cachorro? Qual o impacto na saúde? Saiba tudo sobre o sistema imunológico canino

    A saúde do cachorro sempre deve estar em primeiro lugar para quem é pai de pet. Os cachorros tem um sistema imunológico que trabalha desde seu nascimento e vai se desenvolvendo conforme o cão é exposto a patógenos. Assim como nos humanos, alguns fatores externos podem prejudicar o sistema imunológico canino. Situações de estresse, má alimentação, mudanças de clima e baixas temperaturas, por exemplo, podem afetar o sistema imunológico do cãozinho. A defesa desabilitada do organismo do cachorro pode resultar em doenças recorrentes, abatimento e cansaço. Lembre-se que é sempre necessário a avaliação de um médico veterinário de confiança caso seu amigo de quatro patas esteja apresentando sintomas de qualquer doença. Se você quer entender mais como aumentar a imunidade baixa do cachorro e entender melhor o funcionamento do sistema imunológico canino, o Patas da Casa reuniu todas as informações sobre o assunto. Vem dar uma olhada!

    Castração de gato: quais os cuidados que você deve ter no pós-operatório?
    Saúde animal

    Castração de gato: quais os cuidados que você deve ter no pós-operatório?

    A castração de gato é um procedimento cirúrgico que vai muito além de evitar a gravidez indesejada e o possível abandono de animais: ela também é uma forma de cuidar da saúde do seu amigo de quatro patas. No entanto, é comum que muitos tutores se sintam inseguros com a cirurgia, principalmente porque é necessário ter alguns cuidados antes e depois de castrar gato. 

    Cálculo renal em gatos: como se desenvolve? Tem cura? Veterinária explica tudo sobre o problema
    Saúde animal

    Cálculo renal em gatos: como se desenvolve? Tem cura? Veterinária explica tudo sobre o problema

    Não é mistério que os felinos têm certa dificuldade para beber água no dia a dia. A questão é que muitas vezes isso acaba desencadeando vários problemas na saúde do gato, principalmente no sistema urinário, trazendo grande preocupação para os tutores. O cálculo renal em gatos é uma doença mais comum do que se imagina e precisa de alguns cuidados. Por isso, é essencial saber identificar um gato com problema renal para procurar a ajuda de um especialista o quanto antes. 

    Ver Todas >