Saúde

Trombose em cachorro: o que é, quais as causas e como prevenir o problema?

A trombose em cachorro é um problema sério, saiba mais sobre a doença
A trombose em cachorro é um problema sério, saiba mais sobre a doença

A maioria dos cães geralmente tem uma boa saúde ao longo de sua vida, principalmente se eles forem bem cuidados. No entanto, ainda assim alguns problemas podem surgir quando menos se espera, como é o caso da trombose em animais. Embora não seja um quadro tão comum, é importante saber tudo sobre a doença, pois dependendo da região que foi atingida, o cachorro pode ter sua qualidade de vida bastante afetada. Para compreender melhor sobre esse problema de saúde, o Patas da Casa conversou com a Dra. Claudia Calamari, que é médica veterinária de São Paulo. Tire todas as suas dúvidas sobre o assunto a seguir!

O que é a trombose em cachorro e quais são as causas do problema?

Conforme a especialista explica, a trombose é a solidificação do sangue no interior de um vaso sanguíneo pela ativação excessiva dos processos homeostáticos normais, formando assim um tampão sólido, que é chamado de trombo. Esses processos, por sua vez, são definidos como “respostas” naturais do corpo aos estímulos ao seu redor, como quando está muito quente e o animal começa a suar pelas patinhas. “O trombo pode ser constituído por fibrina e células sanguíneas que obstruem o fluxo sanguíneo, ocorrendo em artérias (tromboembolismo arterial) e veias (tromboembolismo venoso)”.

Já sobre as causas deste quadro, a especialista esclarece: “A trombose canina pode ocorrer pelo aumento da hipercoagulação, estase vascular (quando o fluxo sanguíneo diminui) e alterações no endotélio vascular (camada que reveste o interior dos vasos). A trombose é uma complicação que pode ser oriunda de muitas enfermidades como doenças cardiovasculares, doenças endócrinas, trombose inflamatória, tromboses hepáticas e renais e até mesmo em decorrência de neoplasias”.

Trombose: cachorro pode ter diferentes sintomas, dependendo da região afetada

Os sintomas da condição vão depender, principalmente, do local em que a trombose canina se formou. “Trombo em regiões de coração e pulmão podem ocasionar desmaios, falta de ar, paralisia, gengivas pálidas e tosse. Já na região do cérebro, podemos observar alterações de comportamento, do passo, perda de reflexos, alterações oculares, tremores e convulsões”, alerta Claudia.

Além disso, a profissional também destaca que no caso de uma trombose mais específica, como é o caso do tromboembolismo aórtico, o quadro pode desencadear a oclusão das artérias ilíacas e femorais, ocasionando a isquemia dos membros posteriores. Na prática, isso quer dizer que o paciente poderá ter paralisia com alteração da temperatura do membro.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    A trombose canina pode deixar o cachorro ofegante
    A trombose canina pode deixar o cachorro ofegante

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    A trombose em cachorro tem cura? Saiba como é feito o diagnóstico e tratamento da doença

    Se houver qualquer suspeita de que seu cãozinho está com trombose, é importante consultar um médico veterinário para investigar isso corretamente. “O diagnóstico da trombose pode ser feito por ultrassonografia para identificar a presença e localização de um trombo vascular, com radiologia ou por meio da tomografia para determinar a extensão do trombo”, explica a especialista. Além disso, exames simples como hemograma e fatores de coagulação também podem ajudar no direcionamento.

    O tratamento da trombose em cachorro vai depender bastante da localização e da gravidade das lesões no organismo do animal. “Pode-se utilizar tratamento com medicamentos específicos e remoção de trombos cirurgicamente”, conta. Para entender qual é a melhor opção para o seu cão, é fundamental conversar com o médico veterinário para tirar todas as dúvidas. 

    A prevenção da trombose canina consiste em consultas regulares com o veterinário

    Para cuidar da saúde do cachorro, a melhor maneira de prevenir tanto a trombose canina quanto outras doenças é levando o seu cãozinho ao veterinário anualmente, mesmo que seja só para se certificar que está tudo bem com ele. “Consultas e exames de rotina podem ajudar na prevenção da trombose canina, pois ajudam a identificar alterações que favorecem a formação do trombo. É muito importante que tutores façam exames de rotina em seus animais como hemograma, exames bioquímicos, cardiológicos e de imagem”, orienta Claudia.

    Redação: Juliana Melo

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Próxima matéria

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    100 curiosidades sobre cachorros que vão te impressionar
    Cachorro

    100 curiosidades sobre cachorros que vão te impressionar

    Todo mundo sabe que o cachorro é o melhor amigo do homem, mas será que você realmente conhece o seu amigo de quatro patas? Existem várias curiosidades sobre cachorro que muitas vezes surpreendem a gente. Seja por causa de um comportamento canino que não faz muito sentido na nossa cabeça - como o hábito de “cavar” antes de dormir -, ou seja porque nunca pesquisamos muito a fundo sobre a anatomia do cachorro. 

    Ver Todas >

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato
    Saúde animal

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato

    Já parou para pensar como ocorre o cruzamento entre os gatos? Os machos sempre estão dispostos a acasalar, mas as fêmeas precisam estar no período do cio para aceitar a aproximação. O primeiro cio costuma ocorrer quando o animal atinge a puberdade, que normalmente é entre o 8º e o 10º mês de vida. Esse costuma ser um período bastante delicado para todos, que precisam já que a gata passa por uma grande carga de estresse. 

    Saúde animal

    "Meu cachorro tem muita fome": quando a fome em excesso passa a ser uma compulsão alimentar?

    Quando se trata da alimentação do cachorro, normalmente a situação que mais aflige os tutores é quando o animal não quer comer ração. Contudo, é importante ter muita atenção se o comportamento do seu amigo for o contrário disso, porque às vezes o cachorro comendo muito é um sinal de compulsão alimentar - o que pode trazer prejuízos para a saúde do pet a longo prazo. 

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia
    Saúde animal

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia

    O vômito e diarreia em gatos são condições que sempre ligam o alerta nos tutores. Geralmente sintoma de algum outro problema de saúde, o gato vomitando ou com diarreia pode representar tanto uma reação natural do organismo felino quanto uma doença mais grave. O sistema digestivo do gato é sensível e pode ser afetado por uma simples alteração na alimentação. 

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?
    Saúde animal

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?

    A obesidade em gatos é um problema que precisa de atenção. Geralmente, o quadro não está relacionado à predisposição genética, mas alguns fatores contribuem para o aumento de peso nos felinos. A falta de exercícios físicos e uma alimentação inadequada, por exemplo, são hábitos que podem levar à obesidade. Então se o seu gatinho é muito preguiçoso ou não tem acesso a todos os nutrientes que precisa, é bem provável que ele se torne um gato obeso. 

    Ver Todas >