Um gato bebendo água vai muito além do refresco em dias mais quentes. Assim como os humanos, os felinos precisam de bastante líquido para manter um pleno funcionamento do corpo. A ausência ou hidratação insuficiente, inclusive, é um grave fator de risco para doenças renais. A quantidade diária de água que um gato precisa varia de acordo com o tamanho, idade e período do ano (no calor a oferta de água deve ser maior, por exemplo), mas em média eles devem beber pelo menos 250 ml por dia para se manterem bem hidratados.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Um gato bebendo água em poucas quantidades pode apresentar diversas disfunções, como caspa, apatia, infecção urinária e, a longo prazo, pode levar à insuficiência renal. É por esses e outros motivos que é importante observar o nível de hidratação no dia a dia. Algumas técnicas para fazer o gato beber mais água podem ajudar!

1) Invista em uma fonte de água para gatos

Com certeza você já flagrou seu bichano em cima de uma pia querendo beber a água da torneira (e recusando a do bebedouro). Isso acontece pois a água corrente parece mais atraente para os felinos. A fonte de água para gatos vai atender essa necessidade do animal. Esse é um método comprovado e indicado por veterinários para aumentar a hidratação da espécie, então não tem erro! Existem diferentes modelos no mercado, mas prefira as versões de inox, barro ou cerâmica.

2) O sachê para gatos aumenta a ingestão de líquidos

sachê para gatos é um dos itens mais recomendados para incentivar a hidratação do pet. E inclusive, pode ser dado todos os dias! O alimento nada mais é do que um alimento úmido, mas diferente da ração seca, tem uma quantidade muito maior de líquido em sua composição. Por isso, além de nutrir, a ração úmida para gatos aumenta a ingestão de água diária, prevenindo assim, a desidratação e o desenvolvimento de doenças renais. Mas atenção! Antes de substituir a ração seca pelo sachê é fundamental conversar com o veterinário para que ele defina a quantidade ideal por dia, ok?! 

3) Garanta que o bebedouro do gato seja adequado para ele

Primeiro, é imprescindível investir em um bebedouro para gatos adequado. Acredite ou não, a temperatura e pureza da água, assim como o material do potinho, fazem toda a diferença na hora do bichano se hidratar. Muito exigentes com todas as etapas da rotina, os gatos precisam de atenção especial com a limpeza dos bebedouros e troca da água.

Para começar, escolha o bebedouro para gato correto: aqueles de cerâmica, vidro ou inox são os mais indicados, já que não acumulam muita sujeira nas bordas e são mais fáceis de limpar - além disso, mantêm a água com sensação de frescor por mais tempo. Os potinhos de plástico e alumínio são os menos recomendados.

Outro ponto muito importante é em relação aos bigodes do gato. As vibrissas são sensíveis e estão ligadas a diversas terminações nervosas, por isso, o contato dos fios com qualquer superfície pode ser bem incômodo. O bebedouro do gato, portanto, deve ter as bordas mais largas e não pode ser muito fundo. Com esses detalhes em dia, o gato com certeza vai se sentir mais confortável na hora de beber água.


A fonte de água para gatos é um ótimo incentivo para aumentar a hidratação
A fonte de água para gatos é um ótimo incentivo para aumentar a hidratação

4) O bebedouro do gato deve ser lavado com frequência

De nada adianta um bebedouro de qualidade se ele não está limpo. Mesmo sendo um recipiente só de água, ao longo do dia vai-se acumulando pequenas partículas de sujeira, seja do ar ou da própria língua do felino. O bebedouro do gato precisa ser lavado pelo menos dia sim, dia não. Use uma esponja e detergente neutro para fazer a higienização e enxague com água corrente. Outro ponto importante é jamais colocar o comedouro ou bebedouro próximo a caixa de areia para gatos - eles odeiam! 

5) Como fazer o gato beber água? Troque a água todos os dias!

Essa dica é fundamental, pois muitas vezes os gatos recusam água pois ela está há dias do mesmo jeito e, além da sujeira, a temperatura já não é mais tão agradável. Portanto, não deixe de trocar a água dos gatos todos os dias (ou até duas vezes por dia). Inclusive, em dias mais quentes uma boa dica é colocar cubos de gelo para mantê-la gelada (o que ajuda a refrescar o gato com calor).

6) Espalhe vários potinhos pela casa para incentivar o gato beber água a qualquer momento

Os gatos podem ser bem preguiçosos. Por isso, mesmo que sintam sede, dificilmente vão se deslocar até o outro lado da casa para se hidratarem. O truque é espalhar vários bebedouros para gatos pelos cômodos, especialmente perto dos lugares em que o pet costuma passar mais tempo descansando. Acredite, o fácil acesso com certeza vai aumentar o consumo de água.

7) Gato bebe mais água quando gasta energia

Assim como os cães que correm ao pote de água após um passeio, os gatos também precisam de líquido para repor as energias. Seja para gato filhote ou adulto, tire alguns minutos do dia para fazer brincadeiras desafiadoras com eles, de modo que eles façam bastante esforço físico. Além de saudável, essas atividades vão despertar a sede do animal. A varinha para gatos e bolinhas são ótimas dicas!

Redação: Erika Martins

Edição: Luana Lopes