close
Saúde

Sarna otodécica: saiba mais sobre esse tipo da doença que pode atingir os cães

A sarna otodécica é causada por um ácaro específico. Entenda mais sobre a doença!
A sarna otodécica é causada por um ácaro específico. Entenda mais sobre a doença!

A sarna é um dos problemas mais graves que um cachorro pode ter ao longo da vida. É uma infecção que tem vários tipos e ocorre por muitas razões. Uma delas é a sarna otodécica, um tipo da doença que acomete o ouvido dos cães. Causado por ácaros específicos, esse problema causa muito incômodo e também é contagioso. Para saber mais sobre esse tipo de sarna de cachorro, qual a melhor forma de tratamento e como prevenir, conversamos com a veterinária dermatologista Juliana Ferreiro Vieira, de São Paulo. Confira!

Sarna otodécica: o que é e como ocorre o contágio?

“A sarna otodécica, também conhecida como sarna de orelha, é uma doença causada pela infestação das orelhas dos animais por um ácaro chamado Otodectes cynotis”, explica Juliana. Ela acrescenta que esses parasitas são de cor branca e têm o tamanho maior do que os ácaros usuais. Por isso, podem ser vistos a olho nu algumas vezes.

O contágio ocorre a partir do contato de um animal doente com um saudável. Cães que vivem nas ruas podem contrair a doença com mais facilidade, pois não possuem acesso a um tratamento médico adequado e nem recebem o cuidado constante com medicamentos para controle de pulgas, carrapatos e do próprio ácaro.

Quais os sintomas mais comuns da sarna otodécica?

A sarna otodécica atinge a orelha e o ouvido do cachorro. Os sintomas mais comuns são coceira, excesso de cera de coloração avermelhada ou marrom, feridas e mau cheiro. O cão também pode balançar o ouvido com mais frequência e apresentar incômodo ou dor na região. O problema, muitas vezes, pode ser confundido com uma otite, mas no caso da sarna otodécica, a cera de ouvido aparece com uma concentração mais alta ainda (veja fotos abaixo).

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    A principal diferença da sarna otodécica (foto) para a otite é a intensidade da cera de ouvido
    A principal diferença da sarna otodécica (foto) para a otite é a intensidade da cera de ouvido
    No caso da otite (foto), as causas mais comuns são bactérias, fungos, alergias, carrapatos, traumas e até uma baixa da imunidade.
    No caso da otite (foto), as causas mais comuns são bactérias, fungos, alergias, carrapatos, traumas e até uma baixa da imunidade.
    A principal diferença da sarna otodécica (foto) para a otite é a intensidade da cera de ouvido
    No caso da otite (foto), as causas mais comuns são bactérias, fungos, alergias, carrapatos, traumas e até uma baixa da imunidade.

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Sarna canina na orelha: quais os exames necessários para o diagnóstico?

    Ao perceber esses sintomas no ouvido do seu cãozinho, não hesite em buscar ajuda de um médico veterinário. É importante não tentar limpar o local sozinho ou utilizar soluções caseiras, pois isso pode agravar o quadro. “Para fazer o diagnóstico dessa sarna, o veterinário faz um exame na orelha do animal com um aparelho chamado otoscópio, que permite ver os parasitas. E também um exame parasitológico no microscópio utilizando a secreção da orelha do paciente”, conta a veterinária. 

    Sarna otodécica: tratamento pode durar até 1 mês

    Para eliminar a sarna otodécica, o médico veterinário avaliará a infecção para determinar se é necessário entrar com algum remédio específico. O tratamento pode ser feito por meio do uso de medicamentos parasiticidas, medicações injetáveis ou orais e até com produtos para aplicar diretamente nas orelhas. Segundo a veterinária, esse tratamento pode durar em média um mês. Após o tratamento, o animal está curado, mas pode voltar a contrair a doença se tiver contato com outro animal infectado. Por isso, se você tive um cão doente em casa, não deve misturá-lo com o cão sadio, já que a sarna otodécica é uma doença transmitida por contato. 

    Como prevenir a sarna otodécica?

    A principal maneira de prevenir a sarna otodécica é com o uso de medicamentos para evitar pulgas, carrapatos e ácaros. Vale a pena também investir em uma coleira antipulgas, que repele qualquer tentativa de contato desses ácaros com o pelo e a pele dos cachorros.  “É necessário um cuidado maior no contato com outros animais, principalmente aqueles que não recebem assistência veterinária”, acrescenta Juliana. Ah, lembre-se sempre: se o seu animal apresentar quaisquer alterações nas orelhas, procure um veterinário. 

    Redação: Júlia Cruz

    Qual o uso correto da coleira para leishmaniose?

    Próxima matéria

    Qual o uso correto da coleira para leishmaniose?

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Sarna sarcóptica em cães: saiba tudo sobre a variação da doença causada por ácaros
    Saúde

    Sarna sarcóptica em cães: saiba tudo sobre a variação da doença causada por ácaros

    Dentre as várias doenças de pele que podem afetar os cachorros, uma das mais preocupantes - e comuns - é a sarna sarcóptica, também conhecida como escabiose. Essa patologia é provocada pela presença de um ácaro dentro da pele dos infectados, chamado Sarcoptes scabiei , que causa muita coceira nos animais acometidos. Além disso, é uma doença que é facilmente transmitida de um cãozinho para outro, e pode até mesmo afetar os humanos. Para te ajudar a entender um pouco mais sobre a sarna sarcóptica em cães, o Patas da Casa entrevistou a médica veterinária da clínica Soft Dogs e Cats, Nathália Gouvêa. Dá só uma olhada no que ela falou sobre o assunto a seguir!

    Hiperadrenocorticismo em cães: o que é, quais os sintomas e como tratar? Saiba tudo sobre a doença endócrina
    Saúde

    Hiperadrenocorticismo em cães: o que é, quais os sintomas e como tratar? Saiba tudo sobre a doença endócrina

    Assim como os humanos, os cachorros também podem desenvolver um quadro de hiperadrenocorticismo. Também chamada de Síndrome de Cushing, a doença acontece quando a hipófise, glândula responsável por produzir hormônios que regulam o funcionamento da parte endócrina do organismo, passa a não funcionar corretamente. A hiperadrenocorticismo é popularmente conhecido por atingir cachorros idosos e, por isso, seus sintomas podem ser facilmente confundidos com o envelhecimento natural dos animais. Sendo assim, é importante ficar atento aos sinais do seu cãozinho e sempre investigá-los. Para entender melhor o assunto, o Patas da Casa conversou com a veterinária Gabriela Teixeira, que contou tudo sobre o hiperadrenocorticismo em cães. Confira!

    Mastocitoma em cães: saiba mais sobre esse tumor que atinge os caninos
    Saúde

    Mastocitoma em cães: saiba mais sobre esse tumor que atinge os caninos

    O mastocitoma em cães é um dos tipos de tumores mais comuns nos nossos amigos de quatro patas. Ainda assim, muitos pais de pets não têm muita noção sobre o que ele realmente é, como reconhecer que o seu animal desenvolveu um deles e o que fazer com o seu amigo depois do diagnóstico. Para te ajudar numa situação como essa, nós conversamos com a veterinária Fernanda Pereira Risoli, que atende no hospital Vet Popular, em São Paulo. Dá uma olhada no que ela explicou sobre o mastocitoma canino!

    Ver Todas >

    Outubro rosa pet: tudo que você precisa saber sobre o câncer de mama em cadelas e gatas
    Saúde animal

    Outubro rosa pet: tudo que você precisa saber sobre o câncer de mama em cadelas e gatas

    Assim como a campanha internacional com humanos, o Outubro Rosa Pet é uma oportunidade para conscientizar os tutores sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama em cães e gatos. Esse é um problema mais comum do que se imagina no universo animal. Por isso, a observação constante e a prevenção devem fazer parte da rotina de todo pai ou mãe de pet, principalmente no caso de fêmeas.

    Piodermite canina: 10 perguntas e respostas sobre a doença que atinge a pele do cachorro
    Saúde animal

    Piodermite canina: 10 perguntas e respostas sobre a doença que atinge a pele do cachorro

    A piodermite canina é uma das doenças de pele que podem atingir os cães, deixando-o com muita coceira e bastante desconfortável. Podendo ter inúmeras causas, a piodermite está relacionada ao sistema imunológico do animal e significa que a saúde do pet está debilitada. Apesar de comum, a piodermite em cães ainda gera muitas dúvidas nos pais e mães de pet, que não sabem muito bem como perceber os sintomas, o que causou a doença e como podem tratá-la. O Patas da Casa separou 10 perguntas e respostas sobre a piodermite em cachorro para acabar com qualquer questão que você possa ter sobre essa doença. Confira!

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães
    Saúde animal

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães

    A dirofilariose canina é uma doença silenciosa que pode afetar gravemente a saúde dos pets. Conhecida popularmente como a patologia do verme do coração, a transmissão da doença acontece por meio de uma simples picada de mosquito e pode levar o cachorro a óbito de maneira repentina. Para lidar com a dirofilariose, todo cuidado é pouco! 

    Fluidoterapia em gatos: tudo que você precisa saber sobre o tratamento usado em gatos renais crônicos
    Saúde animal

    Fluidoterapia em gatos: tudo que você precisa saber sobre o tratamento usado em gatos renais crônicos

    Você já ouviu falar em fluidoterapia em gatos? Muito comum em casos de insuficiência renal em gatos, a fluidoterapia em felinos é um tratamento de suporte que promove a hidratação do animal. É um procedimento versátil que pode ser aplicado de diversas maneiras e com fluidos específicos para cada situação. Para tirar todas as dúvidas sobre a fluidoterapia em gatos, o Patas da Casa conversou com a veterinária especialista em gato e dona do Diário Felino Jéssica de Andrade.

    Ver Todas >