close
Ração

Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?

Além de escolher a melhor ração para cachorro, também é importante tomar outros cuidados com a alimentação dos cães
Além de escolher a melhor ração para cachorro, também é importante tomar outros cuidados com a alimentação dos cães

É normal cometer alguns erros quando se trata da alimentação do cachorro, principalmente no caso de quem nunca teve um bichinho de estimação antes. Com o tempo e as orientações do veterinário, o tutor geralmente aprende o que o cão pode ou não pode comer, qual melhor ração para cachorro e a quantidade certa de comida que deve ser oferecida para o pet no dia a dia. O perigo é quando esses erros continuam acontecendo, porque isso pode acabar prejudicando a saúde do cachorro futuramente - seja porque o animal comeu alguma coisa que não deveria ou porque ele está comendo demais. Se você tem dúvidas sobre o assunto, veja quais são os erros que devem ser evitados na hora de alimentar o seu doguinho a seguir!

Deixar o pote de ração sempre cheio e à disposição do pet

A maioria das pessoas pensa que essa é a melhor forma de oferecer a ração para cachorro, mas não é bem assim. Assim como os humanos, os animais também precisam de rotina para comer e com porções bem regradas, que vão variar de acordo com o porte, a raça e a idade do pet. Deixar o pote de ração sempre cheio é um erro porque o tutor não consegue controlar quantas vezes o cachorro come por dia e nem a quantidade de ração que é oferecida. Além disso, quando a ração fica exposta o tempo, o alimento perde a textura e o sabor com mais facilidade.

Também é importante evitar isso porque alguns cães são bastante gulosos e simplesmente não param de comer enquanto houver comida à disposição, o que pode predispor à obesidade - principalmente no caso de cachorros que não se exercitam com frequência.

Não saber como calcular a quantidade de ração para cachorro filhote e adulto

Esse é um erro muito comum, mas que é fácil de ser revertido. As embalagens de ração geralmente contém instruções com a quantidade certa de ração para cachorro filhote, adulto e idoso. Os próprios fabricantes fazem todos os cálculos para facilitar a vida do tutor e do pet. A única atenção, porém, é com a quantidade de vezes que o animal se alimenta por dia. No caso dos filhotes, a recomendação é a seguinte:

• 2 meses: de 4 a 6 vezes ao dia

• 3 meses: 4 vezes ao dia

• 4 a 6 meses: 2 a 3 vezes ao dia

• Após 6 meses: 2 vezes ao dia ou de acordo com a recomendação do veterinário

Na fase adulta, o cãozinho deve se alimentar pelo menos duas vezes ao dia, uma de manhã e outra à noite. Em alguns casos, os tutores também podem optar por dividir a ração em porções menores ao longo do dia, especialmente quando o cachorro come rápido demais. Mas lembre-se: o ideal é não ultrapassar a quantidade estipulada para duas refeições.

Brinquedos para gatos: faça o quiz e descubra qual o tipo preferido do

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Você passou um tempo fora de casa e quando voltou seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato costuma te acordar?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato reage ao ver uma caixa de papelão?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual dessas definições mais combina com a personalidade do seu gato?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se seu gato fosse humano, qual desses comportamentos ele mais teria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual desses brinquedos reciclados seu gatinho mais adoraria?

Question Header Background

O arranhador é o brinquedo ideal para seu felino! Seu gato faz a festa com brinquedos que “não são” brinquedos! Seu bichano é apaixonado pelos brinquedos clássicos!
    A ração para cachorro deve corresponder ao porte, idade e raça de cada animal
    A ração para cachorro deve corresponder ao porte, idade e raça de cada animal

    Mais Lidas

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Alimentação animal

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    Verduras e legumes para cachorro: 15 opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!
    Alimentação animal

    Verduras e legumes para cachorro: 15 opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!

    Muitos tutores questionam se podem oferecer legumes para cachorro. A resposta é sim! Além de ser muito saudável, esse tipo de alimento ajuda a abrir e instigar o apetite dos caninos, podendo ser oferecidos como petiscos e até recompensas. Mesmo se alimentando de ração diariamente, não há uma restrição que impede o cão de comer alimentos gostosos por fora, como vegetais e frutas variadas. O importante é que o tutor respeite a saúde do cachorro e ofereça com moderação, é claro - lembrando que sempre vale conversar com o veterinário antes de qualquer decisão.

    Escolher uma ração para cachorro que não seja adequada para o seu amigo

    Os cães têm necessidades nutricionais diferentes que variam de acordo com a raça, porte e idade deles. Por isso, esses fatores devem ser levados em consideração na hora de escolher a melhor ração para cachorro e não errar na alimentação do doguinho. A ração para filhotes de cachorro, por exemplo, é totalmente diferente da ração para cães adultos ou idosos. A primeira tem maior quantidade de proteínas, carboidratos e é fortalecida por vitaminas e minerais que ajudam no processo de formação de tecidos e da estrutura óssea, auxiliando no crescimento do filhote. Já quando o cão atinge a fase adulta, a ração deve ser mais balanceada. O mesmo vale para cachorros grandes e pequenos, que não devem consumir o mesmo tipo de alimento.

    Além do mais, vale destacar que a qualidade da ração para cachorro também interfere nesse processo. As rações do tipo Premium ou Super Premium são consideradas mais nutritivas do que as demais, saciando a fome do doguinho rapidamente e garantindo uma boa saúde.

    Incluir petiscos e comidas proibidas na alimentação do cachorro

    Muita gente tem o hábito de dar restos de comida para os animais, mas isso é completamente errado. O uso de temperos, como alho e cebola, faz parte da maioria das comidas que consumimos, mas é bastante prejudicial para a saúde do cachorro. Antes de decidir dar qualquer tipo de comida que fuja da dieta do cachorro, é importante ter em mente que o organismo canino é diferente do organismo humano. Os cães não são capazes de digerir tudo que uma pessoa come, e é dever do tutor saber quais alimentos são permitidos e proibidos para o cachorro. Algumas frutas, legumes e verduras são liberados, e podem servir como um excelente petisco de vez em quando, mas não se esqueça de pesquisar exatamente quais são eles. 

    Redação: Juliana Melo

    Bifinho para cachorro: saiba mais sobre o petisco que os cães amam

    Próxima matéria

    Bifinho para cachorro: saiba mais sobre o petisco que os cães amam

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno
    Saúde

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno

    Há quem pense que todos os cães enfrentam o mesmo tipo de problemas ao longo da vida, mas não é bem assim. Algumas raças de cachorro têm detalhes muito característicos na anatomia que favorecem o desenvolvimento de condições específicas. Uma prova disso são os casos de alergias em Pugs: por causa das dobrinhas e rugas que têm pelo corpo, eles acabam tendo uma propensão maior a desenvolver diferentes tipos de dermatites alérgicas. Por isso, ao dar as boas-vindas a um Pug na sua casa, o ideal é que você saiba o que pode causar essas alergias e como reagir caso o seu animalzinho apareça com algo do tipo. Hoje, o Patas da Casa vai ao seu socorro: descubra, aqui embaixo, mais sobre esse problema!

    Como acostumar cachorro com gato: 5 erros comuns que você deve evitar
    Comportamento

    Como acostumar cachorro com gato: 5 erros comuns que você deve evitar

    Ter mais de um bichinho de estimação é muito comum em muitas famílias, mas e quando os animais são de espécies diferentes, como cachorro e gato? Algumas pessoas acreditam que a relação entre eles é um pouco problemática, mas não precisa ser assim - inclusive, é super possível fazer com que os dois bichinhos sejam grandes amigos. Tudo é uma questão de saber como acostumar gato com cachorro para que eles aprendam a conviver de um jeito mais harmonioso.

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses
    Verme

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses

    Os filhotes de cachorro são muito mais propensos a sofrerem com verme. Além da contaminação facilmente ocorrer pela amamentação, os filhotes ainda estão desenvolvendo o sistema imunológico e diversas funções do organismo. É por isso que a primeira dose do vermífugo para cachorro filhote deve ser feita aos 30 dias de vida, com reforço mensal até os seis meses, para garantir a saúde do pet. 

    Ração de gato e ração de cachorro: quais as diferenças nutricionais entre os alimentos de cada espécie?
    Ração

    Ração de gato e ração de cachorro: quais as diferenças nutricionais entre os alimentos de cada espécie?

    Se você tem um cachorro e um gato em casa, já deve ter se questionado sobre a diferença na alimentação de cada espécie. Afinal, gato pode comer ração de cachorro e vice-versa? A ração de gato tem nutrientes diferentes do alimento oferecido aos cães? Tiramos todas as dúvidas sobre a alimentação desses animais e os cuidados que você deve tomar!

    Ver Todas >

    Receita de biscoito para cachorro: veja opções com frutas e legumes fáceis de encontrar no mercado
    Alimentação animal

    Receita de biscoito para cachorro: veja opções com frutas e legumes fáceis de encontrar no mercado

    Se você busca por uma receita de biscoito para cachorro, é sempre bom pesquisar por opções com frutas e legumes para garantir um petisco mais natural. Existe uma série de alimentos liberados para os cães e você precisa ficar atento a isso na hora de escolher o ingrediente. Mesmo se tratando de um biscoito natural para cachorro, é importante se assegurar que nenhum alimento tóxico será utilizado na receita. 

    O que o cachorro não pode comer? Descubra quais alimentos são proibidos para os cães!
    Alimentação animal

    O que o cachorro não pode comer? Descubra quais alimentos são proibidos para os cães!

    É fundamental saber o que o cachorro não pode comer para não ter imprevistos, como um animal intoxicado ou com problemas gastrointestinais. O organismo canino é bem diferente do humano, de forma que alguns alimentos que são comuns para nós são considerados tóxicos e prejudiciais para a saúde do cão. Mesmo que seja quase impossível resistir àquele olhar de um cãozinho pedindo um pedaço de comida, não hesite em pesquisar quais alimentos que cachorro pode comer ou não antes de oferecer qualquer coisa além da ração.

    Ração light para cães: em quais casos ela é recomendada? Qual a diferença da ração tradicional?
    Alimentação animal

    Ração light para cães: em quais casos ela é recomendada? Qual a diferença da ração tradicional?

    Dentre os diferentes tipos de ração de cachorro que existem, a ração light se destaca como uma alternativa para animais que estão na faixa do peso ideal ou com um leve sobrepeso. Normalmente ela é indicada para cães que precisam manter o mesmo peso ou emagrecer bem pouco, mas não é aconselhável para pets obesos. Nesse caso, a ração diet para cachorro é a melhor opção, que é um alimento totalmente diferente da ração light para cães.

    Comedouro lento para cachorro: como usar e quais os benefícios?
    Alimentação animal

    Comedouro lento para cachorro: como usar e quais os benefícios?

    O comedouro lento para cachorro é um acessório indispensável na vida de quem tem um doguinho que vai com muita “sede” ao pote. A alimentação acelerada pode trazer vários prejuízos para o organismo canino, e por isso a vasilha para cachorro comer devagar tem se tornado cada vez mais popular entre os pais e mães de pet - especialmente daqueles que têm uma versão canina do Flash em casa. 

    Ver Todas >