Você sabe quantos anos vive um cachorro? Quando se trata do Golden Retriever - um cachorro de porte grande que tem tendência à displasias e outras complicações de saúde - essa preocupação é ainda maior. Compreender quantos anos um cachorro vive prepara a família para uma passagem tranquila e também faz com que o tempo do doguinho no lar seja muito bem aproveitado. Para isso, o Patas da Casa preparou uma matéria contando sobre quantos anos cachorro vive, principalmente quantos anos vive um Golden. Vem saber mais sobre esse tema!

Golden Retriever: cachorro vive quantos anos?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Uma das características marcantes do Golden Retriever é o seu comportamento animado, que vai ficando mais calmo à medida que ele envelhece. Na verdade, não existe expectativa de vida exata para esta raça. Geralmente, ele vive entre 10 a 12 anos, mas quantos anos vive um Golden Retriever vai depender de inúmeros fatores. Por exemplo, um tutor que preza a saúde e os cuidados do cachorro, com certeza vai aumentar a expectativa de vida do cão, fazendo com que ele viva até os 15 anos ou mais. O temperamento do Golden Retriever também deve ser motivo de preocupação: por ser uma raça extremamente dócil e amorosa, eles costumam demorar a compreender que estão em situações de perigo. Mesmo sem se envolver em brigas, durante um passeio é legal ter muito cuidado com estranhos e atenção para evitar acidentes.

E você sabe qual foi o Golden Retriever mais velho do mundo? Em abril de 2020 o americano August (também chamado de Auggie) assoprou as velhinhas e comemorou incríveis 20 anos de idade! Isso se tornou um marco e seu aniversário teve direito à festa com bolo de cenoura dog-friendly no formato do seu brinquedo favorito: um osso! Porém, em março de 2021, prestes a completar mais um aninho de vida, August partiu. Segundo sua tutora, a estadunidense Jennifer Hetterscheidt, este Golden Retriever faleceu de forma tranquila e por causas naturais. Ou seja, que tal seguir o exemplo do Auggie e cuidar muito bem do seu Golden Retriever para que ele alcance a longevidade? Já o cachorro mais velho do Brasil e do mundo, segundo o Guinness Book (Livro dos Recordes) foi o Bluey, um Boiadeiro Australiano que viveu no seu país de origem entre 1910 e 1939. Sim, 29 anos! Viu só como cuidar bem do cachorro é super importante para ele viver mais tempo?


Raça Golden Retriever: quantos anos um cachorro vive pode variar
Raça Golden Retriever: quantos anos um cachorro vive pode variar

Quanto tempo vive um Golden Retriever depende dos cuidados que ele recebe por toda a vida

Se você quer dicas de como estender a média de quanto tempo vive um Golden Retriever, saiba que os cuidados com a saúde vão estar em primeiro lugar! Além - é claro, de oferecer muito amor, carinho e atenção. Afinal, tudo isso ajuda a melhorar a qualidade de vida de qualquer cachorro. Veja como aumentar o tempo de vida do cachorro:

  • Castração: Sim! Só o ato de castrar o animal já aumenta sua expectativa de vida e evita inúmeras doenças infectocontagiosas e tumores.
  • Vacinas em dia: Todas elas! Desde filhote, com a V6, V8 e V10 - que são aplicações que evitam parvovirose, cinomose, hepatite infecciosa canina e leptospirose - àquelas doses anuais contra a Raiva e Parainfluenza canina.
  • Visitas ao veterinário: Sempre! A ida periódica ao médico veterinário previne inúmeras doenças e mantém a saúde do cachorro em dia.
  • Escovar os dentes: Assim como os humanos, os pets também precisam de cuidados bucais. Eles também acumulam sujeiras e bactérias durante a alimentação e escovar os dentinhos do pet previne algumas doenças como a gengivite ou Doença Periodontal. Use escovas específicas para isso e tenha esse cuidado com o cão desde filhote.
  • Água e alimentação: Ambas de qualidade. Água sempre fresca e potável, com pote devidamente higienizado contra parasitas. É recomendado que a ração seja aquela indicada por um médico veterinário nutricionista, pois somente um profissional para avaliar a melhor alimentação para cada fase da vida animal.
  • Adestramento: Parece algo simples, mas evita muita coisa. Um cão que ouve e obedece aos comandos do seu dono dificilmente vai se envolver em acidentes.
  • Exercícios: Um cão sedentário pode desenvolver uma série de doenças, como obesidade, problemas cardíacos ou condições nas articulações. É legal ter muitas interações que vão além do afago para evitar que o cão sinta tédio e, assim, mais qualidade de vida. Passeios diários e brincadeiras vão ser essenciais.
  • E durante a velhice? Todos esses cuidados se mantêm, mas nesta fase é bom ter o acompanhamento de um médico veterinário para verificar cuidados especializados para cada cachorro e suas particularidades.

Seguindo esses cuidados básicos, você vai ter um cão muito feliz e saudável. E dessa forma você não precisa se preocupar tanto com quantos anos vive um Golden.

Meu cachorro morreu! E agora?

Mesmo sendo uma situação muito triste para a família, é importante entender que isso faz parte do ciclo natural da vida - dos humanos, e dos nossos pets. Seja em casos de eutanásia ou de morte natural, por velhice, o ideal é que a passagem seja igual a qualquer situação que o cachorro viveu com a família: com muito amor e carinho. Desta forma, é possível amenizar um pouco a dor da perda e transformar este fim de ciclo em um enorme aprendizado. Afinal, sempre aprendemos algo com os animais, né? Inclusive, o filme Quatro Vidas de um Cachorro retrata de uma forma linda e amorosa a passagem de um Golden Retriever. Vale a pena conferir.

O melhor a se fazer com o corpo do cachorro que morreu é buscar cemitérios caninos na sua cidade. Ter um plano funerário para o cachorro pode ajudar. A cremação, também é uma opção, e existem diversos locais especializados em realizar este tipo de cerimônia. Outras dicas para lidar com a morte do seu melhor amigo é buscar apoio da família e amigos. É preciso entender que o luto é uma fase e que ao final tudo se transforma numa linda lembrança do doguinho, que guardamos com muito carinho no coração. Se você tem outros dogs em casa, saiba que sim: o cachorro entende quando um outro cão morre. E para amenizar a dor desse peludinho, você deve redobrar os carinhos e os cuidados com o cachorro, que pode ter até falta de apetite devido a saudade. Afinal, ele também está sofrendo com a falta e vai precisar de muita atenção. Inclusive, vocês podem ser os melhores companheiros um do outro neste momento.

Redação: Erika Martins

Edição: Mariana Fernandes