Se perguntar se sachê para gatos filhotes é uma opção saudável de alimentação é normal tanto para quem nunca teve um bichinho quanto para os tutores mais experientes. Afinal de contas, esta é uma das fases mais delicadas e importantes da vida de um gato e a alimentação precisa atender alguns critérios de nutrientes para que o pet se desenvolva de forma saudável. Pelo teste do cheiro, a ração úmida não vai passar despercebida pelo filhote: basta abrir um pacotinho perto dele para confirmar que o sachê é o amor da vida do seu gato. Ainda assim, para esclarecer se você pode dar sachê para gato filhote ou não, o Patas da Casa preparou um artigo tirando todas as dúvidas sobre o assunto. Confira!  

Sachê para gatos: qual o nível de amor do seu bichano por ração úmida?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Sachê para gatos filhotes: o alimento úmido é liberado

Seja com a ração seca ou o sachê, gato filhote deve receber uma alimentação balanceada que conte com os benefícios e nutrientes oferecidos pelos dois tipos (e este cuidado é necessário durante toda a vida dele). Apresentar diferentes texturas de alimentos logo no início da vida do animal tem algumas vantagens, já que todos os comportamentos ensinados nos primeiros meses podem se tornar “normais” para eles. Por isso, oferecer sachê para gatos filhotes faz com que eles se acostumem com as diferentes texturas e isso pode deixar o seu dia a dia mais prático. Por exemplo, em algum momento você pode ter apenas um tipo de ração para oferecer e se ele conhecer os dois, vai aceitar com menos resistência. Além disso, os sachês também são aliados na hora de dar remédio para gato.

Gato cinza comendo em um potinho apoiado no chão

Qual o melhor sachê para gatos filhotes? 

Na hora de escolher a ração úmida para gatos filhotes, você precisa ter o mesmo cuidado e atenção aos ingredientes que teria com a ração seca. Para começar, dê preferência a opções de sachês que são desenvolvidos especificamente para animais filhotes. Por serem pensados para esta fase da vida, eles têm nutrientes específicos para ajudar na formação do organismo do animal e crescimento saudável. Além disso, o sachê de filhote também fortalece a imunidade do gato, que naturalmente está mais vulnerável a adquirir doenças.

Outra vantagem do sachê de gatos é que esse tipo de alimento facilita a transição do leite materno para a comida sólida durante o desmame, já que é mais molhadinho e macio. Por último, e não menos importante, o sachê para gatos filhotes também pode otimizar o funcionamento do trato urinário dos animais — algo muito importante para a saúde dos gatos — e garantir a saúde da pele, dos pelos e dos músculos dos bichanos.

Do sachê para gatos filhotes até a vida adulta: por que felinos devem comer comida úmida?

Enquanto para cachorros a ração seca pode ser a única base de alimentação, para os gatos — filhotes, adultos ou idosos —,  dar sachê para gatos todos os dias é mais do que necessário. A ração úmida é a que chega mais perto do tipo de alimento que o seu mini felino carnívoro encontraria na natureza se vivesse de forma selvagem. Além disso, como os gatos não bebem água como deveriam, o sachê ajuda na manutenção da hidratação do corpo do animal e, consequentemente, melhora a saúde dos rins e evita doenças do trato urinário, como insuficiência e cálculos renais.

Ainda assim, vale lembrar novamente que a moderação é necessária: o sachê para gatos filhotes é mais calórico e, se oferecido em excesso, pode aumentar as chances do gato ficar acima do peso, mesmo nos primeiros meses de vida. Portanto, respeite a indicação de consumo do rótulo para que o pet aproveite o melhor que o sachê pode oferecer!