Conhecidos pelo lado explorador e curioso, os felinos adoram brincar e caçar insetos e outros bichinhos, mas esse é um perigo quando se trata de animais peçonhentos que podem resultar no gato picado por escorpião, por exemplo. Os escorpiões se adaptam bem ao ambiente urbano  estão sempre buscando áreas mais frescas e úmidas para se abrigarem. O problema é que muitas vezes esse abrigo pode ser dentro de casa, em uma fresta na parede ou mesmo dentro de calçados.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

O verão é a estação mais propícia para o surgimento dos escorpiões, mas eles também podem buscar abrigo em ambientes internos em outras estações. Além de colocar a vida dos humanos em risco, os animais de estimação também ficam mais vulneráveis, principalmente porque sempre deitam no chão e são mais curiosos. O gato picado por escorpião precisa se socorrido imediatamente para evitar que o pior aconteça. Veja como cuidar de gato para prevenir o contato com escorpiões e o que fazer caso ele seja picado por um. 

Como identificar o gato picado por escorpião?

Os escorpiões gostam de se esconder em pequenos lugares, como frestas, buracos em paredes, tomadas abertas e móveis. Em lugares mais endêmicos, como no Centro-Oeste, a recomendação é que a população sempre cheque o interior de tênis e sapatos, já que é um lugar que os escorpiões costumam se abrigar. Como nem sempre o tutor está de olho do gato, acidentes podem ocorrer sem que você perceba. Nesses casos, é essencial sempre observar o comportamento geral do pet. Veja alguns sinais de gato picado por escorpião:

  • enjoo e náuseas
  • cansaço
  • salivação excessiva
  • inchaço na região da picada
  • vômitos

Vermelhidão e sangramento na região da picada também são alguns sinais. Além disso, o gato picado por escorpião pode apresentar dor e dificuldade para se movimentar. O ferrão do peçonhento ainda pode ficar grudado no corpo do pet. Geralmente, os felinos costumam ser atingidos pelos escorpiões na região das patas, pernas e barriga.

Escorpião: gato foi picado, e agora?

O desespero pode tomar conta do tutor ao perceber que o gatinho foi picado por um animal peçonhento. A maneira como o humano reage é muito importante para o processo de recuperação do animal. A primeira coisa que se deve fazer ao identificar a picada de escorpião em gato é evitar que ele se movimente. Dessa forma, você impede que o veneno se espalhe para outras partes do corpo, fazendo com que os efeitos se tornem ainda mais graves.

Você pode fazer a limpeza do local por conta própria, mas não é recomendado que o próprio tutor tente tirar o veneno do corpo do animal - pois isso pode agravar a situação do bichano. Medicar o animal com um analgésico pode ajudar a melhorar a dor. O ideal é que o gato seja levado ao veterinário para ser avaliado. As chances de manter a integridade do pet aumentam muito com a ajuda de um profissional.

Caso você presencie o momento em que o pet foi picado, é importante observar todas as características do escorpião antes de levá-lo ao veterinário. Isso vai ajudar o profissional a identificar o tipo de escorpião e prescrever o tratamento mais eficaz.

picada de escorpião em gato: gato de barriga para cima

Picada de escorpião mata gato?

 

Uma das maiores preocupações dos gateiros é o risco de vida do animal ao ser picado por um peçonhento. Mas afinal de contas, o gato morre com picada de escorpião? Existe sim um risco de óbito para gatos picados por escorpiões, mas de modo geral isso não costuma acontecer quando os principais cuidados são tomados de imediato. O risco pode ser maior para animais com problemas cardíacos. A atenção deve ser redobrada nesses casos.

Saiba como prevenir a picada de escorpião em gato

Para evitar o gato picado por escorpião, é essencial que o tutor supervisione o ambiente em que o felino vive. A higienização frequente do local é muito importante, evitando o acúmulo de lixo ou entulho onde o gatinho vive. Utilizar tela nos ralos e pias da casa também vai ajudar a garantir a segurança do seu pet. Caso você more em uma casa com quintal, é indicado que a grama esteja sempre aparada - o que também ajuda a prevenir os animais peçonhentos. 


Redação: Hyago Bandeira