Sênior

Neoplasia testicular canina: veterinária tira todas as dúvidas sobre o câncer de testículo em cachorros

Entenda mais sobre a neoplasia testicular canina, um problema mais comum do que se imagina
Entenda mais sobre a neoplasia testicular canina, um problema mais comum do que se imagina

O câncer em cachorro é a principal causa de morte em cães acima dos dez anos de idade. No caso da neoplasia testicular canina – popularmente conhecida como câncer de testículo –, a doença afeta principalmente cachorros machos idosos não castrados. Além da idade avançada, a presença de testículos não descidos (criptorquidismo) é outro fator que contribui para a formação de tumores no sistema genital canino.

Um estudo publicado pela revista acadêmica BMC Veterinary Research , em 2014, apontou que 27% do grupo de risco acaba desenvolvendo, em algum momento da vida, um ou mais tumores testiculares. No total, estima-se que eles representem, pelo menos, 4% a 7% de todos os tumores encontrados em cães machos. Das causas ao tratamento, passando pelo diagnóstico e métodos de prevenção, confira, a seguir, tudo sobre o assunto, com o apoio das informações da veterinária oncologista Caroline Gripp, do Rio de Janeiro.

Quais são as causas da neoplasia testicular canina?

Como na maioria dos cânceres, a causa do desenvolvimento de tumores testiculares não é tão clara. O que se sabe é que há um grupo específico de cachorros que são mais afetados por essa condição, como explica a veterinária Caroline Gripp: “o câncer testicular é uma neoplasia de ocorrência comum em cães machos não castrados. É uma doença que costuma aparecer entre 8 e 10 anos de vida do animal".

No entanto, cães machos com um ou ambos os testículos que não desceram da cavidade abdominal (criptorquidismo) têm muito mais probabilidade de desenvolver um tumor em relação aos cachorros com testículos normais.

Neoplasia canina: tipos de tumores testiculares em cães

Uma variedade de tumores afeta os testículos. Os três tipos mais comuns se desenvolvem a partir de células germinativas (seminomas), responsáveis pela produção de espermatozoides; células intersticiais ou de Leydig, que produzem testosterona; e células de Sertoli, que auxiliam no desenvolvimento dos espermatozoides. Quase metade dos cães com neoplasias testiculares apresenta mais de um tipo de tumor testicular.

  • Seminomas: a maioria dos tumores seminomas é benigna e não tende a se espalhar. No entanto, alguns podem desafiar a regra e metastatizar para outros órgãos do corpo.
  • Tumores de células intersticiais (Leydig): esses tumores testiculares são os mais comuns e geralmente são pequenos e benignos. Eles raramente se espalham ou agem de forma agressiva. Os cães afetados com esse tipo de tumor apresentam poucos sintomas.
  • Tumores de células de Sertoli: possuem maior potencial de malignidade entre todos os tipos de tumores testiculares. São mais comuns em animais criptorquidas e tendem a se espalhar mais agressivamente que os outros.

Quais são os sintomas na neoplasia canina nos testículos?

Segundo Caroline, o próprio tutor pode perceber a neoplasia testicular canina ao notar (olhando ou apalpando) alterações em um ou dois testículos do animal. "O dono pode observar uma possível ocorrência da doença por meio da assimetria entre os testículos [um maior que o outro], inchaço em ambos, além de dor quando o animal é tocado no local. Mas o sinal mais perceptível é realmente o inchaço nos testículos", relata a profissional.

No caso de algumas células produtoras de estrogênio, sinais de feminização podem ficar evidentes em cães afetados pela doença. Nesse caso, o aumento das glândulas e mamilos mamários, prepúcio pendular, perda simétrica de pelos, pele fina e hiperpigmentação (escurecimento) da pele podem indicar a neoplasia canina nos testículos.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    A castração de cachorro é a melhor forma de prevenir a neoplasia testicular canina
    A castração de cachorro é a melhor forma de prevenir a neoplasia testicular canina
    Neoplasia canina: observe com frequência a região dos testículos do seu cachorro
    Neoplasia canina: observe com frequência a região dos testículos do seu cachorro
    Inchaço e pigmentação escura na pele são alguns sinais da neoplasia testicular canina
    Inchaço e pigmentação escura na pele são alguns sinais da neoplasia testicular canina
    A castração de cachorro é a melhor forma de prevenir a neoplasia testicular canina
    Neoplasia canina: observe com frequência a região dos testículos do seu cachorro
    Inchaço e pigmentação escura na pele são alguns sinais da neoplasia testicular canina

    Mais Lidas

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    O que fazer em caso de suspeita de neoplasia testicular canina? Como é feito o diagnóstico?

    Caso o tutor observe que o seu animal de estimação está com inchaço, assimetria e/ou desconforto na área dos testículos, é importante que ele procure atendimento veterinário o quanto antes. "O tutor deve levar o cão imediatamente ao veterinário para que seja feito o diagnóstico. Se a neoplasia canina for confirmada, o cão deve passar por cirurgia para a retirada em bloco dos testículos e também da bolsa escrotal", alerta a oncologista.

    Além do exame físico, como palpação escrotal e exame retal (para sentir a presença de possíveis massas), o profissional poderá identificar os tumores testiculares com radiografias de tórax e abdômen, hemograma completo, ultrassonografias abdominal e escrotal, além da histopatologia (biópsia) do testículo removido.

    Como é o tratamento da neoplasia testicular canina?

    "O pilar do tratamento desse tipo de câncer em cachorro é a intervenção cirúrgica para remoção do(s) testículo(s) afetados e bolsa escrotal. Após essa cirurgia, o material é enviado ao laboratório de histopatologia para saber qual neoplasia o animal apresenta (tipo do tumor). Em alguns casos a cirurgia é curativa, enquanto em outros é necessário instituir a quimioterapia também", explica Caroline.

    Quando a quimioterapia em cachorro é recomendada, o tratamento deve ser feito com rigor para que o animal consiga a cura clínica completa. “Os cães, de maneira geral, reagem muito bem à quimioterapia e não costumam apresentar os efeitos colaterais que vemos em humanos, como prostração e vômitos, por exemplo. Para que o cachorro obtenha os melhores resultados, é importante que o tutor não falte as sessões e siga o tratamento adequadamente”, ressalta a oncologista.

    Quais são os cuidados com o cão em tratamento?

    Após a remoção dos testículos e bolsa escrotal, o pós-operatório deve incluir alguns cuidados para que o animal se recupere bem. “Reduzir as grandes estripulias do cão nesse momento é um desafio, mas é extremamente necessário. É preciso ficar de olho para que o animal não mexa nos pontos e nem faça muito esforço", reforça Caroline.

    Felizmente, a cirurgia é curativa para grande parte dos tumores testiculares, como afirma a veterinária: "a taxa de sobrevivência dos animais afetados é alta na maioria dos tumores, com expectativas de vida bem elevadas. A prevenção e o diagnóstico precoce ajudam a aumentar a sobrevida, assim como a qualidade de vida do cachorro”.

    Quais são as formas de prevenção da neoplasia testicular canina?

    Além de visitas frequentes ao veterinário para exames de rotina, a neoplasia testicular canina pode ser evitada ao castrar o animal. “A melhor maneira de prevenir esse tipo de câncer é com a castração do cachorro, de preferência até os 5 anos de idade", recomenda a oncologista. Os prós e os contras do procedimento de castração de cachorro devem ser discutidos com um veterinário de sua confiança, de preferência antes da adolescência canina.

    Redação: Guilherme Segal

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!

    Próxima matéria

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!

    Câncer de pele em cachorro: veterinária esclarece todas as dúvidas sobre a doença
    Saúde

    Câncer de pele em cachorro: veterinária esclarece todas as dúvidas sobre a doença

    Mesmo que o seu amigo de quatro patas seja coberto de pelos, o câncer de pele em cachorro também pode afetá-lo e causar riscos à sua saúde. Bastante comum em animais que passam muito tempo expostos ao sol, a doença pode ter uma série de sintomas diferentes e, justamente por isso, quanto mais informado você estiver sobre a situação é melhor. Para te ajudar, o Patas da Casa conversou com a veterinária e dermatologista de cães, Rafaela Jardim. Veja o que ela explicou aqui embaixo!

    Fralda para cachorro: como e quando usar? Tire todas as dúvidas sobre o produto
    Cuidados

    Fralda para cachorro: como e quando usar? Tire todas as dúvidas sobre o produto

    Quem possui um cãozinho idoso ou com complicações urinárias, certamente já deve ter ouvido falar sobre a fralda para cachorro. Parecida com as fraldas para bebês, o acessório traz mais conforto para o animal e também pode ser usado em outras situações. Ainda assim, é preciso considerar algumas coisas e saber dosar o uso da peça para que ela não prejudique a saúde do seu amigo de quatro patas. Para entender melhor sobre o assunto, esclarecemos as principais dúvidas sobre fralda de cachorro. Dá uma olhada!

    Quanto custa uma castração de cachorro? Tire todas as dúvidas sobre valores do procedimento!
    Castração

    Quanto custa uma castração de cachorro? Tire todas as dúvidas sobre valores do procedimento!

    A castração de cachorro é um procedimento cirúrgico muito importante para a saúde e bem-estar de animais domésticos. Machos, fêmeas, adultos e filhotes podem passar pela cirurgia. Castrar um animal é sinônimo de cuidado e amor, pois é possível prevenir diversas doenças graves e ainda impacta no comportamento dos animais - evita fugas, reduz a agressividade e acaba com a marcação de território. Isso sem contar que a castração é a única forma de diminuir a quantidade de animais abandonados nas ruas.

    Insuficiência renal em gatos: veterinária tira todas as dúvidas sobre essa doença grave que atinge os felinos!
    Saúde

    Insuficiência renal em gatos: veterinária tira todas as dúvidas sobre essa doença grave que atinge os felinos!

    A insuficiência renal em gatos é uma doença que pode ser muito comum quando falamos de felinos. Sem cura, o problema precisa de acompanhamento constante e cuidados especiais para evitar complicações. Apesar de ser uma doença grave, o gato com problema renal pode ter qualidade de vida. Para tirar as dúvidas sobre a insuficiência renal em gatos, o Patas da Casa conversou com a médica veterinária Débora Nunes, do Rio de Janeiro. Vem conferir!

    Ver Todas >

    5 fatos sobre a diabetes em cães que precisam da sua atenção
    Saúde animal

    5 fatos sobre a diabetes em cães que precisam da sua atenção

    A diabetes em cachorro é um quadro delicado e que precisa de atenção e muito cuidado. A doença se desenvolve a partir de alterações nos níveis de produção de insulina pelo corpo do animal, com apresentações diferentes de acordo com o tipo de diabetes. Apesar de ser muito parecida com a ação em humanos, a diabetes em cães causa muitas dúvidas nos tutores, que podem acabar caindo em alguns mitos sobre a doença. Quanto antes o tratamento for iniciado, porém, mais chances o cachorro tem de conseguir viver com a doença, sem afetar tanto a sua qualidade de vida. Para te ajudar com isso, reunimos 5 fatos sobre a diabetes canina para sanar todas as suas incertezas sobre a doença. Confira abaixo!

    Cardiomiopatia hipertrófica felina: saiba mais sobre a doença cardíaca que atinge os gatos
    Saúde animal

    Cardiomiopatia hipertrófica felina: saiba mais sobre a doença cardíaca que atinge os gatos

    Alguma vez você já se preocupou com a saúde do coração do seu gato? A cardiomiopatia hipertrófica felina uma doença cardíaca bem comum quando falamos desses animais. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia Veterinária (SBCV), também é a principal cardiopatia causadora de morte entre os felinos. Basicamente, é caracterizada por uma hipertrofia no ventrículo esquerdo e acredita-se que tem bastante influência genética. 

    Quais são as raças de cachorro que precisam de mais cuidados com os olhos?
    Saúde animal

    Quais são as raças de cachorro que precisam de mais cuidados com os olhos?

    Os olhos de cachorro podem ter aparências bem diferentes: esbugalhados, puxados, bem pequenos ou enormes. Em todos os casos, o tutor precisa ter atenção com a região para evitar qualquer problema, como a conjuntivite. No entanto, algumas raças de cachorro têm os olhos mais sensíveis e precisam de cuidados redobrados pela maior predisposição de desenvolver doenças oculares. 

    Displasia coxofemoral em cães, osteoartrite e outras: descubra as doenças articulares mais comuns nos caninos
    Saúde animal

    Displasia coxofemoral em cães, osteoartrite e outras: descubra as doenças articulares mais comuns nos caninos

    Existe uma série de doenças que podem comprometer o bem-estar e a saúde do cachorro. Entre as mais conhecidas, estão as que afetam as articulações do animal. Incômodas, doloridas e muitas vezes limitadoras da capacidade de movimentos, elas são causadas por fatores diferentes, que vão desde herança genética até maus hábitos na vida do pet. Para te ajudar a entender e identificar essas patologias, nós reunimos aqui embaixo todas as informações sobre as principais doenças articulares que atingem os cães!

    Ver Todas >