Comportamento

Linguagem dos gatos: veja em infográfico as formas mais comuns do seu felino se comunicar com você

Já pensou em como melhorar a comunicação com o seu bichinho de estimação? Pois saiba que entender a linguagem dos gatos é muito mais simples do que parece. Embora tenham a fama de imprevisíveis, esses animais dão vários indícios do que estão sentindo. Uma coisa é certa: depois que se aprende a interpretar a linguagem corporal dos gatos, fica muito mais fácil conviver com eles. Para te ajudar nessa missão de como entender os gatos, o Patas da Casa preparou um infográfico bem completinho e cheio de informações importantes! Saiba mais sobre a linguagem corporal dos gatos a seguir e tire todas as suas dúvidas sobre o comportamento do seu amigo de quatro patas.

Linguagem dos gatos: entenda de uma vez por todas como os gatos se comunicam
Linguagem dos gatos: entenda de uma vez por todas como os gatos se comunicam

Mais Lidas

Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
Comportamento animal

Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
Comportamento animal

Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
Comportamento animal

Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
Comportamento animal

As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

Linguagem dos gatos: orelhas podem indicar diversas situações

Já reparou que em alguns momentos a posição da orelha do gato pode mudar? Pois então, pode parecer inusitado, mas até mesmo essa parte do corpo faz parte da linguagem corporal dos gatos. Quando as orelhas estão para cima e viradas para frente, por exemplo, quer dizer que o animal está em sinal de alerta, atento a tudo que acontece à sua volta. Já quando as orelhas estão para cima, mas viradas para trás, quer dizer que o bichano está preparado para atacar caso perceba qualquer sinal de ameaça.

Gatos: linguagem corporal também inclui o olhar

Além das orelhas do bichano, outra parte que merece igual atenção são os olhos do animal. Embora muitas pessoas acreditem que o olhar do gato é algo ameaçador ou até intimidante, isso não é totalmente verdade. Na verdade, quando o bichano fica te olhando fixamente e com uma expressão mais serena, isso quer dizer que ele está curioso com alguma coisa. Agora, se ele estiver com o olhar fixo e um semblante mais sério, pode estar te desafiando de alguma forma.

Outra situação em que o olhar do gato é importante é quando ele fica com a pupila dilatada, já que isso indica que o animal não está gostando do que está acontecendo ou está com medo. Além disso, quando o bichano começa a piscar um ou os dois olhos para seu tutor, é uma forma de linguagem dos gatos para dizer que ele se sente confortável e seguro ali.

Comportamento dos gatos: cada movimento do rabo tem um significado

Quer saber como entender os gatos? Uma forma de fazer isso é observando o movimento da cauda dele. O rabo de gato é um poderoso aliado de comunicação com humanos e outros animais. O gato com o rabo virado para cima e com os pelos para baixo, por exemplo, quer dizer que ele está bem tranquilo e despreocupado com a vida. Agora se o rabo estiver virado para cima e com os pelos eriçados, seu amigo está atento e pronto para brigar.

Em outros momentos, a cauda do gato também pode estar virada para cima e somente com a pontinha dela curvada: nesse caso, o gato está sendo bastante amigável. Mas se toda a dimensão da causa estiver levemente curvada, ele pode estar desconfiado de alguma coisa.

Outro cenário bastante comum é quando o rabo do gato está relaxado: isso significa que ele só quer descansar e se desligar um pouco do mundo. Já a linguagem corporal do gato quando o rabo fica mexendo de um lado para o outro sem parar, quer dizer que ele está muito agitado e sem paciência nenhuma. Ah, e não podemos nos esquecer da famosa expressão “com o rabinho entre as pernas”, né? Nesse caso, pode acontecer quando o felino está mais tristinho do que o normal e não está em um bom dia.

Linguagem corporal: gatos podem se comunicar com sons e ruídos

Não é novidade que os sons de gato também fazem parte da linguagem dele, né? O miado de gato pode ter diferentes significados: às vezes, não passa de um mero cumprimento aos humanos. Miados excessivos, por outro lado, podem indicar que o bichano está com fome; enquanto que um miado mais agudo quer dizer que seu amigo está sentindo dor ou com medo de alguma coisa. Além disso, também tem os grunhidos que os felinos emitem quando estão de mau humor. E, claro, não podemos esquecer do ronronar desses peludinhos: esse é o jeitinho de expressar que sentem carinho pelos humanos.

Gatos: linguagem corporal expressa sentimentos

Outro ponto muito importante na hora de entender a linguagem corporal dos gatos é ficar de olho na postura deles. Quando o bichano está deitado e com a barriga virada para cima, pode largar tudo o que tiver fazendo para fazer um belo carinho. Outras posturas que também podem ser percebidas é quando o gato está com o tronco curvado, indicando que está se sentindo ameaçado, ou com a postura retraída, demonstrando medo. Mas atenção: se você reparar que o felino está com pelos eriçados, garras e dentes à mostra, redobre os cuidados. Essa é uma linguagem do gato de quando ele está prestes a atacar.

Linguagem do gato: contato corporal diz muita coisa

É um pouco mais raro, mas às vezes acontece do bichano buscar contato corporal com os humanos. Uma situação, inclusive, que normalmente gera muita intriga é o gato amassando pãozinho. Por mais diferente que pareça, essa é a forma como eles demonstram que estão confortáveis com aquela pessoa. Também pode acontecer do felino ficar passando entre as suas pernas: esse comportamento, na verdade, quer dizer que o animal está marcando o “território” dele.

Além disso, o gato às vezes pode dar aquela mordidinha, né? As pessoas acham que isso significa algo negativo, mas muitas vezes é a maneira do seu amigo te dizer que está gostando do seu carinho. E, assim como as mordidas, a lambida do gato também são muito positivas: é a forma dele dizer que te ama!

Redação: Juliana Melo e Luana Lopes

5 dicas para educar um cachorro desobediente

Próxima matéria

5 dicas para educar um cachorro desobediente

Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!
Adestramento

Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!

Durante muito tempo, cachorro e gato foram declarados inimigos. Algumas pessoas acreditavam que onde havia um cão não poderia ter um gato e vice-versa. Se antes eles não tinham o hábito de conviver, hoje moram juntos e alguns até são inseparáveis. Mas atenção! Nem sempre os animais se entendem de primeira e o processo de adaptação requer tempo e paciência do tutor para que aprendam a respeitar a presença um do outro. Para você que tem um cãozinho e um gatinho e precisa de ajuda para adaptá-los, separamos oito truques para melhorar a convivência. O adestrador Max Pablo, do Rio de Janeiro, deu algumas dicas e também conversamos com a cat-sitter Nathane Ribeiro, que tem três gatos e já precisou adaptá-los com um cão. Veja o que eles disseram!

Dente de gato: tudo que você precisa saber sobre a saúde bucal dos felinos
Cuidados

Dente de gato: tudo que você precisa saber sobre a saúde bucal dos felinos

Embora seja esquecido por alguns tutores, o dente de gato é uma das partes mais importantes dos nossos amigos felinos. Além de exercer um papel fundamental na alimentação do animal, os dentes influenciam também o comportamento do pet, já que com eles o bichano conhece o mundo na “infância” e também aprende a se defender. Por isso, a saúde bucal dos gatos também necessita de cuidados específicos: os dentes precisam se manter saudáveis para exercerem essas funções que moldam toda a vida do bichinho. 

Adoção

"Quero adotar um gato": tudo o que você precisa saber e fazer antes de levar um felino para casa

Se você procura um bichinho independente, carinhoso e de personalidade forte, talvez seja o momento certo de adotar um gatinho. Com um jeito próprio de demonstrar todo o seu amor, os felinos têm conquistado cada vez mais o coração das mães e dos pais de pet de plantão. Mas, na hora de decidir isso, é preciso ter em mente que incluir um novo membro à sua família implica uma série de fatores, tanto para o animal quanto para os tutores e, principalmente, para o lugar que será o seu novo lar. Para te ajudar nesse momento, nós separamos um guia completo com tudo que você precisa saber na hora de adotar um gato. Dá uma olhada!

Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino
Raças

Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino

O Birmanês, que também é conhecido como gato Sagrado da Birmânia, é um animal super dócil e elegante que tem muita história para contar. O gato da Birmânia é descendente de animais que eram venerados como deuses entre o século XV e XVI nos templos budistas do sudeste asiático. Muito sensível, a raça de gato é conhecida pelo companheirismo, já que se apega facilmente à família humana. O gato Birmanês gosta de explorar e é curioso, mas diferente dos outros gatos, ele gosta da estabilidade do chão e não gosta muito de altura.

Ver Todas >

Quer ter um cachorro surfista? Saiba como iniciar, os cuidados que deve ter e acessórios indispensáveis
Comportamento animal

Quer ter um cachorro surfista? Saiba como iniciar, os cuidados que deve ter e acessórios indispensáveis

Existem cachorros que amam nadar e brincar na água, então qualquer passeio em trilhas com cachoeiras, praias ou mesmo uma piscina vira uma grande festa. Mas você sabia que existe cachorro que surfa? Os esportes com cachorro são uma ótima forma de estreitar laços entre o tutor e o animal e o surf é uma modalidade que pode fazer muito bem ao animal. Sem falar que os cachorros surfistas chamam atenção pela fofura e habilidade na prancha.

Por que os gatos
Comportamento animal

Por que os gatos "mamam" no cobertor? Descubra se o comportamento é prejudicial ou não

Não é difícil encontrar um gato que tenha a mania de ficar mordendo o cobertor, como se estivesse se alimentando da mamãe gata (e os cães também podem apresentar o mesmo comportamento). Um gato mordendo cobertor pode ser considerado um momento muito fofo para alguns gateiros, mas outros tutores podem se perguntar se esse comportamento do felino é prejudicial ou revela alguma vulnerabilidade do bichano. 

Como ganhar a confiança de um cachorro? Veja dicas para se aproximar de cães desconhecidos
Comportamento animal

Como ganhar a confiança de um cachorro? Veja dicas para se aproximar de cães desconhecidos

Adotar um cachorro é sempre um desafio tanto para os humanos, que precisam adaptar a casa para receber o novo hóspede, quanto para o cãozinho, que ainda precisa de um tempo para se acostumar com o ambiente e com sua nova família. No caso de cães abandonados e que foram resgatados por ONGs ou outras instituições, ganhar a confiança do doguinho nem sempre é uma tarefa fácil - principalmente se tratando de um cachorro medroso ou traumatizado. 

Cachorro castrado fica mais calmo? Veja as diferenças de comportamento antes e depois da cirurgia
Comportamento animal

Cachorro castrado fica mais calmo? Veja as diferenças de comportamento antes e depois da cirurgia

A castração de cachorro é muito indicada pelos profissionais da medicina veterinária. Entretanto, muitos tutores ainda sentem muito receio de realizar a cirurgia pelas mudanças de comportamento do cachorro castrado. Não é mito que algumas mudanças comportamentais ocorrem após a castração, tanto para machos quanto para fêmeas. Mas afinal, o que muda no cachorro castrado?

Ver Todas >