Saber identificar quando algo está incomodando o gato é super importante para melhorar a convivência com felinos. O gato bravo dá alguns sinais comportamentais - e entendê-los evitará que o animal tome alguma atitude agressiva. A linguagem corporal dos gatos é uma forma de os felinos demonstrarem como estão se sentindo. Compreender essa forma deles se comunicarem vai te ajudar a evitar situações de estresse que podem deixar o gatinho com raiva. O Patas da Casa preparou um infográfico para te ajudar a identificar um gato bravo!


Gato bravo: entenda todos os sinais de que o gato está irritado
Gato bravo: entenda todos os sinais de que o gato está irritado

O que deixa os gatos bravos?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Existem muitas coisas que podem deixar um gato bravo. Alguns comportamentos agressivos ocorrem quando o animal pensa que está em uma situação de fragilidade. Por isso, por mais dócil que seu gato possa ser, ele pode apresentar um comportamento mais arisco por medo. Mas essa não é a única coisa que pode deixar um gato bravo. Traumas, proteção de território, mudança de ambientes e até mesmo predisposição genética podem influenciar.

Assim como os humanos, os gatos também terão aqueles momentos de impaciência. A personalidade do gato também influencia muito, já que alguns bichanos são naturalmente mais ariscos. A falta de contato com outros pets e pessoas pode agravar ainda mais esse comportamento. A socialização do gato é crucial para sua conduta durante a vida, principalmente nos primeiros três meses de vida. Um gato filhote bravo pode assustar, mas isso pode ser comum quando o animal não tem muito contato com pessoas e outros pets.

Como ajudar um gato bravo?

Como dito acima, o gato pode ficar bravo quando ele precisa de um tempo para ele, para defender seu espaço e até mesmo por falta de socialização. Por isso, é muito importante que você permita socializar o gato desde filhote. Passando pelos diferentes estímulos no início da vida ele se tornará um gato mais saudável. Caso o seu felino seja muito bravo e reativo, tendo comportamentos agressivos com mais frequência que o normal, é válido entrar em contato com um profissional. Um médico veterinário especialista em comportamento poderá ajudar a resolver esse problema de forma eficiente e não traumática para o animal.

O que fazer para não deixar o gato bravo?

O tutor também pode se atentar a algumas coisas para não deixar o gato bravo. Algumas dicas são fundamentais para fazer com que um gato goste de você e não tenha comportamentos agressivos. Evite tocar em áreas sensíveis do corpo dos felinos. Geralmente, a maioria dos gatos não gostam de ser tocados na barriga, bigodes e cauda, e isso deve ser respeitado para que o animal não fique bravo. Os bichanos também gostam de privacidade e não se sentem bem ao serem observados usando a caixa de areia. Além disso, as sonecas são sagradas para eles. Por isso, nunca perturbe um gato enquanto ele estiver dormindo.

Redação: Hyago Bandeira