close
Saúde

Heterocromia em cães: quais são as causas, raças mais propensas e consequências do problema?

Atualizado · 08 de setembro de 2020 · 18h41

Publicado · 08/09/2020 · 18h38

 Husky Siberiano é uma das raças com maior propensão para nascer com heterocromia
Husky Siberiano é uma das raças com maior propensão para nascer com heterocromia

Um cachorro com heterocromia é sempre motivo de curiosidade entre os tutores. Afinal, a condição, que é caracterizada pela diferença na coloração dos olhos do animal, é bem rara e perceptível em determinadas raças de cachorro, como Husky Siberiano e Dálmata. Por isso, muito se pergunta sobre as causas e, principalmente, as consequências que essa doença no olho do cachorro pode trazer para a vida do animal. Para entender melhor sobre o fenômeno, reunimos aqui tudo o que você precisa saber sobre a heterocromia em cães.

Heterocromia em cães: o que você precisa saber sobre a doença?

De maneira geral, a heterocromia em cães é definida como uma alteração na coloração da íris que pode ocorrer nos dois olhos ou apenas em um. Um cachorro com heterocromia nem sempre possui um olho 100% da mesma cor: isso porque a condição pode se apresentar de maneira parcial e, nesse caso, o olho do animal possui uma cor predominante com realces de outros tons.

A heterocromia em cães, assim como a heterocromia em felinos, é uma condição genética e não tem cura. Ocorre a partir da alteração no genes EYCL3 e EYCL1 no cromossomo 15. O primeiro indica a quantidade de melanina presente nos olhos do animal e contribui para a coloração marrom. Já o gene EYCL1, que é responsável pelos pigmentos de gordura, pode resultar em tons de azul. Além disso, vale ressaltar que a heterocromia não se limita apenas aos olhos. Ou seja: ela também pode afetar outras regiões do corpo do seu amigo, como pelos, pele, unhas e até mesmo os dentes.

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    Cachorro com heterocromia: Dálmata e Border Collie também podem nascer com a condição genética
    Cachorro com heterocromia: Dálmata e Border Collie também podem nascer com a condição genética

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Cachorro com heterocromia: quais raças têm mais predisposição genética para a ter a condição?

    Quando falamos de cachorro com heterocromia, é comum que a primeira imagem que venha à cabeça seja a do Husky Siberiano, certo? Embora essa seja uma condição comum da raça, existem outros cães que também podem apresentar a variação na coloração dos olhos. Cachorros da raça Pastor Australiano, Border Collie e Beagle podem nascer com a heterocromia parcial. Além destes, os cachorros com pelagem marrom e branca, como o Dálmata e o Welsh Corgi Pembroke, também são mais propensos a terem a condição. 

    A heterocromia em cães pode gerar consequências à saúde no animal?

    Na maioria dos casos, a heterocromia em cães não causa danos ou riscos à saúde do animal. Ainda assim, é importante que os tutores fiquem atentos, já que existe a possibilidade do surgimento de doenças associadas com a genética e as raças de cachorros. Isso porque alguns animais podem apresentar heterocromia da íris combinada a outras anomalias congênitas oculares mais graves, como catarata e microftalmia. Nesses quadros, é comum que ocorra o comprometimento da visão do animal. Ao notar qualquer mudança repentina na cor do olho do cachorro, é fundamental consultar um médico veterinário de confiança para verificar a saúde ocular no animal.

     

    Redação: Úrsula Gomes

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?

    Próxima matéria

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?

    Doença renal em cães: quais são as raças de cachorro com mais predisposição para o problema?
    Saúde

    Doença renal em cães: quais são as raças de cachorro com mais predisposição para o problema?

    Assim como acontece com os humanos, a doença renal em cães é um problema bastante delicado e que, no geral, surge silenciosamente. Por isso, é importante redobrar a atenção com o seu amigo de quatro patas, principalmente se ele fizer parte de algumas das raças de cachorro que têm maior predisposição para essas doenças, como o Poodle, o Beagle ou o Golden Retriever. Para te ajudar a entender um pouco mais sobre o assunto, preparamos uma matéria com os principais tipos de doença renal que atingem os doguinhos e quais são as raças mais afetadas por cada um desses problemas. Tire suas dúvidas e saiba como identificar um cachorro com insuficiência renal a seguir!

    Quais são as 5 raças de cachorro mais propensas à obesidade canina?
    Raças

    Quais são as 5 raças de cachorro mais propensas à obesidade canina?

    A aparência de um cachorro mais gordinho pode até ser um motivo de fofura para algumas pessoas, mas a obesidade canina é definitivamente um assunto sério, que pode gerar graves problemas de saúde para o animal. Assim como os seres humanos, um cachorro obeso tem mais riscos de desenvolver problemas cardíacos, diabetes e ter dificuldades nas articulações e quadris. Algumas raças são mais propensas a estar acima do peso do que outras. Há cachorros, por exemplo, que são mais ativos e exigem longos passeios para cansá-los, enquanto outros preferem comer e dormir o dia inteiro. Obviamente, os cães mais preguiçosos têm maior probabilidade de estar acima do peso do que aqueles que são mais agitados.

    Alergia alimentar em cães: quais são as causas, sintomas e tratamentos?
    Alimentação

    Alergia alimentar em cães: quais são as causas, sintomas e tratamentos?

    A alergia alimentar em cães é uma resposta exagerada do sistema imunológico a determinados agentes invasores presentes na ração de cachorro e outros alimentos. O cachorro com alergia alimentar pode se tornar alérgico a diversos tipos de comidas, incluindo aquelas que já fazem parte do consumo do dia a dia há anos. Geralmente, os fatores mais comuns que geram alergia em cachorro são a presença de corantes nas rações e o tamanho da proteína processada. 

    Quais são as raças de cachorro que mais sentem calor? Veja quais cuidados tomar!
    Raças

    Quais são as raças de cachorro que mais sentem calor? Veja quais cuidados tomar!

    Com o verão se aproximando, é inevitável pensar no conforto e bem-estar dos nossos pets. Sabe-se que, assim como os humanos, os animais também podem sentir calor nos dias mais quentes. Contudo, o que poucas pessoas imaginam é que existem algumas raças de cachorro específicas que sofrem mais com as altas temperaturas desta estação. Pensando nisso, o Patas da Casa separou que raças são essas e quais cuidados devem ser tomados para amenizar o desconforto dos peludinhos durante essa época do ano.

    Ver Todas >

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?
    Saúde animal

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    A pasta e a escova de dente para gatos são os principais aliados para a boa higiene bucal dos felinos. Escovar os dentes do gato evita doenças, previne o mau hálito e preserva os dentinhos. Seja quando o gato troca de dente ou quando já é um bichano idoso, a dentição felina requer cuidados especiais em todas as fases da vida. Saber como escovar os dentes do gato corretamente é o primeiro passo para garantir a higiene bucal, além de uma alimentação balanceada. 

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?
    Saúde animal

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?

    A sarna em gatos é um dos problemas de pele mais comuns que podem afetar o bichano. Causada por ácaros que ficam na pelagem dos felinos, a doença também pode acometer cachorros e até mesmo humanos. O gato com sarna sofre bastante com coceiras e problemas na pele. Felizmente, existe tratamento de sarna em gatos capaz de eliminar os parasitas e garantir conforto ao peludo. 

    Tosse de cachorro: o que pode ser?
    Saúde animal

    Tosse de cachorro: o que pode ser?

    O cachorro com tosse é algo que pode assustar muitos tutores, principalmente quando acontece de forma recorrente e não tem um motivo aparente. O sintoma indica algum incômodo no sistema respiratório canino e pode estar associado a diferentes causas que variam desde problemas mais simples, como um engasgo na hora de comer, até algo mais sério, como doenças cardíacas e vermes pulmonares.

    Ver Todas >