Vômito

Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!

Gato vomitando pode significar muitas coisas. Aprenda a identificar os motivos mais comuns para o vômito e quando buscar ajuda de um veterinário!
Gato vomitando pode significar muitas coisas. Aprenda a identificar os motivos mais comuns para o vômito e quando buscar ajuda de um veterinário!

O gato vomitando não é motivo para desespero! Quem tem um felino para chamar de seu sabe que não é nada raro encontrar um vômito de gato espalhado pela casa, né? Felizmente, na maioria das vezes, a surpresinha desagradável pode estar associada a causas bem corriqueiras, tipo a bola de pelos ou uma simples regurgitação. Mesmo assim, é muito importante ficar atento ao comportamento do gato e se certificar de que o problema não é resultado de algo mais grave.

Gato vomitando: bola de pelos ou algo para se preocupar?

Antes de tudo, é muito importante identificar o que está por trás do gato vomitando. Conseguir reconhecer quando o vômito do seu gato é, na verdade, uma grande bola de pelo vai te salvar de muita dor de cabeça no futuro. A má notícia é que a única forma de ter certeza é analisando o conteúdo bem de perto. Pode até parecer nojento para algumas pessoas, mas não tem outra escapatória, viu? Só assim para se certificar!

Não é bola de pelo e agora? Veja outras causas para o vômito do gato!

- Regurgitação: bastante comum, acontece normalmente após as refeições. Nestes casos, o alimento nem chega no estômago do animal e é expelido diretamente da boca ou do esôfago. Na maioria das vezes, a prática não apresenta grandes ameaças à saúde do pet. Porém, em algumas situações, pode ser um indício de má formação no canal esofágico;

- Alergia: outra explicação para o vômito logo após as refeições é uma possível alergia à ração. Diferente da regurgitação, a alergia deve se manifestar sempre que o gato ingerir o alimento (ou medicamento) em questão;

- Ingestão de algum objeto: nesse sentido, os gatos são todos iguais! Não podem ver uma novidade que já querem sair por aí mordendo e brincando. Caso o pet engula algum objeto indesejável, é bem provável que ele tente vomitar algumas vezes até que finalmente consiga se livrar do incômodo. Na pior das hipóteses, o problema deverá ser resolvido com uma cirurgia;

- Insuficiência renal: a condição atinge principalmente gatos mais velhos e de algumas raças específicas, como os Persas. O vômito causado pela doença costuma apresentar um tom avermelhado ou amarronzado, parecido com uma borra de café.

Várias outras enfermidades possuem o vômito como sintoma. Portanto, na dúvida, procure um veterinário!

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Gato vomitando: bolas de belo e regurgitação são as principais causas!
    Gato vomitando: bolas de belo e regurgitação são as principais causas!
    Gato vomitando amarelo significa que o felino está expelindo bile, um líquido que ajuda na digestão. As principais causas são longos períodos de jejum, parasitas ou algum objeto que ele tenha engolido.
    Gato vomitando amarelo significa que o felino está expelindo bile, um líquido que ajuda na digestão. As principais causas são longos períodos de jejum, parasitas ou algum objeto que ele tenha engolido.
    Já o gato vomitando espuma branca pode ter relação com irritações no sistema digestivo, como a gastrite.
    Já o gato vomitando espuma branca pode ter relação com irritações no sistema digestivo, como a gastrite.
    O gato vomitando um líquido marrom (e às vezes com pedaços de ração) pode indicar problemas alimentares. O ideal é buscar ajuda veterinária, pois pode significar um problema mais grave.
    O gato vomitando um líquido marrom (e às vezes com pedaços de ração) pode indicar problemas alimentares. O ideal é buscar ajuda veterinária, pois pode significar um problema mais grave.
    Gato vomitando: bolas de belo e regurgitação são as principais causas!
    Gato vomitando amarelo significa que o felino está expelindo bile, um líquido que ajuda na digestão. As principais causas são longos períodos de jejum, parasitas ou algum objeto que ele tenha engolido.
    Já o gato vomitando espuma branca pode ter relação com irritações no sistema digestivo, como a gastrite.
    O gato vomitando um líquido marrom (e às vezes com pedaços de ração) pode indicar problemas alimentares. O ideal é buscar ajuda veterinária, pois pode significar um problema mais grave.

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Gato vomitando amarelo: o que pode ser?

    Na maioria das vezes, o gato vomitando amarelo significa que ele está expelindo bile, um líquido produzido para ajudar na digestão. Esse indício por si só já pode te ajudar a descobrir com mais facilidade porque o seu bichinho está passando mal. Algumas das principais causas são: longos períodos de jejum, ingestão de um corpo estranho e presença de parasitas. 

    Além disso, alguns problemas patológicos também podem ser os responsáveis pelo mal-estar do gatinho. Como, por exemplo, complicações hepáticas, pancreatite e doença inflamatória intestinal. Se os vômitos são frequentes, leve o seu bichinho ao veterinário.

    Gato vomitando espuma branca: observe a frequência!

    Gato vomitando espuma branca pode ser o indício de alguma irritação no sistema digestivo. A gastrite, por exemplo, está entre as possíveis motivações para esse problema. Outras possibilidades incluem insuficiência hepática, insuficiência renal e diabetes. Para não errar no diagnóstico caseiro, lembre-se: a opinião de um profissional é sempre indispensável.

    Meu gato vomitou: veja o que pode significar outras cores de vômito 

    • Vômito marrom – geralmente, essa também é a cor da ração ingerida pelo gato. Então, o vômito marrom pode indicar um simples problema alimentar. Em situações mais graves, a coloração pode acusar algumas doenças sérias, como complicações no sistema gastrointestinal, linfomas alimentares, parasitas e gastrites;  

    • Vômito vermelho – se perceber a cor vermelha, o seu gatinho pode estar com problemas de coagulação, úlceras estomacais, tumores, lombrigas, tênias e outras questões mais sérias. Gato vomitando sangue requer um diagnóstico imediato; 

    • Vômito com fezes – vá ao veterinário imediatamente! Este quadro nunca é normal e pode estar sendo causado por alguma obstrução no estômago.  

    Quando devo me preocupar? Fique atento aos sintomas do gato vomitando! 

    Para os pais de pets, qualquer coisa diferente no comportamento do animal já é motivo de atenção. E você não está errado, pois esse cuidado pode salvar a vida do seu gatinho. Veja alguns indícios que devem ser observados paralelamente aos vômitos:

    • Presença de sangue no vômito; 

    • O gato tenta vomitar, mas não consegue; 

    • Inchaço;

    • Suspeita de ter engolido algo tóxico;  

    • Febre ou sinais de depressão; 

    • Gengivas pálidas ou amareladas; 

    • Falta de vacinas

    • Aparente dor; 

    • Diarreia

    Gato vomitando: tratamento depende do diagnóstico certo!

    Antes de mais nada: se o gato estiver vomitando com muita frequência, não hesite em procurar um veterinário. Soluções caseiras podem acabar atrasando a melhora do seu animalzinho. Mas, se for um episódio isolado e sem a presença de outros sintomas, algumas providências podem ser tomadas em casa mesmo. Alguns exemplos são: tirar a comida e a água do alcance do pet por, pelo menos, uma hora e evitar gorduras e açúcares em sua dieta.  

    Em casos mais graves, o diagnóstico deverá ser feito em um consultório veterinário. Se o bichinho estiver desidratado, líquidos na veia ou subcutâneos podem ser uma solução. Além disso, antibióticos e medicamentos mais leves também podem ser indicados, dependendo da causa.  

    Redação: Dóris Marinho

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    Próxima matéria

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Norueguês da Floresta: tudo o que você precisa saber sobre a raça de gato
    Raças

    Norueguês da Floresta: tudo o que você precisa saber sobre a raça de gato

    O gato Norueguês da Floresta chama a atenção por onde passa, principalmente por conta do seu porte. Essa é uma raça de gato grande e que tem o corpo bem robusto, coberto por pelos longos e lisos, que deixam o bichano com uma aparência bem fofa e apertável. Também é um animal super gentil e carinhoso, e por isso consegue conquistar a todos com facilidade. 

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça
    Raças

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça

    Com uma pelagem cinza, o gato Azul Russo - também conhecido como Russian Blue - é dono de uma beleza inconfundível e capaz de conquistar facilmente o coração de qualquer pessoa com sua personalidade doce e calma. A raça é originária da Rússia e considerada bastante rara, mas ainda assim muitas pessoas ao redor do mundo se fascinam pelo Azul Russo e não hesitam em procurar um bichano para chamar de seu. 

    Primeiros socorros para gatos: saiba tudo o que você precisa fazer em situações de emergência
    Saúde

    Primeiros socorros para gatos: saiba tudo o que você precisa fazer em situações de emergência

    Ainda que os gatos sejam animais que passam praticamente toda a vida dentro de casa, eles não estão imunes a acidentes. Engasgo, intoxicação, envenenamento, convulsões ou atropelamento: em todos os casos, o tutor precisa de conhecimento para agir imediatamente. Pode ser difícil no momento de desespero, mas é essencial manter a calma para ajudar o seu amigo antes de correr para o veterinário mais próximo. Para te ajudar a se preparar para situações de emergência com o seu gatinho, o Patas da Casa preparou um guia completo de primeiros socorros com a ajuda do médico veterinário Frederico Lima. Confira!

    Ver Todas >

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes
    Saúde animal

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes

    A síndrome de wobbler é uma doença que afeta principalmente raças de cachorro de grande porte. Ela atinge as vértebras e a medula espinhal do cachorro, desencadeando problemas neurológicos e de locomoção. O tratamento precisa ser o mais rápido possível, pois a síndrome de wobbler pode avançar para estágios mais graves e trazer consequências sérias ao animal. .

    Veja 5 fatos sobre a cadela no cio que você precisa saber
    Saúde animal

    Veja 5 fatos sobre a cadela no cio que você precisa saber

    A cadela no cio pode ser um momento delicado tanto para o tutor como para o pet. O período acaba gerando muitas curiosidades e dúvidas como: “com quantos meses a cadela entra no cio?” ou “de quanto em quanto tempo a cadela entra no cio?”. Saber as respostas para todos esses questionamentos vai ajudar o tutor do cachorro a lidar com o período. 

    Tumor venéreo transmissível: 5 coisas que você precisa entender sobre o TVT
    Saúde animal

    Tumor venéreo transmissível: 5 coisas que você precisa entender sobre o TVT

    O tumor venéreo transmissível, que também é chamado de TVT, tumor de Sticker ou sarcoma infeccioso, é uma neoplasia pouco conhecida pelos pais de pets. Esse problema de saúde costuma ser mais comum em animais abandonados, mas nada impede que cachorros que vivam em apartamento sejam infectados pela doença venérea. O TVT em cães é grave e fácil de ser transmitido.

    Bronquite em gatos: 5 sinais da doença respiratória que atinge os felinos
    Saúde animal

    Bronquite em gatos: 5 sinais da doença respiratória que atinge os felinos

    Muitas podem ser as causas de um gato tossindo, desde uma bola de pelo presa na garganta até uma alergia a alguma substância que ele teve contato. Porém, na maioria dos casos, o gato com tosse é sinal de problema respiratório - que pode ser leve, como uma gripe simples, ou grave, como uma pneumonia. Dentre as doenças respiratórias que mais acometem os bichanos, a bronquite felina é uma das que precisam de mais atenção. 

    Ver Todas >