close
Idoso

Gato idoso: quais os sinais de que seu gatinho está envelhecendo?

Gato idoso: comportamento não é a única mudança que ocorre com avanço da idade
Gato idoso: comportamento não é a única mudança que ocorre com avanço da idade

Os animais de estimação necessitam de cuidados especiais em todas as fases da vida, e com o gato idoso não é diferente. Por isso, é muito importante saber quais doenças podem atingir um gato velho e conseguir identificar os sinais da terceira idade felina. Afinal de contas, entender algumas características específicas dessa fase são essenciais para aprender a como cuidar de gato idoso. Para te ajudar nessa missão, o Patas da Casa reuniu informações que são essenciais para identificar o envelhecimento do seu bichano.

Gato idoso: comportamento muda conforme a idade avança

As mudanças comportamentais são as primeiras a serem notadas pelos tutores quando temos um gato se aproxima da terceira idade felina. Não é novidade para ninguém que o sono dos gatos é infinito (eles nunca vão perder a oportunidade  de tirar uma boa soneca. Com a chegada da idade, as horas de sono podem aumentar ainda mais. A diferença é que, apesar de dormirem mais, o sono felino se torna menos profundo. Esse detalhe é um dos sinais que os tutores mais reparam, principalmente porque essa característica causa várias mudanças na rotina. Além disso, o gato velho pode interagir menos em comparação ao passado e fazer mais ruídos no dia a dia

Gato velho perde dente?

Dos sinais físicos, a perda de dentes de gato é uma das características mais claras de que a velhice está chegando. Os dentes acabam ficando mais desgastados e é normal que alguns venham a cair. O alerta deve estar ligado se esses sinais vem acompanhados de uma doença gengival, o que pode causar ainda mais problemas para o gato velho. Por conta disso, o acompanhamento do médico veterinário durante a velhice é extremamente importante.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    O gato velho fica com pelos embranquecidos, mais frágeis e opacos
    O gato velho fica com pelos embranquecidos, mais frágeis e opacos

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Articulações de um gato velho são menos flexíveis

    Os bichanos são conhecidos por serem extremamente ágeis e flexíveis. Entretanto, o gato idoso não terá a mesma disposição que antes - principalmente se ele for afetado pela osteoartrite, doença muito comum em felinos com a idade mais avançada. Essa inflexibilidade das articulações pode levar o animal a sentir muitas dores e dificuldade para se locomover. Muitas vezes isso faz com que o pet não consiga se limpar adequadamente, podendo desencadear problemas de pele em gatos.

    Para reduzir esses transtornos, o pai de pet deve posicionar a caixa de areia para gato idoso, comedouros e bebedouros em lugares não muito distantes de onde o felino costuma ficar. Dessa forma é evitado que o bichinho deixe de fazer suas necessidades e se alimentar por conta das dores ao se mover.

    Pelagem de gato idoso fica diferente

    Assim como nós humanos, o gato idoso começa a ter alguns pelinhos brancos. Entretanto, essa não é a única mudança que essa região apresenta: a qualidade dos pelos também será afetada. Um gato velho de 15 anos, por exemplo, terá uma pelagem com uma qualidade inferior à de um felino filhote, sendo mais opaca e frágil. Isso acontece porque glândulas sebáceas, que são responsáveis por produzir óleos nutritivos para a pele, diminuem sua produtividade. Nesse sentido, o gatinho fica mais exposto a perigos de infecções e doenças. Por isso, é muito importante cuidar da pelagem do gato idoso.

    Olfato, paladar e audição de gato velho ficam menos apurados

    Claro que nem todo gato idoso pode sentir isso, pois são sinais que variam de felino para felino. Inclusive, boa parte das diferenças comportamentais normalmente estão associadas ao fato de que o olfato, paladar e a audição felina ficam menos apurados. Como essas manifestações físicas são difíceis de serem percebidas no dia a dia, os tutores menos atentos acabam percebendo essa diferença na percepção dos sentidos somente quando o gatinho muda de comportamento por conta deles. Para ter um diagnóstico, é necessário levá-lo ao veterinário.

    Redação: Hyago Bandeira

    Piodermite canina: 10 perguntas e respostas sobre a doença que atinge a pele do cachorro

    Próxima matéria

    Piodermite canina: 10 perguntas e respostas sobre a doença que atinge a pele do cachorro

    Como saber se o cachorro está doente? Veja alguns sinais que devem ligar o alerta!
    Saúde

    Como saber se o cachorro está doente? Veja alguns sinais que devem ligar o alerta!

    Quem convive com um cão no dia a dia costuma conhecer bem o comportamento do bichinho e logo percebe quando algo não está normal. No entanto, mesmo quem tem um olhar atento pode se perguntar "como saber se o cachorro está doente?" diante de uma mudança no temperamento ou um quadro mais grave como vômito e diarreia. O veterinário é a pessoa certa para avaliar os sintomas, dar um diagnóstico preciso e orientar a respeito do melhor tratamento, mas antes de levar o pet no médico é importante entender os sinais de que ele realmente está mal para poder explicar a situação na clínica. Reunimos dicas certeiras sobre o assunto para te ajudar a cuidar do cachorro quando ele apresentar algum desconforto. Confira!

    Gato idoso: tudo que você precisa saber sobre saúde, cuidados, alimentação e mudanças de comportamento
    Idoso

    Gato idoso: tudo que você precisa saber sobre saúde, cuidados, alimentação e mudanças de comportamento

    Com uma média de 16 anos de expectativa de vida, o gato idoso precisa de alguns cuidados específicos para uma velhice tranquila. A fase de vida requer algumas mudanças alimentação do gato, exercícios físicos, brincadeiras e cuidados básicos. A idade mais avançada ainda requer mais visitas ao veterinário, já que o bichano mais velhinho está propenso a desenvolver alguns problemas de saúde, como a Síndrome da Disfunção Cognitiva.

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses
    Verme

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses

    Os filhotes de cachorro são muito mais propensos a sofrerem com verme. Além da contaminação facilmente ocorrer pela amamentação, os filhotes ainda estão desenvolvendo o sistema imunológico e diversas funções do organismo. É por isso que a primeira dose do vermífugo para cachorro filhote deve ser feita aos 30 dias de vida, com reforço mensal até os seis meses, para garantir a saúde do pet. 

    Gatos: o que é a criação indoor e quais as vantagens?
    Cuidados

    Gatos: o que é a criação indoor e quais as vantagens?

    Ninguém pode negar: os gatos são verdadeiros fãs da voltinhas noturnas. Mas, como bem sabemos, a rua nem sempre é um lugar seguro e criar o seu bichano em casa pode garantir uma vida mais longa. Por isso, a criação indoor tem se tornado cada vez mais popular entre os gateiros de plantão, uma vez que gatos criados dessa forma podem chegar até o dobro da idade em comparação aos que vivem de forma livre. Para saber mais sobre essa modalidade, o Patas da Casa separou as principais vantagens da criação de gatos indoor. Dá uma olhada!

    Ver Todas >

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães
    Saúde animal

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães

    A dirofilariose canina é uma doença silenciosa que pode afetar gravemente a saúde dos pets. Conhecida popularmente como a patologia do verme do coração, a transmissão da doença acontece por meio de uma simples picada de mosquito e pode levar o cachorro a óbito de maneira repentina. Para lidar com a dirofilariose, todo cuidado é pouco! 

    Fluidoterapia em gatos: tudo que você precisa saber sobre o tratamento usado em gatos renais crônicos
    Saúde animal

    Fluidoterapia em gatos: tudo que você precisa saber sobre o tratamento usado em gatos renais crônicos

    Você já ouviu falar em fluidoterapia em gatos? Muito comum em casos de insuficiência renal em gatos, a fluidoterapia em felinos é um tratamento de suporte que promove a hidratação do animal. É um procedimento versátil que pode ser aplicado de diversas maneiras e com fluidos específicos para cada situação. Para tirar todas as dúvidas sobre a fluidoterapia em gatos, o Patas da Casa conversou com a veterinária especialista em gato e dona do Diário Felino Jéssica de Andrade.

    Gato com FIV pode conviver com outros gatos?
    Saúde animal

    Gato com FIV pode conviver com outros gatos?

    A FIV felina é considerada uma das doenças mais perigosas. Além de toda a preocupação ao resgatar ou adotar um gatinho, existe outra questão que precisa de cuidado: a fácil transmissão. Existem testes que detectam a patologia, e é necessário realizá-los antes de levar um novo gato para casa - especialmente se tiver outros gatos. O gato com FIV pode acabar transmitindo a doença para os outros residentes se não houver nenhum tipo de cuidado.

    Vermes em gatos: saiba mais sobre a dirofilariose felina
    Saúde animal

    Vermes em gatos: saiba mais sobre a dirofilariose felina

    A dirofilariose em gatos é uma doença em que os parasitas se alojam na corrente sanguínea do pet e pode chegar até o coração - por isso também é chamada de doença do verme de coração. O problema é uma das doenças causadas por tipos vermes de gato. A dirofilariose também pode atingir os cães e é temida por ser uma complicação de saúde muito perigosa para ambos os pets. 

    Ver Todas >