close
Saúde

Gato gripado: seu bichano tem mais chances de ficar doente no inverno?

Atualizado · 14 de julho de 2021 · 16h59

Publicado · 14/07/2021 · 16h59

A gripe em gatos é uma preocupação nos meses mais frios do ano
A gripe em gatos é uma preocupação nos meses mais frios do ano

A gripe em gatos é mais comum do que se imagina, especialmente no inverno. É isso mesmo: assim como acontece com os humanos, os felinos também ficam mais vulneráveis nesta época do ano, então é muito importante ficar atento a possíveis sintomas de gripe em gatos para procurar ajuda o quanto antes. Também é necessário tomar uma série de cuidados para evitar que os bichanos adoeçam, já que até mesmo uma simples gripe pode evoluir para quadros mais graves, como a pneumonia felina. Para entender melhor como essa doença se propaga durante o inverno e descobrir como tratar e prevenir o gato gripado, reunimos algumas informações importantes sobre o assunto.

É verdade que o gato fica gripado com mais facilidade no inverno?

Sim, é verdade. Isso acontece porque os gatos normalmente têm uma pelagem menos densa e mais fina, então mudanças bruscas de temperatura acabam sendo problemáticas para eles. Os filhotes de gatos e animais idosos precisam de atenção redobrada nessa época, pois como eles têm um sistema imunológico fragilizado, acabam ficando ainda mais vulneráveis nessa época.

A gripe em gatos, também conhecida como rinotraqueíte felina, é causada principalmente por três agentes infecciosos: o Herpesvírus felino, o Calicivírus felino e a bactéria Chlamydia felis. A doença geralmente é transmitida por meio do contato com secreções nasais, oculares e orais de um gato saudável com um infectado. Durante o inverno também é comum encontrar um gato gripado por causa da constante exposição à baixa temperatura, especialmente em regiões mais frias.

8 sintomas de gripe em gatos para ficar atento

O gato gripado manifesta vários sintomas clínicos semelhantes aos sinais de gripes e resfriados nos humanos. Por isso, quando o tempo esfriar demais ou o inverno chegar, é bom redobrar a atenção com a saúde do seu amigo de quatro patas. Os sintomas de gripe em gatos mais comuns são:

• Apatia
• Prostração
Febre
Espirros
• Coriza
• Lacrimação
Tosse
• Sonolência

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Gato gripado: uma das melhores formas de prevenir a doença é com a vacinação
    Gato gripado: uma das melhores formas de prevenir a doença é com a vacinação

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Gripe em gatos: como tratar o problema?

    Após identificar um ou mais sintomas de gripe em gatos, é fundamental levar o pet para uma consulta veterinária. Esperar a gripe passar sozinha é um erro que muitos tutores cometem, mas não é o ideal porque pode agravar o quadro. Também não é recomendado medicar o animal por conta própria e muito menos oferecer remédios de uso humano para ele, já que a maioria dos medicamentos que nós usamos são prejudiciais para os gatos. 

    A melhor alternativa, portanto, é procurar um médico veterinário para ter o diagnóstico e começar o tratamento mais adequado. Algumas medidas básicas que também podem ajudar o bichano a se recuperar mais rapidamente são: estimular o apetite felino, oferecer bastante água, limpar bem os olhos e o focinho do gato, deixá-lo bem aquecido e fazer com que ele descanse bastante.

    Com alguns cuidados, é possível prevenir a gripe em gatos no inverno

    Assim que a temperatura cai, é inevitável a preocupação com o gato gripado. Mas não precisa se desesperar, pois é totalmente possível evitar o problema com atitudes simples do dia a dia. O primeiro passo é proteger o bichano do frio, e para isso você pode usar uma roupinha para gato, cobertores, mantas e tudo mais que puder deixá-lo bem quentinho. Não são todos os felinos que se adaptam às vestimentas, mas vale a pena tentar e ver como ele reage com a roupa. Se não der certo, o jeito é procurar outras formas de agasalhar o bichano.

    Além disso, também existe a vacina para gatos contra a gripe. Ela faz parte da vacina polivalente (V3 ou V4), que é obrigatória no calendário de vacinação dos felinos s e precisa de reforço anual. Apesar de não evitar completamente que ele se contamine, o corpo do gatinho estará mais forte para combater a infecção e apresentará sintomas bem leves. 

    Redação: Juliana Melo

    Displasia de quadril em cães: o que é, causas, sintomas e tratamentos

    Próxima matéria

    Displasia de quadril em cães: o que é, causas, sintomas e tratamentos

    Gato Siamês: conheça todas as características desse adorável bichano (com infográfico)
    Raças

    Gato Siamês: conheça todas as características desse adorável bichano (com infográfico)

    A raça de gato Siamês é uma das mais conhecidas e queridinhas do mundo. Além dos olhos azuis e da pelagem escura na face, orelhas e patas, esse lindo gatinho também tem uma personalidade totalmente adorável. O gato Siamês costuma ser muito tranquilo e carinhoso com a sua própria família, mas pode ser um pouco mais reservado perto de estranhos. Ele também é muito ativo e nunca dispensa uma boa brincadeira.

    O gato estressado tem mais chances de ficar doente?
    Comportamento

    O gato estressado tem mais chances de ficar doente?

    Não é difícil deixar um gato estressado. Com um temperamento sensível, até mesmo as pequenas mudanças no cotidiano influenciam o comportamento do gato. Isso se reflete na forma como ele se alimenta, brinca, interage com os humanos e até no uso da caixa de areia. Mas você sabia que o aumento do nível de estresse podem deixar o gato doente? Isso mesmo! Os hormônios do estresse são capazes de desestabilizar o organismo do animal, revelando doenças que podem ser bem incômodas.

    Adotar gato: os produtos que o tutor precisa comprar antes de levar o bichano para casa
    Adoção

    Adotar gato: os produtos que o tutor precisa comprar antes de levar o bichano para casa

    A empolgação de adotar gato muitas vezes toma conta da gente, mas essa não pode ser uma atitude impulsiva. Pelo contrário, deve ser muito bem planejada para fornecer tudo que o bichano precisa nos primeiros dias. Os gatos preenchem o ambiente com muito amor e alegria, mas também exigem alguns cuidados especiais com a higiene, alimentação e outras coisinhas. Felizmente existem alguns produtos capazes de ajudar a deixar o animal mais familiarizado e confortável no seu novo lar, como a caixa de areia para gatos. 

    Adotar gato: 10 motivos que vão fazer você querer se apaixonar por um bichano
    Adoção

    Adotar gato: 10 motivos que vão fazer você querer se apaixonar por um bichano

    “Quero adotar um gato”. Se esse pensamento já passou alguma vez pela sua cabeça é porque falta pouco para um bichano te conquistar de vez - e, acredite, os gatos conseguem isso com uma facilidade incrível. Sim, é isso mesmo: por trás do jeitinho reservado, esses animais são puro amor e companheirismo, e tem tudo para se tornar grandes amigos dos humanos.

    Ver Todas >

    Novo coronavírus: cães e gatos podem contrair e transmitir a Covid-19? Esclarecemos as principais dúvidas!
    Saúde animal

    Novo coronavírus: cães e gatos podem contrair e transmitir a Covid-19? Esclarecemos as principais dúvidas!

    Cães e gatos podem contrair a Covid-19? Será que gato pega covid de humano? O coronavírus humano tem algum impacto na saúde do gato ou cachorro? Fomos atrás de respostas para todas essas dúvidas!

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!
    Saúde animal

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!

    A coleira antipulgas é um acessório que faz toda a diferença na vida de quem tem um ou mais cães. Mas você sabia que existem produtos que, além de combater as pulgas, também ajudam a afastar outros problemas indesejados, como carrapatos e mosquitos? É aí que entra a coleira contra leishmaniose! Para quem não sabe, a leishmaniose canina é uma doença transmitida pelo mosquito-palha considerada muito perigosa e que pode debilitar bastante a saúde do animal.

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!
    Saúde animal

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!

    Você já ouviu falar de cinomose em gatos? Muito se sabe sobre a cinomose em cães, doença altamente contagiosa e que traz diversas complicações à saúde do cachorro. Essa condição é temida por muitos tutores de cães, mas também tutores de gatinhos. Existe uma doença conhecida por “cinomose em gatos”, que parece ser exatamente igual à que atinge os cães. Porém, existem muitas dúvidas se esse termo é realmente o mais adequado para se referir a essa condição. Afinal, a cinomose pega em gato ou a doença acontece unicamente com cães? O Patas da Casa te explica tudo sobre a “cinomose em gatos”!

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina
    Saúde animal

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina

    Você já ouviu falar em doença do verme do coração? Se você é tutor de cachorro, é bom se preocupar com ela. A dirofilariose é uma doença muito perigosa, que pode afetar órgãos vitais dos cãezinhos e levá-los à morte. Diferente de outras doenças causadas por verminoses, o verme do coração é transmitido pela picada de mosquitos e, por isso, acaba sendo mais incidente no verão. Mas como identificar o verme no coração do cachorro? Dirofilariose tem cura? Como é feito o tratamento? E o mais importante: como manter o pet longe da doença? Descubra tudo sobre verme do coração em cães a seguir.

    Ver Todas >