close
Saúde

Gato emagrecendo repentinamente: o que pode ser?

Atualizado · 04 de fevereiro de 2022 · 18h33

Publicado · 04/02/2022 · 14h00

O gato emagrecendo do nada provavelmente não está se alimentando do jeito certo
O gato emagrecendo do nada provavelmente não está se alimentando do jeito certo

Todo mundo sabe que a alimentação é um ponto muito importante para manter a saúde animal em bom estado. Mas o que fazer quando o gato não quer comer e acaba emagrecendo por conta disso? O primeiro passo, na verdade, é buscar entender os motivos que estão por trás da inapetência - ou seja, falta de apetite - dos felinos. É só a partir disso que será possível buscar alternativas para fazer com que o animal se alimente adequadamente (e, claro, sempre com a supervisão de um profissional).

Por isso, se você está passando por uma situação do tipo “meu gato não quer comer” e quer saber o que isso significa, chegou a hora da verdade. A seguir, vamos te contar quais são as principais causas que deixam um gato emagrecendo e sem apetite, assim como as melhores formas de lidar com a situação.

6 razões que explicam um gato emagrecendo e sem apetite

1) Transtornos psicológicos

Os animais, assim como os humanos, também podem sofrer com transtornos psicológicos bem comuns como estresse, ansiedade e depressão. Por isso, quando se trata de um gato estressado ou ansioso, alguns comportamentos que podem ser percebidos são a vocalização excessiva, diminuição do apetite, agressividade e urinar fora da caixa de areia. Já no caso de um gato com depressão, a tristeza e o isolamento também são alguns dos sintomas comuns.

As situações mais comuns que podem ocasionar esses transtornos são mudanças abruptas na rotina - seja uma mudança de casa, reforma ou chegada de novo membro -, ambientes muito barulhentos e falecimento de alguém próximo.

2) Problemas gastrointestinais

Qualquer incômodo ou desconforto no sistema digestivo do gato pode ser motivo para que ele não queira comer. Geralmente é algo que vem acompanhado de outros sintomas, como vômitos ou diarreias, por exemplo. Por isso, nesses casos, é importante avaliar se talvez seu gatinho não está passando por uma situação mais complexa. Alergias alimentares, doença inflamatória intestinal, presença de corpo estranho e até mesmo uma simples dor de dente costumam ser as causas mais comuns.

3) Doenças sistêmicas

Se o seu gato apresenta alguma doença sistêmica, como diabetes ou hipertireoidismo, o emagrecimento repentino pode acontecer até mesmo sem alterar o apetite do animal. Por isso, se houver qualquer suspeita de algum desses problemas, não hesite em marcar uma consulta com um veterinário de confiança o quanto antes. O diagnóstico precoce é sempre a melhor forma de tratar e cuidar dos nossos amigos de quatro patas - e se nada for confirmado, você pode respirar aliviado em busca de outros motivos porque o gato não quer comer.

4) Presença de parasitas

A presença de parasitas intestinais, também conhecidos como vermes em gatos, também pode deixar um gato emagrecendo. Uma possível infestação parasitária normalmente ocasiona vômitos, diarreia e inchaço abdominal. Portanto, se você acha que tem um gato com verme, a melhor alternativa é procurar um bom profissional para controlar o problema e proteger o seu amigo de quatro patas.

5) Bola de pelo em gatos

Poucas pessoas sabem disso, mas a bola de pelo em gatos é mais um dos motivos que podem deixar o animal sem vontade de se alimentar. Se a bola não for expelida naturalmente, causa um incômodo danado nos bichanos e pode desencadear vários sintomas como apatia, cansaço, fraqueza, ânsia de vômito, entre outras coisas. Se houver algum bloqueio no sistema digestivo do pet, o resultado é um gato emagrecendo e sem fome.

6) Problemas com a ração

Já parou para pensar que talvez o seu gato enjoou da ração? Ou que o armazenamento da ração dele não está sendo feito de forma adequada? Pois bem, não é mistério que o paladar felino é exigente e criterioso. Por isso, às vezes acontece de o gatinho não se interessar mais pela ração porque ela fica muito tempo exposta e perde o sabor, textura e crocância. Além disso, sempre há também a possibilidade de o seu bigodudo querer experimentar novos alimentos.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Quando o gato não quer comer, é necessário investigar as causas por trás disso
    Quando o gato não quer comer, é necessário investigar as causas por trás disso

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Meu gato não quer comer e está emagrecendo: converse com um veterinário

    Às vezes o gato não quer comer porque está com algum problema de saúde que afeta diretamente o seu apetite. Como consequência, acaba emagrecendo porque não recebe todos os nutrientes necessários para manter o seu organismo forte e saudável. Para não restarem dúvidas, é sempre válido fazer um check-up da saúde do animal por precaução. Se houver, de fato, algo de errado com o organismo do gato, o veterinário será o primeiro a descobrir e indicar o tratamento mais adequado.

    Por isso, se você notar que seu gatinho não quer se alimentar de jeito nenhum ou teve um emagrecimento inesperado nas últimas semanas, o mais aconselhável é buscar uma orientação médica. Não deixe a situação piorar, e nem busque auto medicar seu animal de estimação, pois isso pode acabar prejudicando-o ainda mais

    O que fazer quando o gato não quer comer? Confira 7 dicas!

    1) Não deixe a ração disponível o tempo todo. Isso faz com que os grãos percam sua consistência, e o gato pode perder o interesse na comida por causa disso.

    2) Estabeleça uma rotina alimentar para o seu pet. O ideal é oferecer a ração para gato em horários fixos, como na parte da manhã ou à noite.

    3) Evite dar petiscos para os gatos muito próximo às refeições. Seu gatinho certamente vai ficar mais entusiasmado com o petisco do que com a ração, e pode não querer comer.

    4) Verifique se o comedouro está limpo e tem tamanho adequado. Os felinos são exigentes com a higiene, e gostam de comer em um recipiente espaçoso que não encoste no seu bigode.

    5) Escolha um ambiente calmo para o gato se alimentar. O ideal é que o gato tenha um cantinho bem tranquilo para realizar suas refeições em paz.

    6) Misture ração seca com ração úmida. Isso ajuda a despertar o interesse do bichano. Outra sugestão é umedecer os grãos de ração seca com um pouco de água.

    7) Leve o seu gato ao veterinário para check-ups. Como foi dito acima, essa é uma forma de garantir que está tudo certo com a saúde do seu pet.

    Redação: Juliana Melo

    Saiba tudo sobre o complexo gengivite estomatite felina

    Próxima matéria

    Saiba tudo sobre o complexo gengivite estomatite felina

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça
    Raças

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça

    Com uma beleza extraordinária, o gato Singapura deixa qualquer um babando. Esse felino de pequeno porte é considerado uma das menores raças de gato que existem. Entretanto, suas características físicas singulares não param por aí: os olhos grandes e expressivos são outra particularidade da raça. Além disso, a raça Singapura possui uma personalidade dócil e amigável. Ficou curioso para conhecer mais sobre essa raça de gato?

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)
    Raças

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)

    O Khao Manee tem um grande potencial para ser um dos grandes queridinhos entre os apaixonados por gatos. Com olhos de cores marcantes e pelo branquinho, o felino desta raça possui uma aparência rara que chama atenção e é uma ótima companhia para qualquer família. De origem tailandesa, esse gatinho é super amigável e ama estar ao lado dos seus humanos - e até mesmo de outros animais. Para conhecer mais a fundo o gato Khao Manee, o Patas da Casa separou as principais informações sobre esse bichano incrível. Dá uma olhada!

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa
    Raças

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa

    O Ragamuffin é uma raça de gato muito amável e carinhosa. Não muito conhecido no Brasil, o gato ragamuffin se originou a partir do cruzamento com felinos da raça Ragdoll. É considerado um gato gigante e pode chegar até os 9kg. O "Ragamuffin cat" pode ter a pelagem e olhos de diferentes cores. Uma característica marcante é o jeito brincalhão e o fato de amar colo. O Ragamuffin é ideal para famílias com crianças e outros animais.

    Gato laranja: o que essa cor de pelagem pode indicar sobre a personalidade do pet?
    Comportamento

    Gato laranja: o que essa cor de pelagem pode indicar sobre a personalidade do pet?

    Não tem quem resista à fofura de um gato laranja. Mas você já parou para se perguntar como é a personalidade do gato alaranjado? Muitas pessoas acreditam que algumas características dos felinos estão intimamente relacionadas com a cor da sua pelagem e, segundo um estudo da Universidade da Flórida e Califórnia, nos Estados Unidos, há evidências de que isso é verdade. 

    Ver Todas >

    Lama biliar em cães: o que é, como se desenvolve e qual o tratamento
    Saúde animal

    Lama biliar em cães: o que é, como se desenvolve e qual o tratamento

    A lama biliar em cães é uma doença que afeta o sistema digestivo do cachorro. Apesar de ser pouco conhecida, a condição está relacionada com a produção de bile, substância essencial no processo de digestão. Muitas vezes confundida com a colecistite em cães, a lama biliar não causa no cachorro tantos transtornos à saúde de início, mas pode levar a uma inflamação mais grave do órgão. Por ser uma doença mais desconhecida, muitas dúvidas surgem: o que causa a lama biliar? 

    PIF felina: como prevenir a grave doença que afeta os gatos?
    Saúde animal

    PIF felina: como prevenir a grave doença que afeta os gatos?

    Sem dúvidas, a PIF felina é um dos maiores medos de pais e mães de pet. Considerada uma das doenças mais graves em gato, a peritonite infecciosa felina é altamente infecciosa e causa diversos transtornos para a saúde. O gato com PIF sofre com falta de apetite, perda de peso, aumento do abdômen, dificuldade de respirar, problemas de coordenação… são tantas consequências que deixam o animal extremamente frágil. O pior de tudo é que a doença PIF não tem cura e nem vacina. 

    Se viu a terceira pálpebra do gato exposta, fique atento! Pode se tratar da Síndrome de Haw
    Saúde animal

    Se viu a terceira pálpebra do gato exposta, fique atento! Pode se tratar da Síndrome de Haw

    A Síndrome de Haw em gatos é um quadro que ocorre quando a terceira pálpebra (que deveria ficar escondida) se projeta para fora, cobrindo parte do olho do gato. Essa doença ocular felina é de fácil diagnóstico e tem um tratamento simples, mas é importante que o auxílio veterinário entre em ação logo no início. O tutor deve observar se existe algo diferente nos olhos do gato!

    Cachorro tem tireoide? Veja a resposta!
    Saúde animal

    Cachorro tem tireoide? Veja a resposta!

    Você sabia que cachorro com hipotireoidismo é uma condição mais comum do que se imagina? A anatomia canina ao mesmo tempo que é bem diferente da humana, tem muitas coisas bastante parecidas. Diversos órgãos presentes no nosso corpo também existem - em diferentes proporções, é claro - no corpo do animal. Um deles é a tireoide. Todo cachorro tem tireoide e essa glândula é tão importante para eles quanto é para nós. Inclusive, é bem comum que o animal sofra com disfunções relacionadas a ela. 

    Ver Todas >