Cuidados

Floral para ansiedade canina funciona?

Saiba como usar os florais para ajudar o seu cãozinho!
Saiba como usar os florais para ajudar o seu cãozinho!

Muita gente questiona se o uso de floral para ansiedade canina realmente funciona, já que o produto se tornou mais popular nos últimos anos e é encontrado com facilidade nas prateleiras de pet shops e clínicas veterinárias. Além da ansiedade, é possível encontrar floral para cachorro indicado para diferentes problemas: destruição, agressividade, gravidez psicológica, adaptação de um novo animal e até coprofagia, que é o ato de comer as próprias fezes. O floral para cachorro não é um remédio, mas sim um tratamento de cura emocional. Para entender melhor a indicação, os cuidados e efeitos, o Patas da Casa conversou com uma veterinária comportamental que é especialista em florais. Chega mais!

Floral para ansiedade canina: como o tratamento age no organismo do animal?

Também conhecidos como “Florais de Bach”, a mistura de flores e álcool criada pelo homeopata Edward Bach é uma grande ajuda na hora de equilibrar as emoções dos peludos, além de ser um método indolor. O floral para cachorro entra em uma categoria da medicina veterinária que trata os animais pela homeopatia. Ou seja, o princípio é garantir o bem-estar animal com o uso de métodos naturais que não causam dor e nem estresse. Por ser eficaz e rápida, além de apresentar soluções baratas e imediatas, a terapia holística já é considerada por muitos veterinários e já existem clínicas especializadas nesse tipo de tratamento. 

“O tratamento com floral dura de cinco a 15 dias e a resposta é muito individual”, conta Renata Bloomfield, veterinária comportamental do Rio de Janeiro. “Às vezes, inicialmente temos um animal que precisa de algumas essências e depois é necessário entrar com outras. Essa resposta é muito variada, pois depende do estilo de vida, do responsável, do manejo e do tratamento convencional. O normal é que a combinação de essências de um floral dê um resultado esperado em cinco dias”, explica.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    O Nicolas sempre foi um cachorro muito ansioso e estressado. O floral está ajudando a amenizar alguns comportamentos compulsivos dele.
    O Nicolas sempre foi um cachorro muito ansioso e estressado. O floral está ajudando a amenizar alguns comportamentos compulsivos dele.

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    Caixa de areia de gato em apartamento: saiba qual o melhor lugar para colocar o sanitário felino
    Cuidados dos animais

    Caixa de areia de gato em apartamento: saiba qual o melhor lugar para colocar o sanitário felino

    A caixa de areia é só um objeto, mas para novos donos de gatos ela pode envolver uma série de dúvidas que ninguém sonhou em ter antes de ter um felino. Desde qual tipo de areia escolher até o tamanho e o formato do objeto, tudo isso influencia na forma como o gato vai usar a caixa. Como não poderia ser diferente, o lugar onde você coloca o sanitário do seu gatinho é primordial para que ele faça o xixi e cocô no lugar certo — principalmente se você mora em apartamentos e tem um espaço limitado. Hoje, o Patas da Casa vai te ajudar a resolver essa questão: dá uma olhada aqui embaixo!

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas
    Cuidados dos animais

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas

    Mesmo que muitas vezes sejam esquecidas na hora dos cuidados, as orelhas do seu cachorrinho são bem sensíveis e precisam de bastante atenção. De vez em quando, é comum que algum incômodo pontual faça o seu cachorro ficar coçando a orelha, mas quando isso se torna algo frequente e você percebe um incômodo maior no animal, vale a pena ficar atento.

    Como tratar a ansiedade canina? O indicado é buscar um diagnóstico preciso antes de usar o floral

    O ideal é buscar o auxílio de um veterinário antes de inserir o floral na rotina do animal. Aqueles que encontramos em pet shops e clínicas veterinárias têm composições gerais e, segundo Renata Bloomfield, só funcionam se o animal tiver realmente aquele quadro. Dependendo do caso apresentado, é necessário solicitar uma fórmula específica com um profissional, que vai prescrever as flores indicadas para o tratamento daquele caso. “Às vezes, a pessoa não consegue identificar o que é uma fobia e o que é ansiedade, por exemplo, então administra o floral para ansiedade e não para fobia. Ter o diagnóstico é muito importante para utilizar o floral correto. O ideal é fazer um floral para cada animal”, explica Renata. 

    A ansiedade em cães tem se tornado cada vez mais comum. E são vários os motivos: aspectos genéticos, saudade excessiva dos donos, possessividade, falta de atividades físicas, entre outros.  O floral para ansiedade pode ser uma alternativa para o cachorro ansioso. Mas é importante lembrar que não basta somente o uso do produto: ansiedade é um problema emocional que requer atenção e dedicação dos donos.

     

    Cachorro ansioso: bem-estar prejudicado!

    O Nicolas, um vira-lata de 4 anos, já usou florais para ansiedade mais de uma vez. Ele foi adotado com cerca de 40 dias de vida e, desde então, apresenta um comportamento de estresse e ansiedade. “Ele sempre protegeu muito a comida, chegava até a ser agressivo com as pessoas e outros animais da casa”, conta a tutora do Nicolas, Gabriela Lopes. O quadro se agravou quando a Bel, uma outra cachorrinha que era sua companhia, faleceu: “Nesse período, a compulsão alimentar aumentou e ele apresentou obesidade depois de engordar mais de 5 kgs. Ele vivia estressado e seu pelo chegou a ficar branco e cair. Buscamos ajuda veterinária e os exames deram alteração por tanto estresse”. 

    O Nicolas está usando um floral para ansiedade canina pela segunda vez. Todo o processo está sendo acompanhado por veterinários. Em poucas semanas sua família já vê diferenças no comportamento.
    O Nicolas está usando um floral para ansiedade canina pela segunda vez. Todo o processo está sendo acompanhado por veterinários. Em poucas semanas sua família já vê diferenças no comportamento.

    O Nicolas vive em uma casa com um quintal enorme. As brincadeiras e passeios diários não diminuíram a ansiedade. Depois de trocar a ração e incentivar a socialização com outros animais, Gabriela e sua família optaram pelo uso do floral para ansiedade com a esperança de proporcionar mais qualidade de vida ao Nicolas. Todo o processo é acompanhado por veterinários. “Quando a ansiedade começou a afetar de fato a saúde e os resultados de exames ficaram alterados, ficamos todos em estado de alerta”, conta.

    Essa é a segunda vez que o Nicolas usa tratamentos homeopáticos. Na primeira vez, foi receitado um calmante natural, que funcionou bastante na época, mas assim que o tratamento acabou o comportamento do Nicolas começou a regredir. Há três semanas, então, eles estão usando um novo floral quatro vezes por dia e a família já nota a diferença: “Ele está bem menos agressivo na hora de comer, não implica mais com os gatos da casa e está ficando menos territorialista”.

    Em que situações posso usar o floral para cachorro?

    De acordo com Renata Bloomfield, o floral pode ser usado em diferentes situações que o cãozinho apresente. “Qualquer animal pode fazer uso do floral. É possível usar tanto para o quadro de ansiedade e fobias quanto em casos de hiper-excitação ou mudança de ambientes. Caso você tenha um animal muito quietinho e queira estimulá-lo de alguma forma, o floral também pode ajudar”, explica. A veterinária indica ainda o uso em animais doentes para ajudar no processo de recuperação. Mas não esqueça: sempre consulte um veterinário de confiança antes de começar qualquer tratamento com o seu pet.

     

    Motivos para considerar o tratamento com floral:

    • Sem estresse. Não precisa enfiar nenhum comprimido pela garganta do cachorro, nem furar ele ou causar algum tipo de dor. O floral vem líquido ou em “bolinhas brancas”, em ambos os casos é muito fácil de dar ao animal;

    • A homeopatia não tem efeito colateral. O tratamento é feito de maneira geral e não usa nenhum tipo de química que possa, a longo prazo, prejudicar os órgãos do animal. Assim, também, não prejudica o meio ambiente e nem faz uso em excesso de materiais que podem prejudicar o solo;

    • Não tem restrição de idade, porte ou tipo. Um filhote pode tomar florais, assim como um idoso. Animais silvestres também podem fazer o uso do medicamento, principalmente os criados em cativeiro que não conseguem se reintegrar na natureza; 

    • Bom para o bolso! Os remédios homeopáticos são mais baratos do que os remédios industrializados, isso porque são manipulados em farmácias menores.

    Redação: Júlia Cruz

    Compensa comprar um tapete higiênico lavável para cachorro?

    Próxima matéria

    Compensa comprar um tapete higiênico lavável para cachorro?

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral
    Saúde

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral

    Uma das doenças virais de cachorro mais sérias e comuns que existem, o vírus da parvovirose atinge, principalmente, animais que não foram imunizados contra este e outros vírus. Entre os principais sintomas da parvovirose, o vômito, a diarreia com sangue, e a desidratação podem ser destacados, ou seja: mesmo que o diagnóstico chegue bem cedo, o tratamento deve começar o quanto antes, já que a parvovirose pode ser fatal. Para esclarecer todas dúvidas sobre a parvovirose canina, nós conversamos com a veterinária Jackeline Ribeiro. Dá uma olhada no que ela contou!

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Floral para gatos funciona? Descubra quando e como utilizar!
    Saúde

    Floral para gatos funciona? Descubra quando e como utilizar!

    O floral para gatos é um medicamento que tem se tornado bem comum quando falamos de melhorar o comportamento desses animais. Esse produto, que não há nenhum componente químico, é recomendado por veterinários e adestradores, já que não causa problemas à saúde e pode ser um grande aliado para corrigir comportamentos indesejados. É possível encontrar floral para ansiedade e nervosismo, agressividade, gravidez psicológica e tantos outros tipos. Para entender mais sobre essa espécie de calmante para gatos, conversamos com a Ana Regina Torro, que é coordenadora do curso de pós-graduação em Homeopatia Veterinária da FAMESP (Faculdade Método de São Paulo).

    Leptospirose canina: características, contaminação e prevenção (um guia completo sobre a zoonose)
    Saúde

    Leptospirose canina: características, contaminação e prevenção (um guia completo sobre a zoonose)

    A leptospirose canina é uma zoonose transmissível para humanos, que surge com uma bactéria presente na água e no solo. O rato é o animal hospedeiro e transmite a doença pela urina. A leptospirose se desenvolve rapidamente e pode comprometer as funções renais e hepáticas do cão - e até mesmo levá-lo à morte. Talvez você não saiba, mas existe cura para a doença e é possível reverter o quadro com o tratamento correto e o acompanhamento constante de um veterinário. Para entender melhor, o Patas da Casa conversou com o Maycon Faria de Barros, veterinário do Rio de Janeiro, que nos explicou sobre a leptospirose em cachorro. Quer saber mais sobre essa zoonose tão comum? Chega mais!

    Ver Todas >

    Como viajar com cachorro de avião? Saiba tudo sobre as regras, documentação e cuidados!
    Cuidados dos animais

    Como viajar com cachorro de avião? Saiba tudo sobre as regras, documentação e cuidados!

    Muitas dúvidas podem surgir quando o assunto é viajar com cachorro de avião. Afinal, é uma situação que requer uma série de cuidados e não é tão simples quanto viajar de carro ou de ônibus com o seu bichinho de estimação. Por isso, é algo que requer certo planejamento - inclusive financeiro - para lidar com a taxa de embarque, documentação necessária e até mesmo preparar seu cãozinho psicologicamente para esse tipo de viagem. Como ele vai passar algumas horas dentro da caixa transportadora, é importante que ele esteja acostumado com o acessório.

    Mochila para transportar gato é uma boa opção? Como acostumar o felino com o acessório?
    Cuidados dos animais

    Mochila para transportar gato é uma boa opção? Como acostumar o felino com o acessório?

    Um dos maiores desafios dos gateiros de plantão é transportar o seu bichano com conforto e segurança. Justamente por isso, a mochila de gato tem se tornado cada vez mais popular entre os tutores. O acessório, que é muito prático e tem um toque de fofura, pode ser encontrado em diferentes tamanhos e modelos. Embora não seja um item essencial no dia a dia do seu pet, ele pode ser bem útil em algumas situações, como idas aos veterinário e até mesmo passeios. Ficou interessado no assunto? 

    5 cuidados que você deve ter ao dar banho em cachorro
    Cuidados dos animais

    5 cuidados que você deve ter ao dar banho em cachorro

    A maioria dos cachorros não gosta de tomar banho - e alguns têm até pavor desse momento. Acontece que a higienização é super importante para manter a pele e os pelos saudáveis, por isso não tem como escapar. Então como tornar esse momento mais agradável para os cães? Além do aspecto comportamental, alguns cuidados são essenciais na hora do banho em cachorro para evitar, inclusive, problemas de saúde, como alergias e otites.

    Tudo o que você precisa saber sobre o banho de cachorro!
    Cuidados dos animais

    Tudo o que você precisa saber sobre o banho de cachorro!

    Ter um cãozinho é tudo de bom, mas é algo que também exige muitos cuidados, principalmente no que se refere à alimentação, saúde e higiene. Dar banho em cachorro, inclusive, é essencial não apenas por uma questão de deixá-lo limpinho e cheiroso, mas também como uma forma de evitar doenças de pele e até mesmo a proliferação de parasitas. Além do banho, outra medida fundamental é a tosa de cachorro em algumas raças específicas, que é o que ajuda a manter a pelagem do animal bonita e saudável.

    Ver Todas >