Cuidados

Floral para ansiedade canina funciona?

Saiba como usar os florais para ajudar o seu cãozinho!
Saiba como usar os florais para ajudar o seu cãozinho!

Muita gente questiona se o uso de floral para ansiedade canina realmente funciona, já que o produto se tornou mais popular nos últimos anos e é encontrado com facilidade nas prateleiras de pet shops e clínicas veterinárias. Além da ansiedade, é possível encontrar floral para cachorro indicado para diferentes problemas: destruição, agressividade, gravidez psicológica, adaptação de um novo animal e até coprofagia, que é o ato de comer as próprias fezes. O floral para cachorro não é um remédio, mas sim um tratamento de cura emocional. Para entender melhor a indicação, os cuidados e efeitos, o Patas da Casa conversou com uma veterinária comportamental que é especialista em florais. Chega mais!

Floral para ansiedade canina: como o tratamento age no organismo do animal?

Também conhecidos como “Florais de Bach”, a mistura de flores e álcool criada pelo homeopata Edward Bach é uma grande ajuda na hora de equilibrar as emoções dos peludos, além de ser um método indolor. O floral para cachorro entra em uma categoria da medicina veterinária que trata os animais pela homeopatia. Ou seja, o princípio é garantir o bem-estar animal com o uso de métodos naturais que não causam dor e nem estresse. Por ser eficaz e rápida, além de apresentar soluções baratas e imediatas, a terapia holística já é considerada por muitos veterinários e já existem clínicas especializadas nesse tipo de tratamento. 

“O tratamento com floral dura de cinco a 15 dias e a resposta é muito individual”, conta Renata Bloomfield, veterinária comportamental do Rio de Janeiro. “Às vezes, inicialmente temos um animal que precisa de algumas essências e depois é necessário entrar com outras. Essa resposta é muito variada, pois depende do estilo de vida, do responsável, do manejo e do tratamento convencional. O normal é que a combinação de essências de um floral dê um resultado esperado em cinco dias”, explica.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    O Nicolas sempre foi um cachorro muito ansioso e estressado. O floral está ajudando a amenizar alguns comportamentos compulsivos dele.
    O Nicolas sempre foi um cachorro muito ansioso e estressado. O floral está ajudando a amenizar alguns comportamentos compulsivos dele.

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas
    Cuidados dos animais

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas

    Mesmo que muitas vezes sejam esquecidas na hora dos cuidados, as orelhas do seu cachorrinho são bem sensíveis e precisam de bastante atenção. De vez em quando, é comum que algum incômodo pontual faça o seu cachorro ficar coçando a orelha, mas quando isso se torna algo frequente e você percebe um incômodo maior no animal, vale a pena ficar atento.

    Como tratar a ansiedade canina? O indicado é buscar um diagnóstico preciso antes de usar o floral

    O ideal é buscar o auxílio de um veterinário antes de inserir o floral na rotina do animal. Aqueles que encontramos em pet shops e clínicas veterinárias têm composições gerais e, segundo Renata Bloomfield, só funcionam se o animal tiver realmente aquele quadro. Dependendo do caso apresentado, é necessário solicitar uma fórmula específica com um profissional, que vai prescrever as flores indicadas para o tratamento daquele caso. “Às vezes, a pessoa não consegue identificar o que é uma fobia e o que é ansiedade, por exemplo, então administra o floral para ansiedade e não para fobia. Ter o diagnóstico é muito importante para utilizar o floral correto. O ideal é fazer um floral para cada animal”, explica Renata. 

    A ansiedade em cães tem se tornado cada vez mais comum. E são vários os motivos: aspectos genéticos, saudade excessiva dos donos, possessividade, falta de atividades físicas, entre outros.  O floral para ansiedade pode ser uma alternativa para o cachorro ansioso. Mas é importante lembrar que não basta somente o uso do produto: ansiedade é um problema emocional que requer atenção e dedicação dos donos.

     

    Cachorro ansioso: bem-estar prejudicado!

    O Nicolas, um vira-lata de 4 anos, já usou florais para ansiedade mais de uma vez. Ele foi adotado com cerca de 40 dias de vida e, desde então, apresenta um comportamento de estresse e ansiedade. “Ele sempre protegeu muito a comida, chegava até a ser agressivo com as pessoas e outros animais da casa”, conta a tutora do Nicolas, Gabriela Lopes. O quadro se agravou quando a Bel, uma outra cachorrinha que era sua companhia, faleceu: “Nesse período, a compulsão alimentar aumentou e ele apresentou obesidade depois de engordar mais de 5 kgs. Ele vivia estressado e seu pelo chegou a ficar branco e cair. Buscamos ajuda veterinária e os exames deram alteração por tanto estresse”. 

    O Nicolas está usando um floral para ansiedade canina pela segunda vez. Todo o processo está sendo acompanhado por veterinários. Em poucas semanas sua família já vê diferenças no comportamento.
    O Nicolas está usando um floral para ansiedade canina pela segunda vez. Todo o processo está sendo acompanhado por veterinários. Em poucas semanas sua família já vê diferenças no comportamento.

    O Nicolas vive em uma casa com um quintal enorme. As brincadeiras e passeios diários não diminuíram a ansiedade. Depois de trocar a ração e incentivar a socialização com outros animais, Gabriela e sua família optaram pelo uso do floral para ansiedade com a esperança de proporcionar mais qualidade de vida ao Nicolas. Todo o processo é acompanhado por veterinários. “Quando a ansiedade começou a afetar de fato a saúde e os resultados de exames ficaram alterados, ficamos todos em estado de alerta”, conta.

    Essa é a segunda vez que o Nicolas usa tratamentos homeopáticos. Na primeira vez, foi receitado um calmante natural, que funcionou bastante na época, mas assim que o tratamento acabou o comportamento do Nicolas começou a regredir. Há três semanas, então, eles estão usando um novo floral quatro vezes por dia e a família já nota a diferença: “Ele está bem menos agressivo na hora de comer, não implica mais com os gatos da casa e está ficando menos territorialista”.

    Em que situações posso usar o floral para cachorro?

    De acordo com Renata Bloomfield, o floral pode ser usado em diferentes situações que o cãozinho apresente. “Qualquer animal pode fazer uso do floral. É possível usar tanto para o quadro de ansiedade e fobias quanto em casos de hiper-excitação ou mudança de ambientes. Caso você tenha um animal muito quietinho e queira estimulá-lo de alguma forma, o floral também pode ajudar”, explica. A veterinária indica ainda o uso em animais doentes para ajudar no processo de recuperação. Mas não esqueça: sempre consulte um veterinário de confiança antes de começar qualquer tratamento com o seu pet.

     

    Motivos para considerar o tratamento com floral:

    • Sem estresse. Não precisa enfiar nenhum comprimido pela garganta do cachorro, nem furar ele ou causar algum tipo de dor. O floral vem líquido ou em “bolinhas brancas”, em ambos os casos é muito fácil de dar ao animal;

    • A homeopatia não tem efeito colateral. O tratamento é feito de maneira geral e não usa nenhum tipo de química que possa, a longo prazo, prejudicar os órgãos do animal. Assim, também, não prejudica o meio ambiente e nem faz uso em excesso de materiais que podem prejudicar o solo;

    • Não tem restrição de idade, porte ou tipo. Um filhote pode tomar florais, assim como um idoso. Animais silvestres também podem fazer o uso do medicamento, principalmente os criados em cativeiro que não conseguem se reintegrar na natureza; 

    • Bom para o bolso! Os remédios homeopáticos são mais baratos do que os remédios industrializados, isso porque são manipulados em farmácias menores.

    Redação: Júlia Cruz

    Meia antiderrapante para cachorro idoso: veja como o item promove mais segurança para o pet

    Próxima matéria

    Meia antiderrapante para cachorro idoso: veja como o item promove mais segurança para o pet

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral
    Saúde

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral

    Uma das doenças virais de cachorro mais sérias e comuns que existem, o vírus da parvovirose atinge, principalmente, animais que não foram imunizados contra este e outros vírus. Entre os principais sintomas da parvovirose, o vômito, a diarreia com sangue, e a desidratação podem ser destacados, ou seja: mesmo que o diagnóstico chegue bem cedo, o tratamento deve começar o quanto antes, já que a parvovirose pode ser fatal. Para esclarecer todas dúvidas sobre a parvovirose canina, nós conversamos com a veterinária Jackeline Ribeiro. Dá uma olhada no que ela contou!

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet
    Adestramento

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet

    Assim como os humanos, os cães também tem um jeitinho próprio de se comunicar com o mundo ao seu redor. É algo que faz parte da personalidade deles e, por isso, é importante entender alguns aspectos do comportamento canino para estreitar a relação com esses animais. Será que você tem um cachorro mais destemido ou medroso? Comunicativo ou tímido? Amigável ou agressivo? 

    Vinho e cerveja para cachorro? Entenda como esses produtos caninos funcionam
    Petiscos

    Vinho e cerveja para cachorro? Entenda como esses produtos caninos funcionam

    Depois de adotar um cachorro, ele automaticamente passa a fazer parte da família. Compartilhar bons momentos ao lado dos doguinhos é cada vez mais comum, e é por isso que muitos produtos humanos são adaptados também para os cães, como é o caso do vinho e da cerveja para cachorro. Afinal, quem nunca pensou em chegar em casa e poder compartilhar um momento mais descontraído com seu pet? 

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Ver Todas >

    4 dicas infalíveis de como acostumar gato na casa nova
    Cuidados dos animais

    4 dicas infalíveis de como acostumar gato na casa nova

    A mudança de casa é uma das coisas mais estressantes na vida de um gato. Muito apegados à rotina, os bichanos se veem de uma hora para outra longe dos cômodos e das coisas que conhecem. A explicação para essa dificuldade de adaptação é simples: os gatos ainda possuem muitos instintos e características da fase selvagem, por isso são bem territorialistas. Para eles, o território que têm seu cheiro é o lugar em que sente seguro e sem ameaças para desenvolver suas habilidades. 

    Qual a melhor cama para gato? Veja os modelos mais populares antes de decidir
    Cuidados dos animais

    Qual a melhor cama para gato? Veja os modelos mais populares antes de decidir

    Os gatos passam cerca de 2/3 do dia dormindo e é exatamente por isso que os tutores devem se atentar a um acessório muito importante para o momento de descanso do pet: a cama para gato. Além de fazer parte da gatificação da casa, as caminhas também servem como refúgio para o animal, deixando ele muito mais à vontade para expressar seus instintos naturais. Mas na hora de comprar o acessório, o tutor também deve se atentar à personalidade do gato para escolher a melhor opção.

    Como ensinar cachorro a fazer xixi no lugar certo depois da mudança de casa?
    Cuidados dos animais

    Como ensinar cachorro a fazer xixi no lugar certo depois da mudança de casa?

    Mudar de casa com o cachorro é sempre um processo complicado. Embora os cães sejam um pouco mais desapegados do que os gatos, leva um tempinho até que o animal consiga se adaptar totalmente ao novo ambiente e reconhecer que aquela é sua nova casa. Logo de início, um problema que a maioria dos tutores enfrenta é o cachorro urinando fora do lugar, o que pode prejudicar a convivência com o animal nos primeiros dias. 

    Como acalmar um gato na hora de levar no veterinário?
    Cuidados dos animais

    Como acalmar um gato na hora de levar no veterinário?

    Para manter a saúde do gato, é essencial que o animal tenha uma rotina de consultas no veterinário - principalmente porque os felinos costumam não apresentar sinais de que estão doentes. No entanto, essa é uma tarefa difícil para os donos de gatos. Os felinos estão acostumados a ter uma rotina, então qualquer mudança mínima é capaz de deixar o gato bem estressado. O transporte e o ambiente diferente do veterinário são algumas dessas situações. 

    Ver Todas >