Filhotes

Filhote de cachorro: de ração a brinquedos, tudo o que você precisa saber sobre os primeiros dias em casa

Descubra tudo sobre a adaptação e o dia a dia dos filhotes de cachorro
Descubra tudo sobre a adaptação e o dia a dia dos filhotes de cachorro

Dar as boas-vindas a um filhote de cachorro em casa é sempre um momento especial e cheio de expectativa. Mesmo assim, não dá para negar que, junto com toda a empolgação, surgem as dúvidas em relação às necessidades do animal. Afinal de contas, um cachorro filhote é quase tão dependente do dono nos primeiros meses de vida quanto um bebê e essa responsabilidade te atinge com tudo no formato de perguntas: qual a melhor ração para cachorro filhote, quando dar o remédio de verme, quais vacinas, como adestrar e educar um filhote… Para te ajudar nessa fase, nós juntamos num lugar só tudo o que você precisa saber sobre os primeiros momentos do filhotinho na sua casa. Dá uma olhada!

Como adaptar a casa para receber o filhote de cachorro?

O comportamento de um filhote de cachorro é completamente imprevisível: ele pode ser bem tranquilo e calminho ou completamente agitado. Isso vai variar de acordo com a raça e a personalidade do animal. Ainda assim, como eles são bem inconsequentes pela falta de experiência de vida, você precisa tomar alguns cuidados independente de como o filhote é no dia a dia. Veja algumas dicas abaixo:

  • Retire objetos pequenos e cortantes da altura do seu bichinho, já que ele pode engolir ou quebrar e se machucar no dia a dia;
  • Os produtos de limpeza tóxicos também merecem um novo lugar em prateleiras mais altas ou um cantinho em armários que podem ter as portas travadas;
  • Mantenha sapatos e varais de roupas fora do alcance do cachorrinho. No caso de apartamentos e casas com dois ou mais andares, também é necessário instalar, nas janelas e varandas, telas de proteção que vão garantir a segurança do seu animal.

Além das adaptações que devem ser feitas no ambiente em relação à segurança do seu cachorro, o conforto dele também precisa ser pensado nesse primeiro momento. Vamos lá:

  • Separe um cantinho da casa para ser o local de descanso, onde ele vai encontrar a uma caminha, água e ração nos momentos das refeições;
  • Determine um lugar onde o filhote deve fazer xixi e cocô — e o local precisa ser longe da alimentação. No início da vida, é bom que eles tenham uma rotina para se acostumar e ter um lugar determinado para cada necessidade ajuda nesse processo.

Quantas vezes o cachorro filhote come por dia?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    A alimentação do filhote de cachorro é diferente nessa fase da vida
    A alimentação do filhote de cachorro é diferente nessa fase da vida

    Mais Lidas

    Pinscher 0, 1, 2 ou miniatura: entenda os tamanhos desse cachorro de raça pequena
    Adote um animal

    Pinscher 0, 1, 2 ou miniatura: entenda os tamanhos desse cachorro de raça pequena

    Se você está pensando em ter um pinscher na sua vida pode estranhar a numeração que normalmente acompanha o nome da raça. O cachorro pinscher é conhecido por ser bem pequeno, mas ainda assim há variações de tamanho: as classificações 0, 1, 2 ou miniatura são super importantes para saber a dimensão aproximada do cãozinho. Além disso, pode ajudar muito na hora de decidir pelo seu novo melhor amigo.

    Como identificar o sexo do gato filhote? Saiba diferenciar machos e fêmeas!
    Adote um animal

    Como identificar o sexo do gato filhote? Saiba diferenciar machos e fêmeas!

    Às vezes, a vontade de adotar um gatinho é tão grande que acabamos nos precipitando e não dando a devida atenção a alguns detalhes muito importantes, como o sexo do filhote. É muito normal achar que adotou uma fêmea e só depois descobrir que o gato, na verdade, é macho. Nós sabemos que não é nada fácil diferenciar o órgão genital do gato logo nos primeiros meses de vida do animal. Se você faz parte deste time, não se preocupe, isso é muito comum!

    Yorkshire: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno (+ galeria com 20 fotos)
    Adote um animal

    Yorkshire: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno (+ galeria com 20 fotos)

    O Yorkshire é um cãozinho muito popular nos lares brasileiros. Pequeno, fofo, esperto e bem brincalhão: companheirismo é uma característica marcante nesses mini-cães, ideais para apartamentos, famílias com crianças ou mesmo pessoas que moram sozinhas e querem um amigo fiel. O Yorkshire Terrier é reconhecido de longe pelas duas cores na pelagem, o tamanho e por sua característica única: as orelhas para cima. Quer saber tudo sobre o cachorro yorkshire? Então continue acompanhando a leitura!

    Filhote de cachorro chorando à noite? Veja a explicação e dicas para acalmá-lo nos primeiros dias em casa
    Adote um animal

    Filhote de cachorro chorando à noite? Veja a explicação e dicas para acalmá-lo nos primeiros dias em casa

    A chegada de um filhote de cachorro ao novo lar é marcada por muita alegria e descobertas - da parte do animal e dos próprios donos. O cãozinho terá contato com cheiros que ele nunca sentiu, pessoas diferentes, um ambiente totalmente desconhecido. O novo papai ou mamãe de pet, por outro lado, está aprendendo sobre a rotina, como o sono e alimentação, e comportamentos do bichinho. Nos primeiros dias de adaptação na nova casa é comum ouvir o cachorro filhote chorando à noite. A reação imediata do tutor é ficar preocupado se ele está com fome ou sentindo dor, mas saiba esse comportamento é muito normal.

    Depois que para de se alimentar exclusivamente com o leite da mãe, o seu cãozinho vai precisar migrar para uma alimentação baseada exclusivamente em ração para cachorro filhote. Essa separação é importante principalmente porque esse tipo de ração é reforçada para atender às necessidades de desenvolvimento do cachorro que ainda está crescendo. No início da vida, é normal que ele precise comer mais vezes em quantidades pequenas ao longo do dia — você precisa ficar atento e adaptar essas refeições à sua rotina. Veja, aqui embaixo, quantas vezes o filhote de cachorro precisa comer por dia de acordo com a idade:

    • de quatro a seis vezes por dia quando o filhote tiver dois meses;
    • quatro vezes ao dia para cães de três meses;
    • de duas a três vezes por dia na fase que vai dos quatro aos seis meses;
    • duas vezes por dia (ou quantas o veterinário indicar) dos seis meses em diante.

    Primeira consulta veterinária e vacinas

    Mesmo que o cãozinho tenha vindo de um abrigo ou canil reconhecido por cuidar bem de seus filhotes, é super importante levá-lo para uma primeira consulta veterinária para começar a cuidar da saúde do bichinho. Neste momento, aproveite para tirar todas as dúvidas sobre alimentação, medicamentos, vacinas e comportamento do seu novo amigo. Esta também é uma boa oportunidade para pesar e avaliar o desenvolvimento do seu pet.

    Quanto às vacinas, cachorros adotados podem já vir com uma ou mais doses da vacina polivalente - a mais importante de todas, junto com a antirrábica. Neste caso, no momento da adoção, peça a carteira de vacinação em que deve constar a data da aplicação e o adesivo do rótulo que atesta a qualidade da vacina. Aí é só seguir a orientação veterinária sobre a aplicação das próximas doses. Você pode conferir aqui um guia completo sobre as vacinas que todo cachorro precisa tomar e as “extras” que podem garantir mais segurança para seu filhote.

    Remédio de verme para cachorro filhote: quando oferecer esse medicamento

    O vermífugo é super importante nos primeiros meses da vida do cachorro
    O vermífugo é super importante nos primeiros meses da vida do cachorro

    Durante os primeiros meses de vida, o sistema imunológico do seu cachorro ainda não está completamente desenvolvido e, por isso, ele acaba tendo uma propensão maior para contrair doenças e parasitas. Por isso, o vermífugo para cães filhotes é indicado como forma de prevenção. O ideal é acompanhar esse tratamento com o seu veterinário, mas, geralmente, a frequência de doses do remédio de verme para cachorro filhote é feita dessa maneira: 

    • entre as duas semanas e os três meses de vida, de quinze em quinze dias;

    • a partir dos três meses, uma dose de vermífugo por mês;

    • na fase adulta, repetições de seis em seis meses. 

    Se o animal já tiver sido infectado por um parasita e apresentar sintomas como perda de peso, dores, apatia e vômito, você vai precisar aliar o vermífugo com outros medicamentos indicados pelo veterinário depois da consulta. É sempre bom lembrar que você não deve medicar seu animal antes do diagnóstico do profissional: é ele quem vai indicar as doses ideais de acordo com o peso do seu cãozinho e por quanto tempo administrar. 

    Dicas sobre como adestrar um filhote 

    Existem raças de cachorros que têm o adestramento como indicação desde os primeiros meses de vida, como acontece com os filhotes de Pit Bull, já que o processo ajuda na socialização do bichinho. Mesmo que você não deseje investir no adestramento com um profissional — para essa e outras raças —, o momento de educar o seu filhote de cachorro vai chegar, afinal de contas, ele precisa saber o lugar certo de fazer xixi e cocô e entender que tudo o que ele pode comer é a ração (e não sapatos, roupas, móveis e derivados). 

    • Crie uma rotina: essa é ótima forma de começar a educar o seu cachorrinho. Tendo os horários certos para comer e dormir, por exemplo, ele vai se acostumar com uma quantidade determinada de ração na hora certa e, provavelmente, não vai sentir fome em momentos aleatórios.

    • Xixi e cocô no local correto: o tapete higiênico ou jornal deve ficar no lugar mais reservado e silencioso possível. Quando perceber que seu filhote está querendo fazer as necessidades, corra e coloque-o em cima do local. Depois do feito, comemore e dê um petisco para ele associar a ação em algo positivo. Repita a ação quantas vezes for preciso. E não fique nervoso quando o cachorro fizer no lugar errado, combinado? Filhotes são iguais bebês e não conseguem se segurar e aprendem depois de muita persistência. 

    • Enriquecimento ambiental para evitar móveis roídos: a vontade de comer tudo o que aparece pela frente é causada pelo desenvolvimento da dentição. Para aliviar a coceira, eles saem roendo tudo que encontram pela casa! Portanto, guarde todos seus sapatos antes de sair e espalhe brinquedos e petiscos em diferentes lugares para distraí-lo durante sua ausência O enriquecimento ambiental também é importante para estimular a inteligência do animal e evitar que seus móveis sejam atacados por aqueles dentinhos afiados. 

    Se organize para incluir os cuidados com o animal na sua rotina

    Os filhotes de cachorro precisam de cuidados específicos no dia a dia
    Os filhotes de cachorro precisam de cuidados específicos no dia a dia

    As mudanças necessárias para a adaptação de um filhote de cachorro na sua casa, certamente, também vão mexer com a sua rotina. Para que você e a sua família também consigam se acostumar com a presença de um novo integrante, a organização e a rotina também vão precisar fazer parte do seu dia a dia. 

    Monte um cronograma de tempo para encaixar os momentos de alimentação, os passeios e a hora da limpeza diária do ambiente durante a semana e mantenha uma constância na realização das tarefas até que elas virem um hábito. Assim, ter um novo cachorro em casa não vai se tornar um peso ou fardo! 

    A adaptação de cachorros que são adotados na fase adulta também é algo que precisa de tempo

    Mesmo que o novo integrante da sua família seja um cãozinho já na fase adulta, a primeira coisa que você precisa ter em mente é que não pode esperar que ele já chegue na sua casa sabendo de tudo. A mudança de ambiente, seja de outra casa, de um abrigo, canil ou da rua para o seu lar pode ser estressante e ele vai precisar de uns dias para se acostumar. 

    É importante ter paciência e respeitar o tempo do animal — principalmente em casos de cães resgatados, que sofreram qualquer tipo de maus tratos antes de te conhecer. Mostre o lugar certo de fazer as necessidades, deixe o cantinho do descanso separado e evite passeios em horários muito movimentados e até locais muito cheios enquanto você não tiver certeza que ele se sente bem entre muitas pessoas e animais. Além disso, caso ele não venha de um lugar conhecido, marque uma visita ao veterinário para que o cachorro seja examinado e vacinado. Com tempo ao tempo, você e seu novo amigo vão conseguir chegar na mesma página! 

    Redação: Ariel Cristina Borges

    Bichon Frisé: tudo sobre a raça de cachorro pequeno (+ galeria com 50 fotos)

    Próxima matéria

    Bichon Frisé: tudo sobre a raça de cachorro pequeno (+ galeria com 50 fotos)

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Boiadeiro de Berna ou Bernese Mountain: tudo o que você precisa saber sobre a raça porte grande
    Grandes

    Boiadeiro de Berna ou Bernese Mountain: tudo o que você precisa saber sobre a raça porte grande

    Se você está pensando em comprar ou adotar um cachorro de raça, precisa conhecer o Bernese Mountain. Esse cãozinho, que também é chamado de Boiadeiro de Berna e Boiadeiro Bernês, tem uma personalidade cativante e que consegue encantar a todos. Ele adora estar perto da sua família, é bastante leal e não é muito agitado como outras raças. Por isso, é um ótimo animal para te acompanhar em diversos momentos do dia a dia. 

    Schnauzer: tamanho, pelagem, saúde e preço... tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Raças

    Schnauzer: tamanho, pelagem, saúde e preço... tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    A raça de cachorro Schnauzer é conhecida pela cabeça em formato quadrado e o bigode característico. Ele é um dos cachorros mais queridos no Brasil e seu temperamento dócil e brincalhão contribui muito para isso. Mas muitas pessoas não conhecem a fundo as principais características do Schnauzer. Por exemplo, você sabia que existem três tamanhos dessa raça? Se você já ama esse cãozinho e está pensando em adotar um Schnauzer, é importante saber o máximo possível sobre a raça antes de tomar a decisão. O Patas da Casa te conta tudo o que você precisa saber sobre a origem do Schnauzer, suas características físicas, temperamento, saúde e até os valores caso você queira comprar um. Confira tudo!

    Ver Todas >

    Saluki: 10 coisas que você precisa saber sobre a raça de cachorro grande
    Adote um animal

    Saluki: 10 coisas que você precisa saber sobre a raça de cachorro grande

    O cachorro Saluki não é uma das raças mais conhecidas aqui no Brasil, mas é um cãozinho que definitivamente merece destaque. Com um corpo esbelto e atlético, o Saluki é uma ótima companhia para diversos momentos, desde que ele tenha um espaço apropriado para gastar toda a sua energia. Além disso, cuidados com a rotina e a saúde do cachorro também exigem certa atenção por parte do tutor. 

    Como ajudar uma ong de animais? Veja algumas dicas!
    Adote um animal

    Como ajudar uma ong de animais? Veja algumas dicas!

    As ongs são instituições que fazem um trabalho de conscientização e apoio a causas específicas. As ongs focadas na causa animal ajudam os bichinhos abandonados, vítimas de maus-tratos e que precisam de um lar. Esse trabalho tem um elevado custo e, por isso, essas organizações precisam da ajuda financeira para tudo, da alimentação dos pets até a manutenção do abrigo. Mas você sabia que você pode ajudar ongs de animais de outras formas além do dinheiro? 

    Gato frajola: tutores compartilham histórias com esses gatinhos que são puro amor
    Adote um animal

    Gato frajola: tutores compartilham histórias com esses gatinhos que são puro amor

    O gato frajola não é uma raça de gato. Na verdade, esse curioso nome se refere ao padrão de pelagem de gato preto e branco ou cinza e branco. Poucas pessoas sabem que a cor da pelagem pode ter relação com as características comportamentais do bichano - e isso já foi comprovado por diversos estudos -, então na hora de adotar um felino, isso também pode ser levado em conta. E não dá para negar que o gato branco e preto é apaixonante. 

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino
    Adote um animal

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino

    O Birmanês, que também é conhecido como gato Sagrado da Birmânia, é um animal super dócil e elegante que tem muita história para contar. O gato da Birmânia é descendente de animais que eram venerados como deuses entre o século XV e XVI nos templos budistas do sudeste asiático. Muito sensível, a raça de gato é conhecida pelo companheirismo, já que se apega facilmente à família humana. O gato Birmanês gosta de explorar e é curioso, mas diferente dos outros gatos, ele gosta da estabilidade do chão e não gosta muito de altura.

    Ver Todas >