Cachorro

Fenda palatina em cães e lábio leporino são a mesma coisa?

Publicado - 24 Março 2023 - 17h03

Atualizado - 30 Abril 2024 - 16h54

A fenda palatina em cães é uma doença de origem congênita que, apesar de rara, é bastante perigosa. O cachorro que sofre com essa condição apresenta dificuldades para realizar algumas das funções mais básicas de um ser vivo: respirar e se alimentar. Na hora de se referir a essa doença, algumas pessoas chamam a fenda palatina de lábio leporino. Assim, os dois nomes causam bastante confusão, principalmente para quem não está familiarizado com os termos. Mas afinal: fenda palatina e lábio leporino em cães são a mesma coisa? Na verdade, não! Apesar de muitas vezes estarem associadas, tratam-se de condições médicas diferentes. O Patas da Casa te explica a seguir o que diferencia a fenda palatina do lábio leporino em cães e o que essas doenças têm em comum. Confira!

O que é fenda palatina em cães?

A fenda palatina em cães acontece quando há uma espécie de fissura no palato do animal. Na anatomia canina, o palato é o que nós chamamos popularmente de "céu da boca". Essa região é a responsável por separar a boca (sistema digestivo do cachorro) da cavidade nasal (sistema respiratório canino). Quando o animal nasce com um "buraco" na região do palato, temos um caso de fenda palatina. Cachorro passa a ter, então, dificuldade para respirar e se alimentar, uma vez que a comida pode acabar parando no sistema respiratório em vez de seguir para a digestão. Assim, além de não respirar direito, o cão sofre com a falta de nutrientes, já que o alimento não é digerido corretamente.

A fenda palatina em cães surge quando, ainda durante a gestação, os tecidos do feto não se fecham corretamente. A doença é considerada hereditária, mas acredita-se que alguns fatores podem predispor seu desenvolvimento, como déficit nutricional da mãe e exposição frequente ao raio-x. Como a fenda palatina em cães acontece no palato do animal (ou seja, no interior da boca), nem sempre é visível rapidamente. Por isso, é importante ficar atento aos sintomas que já aparecem nos primeiros dias de vida: engasgos ao se alimentar, secreções vazando pelas narinas (incluindo alimentos e leite materno), náusea, tosse, salivação excessiva, dispneia e aerofagia.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

O que é lábio leporino em cães?

O lábio leporino em cães ocorre quando há uma espécie de fissura no lábio do animal. Assim como na fenda palatina, cachorro já nasce com essa condição. Portanto, também é uma doença hereditária causada por uma malformação do feto ainda durante a gravidez. Nesse caso, porém, não é o palato que sofre. O cão com lábio leporino nasce com o lábio superior unido à base do nariz. Em alguns casos, essa doença não traz grandes problemas à saúde do animal, mas podem ocorrer complicações. Fissuras muito grandes deixam uma parte do maxilar bem exposta, o que favorece o aparecimento de infecções no local. Além disso, o cão pode desenvolver também problemas na gengiva e na dentição canina. Como o lábio leporino em cães acontece no lábio superior, é bem perceptível.

cachorro com lábio leporino ao ar livre
Lábio leporino e fenda palatina: cachorro pode precisar de cirurgia pra corrigir os problemas

O cachorro com lábio leporino tem mais chances de desenvolver a fenda palatina

O lábio leporino e a fenda palatina em cães são doenças frequentemente confundidas porque possuem semelhanças. Ambas têm origem hereditária e são decorrentes de más-formações durante a gestação canina. O principal motivo que faz muitas pessoas acharem que as duas condições são a mesma coisa é o fato de que o cão com lábio leporino muitas vezes desenvolve também a fenda palatina. Não é uma regra, mas é bem comum que a malformação aconteça tanto nos lábios quanto no palato dos animais. Como o número de casos de animais que possuem as duas doenças ao mesmo tempo é bem grande, acontece essa confusão. Porém, sempre se lembre que são condições diferentes que precisam de cuidados diferentes.

Cão com lábio leporino e/ou fenda palatina precisa passar por cirurgia

O tratamento para os casos de lábio leporino e/ou fenda palatina em cães normalmente é cirúrgico. No caso de um cão com lábio leporino isolado, a operação tem um objetivo mais estético e nem sempre é necessária. Porém, também pode ajudar a evitar que o animal com a condição acabe aspirando alimentos pelas narinas, já que elas estão unidas com o lábio superior. O ideal é conversar com o veterinário para ver se o procedimento é realmente indicado. Já no caso da fenda palatina em cães, a cirurgia é essencial. A operação vai fechar a fissura no palato, garantindo que tanto o alimento quanto o ar sigam seus fluxos corretamente sem desviar para o lado errado. 

A cirurgia de lábio leporino e/ou fenda palatina em cães só pode ser realizada a partir dos três meses, pois antes disso o pet não pode ser submetido à anestesia canina, que é obrigatória para que o procedimento seja feito. Em muitos casos em que há apenas lábio leporino, o cãozinho até consegue se alimentar bem até chegar a idade necessária para a cirurgia (prefira sempre comidas pastosas). Já nos casos de lábio leporino com fenda palatina ou de fenda palatina isolada, o cãozinho deverá se alimentar por meio de um tubo de gastrostomia enquanto não realiza o procedimento. Tudo deve ser acompanhado por um veterinário.

Redação: Maria Luísa Pimenta

Edição: Luana Lopes

Cachorro

Dogo Argentino: 10 curiosidades para conhecer o cachorro parecido com Pitbull

O Dogo Argentino é um cachorro grande e imponente. Em um primeiro momento, ele pode até assustar quem não conhece, principalmente po...

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Adote um animal

Cachorro pequeno: essas são as 10 menores raças de cachorro do mundo todo

Ter um cachorro pequeno em casa é sinônimo de fofura e alegria. Como são menores, esses doguinhos se adaptam mais facilmente ao espa...

Adote um animal

50 nomes para cadelas pretas: ideias criativas para te ajudar a nomear o pet recém-adotado

Encontrar uma lista com 50 nomes para cadelas recém-adotadas não é uma tarefa muito difícil. Afinal, existem milhares de inspirações...

Cachorro

Dogo Argentino: 10 curiosidades para conhecer o cachorro parecido com Pitbull

O Dogo Argentino é um cachorro grande e imponente. Em um primeiro momento, ele pode até assustar quem não conhece, principalmente po...

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Adote um animal

Cachorro pequeno: essas são as 10 menores raças de cachorro do mundo todo

Ter um cachorro pequeno em casa é sinônimo de fofura e alegria. Como são menores, esses doguinhos se adaptam mais facilmente ao espa...

Comportamento

Gato miando: 8 segredos que não te contaram sobre a principal forma de comunicação dos felinos

Qualquer pai de pet está acostumado a ouvir o gato miando em casa pelos mais diversos motivos. Às vezes é fome, vontade de receber c...

Ver todas