Saúde

Encontrou manchas pretas na pele do cachorro? Quando é normal e quando é um sinal de alerta?

Manchas escuras na pele do cachorro e coceira excessiva são sinais de atenção
Manchas escuras na pele do cachorro e coceira excessiva são sinais de atenção

Quem convive com um cãozinho geralmente conhece todos os detalhes do corpo do animal. Por isso, quando surge algo estranho, como manchas pretas na pele do cachorro, é totalmente normal se preocupar. Afinal, em um primeiro momento, é muito difícil saber o que aquilo significa: será que é uma mancha comum ou pode ser algo mais grave? Para explicar todas as dúvidas sobre o assunto, o Patas da Casa conversou com a veterinária especialista em dermatologia Priscila Alves, do Rio de Janeiro. Dá só uma olhada no que ela falou sobre essas manchas escuras na pele do cachorro!

Manchas na pele do cachorro: quando é normal?

São vários os motivos que podem ao surgimento de manchas pretas na pele do animal. Alguns cães, inclusive, têm a formação de manchas ainda na infância, levando-as para o resto da vida, conforme Priscila conta. No entanto, a especialista também alerta: “O aparecimento de novas manchas deve ser avaliado pelo veterinário”. Isso porque a mancha pode não ter nenhuma alteração clínica ou indicar um tumor maligno na pele. Somente um médico veterinário tem as condições necessárias para fazer essa diferenciação. Mas, no geral, o aparecimento de manchas escuras na pele do cachorro e em quantidades elevadas é, sim, um sinal de que o seu cãozinho precisa de uma avaliação médica, segundo Priscila.

As causas por trás das manchas escuras na pele do cachorro

A hiperpigmentação da pele, que origina as manchas pretas no cachorro, pode ter diferentes causas, como uma dermatite alérgica, por exemplo. “Doenças dermatológicas que causam inflamação crônica podem fazer com que a pele seja pigmentada. É um processo de proteção da pele. Geralmente, elas começam como áreas vermelhas, mas que podem evoluir para o escurecimento ao longo do tempo”, explica Priscila.

Além disso, alterações hormonais - como o hipotireoidismo -, problemas com fungos e o excesso de exposição solar também podem ocasionar nessas manchas escuras na pele do cachorro. Neste segundo cenário, inclusive, é preciso ter muito cuidado, pois tal exposição pode provocar o desenvolvimento de um câncer de pele, conforme a veterinária explica: “Neoplasias cutâneas (cânceres de pele) também podem apresentar-se como manchas ou placas pigmentadas”. Outras possíveis causas também são:

• Lentigo (pigmentação parecida com sardas)

• Vasculite (inflamação nos vasos sanguíneos)

Sarna demodécica (ou sarna negra)

• Alopecia X (doença hereditária que afeta o crescimento natural dos pelos)

• Hemorragias

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    A mancha preta na pele do cachorro pode indicar vários problemas
    A mancha preta na pele do cachorro pode indicar vários problemas
    Manchas escuras na pele do cachorro: dermatite e sarna negra podem provocar a pigmentação
    Manchas escuras na pele do cachorro: dermatite e sarna negra podem provocar a pigmentação
    Algumas manchas pretas na pele do cachorro surgem como manchas vermelhas que vão escurecendo com o tempo
    Algumas manchas pretas na pele do cachorro surgem como manchas vermelhas que vão escurecendo com o tempo
    A mancha preta na pele do cachorro pode indicar vários problemas
    Manchas escuras na pele do cachorro: dermatite e sarna negra podem provocar a pigmentação
    Algumas manchas pretas na pele do cachorro surgem como manchas vermelhas que vão escurecendo com o tempo

    Mais Lidas

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio
    Saúde animal

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio

    Você certamente já ouviu falar em vermífugo para cães. Mas sabe, exatamente, para que ele serve? Quem tem animal de estimação precisa estar atento a uma série de cuidados para manter a saúde do bichinho em dia - e usar esse remédio no período certo é uma dessas medidas indispensáveis para a proteção do pet. Como o nome já indica, o medicamento previne doenças causadas por vermes, como a Dirofilaria immitis, Toxocara canis e Giárdia sp.

    Mancha preta na pele do cachorro: outros sintomas para ficar atento

    Como as causas para as manchas escuras na pele do cachorro podem ser distintas, o tutor deve observar também outros possíveis sintomas. Isso porque, além das manchas na barriga do cachorro ou ao redor do seu corpo, outros sinais de alerta também podem surgir, e que dizem muito a respeito da saúde do seu amigo de quatro patas. Se o seu cãozinho estiver com queda de pelo, coceira excessiva e nódulos ou crostas na pele, é fundamental procurar a ajuda de um especialista o quanto antes. Estes sintomas atrelados às manchas escuras na pele do cachorro podem ajudar e muito no diagnóstico do problema. Além do mais, alterações no comportamento canino também podem ocorrer. Ou seja, o cãozinho pode apresentar aumento ou perda de apetite e até mesmo ficar mais quietinho do que o normal. 

    Manchas escuras na pele do cachorro: saiba o que fazer ao encontrar uma

    Ao ver uma mancha preta na pele do cachorro que não estava ali antes, é importante observar todo o corpo do animal em busca de outros sinais. Vale se atentar a outros detalhes: a mancha escura tem algum aspecto mais elevado, apresenta ressecamento ou tem alguma casquinha? Busque outros sinais no comportamento geral do cãozinho. Isso vai ajudar no diagnóstico. Em seguida, verifique se o animal está coçando muito a área, se há presença de algum parasita pelo corpo e se ele sente dor ao ser tocado no local onde está a mancha escura.

    Caso haja sinais de dor, assim como letargia e falta de apetite, vá ao veterinário imediatamente. Mas, mesmo que ele não apresente desconforto, não deixe de marcar uma consulta de rotina para que um veterinário analise a mancha escura na pele do cachorro. Enquanto isso, olhe diariamente para ver se a mancha aumentou de tamanho, se proliferou ou passou a ter algum sinal mais claro de desconforto no animal. O tratamento para as manchas na pele do cachorro pode ser variado: tópico, oral, ou até mesmo intervenção cirúrgica ou quimioterapia em casos mais graves.

    Manchas escuras na pele: cachorro Poodle e outras raças tem mais propensão?

    Apesar das preocupações em torno das manchas pretas no cachorro, vale lembrar também que algumas raças estão mais propensas a ter certos problemas de pele, como é o caso do Poodle, Bulldog e do Shih Tzu. Sempre observe o corpo desses animais em busca de algo fora do normal. 

    Redação: Juliana Melo

    O que a doença do carrapato causa no organismo do cachorro?

    Próxima matéria

    O que a doença do carrapato causa no organismo do cachorro?

    Vacina para cachorro: é normal surgir um caroço na pele após a aplicação?
    Vacina

    Vacina para cachorro: é normal surgir um caroço na pele após a aplicação?

    A vacinação de cachorro é a parte mais importante da vida do pet para prevenir doenças e manter a saúde em dia. Nos primeiros meses de vida, inclusive, o cão é proibido de sair de casa antes de completar o quadro de vacinas. Mesmo assim, de vez em quando algumas vacinas causam reações nos animais depois de aplicadas. Elas podem ir desde um nódulo no local da aplicação até outros sintomas, como febre. Nesses casos, a preocupação é normal, mas nem sempre é algo sério: quer descobrir por que isso acontece e quais cuidados são necessários para garantir o bem estar do seu cachorrinho? Dá uma olhada aqui embaixo!

    Como saber se o cachorro está doente? Veja alguns sinais que devem ligar o alerta!
    Saúde

    Como saber se o cachorro está doente? Veja alguns sinais que devem ligar o alerta!

    Quem convive com um cão no dia a dia costuma conhecer bem o comportamento do bichinho e logo percebe quando algo não está normal. No entanto, mesmo quem tem um olhar atento pode se perguntar "como saber se o cachorro está doente?" diante de uma mudança no temperamento ou um quadro mais grave como vômito e diarreia. O veterinário é a pessoa certa para avaliar os sintomas, dar um diagnóstico preciso e orientar a respeito do melhor tratamento, mas antes de levar o pet no médico é importante entender os sinais de que ele realmente está mal para poder explicar a situação na clínica. Reunimos dicas certeiras sobre o assunto para te ajudar a cuidar do cachorro quando ele apresentar algum desconforto. Confira!

    Como saber a idade de um cachorro pelos dentes?
    Cuidados

    Como saber a idade de um cachorro pelos dentes?

    Como saber a idade de um cachorro? Não é todo mundo que tem a informação exata de quando um filhote de cachorro nasceu. Felizmente, há algumas formas de calcular a faixa etária aproximada de um animal de estimação e uma delas é pelo estado dos dentes do cachorro. Você pode também buscar sinais de envelhecimento, analisar o aspecto dos olhos e notar alterações de comportamento.

    As 8 raças de cachorro com mais predisposição genética para ter problemas de pele
    Raças

    As 8 raças de cachorro com mais predisposição genética para ter problemas de pele

    Os cuidados com a saúde do seu bichinho de estimação devem vir em primeiro lugar sempre. E na hora de escolher uma raça de cachorro para comprar ou adotar, é fundamental saber tudo sobre o animal, desde os padrões de comportamento até a genética dele. Alguns problemas de saúde podem se manifestar com mais facilidade em determinadas raças, que carregam genes “defeituosos”. É por isso que as doenças de pele geralmente têm um fator congênito por trás.

    Ver Todas >

    8 mitos e verdades sobre a saúde dos gatos
    Saúde animal

    8 mitos e verdades sobre a saúde dos gatos

    Quando se trata da saúde de gato, uma coisa é certa: todo o cuidado é pouco. Embora exista a lenda de que os bichanos possuem sete vidas, alguns cuidados específicos influenciam diretamente no bem-estar e, principalmente, na expectativa de vida do seu amigo. Ainda assim, é comum que alguns tutores tenham dúvidas sobre as medidas necessárias para proteger o seu pet e evitar as principais doenças de gato, especialmente os gateiros de primeira viagem. 

    Batimentos cardíacos de cachorro: qual a frequência considerada normal e como medir?
    Saúde animal

    Batimentos cardíacos de cachorro: qual a frequência considerada normal e como medir?

    Todo mundo sabe que os cães são donos de um enorme coração, sempre dispostos a dar muito amor e carinho para quem quiser receber. Contudo, é sempre importante ficar atento a possíveis alterações no coração de cachorro, e saber como medir os batimentos cardíacos do animal pode ajudar bastante nessas horas. Mas então, como analisar isso da forma correta? Qual é a frequência considerada normal quando se trata dos batimentos cardíacos de um cachorro?

    Infecção urinária em gatos: quais são as mudanças comportamentais mais comuns?
    Saúde animal

    Infecção urinária em gatos: quais são as mudanças comportamentais mais comuns?

    A infecção urinária em gatos é um quadro mais comum do que se imagina quando se trata da saúde dos bichanos. Embora seja associada à baixa ingestão de água, a doença pode ser causada por uma série de fatores, que variam desde causas bacterianas à estresse e ansiedade. Quando não tratada, a patologia pode causar bastante incômodo ao animal, o que pode ser percebido com algumas mudanças no comportamento do gato. 

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias
    Saúde animal

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias

    As vacinas para gatos são fundamentais na prevenção de diversas doenças felinas. Por isso, ao adotar um bichano, uma das principais orientações dos veterinários é que o seu pet passe pela atualização de vacinas obrigatórias, como a antirrábica e a quádrupla felina, que previne doenças como a panleucopenia e rinotraqueíte. Ainda assim, elas não são suficientes para proteger o animal de todas as patologias que ele pode adquirir ao longo da vida.

    Ver Todas >