Persa, Ragdoll, Sphynx, Exótico e Maine Coon são conhecidas como as raças de gato com a saúde mais frágil. Se você é apaixonado por gato e está em busca de um felino para chamar de seu, é importante estar ciente de que algumas raças possuem predisposições genéticas a certos problemas de saúde. O Patas da Casa reuniu tudo que você precisa saber sobre esses gatos

Teste seus conhecimentos sobre a saúde de gato!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

1) Raça de gato Persa é braquicefálica e pode ter dificuldades respiratórias

Gato Persa laranja deitado em cama branca

Quando se trata de elegância e charme, os gatos Persa são mestres incontestáveis. Com seus pelos longos e densos, olhos expressivos e personalidades cativantes, eles conquistam corações por onde passam. No entanto, essa beleza também traz consigo alguns desafios de saúde.

Os Persas estão propensos a problemas respiratórios, por serem gatos braquicefálicos. A braquicefalia consiste na má formação craniana que pode causar dificuldades respiratórias, roncos e até mesmo apneia do sono.

O Exótico é considerado uma versão "miniatura" do Persa, compartilhando sua adorável aparência e personalidade cativante. No entanto, assim como os Persas, os Exóticos enfrentam alguns desafios de saúde que vêm junto com sua beleza cativante.

2) Ragdoll é uma raça com predisposição a doenças cardíacas e renais

Quatro gatos da raça Ragdoll posados em cima de mesa de madeira

Se você procura um companheiro gentil e afetuoso, o Ragdoll é a escolha perfeita. Esse gato gigante é conhecido por seu temperamento dócil e amoroso, além de ser um excelente companheiro para crianças e outros animais. No entanto, por trás dessa personalidade encantadora, existem alguns desafios de saúde a serem considerados.

Os Ragdolls têm maior predisposição a problemas cardíacos, como a cardiomiopatia hipertrófica felina, uma doença que afeta o músculo cardíaco. Além disso, eles também podem desenvolver problemas renais com mais facilidade, como a doença renal policística, uma condição que causa o crescimento de cistos nos rins.

3) Sphynx: gato sem pelo sofre mais com alergias e problemas digestivos

Gato Sphynx cinza

O gato Sphynx é um felino que encanta a todos por onde passa. Por ser um gato sem pelo, ele atrai admiradores por sua aparência única e seu jeito brincalhão. No entanto, essa ausência de pelos também é motivo de desafios de saúde específicos para a raça.

Por não possuírem uma camada protetora de pelos, os gatos sem pelo são mais suscetíveis a problemas de pele, como dermatite e queimaduras solares. Além disso, o Sphynx tende a ter maior taxa metabólica, o que pode resultar em problemas digestivos, como diarreia e sensibilidade alimentar.

4) Maine Coon: o gato gigante sofre mais com doenças articulares

Gato Maine Coon andando em cima de um tronco de árvore

O Maine Coon faz parte da lista de gatos gigantes que chamam a atenção por onde passam. Com sua estrutura robusta e pelagem exuberante, eles têm uma aparência majestosa que conquista admiradores em todos os lugares. No entanto, mesmo esses felinos incríveis têm suas peculiaridades de saúde para se preocupar.

Devido ao seu tamanho grande, os Maine Coons podem estar mais propensos a desenvolver problemas nas articulações, como a displasia coxofemoral. Além disso, eles também podem ser suscetíveis a doenças cardíacas, como a estenose aórtica, uma condição em que a válvula aórtica não se abre adequadamente.