Gato

Como saber se o gato está com febre? Saiba tudo sobre o sintoma

Publicado - 15 Maio 2023 - 17h38

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Identificar o gato com febre pode ser bem complicado. Os felinos, de modo geral, não gostam de demonstrar nenhum tipo de "fraqueza", o que torna bem difícil perceber quando estão doentes, mas essa não é uma tarefa impossível e a atenção a alguns detalhes podem ajudar a identificar um animal em estado febril. A febre em gatos é uma resposta do organismo contra um agente nocivo, seja um vírus, bactéria e outros, que está gerando alguma infecção no organismo. Qualquer gato pode sofrer com febre, mas ela não costuma ser isolada e acompanha outros sinais, incluindo mudanças de comportamento. Por isso é importante que todo tutor saiba os sinais de um gato com febre e o que fazer. Se você tem dúvidas sobre como é o gato com febre, bem como as causas e como tratar, veja a matéria a seguir. 

Como saber se o gato está com febre? Fique atento ao comportamento do felino

Todo tutor já se perguntou como saber se meu gato está com febre. É que além dos sintomas não serem tão perceptíveis, os gatos não são tão expressivos e ainda carregam o instinto de esconder suas dores. Eles também não gostam de mostrar que estão doentes. Mesmo assim, é impossível não sofrer alterações comportamentais na rotina. Como eles odeiam qualquer mudança, quando isso acontece, o tutor logo percebe. Então, fique de olho no dia a dia e no jeito do felino. Outro detalhe que esconde a febre é como ela se apresenta. Enquanto os humanos facilmente apresentam o sintoma ao redor do corpo (que fica com temperaturas elevadas), com os felinos não é bem assim e para saber se eles estão com febre, é necessário medir a temperatura interna através do reto.  

A febre em gatos apresenta sintomas comportamentais e também físicos 

Existem algumas dicas de como saber se o gato está com febre e também alguns sinais clássicos desse sintoma. Normalmente a febre vem acompanhada de diversas mudanças, seja no estado físico ou comportamental. Veja algumas delas:

Imagem Quiz:O que você sabe sobre a imunidade do seu gato?

O que você sabe sobre a imunidade do seu gato?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

  • Falta de apetite;
  • Apatia;
  • Sonolência;
  • Pouca ingestão de água;
  • Alteração no padrão respiratório;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Fraqueza;
  • Isolamento;
  • Tremores;
  • Pelos desgrenhados (pois eles não estão com energia para se limpar como de costume);
  • Depressão;
  • Fadiga;
  • Olhos com secreção;
  • Em alguns casos: vômito, diarreia, tosse e espirros.

Muito se fala sobre o gato com febre que apresenta o nariz, patas e orelhas avermelhadas e quentes. Porém, é importante frisar que isso não é uma regra. Gato com essas características também pode ser outras coisas, como exposição ao sol, elevação de temperatura após alguma atividade (como brincar) e até estresse. O mesmo vale para o nariz seco. Esse aspecto é normal e nem sempre pode ser febre. Porém, se ambos os casos são acompanhados de outros sintomas, é importante ficar atento.

Saiba como medir a temperatura do gato com febre 

Se desconfia que o gato está com febre, não hesite em medir a temperatura dele. Seja com um termômetro analógico ou digital. Existem versões próprias para pets e elas são mais indicadas. O ideal é também optar por um termômetro de resposta rápida, pois aferir a temperatura é bem desconfortável para o animal. E antes de explicar como fazer, é fundamental compreender a temperatura corporal dos felinos: ela varia entre 38 ou 39,2 graus. Qualquer resultado acima disso é febre. Agora veja como medir a temperatura do gato

  • Comece imobilizando o gato (se possível, peça ajuda de alguém);
  • Ele deve estar deitado e confortável, mas com o reto exposto;
  • Insira somente a ponta do termômetro;
  • Tenha cuidado e não use força ou tenha pressa;
  • Aguarde o resultado de acordo com o termômetro;
  • Se preferir, pode usar um lubrificante;
  • Não se esqueça de higienizar o termômetro antes e depois da aferição. 
Gato laranja deitado em maca com veterinário segurando um termômetro digital
Para medir a temperatura do gato com febre em casa, faça a aferição com um termômetro

Febre em gato é o sinal de que o animal está enfrentando alguma infecção

A febre é consequência de uma doença. Podendo ser algo simples e fácil de tratar ou pode ser sinal de algo mais sério que demanda tratamento intensivo e com apoio de um médico veterinário. As causas mais comuns para a febre são intoxicação e condições infecciosas. Nesses casos, esse quadro cessa assim que a doença é tratada. Mas a febre também pode ser contínua de acordo com a enfermidade. Veja as doenças que apresentam febre: 

  • Problemas gastrointestinais;
  • Doenças infecciosas causadas por bactérias;
  • Rinotraqueíte felina;
  • PIF felina;
  • FIV e FeLV;
  • Doenças respiratórias (gato com pneumonia, gripe ou resfriado);
  • Inflamação nos rins, coração ou fígado;
  • Toxoplasmose;
  • Babesiose (doença do carrapato);
  • Leishmaniose;
  • Feridas infeccionadas;
  • Tumores (os mais comuns são o de mama nas fêmeas, ou gato com câncer de pele);
  • Doenças autoimunes (Hipotireoidismo ou  Lúpus Eritematoso Sistêmico);
  • Doenças metabólicas;
  • Pancreatite;
  • Traumatismo;
  • Otite em gatos;
  • Alergia a medicamentos. 

Gato com febre: o que fazer em casa para amenizar o quadro? 

A febre não é uma doença, mas sim o sintoma dela. Então, não é possível tratar a febre, mas sim cuidar da causa dela, ou seja, a doença raiz. Diminuir a febre nem sempre é sinal de algo bom quando a doença principal não é tratada - ela pode voltar com ainda mais intensidade. Então, o primeiro passo é buscar um veterinário para identificar a causa do aumento de temperatura no corpo do gato.

É possível também amenizar os efeitos da febre em gatos para evitar a evolução do problema, como convulsões. Deixe o gato em um ambiente fresco, sem a presença de calor. Evite cobertas e mantenha o pet hidratado e, se necessário, faça o uso de seringas para garantir que o gato beba água suficiente. A ração úmida também está liberada. 

Não é recomendado medicar o gato em casa e por conta própria. Isso pode intoxicar o felino e piorar a situação, além de colocar a vida dele em risco. O ideal é usar medicamentos indicados por um profissional. Durante o tratamento da doença que causou a febre, faça a aferição de três em três horas para controlar o quadro. Se o sintoma permanecer por mais de 24 horas, volte no veterinário. 

Cuidados básicos previnem as doenças que resultam em gato com febre

Não tem como prevenir a febre, mas é possível evitar algumas das doenças de gato mais perigosas. Veja alguns cuidados:

  • Crie seu gato dentro de casa, com janelas teladas e sem acesso à rua;
  • Mantenha as vacinas do gato em dia;
  • Use antiparasitários, como vermífugos e remédios para pulgas e carrapatos;
  • Ofereça ração de gato premium e de qualidade, de acordo com a fase de vida do animal.
  • O ambiente em que o gato vive e seus acessórios devem estar sempre limpos;
  • Incentive o consumo de água, espalhando potinhos por toda a casa e mantendo a água limpa e fresca. 
  • Ofereça enriquecimento ambiental e um lar livre de estresse.

Redação: Erika Martins

Edição: Luana Lopes

Gato

Os melhores gatos para famílias com crianças: veja a lista com as 10 raças mais indicadas

Quando se trata de escolher um bichano para as crianças, algumas raças de gato se destacam por serem os companheiros ideais. Com per...

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Cuidados

Areia de mandioca para gatos: veterinária destrincha tudo sobre a areia do momento, benefícios e indicações

De um tempo para cá, a procura pela areia de mandioca para gatos cresceu consideravelmente. Devido a esse movimento dos consumidores...

Gato

O gato Bengal é selvagem, híbrido ou doméstico? Curiosidades sobre os instintos da raça que parece um leopardo

O gato Bengal é uma das raças mais exóticas que existem por uma razão simples: eles são bem parecidos visualmente com o leopardo, um...

Gato

Os melhores gatos para famílias com crianças: veja a lista com as 10 raças mais indicadas

Quando se trata de escolher um bichano para as crianças, algumas raças de gato se destacam por serem os companheiros ideais. Com per...

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Ver todas