Alimentação

Como escolher o melhor comedouro de cachorro a partir do comportamento dele?

Tigelas tradicionais, comedouro lento para cachorro ou uma versão automática: qual é a melhor opção?
Tigelas tradicionais, comedouro lento para cachorro ou uma versão automática: qual é a melhor opção?

Cuidar da alimentação do cachorro não se trata apenas de escolher a melhor ração para o seu doguinho: é preciso pensar também no local em que você vai disponibilizar o alimento. O comedouro para cachorro é um acessório indispensável na rotina desses animais, e é possível encontrar diferentes modelos no mercado de pets. Tem os mais tradicionais, que são basicamente potes para preencher com a ração mesmo, e tem aqueles que são mais modernos, como o comedouro lento para cachorro. Então, como escolher a melhor opção para o seu amigo de quatro patas de acordo com o comportamento dele? Tire suas dúvidas a seguir!

Saiba mais sobre cada tipo de comedouro para cachorro

Antes de mais nada, é preciso entender como funciona exatamente cada modelo, quais são as vantagens e desvantagens, e se o custo-benefício vale a pena. Por isso, listamos as principais características de cada um:

• Comedouro tradicional em forma de tigela

Esse é um comedouro para cachorro mais básico, semelhante a uma tigela. Nesse caso, o que vai servir como base para o preço é o material com que o objeto é feito, mas varia entre R$ 10 e R$ 40. As opções mais comuns e fáceis de serem encontradas são inox, alumínio, cerâmica, plástico e vidro. A grande vantagem é que não dá muito trabalho para limpar e transportar, no geral. Por outro lado, pode ser um problema para cães que vão com “muita sede ao pote”, ou para quem não tem onde armazenar a ração de cachorro corretamente.

• Comedouro com opção de armazenamento da ração

Essa é uma excelente opção para quem não sabe onde ou como guardar a comidinha dos dogs. É como se fosse um dispenser para ração de cachorro, mas que funciona também como comedouro: têm o recipiente em cima, onde fica armazenada a ração, e embaixo fica o potinho. Assim, conforme o pote vai esvaziando, mais grãos são liberados. O preço costuma ser acessível, em torno de R$ 30 e R$ 70 - mas também existem opções mais caras, que podem chegar a R$ 300.

• Comedouro lento para cachorro

Esse modelo é praticamente como se fosse um prato para cachorro comer devagar. É uma tigela com cristas que criam vários obstáculos, evitando que o animal pegue uma quantidade de ração maior do que ele deve. Isso também ajuda a reduzir a probabilidade do seu pet engolir as refeições sem mastigar, se engasgar e ter problemas associados à má digestão (vômitos, arrotos e gases). Dentro dessa opção, existem vários modelos com diferentes formatos e materiais. Os de plástico costumam ser os mais baratos, custando em média R$ 50. Já se for de uma composição diferente, como o inox, o comedouro lento para cachorro tende a ser mais caro.

• Comedouro automático para cães

Essa é uma opção de comedouro para cachorro que é mais cara do que as demais, mas que pode compensar bastante dependendo das suas necessidades. Funciona da seguinte forma: o tutor deve programar a quantidade e o horário em que a ração será liberada para o cãozinho comer. Sendo assim, acaba sendo uma boa alternativa para quem não tem tanto tempo disponível para ficar enchendo o pote de ração do cachorro.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Na hora de comprar comedouro para cachorro, certifique-se de que o tamanho é apropriado para o seu cão
    Na hora de comprar comedouro para cachorro, certifique-se de que o tamanho é apropriado para o seu cão

    Mais Lidas

    Cachorro pode comer banana? Descubra os benefícios da fruta e como inserir na alimentação do seu peludo!
    Alimentação animal

    Cachorro pode comer banana? Descubra os benefícios da fruta e como inserir na alimentação do seu peludo!

    As frutas para cachorro são ótimas opções de petiscos para agradar o seu amigo de quatro patas. Os pets podem sim tirar proveito da ingestão de determinadas frutas que são liberadas e não fazem mal. Mas afinal, cachorro pode comer banana? Quais os benefícios dessa fruta para cachorros? Qual a quantidade correta? Posso fazer um petisco para cachorro com esses alimentos? Veja as respostas para todas essas dúvidas!

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Alimentação animal

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Escolher o melhor comedouro para cachorro vai depender também do comportamento do animal

    É importante saber como o seu cãozinho se comporta quando o assunto é comida. Se ele tem tendência a comer rápido demais, por exemplo, o ideal é investir em um comedouro para cachorro comer devagar. Já se ele não tem esse problema e se alimenta direitinho, sem muita pressa e sabe se controlar para não comer toda a ração de uma vez só, os modelos tradicional e com opção de armazenamento da ração podem atender às suas necessidades. Já em casos onde o tutor passa muito tempo fora de casa, e não tem como controlar os horários da rotina alimentar do cãozinho, o comedouro digital pode ser uma opção interessante. Mas lembre-se: esta opção é mais cara do que as demais e, por isso, é um investimento que deve ser pensado com cautela para não se arrepender depois.

    Comedouro para cachorro deve ser proporcional ao porte do animal

    Outro fator que deve ser levado em consideração ao comprar o comedouro para cachorro é o tamanho do seu bichinho. Afinal, um cão de pequeno porte não vai precisar de um potão para se alimentar, né? Por isso, recomenda-se que o tutor preste muita atenção a essa especificação. Cães pequenos, como Yorkshire e Lulu da Pomerânia, precisam de comedouros pequenos. Cachorros de médio porte, como o Bulldog Francês e o Beagle, devem comer em um pote regular. E cães de raças maiores, como o Pastor Alemão e o Husky Siberiano, vão precisar de um comedouro para cachorro grande.

    Redação: Juliana Melo

    Frutas para cachorros: um guia completo dos alimentos que podem ser acrescentados na dieta dos pets

    Próxima matéria

    Frutas para cachorros: um guia completo dos alimentos que podem ser acrescentados na dieta dos pets

    Onde colocar a comida do cachorro? Saiba também como escolher a melhor opção
    Alimentação

    Onde colocar a comida do cachorro? Saiba também como escolher a melhor opção

    Comida de cachorro sempre envolve muitas dúvidas: quantidade, horários, quantas vezes ao dia, qual a melhor ração, etc. Mas você sabia que os cachorros precisam não só de um local como de uma altura específica para os potes de ração e água não causarem problemas na coluna ou na digestão? Outro ponto muito importante é não colocar a alimentação perto do tapete higiênico ou do jornal onde eles fazem as necessidades. Isso pode causar com que eles não se alimentem ou não aprendam o local de fazer xixi e cocô. Esses espaços devem ser bem delimitados e afastadoS. Os potes também devem ser escolhidos de acordo com a necessidade de cada animal: além do tamanho, existem diferentes materiais. Veja abaixo:

    Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!
    Adestramento

    Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!

    Durante muito tempo, cachorro e gato foram declarados inimigos. Algumas pessoas acreditavam que onde havia um cão não poderia ter um gato e vice-versa. Se antes eles não tinham o hábito de conviver, hoje moram juntos e alguns até são inseparáveis. Mas atenção! Nem sempre os animais se entendem de primeira e o processo de adaptação requer tempo e paciência do tutor para que aprendam a respeitar a presença um do outro. Para você que tem um cãozinho e um gatinho e precisa de ajuda para adaptá-los, separamos oito truques para melhorar a convivência. O adestrador Max Pablo, do Rio de Janeiro, deu algumas dicas e também conversamos com a cat-sitter Nathane Ribeiro, que tem três gatos e já precisou adaptá-los com um cão. Veja o que eles disseram!

    Dicas para o banho: como escolher o melhor sabonete para cachorro?
    Higiene

    Dicas para o banho: como escolher o melhor sabonete para cachorro?

    O banho é um momento muito importante na rotina dos cães. Quem opta por fazer essa tarefa em casa sabe que é preciso tomar alguns cuidados para deixar o cachorro bem limpinho. Embora o intervalo entre os banhos seja bem maior para eles que para os seres humanos, a higienização correta é muito importante, inclusive para a saúde dos pelos do animal. Por isso, escolher os produtos ideais é fundamental: shampoo, condicionador e o sabonete para cachorro fazem parte dos itens necessários. Para acertar, é importante levar em consideração se o seu cão tem alguma alergia e apostar em produtos que sejam próprios para cachorros. Hoje o Patas da Casa vai te ajudar a escolher o sabonete ideal para o seu amigo. Chega mais!

    Shampoo para cachorro: como escolher a melhor opção para o seu cão?
    Higiene

    Shampoo para cachorro: como escolher a melhor opção para o seu cão?

    Encontrar o shampoo para cachorro ideal pode ser uma missão subestimada por muita gente! Se engana quem acha que escolher o produto mais indicado para o cão é uma decisão simples. Nada disso! É muito importante buscar uma alternativa adequada para as necessidades do seu pet. Fatores como raça, idade e condições de saúde, por exemplo, não podem ser deixados de lado e devem ser levados em consideração. Dê preferência a produtos de boa qualidade sempre.

    Ver Todas >

    Cachorro vegetariano? Descubra se cães podem ou não seguir uma dieta sem carnes
    Alimentação animal

    Cachorro vegetariano? Descubra se cães podem ou não seguir uma dieta sem carnes

    Cuidar da alimentação do cachorro é de suma importância para manter um doguinho forte e saudável. E existem diferentes tipos de ração que podem atender as necessidades fisiológicas do animal, sempre indicadas de acordo com o porte e idade do pet. Além disso, um assunto relativamente recente é em relação ao tipo de dieta que os cães podem seguir. Como se sabe, os cachorros são animais onívoros, que é a mesma do ser humano. 

    Ração de gato: quantas vezes por dia você deve alimentar seu bichano?
    Alimentação animal

    Ração de gato: quantas vezes por dia você deve alimentar seu bichano?

    Cuidar da alimentação do gato é, certamente, uma das tarefas mais difíceis para os gateiros de plantão. Diferente dos cães, os felinos possuem um paladar extremamente criterioso e não costumam comer tudo o que veem pela frente. Justamente por isso, é importante ter em mente quantas vezes por dia o gato deve comer e, principalmente, qual a quantidade certa de ração e sachê para gatos que deve ser oferecida ao seu bichano. 

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!
    Alimentação animal

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!

    Quando o assunto é alimentação dos gatos, é comum que os tutores tenham dúvidas sobre o que pode ou não fazer parte da dieta do bichano. Afinal, ter em mente quais são os alimentos liberados para os felinos é fundamental antes de sair oferecendo qualquer tipo de comida ao seu pet, como o ovo. Assim como os cães, existem alguns felinos que são simplesmente apaixonados pelo alimento, enquanto outros não dão a mínima.

    Armazenar a ração de cachorro do jeito errado favorece a infestação de insetos?
    Alimentação animal

    Armazenar a ração de cachorro do jeito errado favorece a infestação de insetos?

    Cuidar da alimentação do cachorro vai muito além de escolher a melhor ração para o seu amigo de quatro patas, e inclui também saber guardar o alimento direitinho para evitar qualquer tipo de problema. O que poucas pessoas sabem - e percebem - é que a ração para cães favorece bastante a infestação de insetos e parasitas se for armazenada de forma incorreta. Outros fatores que influenciam nesse processo são a exposição do alimento ao sol e umidade. 

    Ver Todas >