Saúde

Cistite canina: o que é e como se desenvolve?

Cistite canina: inflamação na bexiga pode fazer seu cachorro urinar muitas vezes e sentir dor
Cistite canina: inflamação na bexiga pode fazer seu cachorro urinar muitas vezes e sentir dor

A cistite canina é uma doença de cachorro mais comum do que se imagina. Muitas vezes, a condição pode demorar a ser percebida já que seus sintomas, como o cachorro fazer xixi no lugar errado e agitação, podem ser vistos apenas como desobediência. Para compreender melhor a cistite em cães, o Patas da Casa explica o que é, as causas do problema, quais os sintomas, como é feito o diagnóstico e qual é o melhor tratamento.

O que é cistite canina?

A cistite em cães se caracteriza pela inflamação da bexiga do cachorro, geralmente de origem bacteriana. O problema pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum em fêmeas e idosos. As fêmeas possuem a uretra mais curta que os machos, por isso têm predisposição para desenvolver a cistite canina. Já os idosos têm o sistema imunológico mais fraco, o que os deixa mais suscetíveis a contrair a doença.

Afinal, cistite canina e infecção urinária em cachorro são a mesma coisa?

É muito comum que se faça essa confusão, mas a verdade é que são duas condições diferentes. A infecção do trato urinário (ITU) é um problema causada por algum agente infeccioso, que acomete todo o trato urinário. Já a cistite canina é uma inflamação que acontece na bexiga.

Como a cistite em cães se desenvolve?

A principal causa para a cistite em cachorro é bacteriana. A bactéria mais comum que provoca a cistite é a Escherichia coli. Outras bactérias menos comuns, como a Enterococcus spp, também podem provocar a doença.

A contaminação ocorre, geralmente, quando o cachorro se abaixa para urinar ou defecar - ou no caso das fêmeas, após o cio. A bactéria entra em contato com a pele da região anal, se espalhando pelo local. Então, o micro-organismo atravessa a uretra e chega até a bexiga, onde se aloja e começa a colonizar.

Além da contaminação bacteriana, alguns fatores levam à predisposição da cistite. Cachorro com diabetes possui alto nível de glicose no sangue, o que facilita a colonização das bactérias. Alguns medicamentos podem enfraquecer o sistema imunológico do cão. Além disso, tumores na bexiga, cálculos e quimioterapia também reduzem a imunidade canina, facilitando a contaminação.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Quanto mais cedo a cistite em cachorro é diagnosticada, mais rápido será o tratamento
    Quanto mais cedo a cistite em cachorro é diagnosticada, mais rápido será o tratamento

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Quais são os sintomas da cistite canina?

    O principal e mais perceptível sinal da cistite em cães é o aumento da frequência da micção. A bexiga é o órgão que armazena a urina, quando está inflamada, o espaço de armazenamento diminui, levando o cachorro a não conseguir segurar o xixi por muito tempo. Mas, ao mesmo tempo que a frequência aumenta, a quantidade diminui. Os sintomas mais comuns de cistite canina são:

    • Incontinência urinária, com aumento da frequência de micção

    • Dor ao urinar, muitas vezes acompanhado de choro

    • Hiperatividade e agitação

    • Mais sede que o normal

    • Pouca quantidade de urina por micção

    • Xixi com sangue

    • Fazer xixi no lugar errado

    O cachorro com cistite sente muito incômodo e dor, então ao apresentar esses sintomas, leve o animal ao veterinário para uma avaliação e diagnóstico correto.

    Como é feito o diagnóstico da cistite em cachorro?

    O veterinário deve coletar a urina do cachorro e levar para análise para confirmar se é cistite canina ou não. Também deve pedir um exame de sensibilidade, feito para definir o melhor tratamento. Em alguns casos, uma ultrassonografia pode ser solicitada para verificar se há a presença de cálculos na bexiga.

    Cistite em cães: tratamento costuma ser rápido e efetivo

    Para cistite em cães, o tratamento costuma ser feito com a administração de antibióticos. O veterinário, após o diagnóstico, indicará qual é o ideal para seu pet. Se a causa não for bacteriana, o tratamento pode ser diferente. Por isso é muito importante não automedicar o cãozinho, pois isso pode piorar a situação. Também é bom lembrar: em doenças que precisam do uso de antibiótico, o tratamento deve seguir as orientações à risca. Portanto, não interrompa antes do fim, mesmo que o cãozinho já comece a apresentar melhora. Normalmente o tratamento demora de sete a 15 dias e costuma ser efetivo, mesmo assim é importante que o cachorro passe por uma nova avaliação depois que terminar de tomar as medicações. 

    Tem como prevenir a cistite em cães?

    Manter a higiene do pet é uma forma de evitar a cistite canina. Outra questão importante é manter o local do banheiro do cachorro sempre limpo. Caso o cachorro só faça as necessidades na rua, o ideal é limpar a região do ânus com mais frequência para evitar a entrada de bactérias, principalmente em fêmeas. Além disso, beber muita água é essencial para evitar a desidratação, que favorece o aparecimento de infecções. Lembre-se também de sempre manter o calendário de vacinação em dia, pois previne não só a cistite canina como outras doenças.

    Redação: Maria Luísa Pimenta

    Gato idoso: quais os sinais de que seu gatinho está envelhecendo?

    Próxima matéria

    Gato idoso: quais os sinais de que seu gatinho está envelhecendo?

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral
    Saúde

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral

    Uma das doenças virais de cachorro mais sérias e comuns que existem, o vírus da parvovirose atinge, principalmente, animais que não foram imunizados contra este e outros vírus. Entre os principais sintomas da parvovirose, o vômito, a diarreia com sangue, e a desidratação podem ser destacados, ou seja: mesmo que o diagnóstico chegue bem cedo, o tratamento deve começar o quanto antes, já que a parvovirose pode ser fatal. Para esclarecer todas dúvidas sobre a parvovirose canina, nós conversamos com a veterinária Jackeline Ribeiro. Dá uma olhada no que ela contou!

    Leishmaniose canina: o que é, sintomas, tratamento, vacina e formas de prevenção da doença
    Saúde

    Leishmaniose canina: o que é, sintomas, tratamento, vacina e formas de prevenção da doença

    A leishmaniose canina é uma doença causada por um protozoário chamado Leishmania. Mesmo que seja comum em animais, a leishmaniose também pode ser transmitida para humanos e, nos dois casos, pode debilitar o organismo o suficiente para ser fatal. Para falar mais sobre a doença e esclarecer dúvidas sobre o contágio, remédios, prevenção e tratamento para leishmaniose canina, nós conversamos com Priscila Larrussa, veterinária do grupo Vet Popular.

    Otite canina: saiba mais sobre a doença que pode ser persistente
    Saúde

    Otite canina: saiba mais sobre a doença que pode ser persistente

    É quase impossível definir qual a parte mais fofa de um cão, mas com certeza as orelhas estão no topo dessa lista - seja pelo formato, tamanho ou pela habilidade de se movimentar em várias situações. Mas, as orelhas do cachorro também podem abrigar um problema que gera muito incômodo: a otite canina. A inflamação no ouvido pode ter causas variadas e costuma vir acompanhada de muita coceira, dores e até feridas.

    Ver Todas >

    Gato e cachorro têm depressão? Descubra se o transtorno pode afetar seu bichinho de estimação
    Saúde animal

    Gato e cachorro têm depressão? Descubra se o transtorno pode afetar seu bichinho de estimação

    Você já se perguntou se o seu cachorro tem depressão? Ou se o seu gato que mudou de comportamento, na verdade está com um transtorno ligado ao estresse? Muitos tutores nem imaginam, mas cachorro ou gato com depressão não é um quadro tão difícil de ocorrer. A saúde mental é um assunto em evidência, principalmente nas campanhas do setembro amarelo. Mas assim como cães e gatos podem ajudar quem tem depressão, eles também podem ser afetados pela doença.

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina
    Saúde animal

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina

    A pancreatite canina é uma inflamação no pâncreas do cachorro causada por alterações na produção de enzimas. Esse doença gastrointestinal leva a lesões no órgão, gerando dores abdominais, respiração ofegante, desidratação, vômito e diarreia. O cachorro com pancreatite fica com a saúde muito debilitada e, em casos mais graves, pode até mesmo falecer. 

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet
    Saúde animal

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet

    No dia 9 de setembro é comemorado o Dia do Veterinário. Quem é pai ou mãe de pet sabe a importância que esse profissional tem no cuidado dos nossos tão queridos animais de estimação. Por isso, nada mais justo que um dia do veterinário especial para eles! Apesar de a profissão ser muitas vezes vista apenas como o atendimento de animais, o veterinário pode atuar em diferentes áreas, ajudando até mesmo no cuidado da saúde humana! 

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?
    Saúde animal

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?

    A FIV em gatos é uma das doenças mais temidas pelos tutores. Por afetar principalmente o sistema imunológico, a doença deixa o felino mais suscetível a adquirir diversas complicações ao longo da vida. Como não tem cura, o gato com FIV precisa de tratamento a vida inteira. Mas, afinal, por quanto tempo o bichano diagnosticado consegue viver? O gato com FIV pode conviver com outros gatos? 

    Ver Todas >