O agility é um esporte para cães que vem crescendo cada vez mais no Brasil. Trata-se de uma espécie de circuito para cachorro que, durante o percurso, conta com a presença de vários obstáculos e equipamentos para exercitar o pet, física e mentalmente. Mas, embora esteja se tornando popular entre os tutores, muita gente ainda tem dúvidas sobre essa prática esportiva. Pensando nisso, o Patas da Casa conversou com a profissional Camila Rufino , que é adestradora comportamentalista e treinadora de Agility da Tudo de Cão . Veja só o que ela nos contou e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!

O que é o agility para cães e no que consiste essa prática esportiva?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Camila Rufino: O Agility surgiu no ano de 1978, no Crufts Dog Show, que é um grande evento canino internacional realizado anualmente no Reino Unido. A ideia inicial era entreter o público durante os intervalos desse evento, exibindo um percurso de saltos para a dupla condutor e cão, demonstrando a velocidade e a agilidade natural dos cães. Devido ao grande sucesso, o Agility foi reconhecido pelo Kennel Club como um esporte oficial em 1980, tendo a partir de então um conjunto de regras sancionadas. O esporte chegou no Brasil no final da década de 1990 e, desde então, tem atraído apaixonados por cães para a sua prática.

É um esporte baseado no hipismo, onde o condutor deve conduzir seu cão utilizando apenas gestos e comandos verbais, em um percurso com vários obstáculos, seguindo regras específicas em cada um deles.

Que equipamentos e obstáculos para agility são utilizados nesses circuitos?

CR: No Agility, o circuito para cachorro com obstáculos e equipamentos pode ser constituído por diferentes elementos, tais como: gangorra, rampas, muro, túneis, distância, pneu e saltos. Nas competições, o juiz é responsável por montar cada percurso que deve ser executado no menor tempo possível, sem que a dupla faça desvios ou derrube obstáculos. A montagem dos percursos é feita de acordo com o nível de dificuldade em que cada cão se encontra: iniciantes, Grau I, II e III.

Quais são os principais benefícios do circuito para cachorro?

CR: Além de proporcionar o gasto de energia física e mental, a prática desse esporte é uma excelente ferramenta de socialização; auxilia na prevenção e resolução de alguns problemas comportamentais e aumenta muito o vínculo entre cão e dono.
Não podemos deixar de falar dos benefícios para nós humanos: a prática do esporte nos ajuda a aprimorar a capacidade de entender e nos comunicar cada vez melhor com nosso cão. É um momento em que também conseguimos socializar com outros alunos e seus cães, fazemos novas amizades e, claro, melhoramos (e muito!) a nossa saúde e preparo físico.


Agility: cachorro precisa ser consultado por médico veterinário antes de iniciar a prática esportiva
Agility: cachorro precisa ser consultado por médico veterinário antes de iniciar a prática esportiva

Agility: cães de todas as idades e raças podem participar ou existem contraindicações?

CR: Qualquer cão, seja ou não de raça, pode praticar o Agility desde que suas condições de saúde assim o permitam. O que precisamos entender é que, assim como os humanos que devem procurar um médico responsável para verificar se podemos realizar determinada atividade física antes de iniciá-la, o mesmo deve ser feito quando se trata dos nossos cães. Ou seja, é preciso levar em consideração o estado de saúde atual (com avaliação e liberação do médico veterinário), as características específicas de cada raça (como, por exemplo, com cães braquicefálicos, que exigem cuidado com dias de altas temperaturas; ou mesmo cães que tem alguma tendência em apresentar problemas na coluna - para esses os saltos nunca são elevados); a fase etária em que se encontram (filhotes e cães mais idosos), procurando sempre respeitar a individualidade de cada um! Qualquer cão, antes de correr em uma pista com os saltos elevados, precisa iniciar com todos eles no chão, se não acabamos exigindo dele dois comportamentos ao mesmo tempo, o de saltar e o de ser conduzido pelo percurso. 

Então filhotes de cachorro precisam de cuidados especiais para participar do agility?

CR: Quando falamos especificamente de cães novos, precisamos sempre respeitar o período de crescimento de toda estrutura óssea dos filhotes. Ou seja, para esses cães não levantamos os saltos até o período de crescimento ser cumprido. Além disso, a intensidade e tempo de duração dos exercícios também devem ser adequados a cada fase do seu cão. Também é muito importante que o cão sempre se exercite em um piso seguro. Ele nunca deve escorregar demais durante a execução dos exercícios. 

Agility: cachorro precisa passar por algum tipo de adestramento antes de iniciar a prática esportiva?

CR: O ideal é que seu cão saiba responder a alguns comandos básicos de obediência, como sentar, deitar, ficar e vir quando chamado. Assim como nós, humanos, precisamos de uma rotina de atividades para que estejamos sempre equilibrados, é importante que seu cão tenha também, diariamente, atividade física, mental e social. Você pode inseri-las no seu dia a dia com seu cão, fazendo passeios na rua, praças e parques (atividade física e social) e também pode usar os horários da refeição dele para executar os exercícios de comandos de obediência (atividade mental), garantindo assim que além de ocupar a cabecinha com desafios diários, ele estará com bastante apetite para treinar.

Agility: treinamento deve ser introduzido na rotina dos cães de que forma?

CR: Os treinos devem ser introduzidos na rotina de forma gradual, respeitando sempre a individualidade de cada cão e a fase da vida em que ele se encontra. Antes de procurar uma escola de Agility, você pode treinar comandos extremamente importantes para a prática esportiva, como o "senta", o "deita" e o "fica". Além disso, trabalhar o vínculo, a motivação e o autocontrole com o seu cão é essencial.

Como fazer circuito para cachorro em casa e outros lugares?

CR: Quanto aos treinos em casa ou locais que não sejam uma escola oficial, é possível ensinar seu cão utilizando equipamentos facilmente encontrados no dia a dia, como caixas de papelão para replicar o túnel, cones e árvores em parques para treinar curvas, canos de PVC para montar seus próprios saltos, etc. Dentro desse contexto de treinos, é de extrema importância que sejam também inseridos exercícios de aquecimento; exercícios que desenvolvam habilidades motoras e o fortalecimento da musculatura para que nosso cão esteja preparado fisicamente para a prática desse esporte de alto rendimento.

Redação: Juliana Melo