Ração de cachorro

Câncer em cachorro: essas raças têm maior risco de morrerem da doença - alguns cães médios estão na lista

Publicado - 13 Junho 2024 - 15h29

Atualizado - 13 Junho 2024 - 15h29

Laura Furtado / Redatora

Jornalista em formação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói. Desde pequena, sempre tive um amor e carinho especial por todos os animais. Quando completei 6 anos, meus pais me presentearam com um cãozinho da raça Bichon Frisé que chamamos de Billy. Foi o dia mais feliz da minha vida, fiquei horas chorando sem acreditar que ele era meu. Billy viveu 14 anos com a gente, mas virou uma estrelinha em 2019 depois de uma história linda ao nosso lado.

Em 2019, ganhei da minha sogra uma Dachshund, o famoso salsichinha, e desde então minha vida voltou a fazer sentido. Pode parecer clichê, mas nada explica o sentimento de amor e carinho que ter um pet proporciona. Nós decidimos chamar ela de Teteia, e não poderia existir nome melhor pra descrever ela. Teteia significa moça atraente, e a minha Teteia salsicha é realmente a coisa mais linda do mundo, além de ser extremamente carinhosa, companheira e engraçada.

Em 2023, participei de uma entrevista e entrei para o time do Patas da Casa. Fiquei muito feliz, porque sempre tive afinidade e carinho pelos animais, e não há nada melhor do que escrever sobre coisas que a gente ama, né. Me identifiquei de cara com os valores do Patas e sempre considerei o projeto de suma importância para tutores que, assim como eu, buscam se informar para garantir o melhor para os pets. Desde então, cada dia tem sido um aprendizado, e sou muito feliz por fazer parte de um projeto tão especial quanto o Patas.

• Filme com animal preferido: “Marley e Eu”
• Uma raça de cachorro: Vira-lata
• Uma raça de gato: Siamês
• A curiosidade favorita sobre cachorros: Os cães de suporte emocional podem agir como 'terapeutas', ajudando pacientes com ansiedade, depressão, autismo e estresse pós-traumático
• A curiosidade favorita sobre gatos: Os gatinhos tem efeitos positivos na sáude mental e física dos humanos
• Sobre o que mais gosta de escrever no universo pet: Comportamento animal
• Um aprendizado: Adotar cachorro ou gato pode mudar a vida das pessoas e dos animais para melhores, trazendo muito amor e felicidade
• Nome de pet favorito: Larica

Ver o amigo de quatro patas debilitado e doente é um grande desafio emocional para os tutores. O câncer em cachorro, por exemplo, é uma situação muito difícil de lidar, mas a doença é mais comum do que parece. Recentemente, o biólogo canadense  Leonard Nunney descobriu que algumas raças de cachorro têm um risco maior de morrer de câncer. Ele publicou as descobertas em janeiro de 2024 na revista científica Royal Society Open Science. Entenda a seguir como a pesquisa foi realizada e como o cientista chegou a essa conclusão! 

Entenda como câncer em cachorro se desenvolve

Antes de entender como funcionou o estudo do biólogo Leonard Nunney, é preciso entender como o câncer em cachorro se desenvolve no organismo do animal. O câncer ocorre quando as células do corpo do cachorro começam a se comportar de um jeito “anormal”. Geralmente, em um contexto normal, as células crescem, se dividem e morrem seguindo as instruções do DNA.

Porém, quando há uma mutação genética, essas “instruções” ficam bagunçadas, o que pode resultar no crescimento descontrolado de células que se dividem de maneira anormal, formando massas chamadas de tumores. Ou seja, o câncer é basicamente uma condição em que o próprio corpo do animal perde o controle das divisões celulares.

Imagem Quiz:Teste seus conhecimentos sobre a saúde de cachorro!

Teste seus conhecimentos sobre a saúde de cachorro!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Os principais sintomas do câncer depende muito do tipo de câncer que o cachorro tem, mas os caroços espalhados no corpo do animal são os principais sinais. No cachorro com câncer terminal, sintomas como apatia, feridas que não cicatrizam, perda de peso e falta de apetite são comuns.

Câncer em cachorro: estudo revela que porte do cão influencia no desenvolvimento da doença

O estudo “O efeito do tamanho corporal e da endogamia na mortalidade por câncer em raças de cães domésticos” revelou uma descoberta surpreendente: cães de porte médio têm mais chance de morrerem de câncer do que cães pequenos e grandes. Para chegar a essa conclusão, Leonard Nunney considerou três fontes de dados independentes, um dos Estados Unidos, Reino Unido e Finlândia, totalizando 85 raças de cachorro no total.

O biólogo usou um modelo matemático que sugere que o porte do cachorro pode ser um fator de risco para o câncer. Os resultados indicaram que cachorros maiores e com elevada expectativa de vida possuem uma maior probabilidade de desenvolver câncer. Segundo ele, um animal grande possui mais células do que um cão pequeno, e por essa razão, realizam mais divisões celulares, aumentando a probabilidade de acumular mutações que podem levar ao câncer.

Cachorro Shih Tzu preto sentado no gramado
Segundo o estudo, as raças com menor chance de desenvolverem câncer em cachorro são os pequenos, como Shih Tzu e Lulu da Pomerânia

Mas, então, por que cachorros de porte médio têm uma maior tendência a desenvolver câncer do que cachorros de porte grande? Segundo o biólogo, isso acontece devido a expectativa de vida e quantidade de células de cachorros grandes - já é comprovado, por exemplo, que cães de porte grande vivem menos do que cães de porte médio e pequeno. Segundo o biólogo, o câncer em cachorro é uma doença que aparece com maior incidência durante a velhice, mas como os cães grandes têm uma expectativa de vida reduzida, o risco de desenvolver a doença é menor do que no cão de porte médio.

Ou seja, cachorros médios tendem a ter uma maior predisposição a câncer do que cães de porte grande devido a quantidade de células e expectativa de vida do pet. Quanto maior, mais células, e quanto mais tempo vive, maior o risco das células sofrerem mutações e formarem o câncer.

Quais são as raças de cachorro com maior risco de morrer de câncer?

De acordo com a pesquisa, os cachorros de porte médio, como o Border Collie, Beagle, Bull Terrier e até alguns vira-latas apresentam maiores riscos de desenvolver câncer. O pesquisador cita que o Flat Coated Retriever, uma raça de cachorro do grupo Retriever  de porte médio que pesa entre 25 e 35 kg, é o cão que apresentou o maior índice de mortalidade por câncer, cerca de 60%.

cão da raça Flat Coated Retriever sentado ao ar livre
O Flat Coated Retriever é a raça de cachorro que tem mais chance de morrer de câncer segundo o estudo 

Já os cães pequenos, como o Chihuahua, Pequinês, Pinscher e Shih Tzu, só apresentam cerca de 10% de chances de morrer em decorrência do câncer, mas há exceções. O Scottish Terrier, embora seja de porte pequeno, apresenta uma mortalidade por câncer significativamente elevada. Em comparação aos pequenos, muitos cães de porte grande apresentam mais de 40% de probabilidade de desenvolverem a doença.

Quanto tempo de vida tem um cachorro com câncer?

Definir quanto tempo de vida tem um cachorro com câncer vai depender de vários fatores, como o tipo de câncer descoberto, o tratamento realizado e a resposta do organismo do pet a ele. Se o câncer for descoberto em fase terminal, por exemplo, o cachorro pode vir a falecer em meses. Já se o câncer for descoberto no início e tratado adequadamente, o peludo pode viver alguns anos ao lado do tutor.

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Cachorro

Esses são os 6 sinais que seu cachorro te ama mais visíveis - e provam que você é a "casca de bala" dele e vice-versa

Frases para cachorro de amor podem revelar muito sobre os sentimentos humanos sobre os fortes vínculos que são criados com os pets. ...

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Ver todas