Adestramento

Briga de cachorro: quais os gatilhos mais comuns dos conflitos entre os cães?

Cachorro brigando? Saiba o que pode motivar esse comportamento e como evitar
Cachorro brigando? Saiba o que pode motivar esse comportamento e como evitar

A briga de cachorro pode acontecer por diferentes motivos e é sempre uma situação bem desagradável, tanto para o tutor quanto para os cãezinhos envolvidos, que podem até ficar feridos. Mas quais são os gatilhos que causam esses conflitos? É importante ter em mente que a agressividade normalmente não faz parte do comportamento canino, e sempre existe uma razão por trás desse tipo de situação. Para entender melhor por que as brigas de cães acontecem e o que fazer para evitá-las, preparamos uma matéria para explicar tudo sobre o assunto.

Cachorro brigando: quais as motivações?

Alguns cachorros são mais territorialistas que outros. Geralmente, a disputa por alimento é um dos principais gatilhos para os conflitos, mas não o único. Como muitos sabem, os cachorros também podem desenvolver alguns sentimentos humanos, como ciúmes, e isso também pode influenciar no comportamento canino, que se torna mais agressivo ou possessivo em determinadas situações. Esse ciúmes normalmente é direcionado para o próprio tutor, mas também pode envolver um brinquedo preferido ou objetos específicos da casa. Outros possíveis motivos para isso são a falta de estímulo físico e/ou mental com brincadeiras e passeios, ou até mesmo a presença de algum problema de saúde, que pode deixar o cachorro mais temperamental do que o normal.

Briga de cães: o comportamento canino muda quando o animal está prestes a atacar

A linguagem corporal canina é capaz de revelar muita coisa sobre os nossos amigos de quatro patas até mesmo nos momentos de conflito. Por isso, vale ficar atento a algumas mudanças de comportamento que são bem comuns antes da briga de cachorro. Os rosnados e latidos em excesso são o que mais chamam a atenção, mas a postura do animal também muda completamente nessas horas, e o cachorro tende a ficar com os pelos eriçados e manter um olhar fixo para o seu alvo. Além disso, o rabo do cachorro tende a ficar na altura do corpo, imóvel, sendo um claro sinal de que o cãozinho está prestes a atacar.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Uma das principais causas das brigas de cachorro é a disputa por território
    Uma das principais causas das brigas de cachorro é a disputa por território

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    O que fazer para os cachorros pararem de brigar?

    A maioria das pessoas não sabe como separar briga de cachorro, mas não é tão difícil quanto parece. O primeiro passo é nunca se intrometer fisicamente entre os dois animais ou as chances de você sair ferido são altas. Por isso, uma das melhores formas de acabar com a briga de cães é com o velho truque de jogar ou borrifar água na face deles: os jatos desviam a atenção dos cachorros para uma outra situação, cessando o conflito entre eles. Além disso, bater palmas ou fazer barulho com panelas e outros objetos também é uma tática que funciona muito bem. Como o cachorro tem uma audição bem sensível, qualquer barulho muito alto costuma incomodá-los, e eles não vão ter condições de continuar brigando entre si.

    Em contrapartida, também é importante saber o que não se deve fazer de jeito nenhum na hora de separar a briga de cachorro. Gritos, por exemplo, devem ser evitados, assim como violência física contra os animais. Afinal, punição nunca é a solução, né? 

    Veja algumas dicas para evitar a briga de cachorro

    Conviver com dois cachorros que não se dão bem não é uma tarefa fácil, mas é possível administrar bem a situação com algumas atitudes. Para começar, cada animal deve ter um horário específico para as refeições, o que vai ajudar a evitar possíveis disputas por alimento. Os brinquedos dos cachorros também devem ser guardados em lugares separados, principalmente se eles forem muito possessivos com seus objetos. Além disso, vale procurar a ajuda de um adestrador profissional para tentar melhorar a convivência entre os dois doguinhos e utilizar a técnica do reforço positivo na hora de estimular uma aproximação saudável entre eles.

    Redação: Juliana Melo

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    Próxima matéria

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno
    Saúde

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno

    Há quem pense que todos os cães enfrentam o mesmo tipo de problemas ao longo da vida, mas não é bem assim. Algumas raças de cachorro têm detalhes muito característicos na anatomia que favorecem o desenvolvimento de condições específicas. Uma prova disso são os casos de alergias em Pugs: por causa das dobrinhas e rugas que têm pelo corpo, eles acabam tendo uma propensão maior a desenvolver diferentes tipos de dermatites alérgicas. Por isso, ao dar as boas-vindas a um Pug na sua casa, o ideal é que você saiba o que pode causar essas alergias e como reagir caso o seu animalzinho apareça com algo do tipo. Hoje, o Patas da Casa vai ao seu socorro: descubra, aqui embaixo, mais sobre esse problema!

    Vermífugo para cachorro: como dar e quais são os tipos de vermes mais comuns em cães
    Verme

    Vermífugo para cachorro: como dar e quais são os tipos de vermes mais comuns em cães

    O vermífugo para cães é o primeiro remédio que os filhotes devem tomar. Geralmente, os recém-nascidos adquirem vermes durante a gestação e através da amamentação. Para prevenir problemas futuros, é importante dar a primeira dose do remédio para o cachorro filhote entre o 15º e 20º dia de vida.

    Quais as doenças genéticas de cachorro mais comuns?
    Saúde

    Quais as doenças genéticas de cachorro mais comuns?

    Uma das melhores coisas para os pais e mães de pet é ver seus filhos de quatro patas fortes e saudáveis. Contudo, às vezes mesmo com todos os cuidados necessários para cuidar da saúde do animal, o cachorro pode acabar adoecendo, e, em alguns casos, o principal motivo para isso é a herança genética. Como muitos sabem, algumas raças de cachorro são mais predispostas para o desenvolvimento de certas doenças e, por isso, é preciso ter um cuidado redobrado com esses cães. A seguir, reunimos as doenças genéticas de cachorro consideradas mais comuns e quais as principais raças que são afetadas por elas.

    Quais as diferenças nutricionais entre a ração para cães filhotes e adultos?
    Ração

    Quais as diferenças nutricionais entre a ração para cães filhotes e adultos?

    Se você tem um animal de estimação em casa, já deve ter questionado se tem problema oferecer uma ração para filhotes a um cachorro adulto ou vice-versa. Provavelmente já se perguntou também quais as diferenças entre cada tipo e qual o momento certo para fazer a transição sem prejudicar o crescimento do bichinho. É justamente esse o ponto: cada alimento tem particularidades nutricionais que contemplam as necessidades do animal para aquela fase específica da vida. Ou seja, a escolha do alimento certo é fundamental para garantir o desenvolvimento saudável do filhotinho ou para manter o cachorro adulto em sua melhor forma.

    Ver Todas >

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier
    Comportamento animal

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier

    O Bull Terrier é uma das raças de cachorro grande mais populares entre os amantes de pet. Seus olhos pequenos, cabeça oval e focinho alongado são inconfundíveis, é quase como uma marca registrada. Com origem e características surpreendentes, é fácil se apaixonar e querer levar um filhote de Bull Terrier para casa. Se você ficou curioso para saber mais desse cãozinho, separamos 9 curiosidades sobre a raça.

    Ensinar cachorro: 6 hábitos que os cães precisam aprender desde cedo
    Comportamento animal

    Ensinar cachorro: 6 hábitos que os cães precisam aprender desde cedo

    Depois de adotar um cachorro, é bom ter em mente que nem tudo será diversão. Os aprendizados também devem fazer parte da rotina do animal. Quanto antes os treinos começarem, mais fácil será para o cachorro aprender - e, consequentemente, a convivência com o cãozinho será melhor em todos os sentidos. O adestramento nem sempre precisa ser feito com um profissional.

    Como é a personalidade do Ragdoll?
    Comportamento animal

    Como é a personalidade do Ragdoll?

    O Ragdoll é uma raça de gato gigante que faz muito sucesso, e isso não é só por causa da sua aparência fofinha e felpuda. O que realmente encanta os gateiros é a personalidade do gato Ragdoll, que é muito afetuosa e tranquila. Muitas pessoas até chegam a comparar o bichano a um cachorro, pois além de ser muito brincalhão, o Ragdoll também tem uma dependência maior da sua família humana. 

    Tudo sobre o focinho de gato: anatomia, cuidados e o poderoso olfato felino
    Comportamento animal

    Tudo sobre o focinho de gato: anatomia, cuidados e o poderoso olfato felino

    O focinho de gato é uma região que definitivamente chama a atenção de qualquer pessoa, principalmente por causa do seu formato fofinho e da sua delicadeza. No entanto, o que poucas pessoas percebem é que, além de ser muito fofo, o pequeno nariz dos gatos é uma das principais formas de comunicação do animal com o mundo. Mas como funciona o focinho de gato? Por que em alguns casos o nariz do gato fica seco, sendo que normalmente eles são gelados? Quais são os cheiros que o gato não gosta? 

    Ver Todas >