Saúde

Batimentos cardíacos de cachorro: qual a frequência considerada normal e como medir?

Coração de cachorro: aprenda a maneira certa de medir os batimentos cardíacos do seu cãozinho
Coração de cachorro: aprenda a maneira certa de medir os batimentos cardíacos do seu cãozinho

Todo mundo sabe que os cães são donos de um enorme coração, sempre dispostos a dar muito amor e carinho para quem quiser receber. Contudo, é sempre importante ficar atento a possíveis alterações no coração de cachorro, e saber como medir os batimentos cardíacos do animal pode ajudar bastante nessas horas. Mas então, como analisar isso da forma correta? Qual é a frequência considerada normal quando se trata dos batimentos cardíacos de um cachorro? Fatores como a idade e o tamanho do animal influenciam? Desvendamos tudo que você precisa saber sobre o assunto logo a seguir. Confira!

Coração de cachorro: frequência dos batimentos vai depender do porte e da idade do animal

Em primeiro lugar, é preciso ter em mente que a frequência dos batimentos cardíacos de cachorro vai depender, principalmente, do tamanho do cãozinho - e isso inclui a fase de vida dele, já que filhotes de cachorro têm os batimentos mais acelerados do que um cão adulto, por exemplo. E sim, isso acontece mesmo quando eles estão em repouso.

Assim que nascem, os cachorros filhotes podem ter batimentos que variam em torno de 160 a 200 batimentos por minuto, independente de estar em movimento ou não. Além disso, durante todo o primeiro ano de vida do animal, é considerado normal que o coração de cachorro tenha até 180 batimentos por minuto. Então, não se assuste se pegar um cãozinho bebê no colo e perceber que o coração dele está batendo muito forte.

Já na fase adulta, os cachorros sofrem uma diminuição na frequência cardíaca, e o que mais influencia é o porte do animal. Um cachorro grande, por exemplo, tem os batimentos em torno de 60 a 100 BPM quando está em repouso, enquanto nos cachorros pequenos varia entre 100 e 140 BPM. Já se o doguinho tiver feito algum exercício físico ou estiver passando por algum problema emocional, como estresse e ansiedade, essa frequência tende a aumentar.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Em caso de batimentos cardíacos do cachorro muito acelerados, procure um veterinário
    Em caso de batimentos cardíacos do cachorro muito acelerados, procure um veterinário

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Aprenda como medir os batimentos cardíacos de cachorro da forma correta

    Mesmo não sendo médico, é possível aprender a medir os batimentos do coração de cachorro de maneira muito simples. O primeiro passo é se aproximar lentamente do cãozinho, sem assustá-lo, e colocar a mão na parte esquerda do tórax dele, atrás da perna da frente. Em seguida, basta contar o número de palpitações que acontecer durante 15 segundos e, depois, multiplicar o número por 4. Assim, você conseguirá calcular o número de batimentos cardíacos do cachorro por minuto.

    Aliás, uma dica é fazer isso pelo menos umas três vezes, já que pode haver certa variação e é sempre bom ter um parâmetro para saber se a frequência cardíaca do animal realmente está dentro do esperado.

    Que cuidados são necessários ao medir os batimentos cardíacos de um cachorro?

    Como já foi dito, antes de verificar como anda a frequência cardíaca do coração de cachorro, é importante que o seu amigo de quatro patas esteja em total repouso. Caso contrário, o valor dos batimentos cardíacos será naturalmente mais alto, mas não quer dizer que o seu cãozinho está mal de saúde. É normal que após a prática de atividades físicas o coração fique mais acelerado. Além disso, a posição que o animal se encontra também é relevante para a medição dos batimentos cardíacos do cachorro. Portanto, certifique-se de que realmente é possível escutar o coração dele.

    Por último, mas não menos importante: não faça nada que incomode seu peludinho nessas horas. Caso contrário, ele pode ficar muito agitado e nervoso, o que certamente vai influenciar no resultado final dos batimentos do coração de cachorro. Então muita calma nessa hora! Se você perceber que a frequência cardíaca do animal está muito alta, principalmente se houver sinais como fadiga mesmo em repouso ou falta de ar, é importante que ele seja consultado por um veterinário imediatamente. 

    Redação: Juliana Melo

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    Próxima matéria

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão
    Adoção

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão

    Ter um cachorro em casa é uma experiência incrível para mães e pais de pet, mas os momentos de alegria vêm acompanhados de muitas responsabilidades… e gastos (muitos gastos). Ração, vacina, brinquedos, remédios e veterinário são os principais custos que você precisa ter frequentemente com o animal. É justamente por isso que, antes de comprar ou adotar um pet, é preciso pensar nos gastos que isso vai demandar - e que devem entrar no orçamento da família. Para te ajudar a bater o martelo e decidir se consegue ou não arcar com um amigo de quatro patas, montamos um guia completo com uma média dos gastos que você provavelmente terá. Chega mais!

    Vacina para cachorro: é normal surgir um caroço na pele após a aplicação?
    Vacina

    Vacina para cachorro: é normal surgir um caroço na pele após a aplicação?

    A vacinação de cachorro é a parte mais importante da vida do pet para prevenir doenças e manter a saúde em dia. Nos primeiros meses de vida, inclusive, o cão é proibido de sair de casa antes de completar o quadro de vacinas. Mesmo assim, de vez em quando algumas vacinas causam reações nos animais depois de aplicadas. Elas podem ir desde um nódulo no local da aplicação até outros sintomas, como febre. Nesses casos, a preocupação é normal, mas nem sempre é algo sério: quer descobrir por que isso acontece e quais cuidados são necessários para garantir o bem estar do seu cachorrinho? Dá uma olhada aqui embaixo!

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno
    Raças

    Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno

    O Jack Russell Terrier é um cachorro de pequeno porte que leva alegria por onde passa. Essa raça de cachorro é muito amável, encantadora e de personalidade forte. Apesar do pequeno tamanho, eles são cães muito corajosos e demandam bastante energia de seus tutores. Como grande parte dos cães do grupo Terrier, essa raça é um grande exemplo de cachorro de caça e adora investigar todos os lugares, exibindo seu vigor e vivacidade. Quando o cão Jack Russell Terrier quer algo, ele só desiste quando consegue. 

    Ver Todas >

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes
    Saúde animal

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes

    A síndrome de wobbler é uma doença que afeta principalmente raças de cachorro de grande porte. Ela atinge as vértebras e a medula espinhal do cachorro, desencadeando problemas neurológicos e de locomoção. O tratamento precisa ser o mais rápido possível, pois a síndrome de wobbler pode avançar para estágios mais graves e trazer consequências sérias ao animal. .

    Veja 5 fatos sobre a cadela no cio que você precisa saber
    Saúde animal

    Veja 5 fatos sobre a cadela no cio que você precisa saber

    A cadela no cio pode ser um momento delicado tanto para o tutor como para o pet. O período acaba gerando muitas curiosidades e dúvidas como: “com quantos meses a cadela entra no cio?” ou “de quanto em quanto tempo a cadela entra no cio?”. Saber as respostas para todos esses questionamentos vai ajudar o tutor do cachorro a lidar com o período. 

    Tumor venéreo transmissível: 5 coisas que você precisa entender sobre o TVT
    Saúde animal

    Tumor venéreo transmissível: 5 coisas que você precisa entender sobre o TVT

    O tumor venéreo transmissível, que também é chamado de TVT, tumor de Sticker ou sarcoma infeccioso, é uma neoplasia pouco conhecida pelos pais de pets. Esse problema de saúde costuma ser mais comum em animais abandonados, mas nada impede que cachorros que vivam em apartamento sejam infectados pela doença venérea. O TVT em cães é grave e fácil de ser transmitido.

    Bronquite em gatos: 5 sinais da doença respiratória que atinge os felinos
    Saúde animal

    Bronquite em gatos: 5 sinais da doença respiratória que atinge os felinos

    Muitas podem ser as causas de um gato tossindo, desde uma bola de pelo presa na garganta até uma alergia a alguma substância que ele teve contato. Porém, na maioria dos casos, o gato com tosse é sinal de problema respiratório - que pode ser leve, como uma gripe simples, ou grave, como uma pneumonia. Dentre as doenças respiratórias que mais acometem os bichanos, a bronquite felina é uma das que precisam de mais atenção. 

    Ver Todas >