Saúde

Asma felina: entenda mais sobre a ação da doença respiratória nos gatos

A asma felina requer cuidados e o uso de uma bombinha específica. Entenda mais sobre como o problema atinge os gatos!
A asma felina requer cuidados e o uso de uma bombinha específica. Entenda mais sobre como o problema atinge os gatos!

A asma é uma doença respiratória que acomete muitas pessoas, mas você sabia que os gatos também podem sofrer com o problema? A asma felina tem efeitos semelhantes a dos humanos: dificuldade para respirar e tosse são os sinais mais comuns. Por  isso, é importante estar atento a qualquer mudança de comportamento do seu bichano. A boa notícia é que você pode aprender como evitar que o seu animal desenvolva essa doença respiratória. Para saber mais sobre a asma felina, o Patas da Casa conversou com a médica veterinária e especialista em felinos Luciana Capirazzo, médica veterinária e especialista em felinos do hospital Vet Popular , e conta como a doença age nos bichanos. 

A asma felina pode ter várias causas

Quando o seu animal de estimação fica doente, provavelmente uma das primeiras coisas que você quer saber é o que provocou a enfermidade, certo? Os tutores buscam identificar se algum hábito ou mudança na rotina pode ter sido nocivo para o seu animal. No caso da asma felina, é um pouco mais difícil identificar a origem do problema. “Nem sempre é possível descobrir a causa até porque são muitas as possibilidades, como alérgenos (fumaça do cigarro, incenso, poeira da areia, perfume, pó, detergentes, pólen), além de causas alimentares ou até infecciosas”, explica a veterinária. 

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    A qualquer sinal da asma felina, é essencial levar o gato no médico veterinário
    A qualquer sinal da asma felina, é essencial levar o gato no médico veterinário

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Como identificar os sintomas de asma em gatos?

    A asma em gatos tem sintomas muito parecidos com os que acometem os humanos. Por ser uma doença respiratória, a maior parte dos seus sintomas têm relação com essa função corporal. Ou seja, é importante ficar de olho no seu bichano. “Os sinais de asma felina são tosse e dificuldade respiratória”, conta Luciana. Não sabe identificar se o seu bichano está tossindo? A veterinária ensina: “Quando o gato tosse, ele estica o pescoço e coloca os ombros para trás aproximando o tórax do chão, levando ele a uma posição atípica.”

    Asma em gatos: tratamento ajuda a aliviar sintomas

    A veterinária explica que, para tratar a asma felina, o procedimento é o mesmo usado nos seres humanos: “O tratamento consiste em corticoides e broncodilatadores”, conta. Por isso, a bombinha de asma para gatos pode ser uma grande aliada na hora de lidar com a doença respiratória. Ela é a mesma usada pelas pessoas que têm a doença e sua ação broncodilatadora facilita a respiração. Mas é preciso tomar alguns cuidados, já que nem sempre a bombinha será indicada. Por isso, se você suspeitar que o seu felino está com asma, leve-o a um veterinário para identificar o melhor tratamento para ele. 

    Quais cuidados tomar para evitar a crise de asma no seu gato?

    Quando descobrem que seu gato tem asma, muitas pessoas ficam preocupadas em tomar cuidados para evitar que o animal volta a desenvolver uma crise. A boa notícia é que, com algumas mudanças de hábitos, você pode diminuir a chance disso acontecer. “Por ser uma doença, na grande maioria das vezes, de origem alérgica, o ideal é não fumar próximo ao animal e evitar uso de desodorizadores de ambientes e perfumes”, explica Luciana. Por isso, prefira também produtos de limpeza sem cheiro e sempre lave a cama do gato e outras superfícies em que ele costuma deitar (almofadas, mantas, lençóis, fronhas etc) com um sabão neutro.

    Redação: Gabrielle Nunes

    Gastrite em cachorro: entenda como a doença se desenvolve no seu pet

    Próxima matéria

    Gastrite em cachorro: entenda como a doença se desenvolve no seu pet

    Bronquite em gatos: entenda mais sobre a ação da doença respiratória nos felinos
    Saúde

    Bronquite em gatos: entenda mais sobre a ação da doença respiratória nos felinos

    Um gato tossindo pode indicar uma série de problemas de saúde. No entanto, quando esse sintoma aparece para incomodar os felinos, está quase sempre associado a uma doença respiratória, como a bronquite em gatos – também conhecida como asma brônquica ou bronquite crônica. Apesar de haver muitas terminologias, o distúrbio é reconhecido clinicamente como o resultado da inflamação das vias aéreas inferiores, gerada pela sensibilidade a certos estímulos.

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos
    Saúde

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos

    Uma das doenças gastrointestinais mais sérias e conhecidas entre os humanos também possui a sua versão no universo felino: a pancreatite em gatos tem uma ação bastante similar no corpo dos nossos bichanos e também precisa de tratamento imediato para não causar danos à saúde do gato. É claro que isso se torna motivo de preocupação para os gateiros, mas não se assuste! A pancreatite felina tem tratamento e é possível diminuir o avanço da doença com alguns cuidados simples. 

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Esporotricose em gatos: conheça mais sobre essa doença grave que pode atingir os felinos
    Saúde

    Esporotricose em gatos: conheça mais sobre essa doença grave que pode atingir os felinos

    A esporotricose em gatos é uma das doenças mais graves que pode atingir os felinos. Isso porque ela evolui muito rápido para a fase disseminada, causando sérios riscos à vida do gatinho. Provocada por um fungo presente em vegetações, a “micose” apresenta feridas bem características na pele do felino, sendo esse um dos principais sintomas da doença. Apesar da complexidade da infecção, o tratamento correto é capaz de curar essa doença de gato. Esporotricose também pode ser prevenida com alguns cuidados específicos no dia a dia do seu felino. Para saber mais sobre a doença, nós conversamos com o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro.

    Ver Todas >

    Como funciona a anestesia para gato e quais os efeitos colaterais mais comuns?
    Saúde animal

    Como funciona a anestesia para gato e quais os efeitos colaterais mais comuns?

    A anestesia para gato é necessária em qualquer procedimento cirúrgico, seja uma operação mais complexa, limpeza de tártaro ou mesmo processos essenciais para a saúde, como a castração do gato. É importante entender como funciona a anestesia e o que esperar para saber como lidar na hora de passar por algum desses procedimentos com seu gatinho. Você sabe como funciona a anestesia? Qual a diferença entre anestesia injetável e inalatória? 

    Cachorro estressado e ansioso tem mais chances de ficar doente?
    Saúde animal

    Cachorro estressado e ansioso tem mais chances de ficar doente?

    Assim como os humanos, o cachorro pode ficar estressado ou ansioso. Não é difícil para que o cachorro sofra desses transtornos, afinal, ele é um animal bastante sensível. Simples mudanças no cotidiano ou de relacionamento com seu dono podem levar o cachorro a passar por esses problemas. Para identificar se o cachorro está ansioso ou estressado, é necessário prestar atenção em seu comportamento. 

    5 formas de acabar com as pulgas de gatos
    Saúde animal

    5 formas de acabar com as pulgas de gatos

    Percebeu o seu gato se coçando mais do que o normal? Cuidado, pode ser que o motivo para isso sejam as tão temidas pulgas. Gatos não estão imunes a esses parasitas, ao contrário do que algumas pessoas podem pensar. Embora as pulgas sejam mais comuns nos cães, também é possível detectar pulgas em gatos, principalmente se o seu amigo tem o hábito de dar umas voltinhas por aí de vez em quando. Por isso, é fundamental saber como eliminar pulgas de gatos da melhor forma possível! 

    Quais doenças os filhotes de gato têm mais chances de contrair?
    Saúde animal

    Quais doenças os filhotes de gato têm mais chances de contrair?

    Além de preparar a casa para receber o novo companheiro de quatro patas, adotar um gato requer cuidados importantes com a saúde do animal logo no início: vacinas, vermífugo e visitas ao veterinário para checkups são alguns deles. Essa atenção é algo ainda mais essencial quando se trata da adoção de um gato filhote. Afinal, os gatinhos são mais suscetíveis a contraírem certas doenças nos primeiros meses de vida. 

    Ver Todas >