close
Cuidados

Ansiedade de separação de cachorro: causas, cuidados e como lidar com o problema

Atualizado · 02 de maio de 2022 · 11h09

Publicado · 22/04/2022 · 11h43

Quanto mais independente seu cãozinho for, menores as chances de ele sofrer com ansiedade de separação quando você sai de casa.
Quanto mais independente seu cãozinho for, menores as chances de ele sofrer com ansiedade de separação quando você sai de casa.

Depois de um período de isolamento social em que muitas pessoas passaram a trabalhar de casa, os casos de ansiedade de separação em cães aumentaram muito. Não é difícil imaginar o motivo. Depois de receberem atenção em tempo quase total de seus tutores, muitos cachorros tiveram que aprender ou reaprender a ficarem sozinhos em casa ou, pelo menos, sem a presença do seu tutor. A síndrome de ansiedade de separação é uma condição normalmente caracterizada pelo mau comportamento dos cachorros, em uma espécie de “protesto” contra o fato de terem sido deixados de lado. Mas existem sinais bem mais sutis que seu melhor amigo emite quando ele está se sentindo assim, além de táticas para contornar a situação. 

Com ansiedade por separação, cachorro pode desenvolver comportamento destrutivo

Móveis e sapatos destruídos, xixi e cocô no lugar errado e muitos latidos: é mais ou menos dessa forma que um cachorro com ansiedade de separação vai se comportar quando o tutor sai de casa. Em alguns casos mais graves, não é preciso passar o dia todo fora para observar mudanças no comportamento do cachorro: dependendo do grau de dependência emocional criada, até mesmo sair para levar o lixo ou receber um delivery pode se tornar um gatilho para o peludo.

Quando se sentem ansiosos, os cachorros tendem a tentar eliminar as barreiras que eles imaginam que os separam de seus donos: portas, grades ou até mesmo paredes. Nesses casos, os cãezinhos podem acabar saindo machucados de suas investidas. Também pode acontecer de o animal apresentar comportamentos compulsivos, como lamber as patas sem parar ou arrancar os próprios pelos. Em casos mais raros, eles podem direcionar essa agressividade para os tutores, em uma tentativa de impedir que eles saiam.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Donos de cachorro com ansiedade de separação costumam encontrar objetos destruídos e o animal superexcitado quando retornam.
    Donos de cachorro com ansiedade de separação costumam encontrar objetos destruídos e o animal superexcitado quando retornam.

    Mais Lidas

    A cor da pelagem do gato determina a personalidade dele? Veja o que a ciência tem a dizer!
    Comportamento animal

    A cor da pelagem do gato determina a personalidade dele? Veja o que a ciência tem a dizer!

    Gato cinza, branco, preto, laranja, rajado ou com cores misturadas: o que não falta é variedade quando o assunto é a cor do gato. Esse, inclusive, acaba sendo um dos maiores critérios que os tutores usam na hora de adotar um bichano e, acredite se quiser, isso pode ajudar bastante a entender o comportamento do animal no dia a dia. Nem todo mundo sabe, mas é possível definir a personalidade dos gatos pela cor (ou pelo menos chegar muito próximo disso).

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Linguagem canina: por que seu cachorro vira a cabeça quando você fala com ele?
    Comportamento animal

    Linguagem canina: por que seu cachorro vira a cabeça quando você fala com ele?

    A linguagem corporal canina é tão expressiva que às vezes é possível entender os cães mesmo que eles não falem. Seja qual for a personalidade do cachorro, todos têm um comportamento canino tão revelador que, só de movimentar as orelhas, já dá para perceber o que o pet sente ou quer. Porém, não são apenas os humanos que compreendem a linguagem de cachorro. Já aconteceu de você falar algo com seu cãozinho e ele, imediatamente, virar a cabeça?

    Ansiedade de separação em cães: sintomas mais comuns

    Os cachorros demonstram ansiedade de separação de diversas formas, de acordo com sua personalidade, as características da raça ou o nível de adestramento que possuem. Veja a seguir uma lista de sintomas que podem estar relacionados a esse problema:

    • Seguir o tutor o tempo inteiro

    • Ficar emocionado demais quando o tutor chega em casa

    • Latidos, choro e uivos em excesso

    • Ausência de fome e sede

    • Correr atrás do próprio rabo

    Causas da ansiedade de separação: cachorro pode estar respondendo aos estímulos errados do dono

    É difícil prever se um cachorro vai ou não desenvolver ansiedade de separação em situações de mudança na rotina da casa. Mas existem algumas atitudes do tutor que podem ou não estimular o quadro. Na adaptação de um novo cachorro em casa, é ideal acostumá-lo desde cedo a ter o seu próprio espaço, não tendo o hábito de dormir na mesma cama que os donos, por exemplo. A total disponibilidade de tempo e atenção, apesar de sugerirem cuidado e carinho, pode ser prejudicial para a independência do cão. Quando o dono acostuma o cachorro com tamanha atenção e, de repente, se ausenta, acaba provocando no animal uma sensação real de abandono. É preciso ensinar o pet a relaxar e a se divertir sozinho! Confira a seguir uma lista de práticas que podem desencadear ansiedade de separação no cachorro:

    • Transportar o cachorro sempre no colo ou em carrinhos, impedindo que ele desenvolva o prazer em farejar e se conectar com seus instintos caninos;

    • Fazer a adaptação de um novo animal em casa em períodos atípicos, como férias;

    • Celebrar demais a chegada em casa, embarcando na “festa” do cachorro;

    • Se despedir do cão antes de sair de casa, o que pode fazê-lo pensar que você está chamando ele para passear;

    • Não impor regras e limites claros.

    Ansiedade de separação: crie um ambiente confortável e estimulante para que o pet de divirta mesmo sozinho.
    Ansiedade de separação: crie um ambiente confortável e estimulante para que o pet de divirta mesmo sozinho.

    Veja como diminuir a ansiedade do cachorro com truques simples e planejamento de rotina

    Identificou essas condutas no seu dia a dia ou os sinais de ansiedade de separação em seu cachorro? Agora você está pronto para reverter esse quadro. A consulta com um veterinário pode ser necessária para diagnosticar a síndrome e, em casos mais severos, a ajuda de um especialista em comportamento canino também pode ajudar. Mas a verdade é que a persistência e a paciência dos tutores fazem toda a diferença no bem-estar do bichinho. Veja a seguir algumas atitudes positivas, que gradativamente vão fazer com que seu cachorro se torne mais confiante, diminuindo a dependência:

    • Faça saídas-testes: arrume-se, pegue sua bolsa e saia pela porta. Retorne para sua casa cerca de 10 minutos depois. Ao sair e ao voltar, evite prestar atenção demais no cachorro. Vá aumentando aos poucos o tempo que passa fora de casa;

    • Espere o cachorro se acalmar para brincar com ele ao voltar para casa;

    • Tente passear com o pet antes de sair sozinho, para que ele descanse enquanto você não volta;

    • Deixe os brinquedos para distrair cachorro à disposição!

    Existem outras duas alternativas para que o animal não se sinta só enquanto você cuida dos seus afazeres:

    Pet Walker: dê ao seu cachorro a oportunidade de gastar energia e criar um laço de confiança com alguém além de você. Os passeadores de cães profissionais têm um papel superimportante em proporcionar caminhadas seguras e divertidas para seu melhor amigo.

    Creche: se você pode investir um pouco mais, matricule ele em uma creche para cachorro para que ele tenha contato com outros cachorros enquanto você estiver ocupado. Lá ele vai interagir, brincar, se alimentar e, quando você reencontrá-lo, ele estará sereno e cansado de tanto brincar.

    Redação: Mariana Fernandes

    Gatos sonham? O que significa sonhar com gato? Entenda tudo sobre o sono dos felinos e outras curiosidades

    Próxima matéria

    Gatos sonham? O que significa sonhar com gato? Entenda tudo sobre o sono dos felinos e outras curiosidades

    Bullmastiff: origem, características e cuidados... conheça a raça de cachorro do Reino Unido
    Raças

    Bullmastiff: origem, características e cuidados... conheça a raça de cachorro do Reino Unido

    A raça Bullmastiff é um cachorro grande e robusto, mas que não deixa a desejar no temperamento afetuoso e gentil. Esse cãozinho britânico, que surgiu no século XIX, conquista as pessoas por onde passa. Sempre em alerta, ativo, companheiro e fiel aos tutores, o Bullmastiff estará sempre pronto para proteger a família e seu território. Por não ser uma raça de cachorro tão comum no Brasil, elaboramos um guia com todas as informações que você precisa saber sobre o Bulmastiff, que também é chamado por Bulmastife e Bulmastife Boxer. 

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados
    Grandes

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados

    Se você sempre sonhou em ter um cachorro grande dentro de casa, a raça Boxer certamente é uma opção que não vai te decepcionar. Por trás da aparência robusta e que pode ser considerada até um pouco intimidante para alguns, existe um cãozinho companheiro e com muito amor para oferecer aos seus humanos. Conheça um pouco mais sobre o comportamento da raça, cuidados com a saúde e quanto custa um cachorro Boxer.

    Tudo sobre o Dálmata: conheça as características, personalidade e cuidados com essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Tudo sobre o Dálmata: conheça as características, personalidade e cuidados com essa raça de cachorro grande

    Um cachorro Dálmata é facilmente reconhecido graças a sua aparência particular e também ao filme “101 Dálmatas”, desenho que se tornou muito popular na década de 60 e que faz um grande sucesso até hoje. Mas o que esse cãozinho tem de tão especial, além das suas famosas manchas? Para quem sempre quis ter um Dálmata para chamar de seu, chegou o momento de desvendar tudo sobre essa raça de cachorro grande: características físicas, temperamento, personalidade, que cuidados são necessários, preço e como é a saúde desse animal. Vem que a gente te conta!

    5 cuidados com cachorro para não deixar de lado no novo ano
    Cuidados

    5 cuidados com cachorro para não deixar de lado no novo ano

    A chegada de um novo ano geralmente vem acompanhada de uma lista de metas e objetivos para se colocar em prática. Mas você já parou para pensar que seu amigo de quatro patas também pode ser incluído nessa aventura? Com a correria do dia a dia, é muito comum que alguns cuidados com cachorro sejam cada vez mais deixados de lado, como os passeios diários ou os banhos quinzenais. O problema é que manter esses cuidados é essencial para garantir a saúde e bem-estar dos pets, então os tutores precisam encontrar na agenda um tempo para se dedicarem aos amigos de quatro patas. 

    Ver Todas >

    Enriquecimento ambiental para cães: o que é?
    Comportamento animal

    Enriquecimento ambiental para cães: o que é?

    Já ouviu falar no enriquecimento ambiental para cães? Apesar do conceito parecer novo, ele já faz parte da vida dos nossos doguinhos há um bom tempo: trata-se de estímulos físicos, mentais e sociais que melhoram o bem-estar e a qualidade de vida dos nossos pets. Isso pode incluir desde brinquedos para cachorro e brincadeiras, até passeios e socialização com outros animais e pessoas. 

    Enriquecimento ambiental para gatos: o que é?
    Comportamento animal

    Enriquecimento ambiental para gatos: o que é?

    O enriquecimento ambiental para gatos é um cuidado necessário para oferecer uma boa qualidade de vida aos nossos amigos de quatro patas. Apesar da domesticação ter acontecido há bastante tempo, vários instintos permaneceram com os felinos ao longo dos anos e é importante não inibir isso. Na verdade, os tutores devem saber como direcionar o comportamento do animal para os lugares certos - e é aí que entra a ideia de enriquecimento ambiental. 

    Cachorro uivando: tudo sobre o comportamento canino
    Comportamento animal

    Cachorro uivando: tudo sobre o comportamento canino

    O uivo de cachorro desperta muita curiosidade em nós, humanos. Diferente do latido, esse som é bem mais alto e envolve uma expressão corporal bem específica: de pé ou sentados, os cães inclinam a cabeça para trás, levantam o focinho, olham para cima e então emitem o uivo. É um gestual que lembra bastante seus ancestrais, os lobos, e que serve basicamente para a comunicação. Descubra tudo sobre cachorro uivando!

    Gato selvagem: conheça a história das raças silvestres originárias do Brasil
    Comportamento animal

    Gato selvagem: conheça a história das raças silvestres originárias do Brasil

    Mesmo que o gato doméstico seja mais conhecido, os gatos selvagens continuam por aí nos mais diferentes habitats. Claro que eles não são encontrados andando na rua e nem podem viver dentro de casa, mas fora dos meios urbanos existem diferentes espécies. E se você pensa que gatos silvestres só existem em locais bem distantes do mundo, você está bem enganado. Uma thread no Twitter feita pela Bárbara Ruzzi enumerou 10 espécies de gato selvagem brasileiro. Sim, nosso país é o lar de muitos gatos silvestres por aí! 

    Ver Todas >