close
Alimentação

Alimentação de filhotes de cachorro: amamentação, desmame, papinha, ração... Tudo que você precisa saber!

Atualizado em 10 de julho de 2020 às 18h54

Publicado em 10 de julho de 2020 às 18h54

O cachorro filhote passa por várias transições alimentares até atingir a fase adulta. Saiba mais sobre cada uma delas!
O cachorro filhote passa por várias transições alimentares até atingir a fase adulta. Saiba mais sobre cada uma delas!

Ter um cachorro filhote é tudo de bom, mas requer alguns cuidados, principalmente quando se trata da alimentação do animal. Ao contrário dos cães adultos que já têm uma dieta basicamente definida, os filhotes de cachorro passam por várias etapas de transição até poder consumir alimentos mais sólidos. Além disso, a ração para cachorro filhote é totalmente diferente da que é oferecida para os cachorros adultos, e esse é um fator que pesa bastante no crescimento e fortalecimento do seu cãozinho. Como esse é um assunto que geralmente desperta muitas dúvidas nas mães e pais de pet, preparamos uma matéria com tudo que é importante saber sobre os cuidados com filhotes e a alimentação no primeiro aninho de vida. Dá só uma olhada!

Alimentação do cachorro: filhote com 20 dias pode comer ração ou não?

Essa é uma dúvida bastante comum para quem nunca teve um cachorrinho bebê antes. Mas quem pensa que filhote com 20 dias pode comer ração, na verdade, está errado. Isso porque o cãozinho nas primeiras semanas de vida ainda está em desenvolvimento e sequer tem os dentinhos na boca, que são estruturas importantes na hora de comer a ração de cachorro. Caso contrário, o filhote pode acabar se engasgando com os grãos. Por isso, saber como alimentar o filhote de cachorro com 20 dias é de extrema importância para não oferecer alimentos que possam fazer mal ao seu doguinho. Nessa fase, a amamentação ainda é a principal fonte de nutrientes do cãozinho.

Alimentação de filhotes com até 30 dias deve ser feita com leite materno ou artificial

Se você tem um cachorro de 1 mês, cuidados com a alimentação dele são essenciais para nutrir e fortalecer o organismo do animal. Por isso, a alimentação de filhotes com 30 dias deve ser pautada, principalmente, no leite materno. É com a amamentação que o cãozinho encontra um nutriente muito importante de que precisa para se manter firme e forte, que é o colostro. Essa substância é a principal responsável por aumentar a imunidade do cãozinho e prevenir problemas como a diarreia nesse momento inicial.

Se o seu amigo de quatro patas não tem como se alimentar diretamente do seio da mãe, não precisa se desesperar. Também existem alternativas de como alimentar filhote de cachorro com 30 dias sem o leite materno. Nesses casos, são utilizados leites artificiais, que possuem uma fórmula muito semelhante ao leite materno e que são capazes de oferecer os principais nutrientes para o seu cãozinho nas primeiras semanas de vida (encontrados em pet shops). Para oferecer ao filhote, você pode utilizar uma mamadeira e o leite sempre deve estar em temperatura ambiente, ou seja, aos 37º. O ideal é que ele se alimente pelo menos 4 vezes por dia durante os primeiros dois meses. De qualquer forma, independente da presença da mãe do animal ou não, a comida para filhote de cachorro (1 mês) deve ser o leite, seja ele artificial ou natural. Vale lembra que não é indicado dar leite de vaca para cães.

Papinha: desmame do filhote de cachorro precisa ser gradual

Uma das melhores maneiras de iniciar o processo de desmame é com uma papinha para filhote de cachorro. Mas como ela é feita, afinal? Bom, é muito simples: você pode encontrá-las prontas no pet shop ou se aventurar na cozinha e tentar fazer uma por conta própria. As prontas normalmente se apresentam em forma de um pó que deve ser misturado com um pouco de água morna, seguindo a recomendação da embalagem, até atingir uma mistura pastosa. 

Já se você pretende fazer a sua própria papinha para cachorro filhote, tudo que você precisa é um pouco de leite artificial para pets e ração de filhote de cachorro. A proporção deve ser a seguinte: pelo menos 30% tem que ser leite, e os outros 70% o alimento. Depois disso, basta misturá-los, amassando bem a ração até que ela adquira a forma de uma pastinha. Também é possível bater tudo no liquidificador. Lembre-se de consultar um veterinário para se certificar de que nenhum dos ingredientes pode fazer mal para o seu doguinho.

A papinha de desmame geralmente é indicada logo após o cãozinho completar o primeiro mês de vida, que é justamente a fase em que ele começa a se interessar por alimentos com novas texturas. Por isso, para ajudar nessa transição entre o alimento líquido e o sólido, recomenda-se a papinha para cachorro filhote, que tem uma consistência mais pastosa e é como se fosse o “meio termo”. Então, ao observar que o cachorro filhote já está começando a deixar o peito da mãe um pouco de lado e demonstrando interesse por outros tipos de comida, talvez seja um bom momento para iniciar o desmame com a papinha.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Como alimentar filhote de cachorro com 30 dias: os cãezinhos nessa fase ainda precisam do leite da mãe
    Como alimentar filhote de cachorro com 30 dias: os cãezinhos nessa fase ainda precisam do leite da mãe
    A alimentação de filhotes com 30 dias, se não tiver o leite materno, pode ser feita com leite artificial próprio para cães
    A alimentação de filhotes com 30 dias, se não tiver o leite materno, pode ser feita com leite artificial próprio para cães
    A papinha para filhote de cachorro é uma ótima forma de fazer seu cãozinho se acostumar com novos alimentos e texturas
    A papinha para filhote de cachorro é uma ótima forma de fazer seu cãozinho se acostumar com novos alimentos e texturas
    Além da papinha de desmame, o sachê para cachorro filhote também pode auxiliar nessa transição
    Além da papinha de desmame, o sachê para cachorro filhote também pode auxiliar nessa transição
    Depois de passar pelo desmame, o   cachorro com 45 dias pode comer ração seca ou úmida
    Depois de passar pelo desmame, o cachorro com 45 dias pode comer ração seca ou úmida
    Como alimentar filhote de cachorro com 30 dias: os cãezinhos nessa fase ainda precisam do leite da mãe
    A alimentação de filhotes com 30 dias, se não tiver o leite materno, pode ser feita com leite artificial próprio para cães
    A papinha para filhote de cachorro é uma ótima forma de fazer seu cãozinho se acostumar com novos alimentos e texturas
    Além da papinha de desmame, o sachê para cachorro filhote também pode auxiliar nessa transição
    Depois de passar pelo desmame, o   cachorro com 45 dias pode comer ração seca ou úmida

    Mais Lidas

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Verduras e legumes para cachorro: opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!
    Alimentação animal

    Verduras e legumes para cachorro: opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!

    Quando o assunto é a alimentação de um pet, muitas dúvidas podem surgir: o que o cachorro não pode comer? cachorro pode comer couve? Pode dar brócolis para cachorro? Ou ainda se cachorro pode comer abobrinha? Muitos tutores questionam se podem oferecer verduras e legumes para cachorro. A resposta é sim! Além de serem muito saudáveis, esses tipos de alimentos ajudam a abrir e instigar o apetite dos caninos, podendo ser oferecidos como petiscos e até recompensas.

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Alimentação animal

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    Sachê para cachorro filhote também ajuda na transição alimentar para ração

    Além da papinha de desmame, outra possibilidade para acostumar o seu cãozinho com novos tipos de alimentos é a ração úmida, também conhecida como sachê para cachorro. Contudo, ao optar por este tipo de alimento na transição para a ração tradicional, o tutor deve se atentar bastante às especificações do produto, já que o sachê para cachorro filhote precisa ser indicado para essa fase de vida do animal. O sachê para animais adultos não oferece a quantidade de nutrientes que é ideal para auxiliar no crescimento e fortalecimento do seu amigo, então esse é um fator que deve ser levado em consideração e que requer certa atenção.

    Cachorro filhote: saiba como é a alimentação do cão com 45 dias de vida em diante

    Agora que você já está um pouquinho mais familiarizado com as primeiras semanas de vida do seu cãozinho, chegou a hora de entender como deve ser o resto da sua alimentação. Filhote cachorro (45 dias em diante) que já passou pelo processo de transição alimentar com a papinha de desmame ou com o sachê já pode começar a experimentar a ração de cachorro seca. Então sim: cachorro com 45 dias pode comer ração, desde que ele já tenha passado por todo o processo gradual do desmame.

    Alimentação do cachorro filhote: veja quantas vezes você deve alimentar o seu cãozinho por dia!

    Além de saber como alimentar filhote de cachorro, outra questão muito importante é saber quantas vezes por dia seu cãozinho precisa comer, certo? Isso vai variar de acordo com a idade do seu pet, mas geralmente recomenda-se a seguinte lógica:

    • 2 meses: de 4 a 6 vezes ao dia

    • 3 meses: 4 vezes ao dia

    • De 4 a 6 meses: 2 a 3 vezes ao dia

    • Após 6 meses: 2 vezes ao dia ou de acordo com a recomendação do seu veterinário

    Por que filhotes de cachorro precisam de uma alimentação específica?

    Você já deve ter percebido que os filhotes de cachorro são super ativos, né? Pois da mesma forma que eles gastam essa energia, eles também precisam repô-las. Isso acontece principalmente por meio da alimentação adequada, já que a ração para filhote de cachorro contém a quantidade certa de proteínas, carboidratos e outros nutrientes essenciais em sua composição. Um exemplo disso é o equilíbrio entre o cálcio (maior quantidade) e o fósforo (menor quantidade), que garante o fortalecimento dos ossos do cachorro em crescimento.

    Isso não quer dizer que a ração para cães adultos não tenha esses mesmos ingredientes, mas a proporção dos nutrientes em cada tipo é diferente. Por isso que existe a recomendação de uma ração que seja própria para o cachorro filhote, e é importante seguir essa orientação à risca. Caso contrário, o cãozinho pode acabar tendo um déficit dos nutrientes que precisa, comprometendo a sua saúde.

    Como escolher a melhor ração para cachorro filhote?

    No geral, as rações para filhotes de cachorro possuem uma composição muito semelhante. O que acontece é que, assim como a ração para cachorro adulto, a ração para filhote também pode ser encontrada com as seguintes categorias: Standard, Premium e Super Premium. A versão Standard costuma ser a mais baratinha e é produzida com proteínas mais simples. Já as versões Premium e Super Premium costumam ser as preferidas dos tutores porque têm uma qualidade superior e, portanto, conseguem deixar os cãezinhos mais satisfeitos. O sachê para cachorro filhote entra como um complemento da alimentação e não é indicada para substituir as refeições - deve ser servida de vez em quando como um agrado ou recompensa. A quantidade deve ser regrada para não acostumar o animal: por ser mais saboroso, os cachorros podem acabar pedindo mais e mais, o que pode prejudicar a saúde dele. 

    Ração para filhote cachorro deve acompanhar o cão até o final do primeiro ano de vida dele (ou até um pouco mais)

    Muita gente acredita que a ração de cachorro filhote deve ser oferecida somente no primeiro ano do cãozinho, mas não é bem assim. Na verdade, um fator importante que deve ser levado em consideração nesse momento é a raça e o porte do animal. Cachorros grandes, por exemplo, não atingem a fase adulta já durante o primeiro ano de vida. Como o crescimento deles é mais lento do que o dos cachorros pequenos e médios, o tempo que eles levam para ficarem “adultos” pode variar de 18 a 24 meses, ou seja, quando eles já estão com quase 2 anos de idade.

    De qualquer forma, o que o tutor precisa ter em mente é que enquanto os cãezinhos ainda forem considerados filhotes, precisam de uma alimentação que seja específica para essa fase da vida deles. Independente do tempo que leve para eles chegarem na fase adulta, a ração para filhote de cachorro ainda é a melhor opção para acompanhá-los até o final da infância. O veterinário pode determinar melhor esse período. 

    Saiba como fazer a transição da ração de cachorro filhote para a de adulto

    Nada de mudanças bruscas na hora de fazer a transição da ração de filhotes para a ração para cachorros adultos ou o animal pode estranhar e até mesmo rejeitar o novo alimento.l O ideal é que o processo de transição para a ração de adulto aconteça de forma bem gradual para acostumar o animal aos poucos com a nova textura e tamanho dos grãos. Por isso, a dica é fazer da seguinte forma: 

    • 1º dia: usar 90% da ração de filhotes e 10% da ração para adultos;

    • 2º dia: usar 80% da ração de filhotes e 20% da ração para adultos;

    • Siga esse parâmetro. A cada dia, aumente em 10% a quantidade da ração para adultos e diminua 10% da ração de filhotes. No 9º dia, a porcentagem deve ser de 10% da ração de filhotes e 90% da ração para adultos.

    • A partir do 10º dia de transição, o pet já passará a comer exclusivamente a ração para adultos.

    Redação: Juliana Melo

     

    5 dicas para escolher a melhor comida de gato

    Próxima matéria

    5 dicas para escolher a melhor comida de gato

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Ver Todas >

    Cachorro pode comer amendoim?
    Alimentação animal

    Cachorro pode comer amendoim?

    Muitos tutores se perguntam se cachorro pode comer amendoim ou se isso faz parte da lista de alimentos proibidos para cães. O questionamento é super válido, afinal é realmente muito importante saber o que os cachorros podem ou não comer para não terem a sua saúde prejudicada. Diferentemente de outras oleaginosas, o amendoim para cachorro não costuma representar nenhum perigo em si, mas tudo depende de como ele será oferecido.

    Vitamina para cachorro: quando usar?
    Alimentação animal

    Vitamina para cachorro: quando usar?

    Mesmo que se fale pouco sobre o assunto, a vitamina para cachorro funciona de maneira semelhante às vitaminas humanas e é bem importante para o funcionamento do organismo animal. Esses micronutrientes normalmente são encontrados na própria alimentação do cachorro, que é a ração. No entanto, em alguns casos específicos, pode ser necessário fazer uma suplementação alimentar da vitamina de cachorro, que deverá ser indicada por um veterinário de confiança.

    Ração para gato: 9 mitos e verdades sobre a alimentação felina
    Alimentação animal

    Ração para gato: 9 mitos e verdades sobre a alimentação felina

    Investir em uma boa ração para gatos é a melhor forma de cuidar da saúde do seu pet. Mas será que você sabe tudo sobre o assunto? A dieta dos pets é algo que ainda levanta muitas dúvidas. Com a grande variação de alimentos secos e úmidos que existem, é difícil saber qual a melhor ração para gatos e que fatores levar em consideração antes de comprar uma boa comida. 

    Petisco para cachorro: como escolher a melhor opção para o seu pet?
    Alimentação animal

    Petisco para cachorro: como escolher a melhor opção para o seu pet?

    Existem muitas opções de petisco para cachorro e escolher o melhor para o seu doguinho pode ser uma tarefa difícil. Usados como recompensa pelo bom comportamento ou quando o tutor quer agradar o pet, os petiscos são a melhor opção de alimentos para cachorro fora da dieta da ração. Mas ainda que seja indicado para cachorro, os petiscos precisam ser escolhidos de acordo com tamanho e idade do animal. Além disso, não podem substituir refeições e o consumo deve ser moderado para não favorecer a obesidade canina. 

    Ver Todas >