close
Saúde

5 doenças de gato silenciosas que merecem a sua atenção

Atualizado · 05 de junho de 2020 · 14h48

Publicado · 04/02/2020 · 15h39

FIV, FeLV, insuficiência renal e outras: saiba mais sobre algumas doenças silenciosas nos gatos.
FIV, FeLV, insuficiência renal e outras: saiba mais sobre algumas doenças silenciosas nos gatos.

Conhecidos por terem sete vidas, os gatos são bastante resistentes e tendem a não demonstrar quando estão doentes. Por isso, quando se trata da saúde dos felinos, é fundamental ficar atento a qualquer sinal de desconforto. Algumas doenças podem se desenvolver de forma bem silenciosa, o que dificulta mais ainda o diagnóstico. Por isso, é fundamental manter uma rotina de visitas ao veterinário para garantir que está tudo bem com o seu amigo. Ficou com dúvidas? Nós separamos as cinco doenças de gato que não manifestam sintomas e merecem a sua atenção. Dá uma olhada!

1) FIV: gatos ficam com o sistema imunológico fragilizado

Conhecida como a AIDS felina, a FIV é uma das piores doenças que podem atingir o seu gatinho. A patologia, que se desenvolve em diferentes estágios, pode parecer assintomática por um tempo e só manifestar sintomas em estágios mais avançados, quando o sistema imunológico do felino já está bastante fragilizado. Infecções, lesões na pele e sepse são alguns dos sinais de que a doença está na fase terminal. Transmitida por meio da saliva e do sangue, a doença é mais comum em gatos sem um lar, não castrados e aqueles que costumam dar as famosas voltinhas na rua. A doença não tem cura, mas existem tratamentos específicos que ajudam a diminuir os efeitos e proporcionar mais qualidade de vida para o seu bichano.

2) A FeLV felina possui sintomas parecidos com a leucemia em humanos

Causada por um retrovírus que afeta os felinos, a FeLV felina também é chamada de leucemia em gatos. A doença leva o bichano a quadros agudos de anemia, leucopenia (baixo número de células de defesa) e predisposição a alguns tipos de tumores, sendo o linfoma o mais comum. Além disso, ela causa perda de peso, anorexia, aumento de linfonodos, febre, gengivites e até mesmo alterações comportamentais. Ainda que não tenha cura, existem alguns cuidados que podem ajudar a prevenir a FeLV felina, como a castração, que evita que os gatos fujam e tenham contato com gatos infectados.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    A FIV felina é  assintomática por um tempo e só manifesta sintomas em sua fase final, deixando o seu gatinho exposto à outras doenças
    A FIV felina é assintomática por um tempo e só manifesta sintomas em sua fase final, deixando o seu gatinho exposto à outras doenças

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    3) PIF felina: o pesadelo de todos os donos de gatos

    Assim como a FIV e FeLV, a PIF felina é uma das principais doenças que assombram os felinos. Isso porque a Peritonite Infecciosa Felina não possui cura e nem tratamento, podendo ser fatal para o seu bichano. Infecciosa e viral, a doença pode causar sintomas variados, mas os mais comuns são líquido nas cavidades abdominal e torácica. Além disso, após o contágio por via feco-oral, outros sinais como emagrecimento, aumento do abdômen, dificuldade respiratória e febre podem surgir em um gato saudável. Apesar da doença não ter cura, o diagnóstico da infecção deve ser feito o mais breve possível para controlar e tratar os sinais clínicos do seu bichano, evitando infecções secundárias. 

    4) A dermatofitose em gatos afeta a pele, o pelo e as unhas dos animais

    Considerada altamente contagiosa para felinos e humanos, a dermatofitose em gatos é uma doença de pele causada por fungos. A doença é muito comum em animais que possuem a pelagem comprida, já que possuem mais dificuldade na hora de remover os esporos do fungo durante a autolimpeza. Ela causa coceira, perda de pelos, irritação, mau cheiro  e outros sintomas. O tratamento da dermatofitose em gatos costuma levar entre 1 a 3 meses e é feito por meio da limpeza frequente das áreas do corpo afetadas.

    5) A insuficiência renal em gatos é muito comum na terceira idade

    Uma das principais causas de desconforto e dor em felinos idosos, a insuficiência renal em gatos é o resultado da perda das funções dos rins. A doença também pode ocorrer nos animais mais jovens, tendo como causa uma série de fatores. A insuficiência renal aguda, por exemplo, ocorre quando o animal come alguma coisa, como uma planta tóxica, ou sofre de envenenamento. Já o tipo crônico começa aos poucos,  aumentando gradativamente as taxas de ureia, creatinina e outros marcadores. Por isso, se o seu bichano começar a ingerir líquidos demais e, principalmente, produzir urina em excesso você deve buscar a ajuda de um veterinário de confiança. O tratamento geralmente é feito com a observação da ureia, creatinina, fósforo, potássio e cálcio iônico. A melhor forma de prevenir as doenças renais é garantindo que a hidratação do seu gatinho. Fontes de água e vários potes espalhados pela casa podem estimular esse hábito.

    Redação: Úrsula Gomes

    Displasia de quadril em cães: o que é, causas, sintomas e tratamentos

    Próxima matéria

    Displasia de quadril em cães: o que é, causas, sintomas e tratamentos

    Como limpar a caixa de areia do gato? 5 dicas que vão facilitar a sua vida - mesmo em apartamento!
    Caixa de areia

    Como limpar a caixa de areia do gato? 5 dicas que vão facilitar a sua vida - mesmo em apartamento!

    Não adianta: ter um animal de estimação em casa aumenta consideravelmente a quantidade de tarefas diárias que você precisa fazer para manter tudo em ordem. O trabalho compensa no final, mas para garantir um ambiente confortável tanto para você, quanto para o bichinho, a limpeza não pode ser deixada de lado — principalmente se ele for um gato. Como os felinos são bem organizados e higiênicos, a caixa de areia do gato precisa ser limpa regularmente, já que, se ele não se sentir confortável no lugar certo, vai acabar fazendo xixi e cocô em outros lugares da casa. Confira, aqui embaixo, cinco dicas que vão tornar essa rotina mais simples (mesmo se você morar em apartamento)!

    Cachorro na praia: doenças litorâneas que merecem a sua atenção
    Saúde

    Cachorro na praia: doenças litorâneas que merecem a sua atenção

    Levar o cachorro para a praia no verão é uma ótima opção para fazer o seu amigo de quatro patas ficar mais confortável durante os dias quentes. Na preparação para a viagem ou o passeio, é comum que você se preocupe com a exposição do animal às altas temperaturas, com o que fazer para a água não entrar no ouvido dele e em outros detalhes, como a relação da areia com os pelos. Ainda assim, pouca gente lembra das doenças que um cachorro pode pegar nessa época do ano nas regiões litorâneas.

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça
    Raças

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça

    Com uma beleza extraordinária, o gato Singapura deixa qualquer um babando. Esse felino de pequeno porte é considerado uma das menores raças de gato que existem. Entretanto, suas características físicas singulares não param por aí: os olhos grandes e expressivos são outra particularidade da raça. Além disso, a raça Singapura possui uma personalidade dócil e amigável. Ficou curioso para conhecer mais sobre essa raça de gato?

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)
    Raças

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)

    O Khao Manee tem um grande potencial para ser um dos grandes queridinhos entre os apaixonados por gatos. Com olhos de cores marcantes e pelo branquinho, o felino desta raça possui uma aparência rara que chama atenção e é uma ótima companhia para qualquer família. De origem tailandesa, esse gatinho é super amigável e ama estar ao lado dos seus humanos - e até mesmo de outros animais. Para conhecer mais a fundo o gato Khao Manee, o Patas da Casa separou as principais informações sobre esse bichano incrível. Dá uma olhada!

    Ver Todas >

    Novo coronavírus: cães e gatos podem contrair e transmitir a Covid-19? Esclarecemos as principais dúvidas!
    Saúde animal

    Novo coronavírus: cães e gatos podem contrair e transmitir a Covid-19? Esclarecemos as principais dúvidas!

    Cães e gatos podem contrair a Covid-19? Será que gato pega covid de humano? O coronavírus humano tem algum impacto na saúde do gato ou cachorro? Fomos atrás de respostas para todas essas dúvidas!

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!
    Saúde animal

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!

    A coleira antipulgas é um acessório que faz toda a diferença na vida de quem tem um ou mais cães. Mas você sabia que existem produtos que, além de combater as pulgas, também ajudam a afastar outros problemas indesejados, como carrapatos e mosquitos? É aí que entra a coleira contra leishmaniose! Para quem não sabe, a leishmaniose canina é uma doença transmitida pelo mosquito-palha considerada muito perigosa e que pode debilitar bastante a saúde do animal.

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!
    Saúde animal

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!

    Você já ouviu falar de cinomose em gatos? Muito se sabe sobre a cinomose em cães, doença altamente contagiosa e que traz diversas complicações à saúde do cachorro. Essa condição é temida por muitos tutores de cães, mas também tutores de gatinhos. Existe uma doença conhecida por “cinomose em gatos”, que parece ser exatamente igual à que atinge os cães. Porém, existem muitas dúvidas se esse termo é realmente o mais adequado para se referir a essa condição. Afinal, a cinomose pega em gato ou a doença acontece unicamente com cães? O Patas da Casa te explica tudo sobre a “cinomose em gatos”!

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina
    Saúde animal

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina

    Você já ouviu falar em doença do verme do coração? Se você é tutor de cachorro, é bom se preocupar com ela. A dirofilariose é uma doença muito perigosa, que pode afetar órgãos vitais dos cãezinhos e levá-los à morte. Diferente de outras doenças causadas por verminoses, o verme do coração é transmitido pela picada de mosquitos e, por isso, acaba sendo mais incidente no verão. Mas como identificar o verme no coração do cachorro? Dirofilariose tem cura? Como é feito o tratamento? E o mais importante: como manter o pet longe da doença? Descubra tudo sobre verme do coração em cães a seguir.

    Ver Todas >