Cuidados

4 dicas infalíveis de como acostumar gato na casa nova

Descubra como acostumar gato na casa nova
Descubra como acostumar gato na casa nova

A mudança de casa é uma das coisas mais estressantes na vida de um gato. Muito apegados à rotina, os bichanos se veem de uma hora para outra longe dos cômodos e das coisas que conhecem. A explicação para essa dificuldade de adaptação é simples: os gatos ainda possuem muitos instintos e características da fase selvagem, por isso são bem territorialistas. Para eles, o território que têm seu cheiro é o lugar em que sente seguro e sem ameaças para desenvolver suas habilidades. Com a mudança para uma casa nova e perda desse território, o bichano pode se sentir totalmente perdido e demorar para se acostumar. Para te ajudar nesse processo, separamos 5 dicas de como acostumar gato na casa nova!

1. Solte o gato em um cômodo com pouca movimentação

Por mais ansioso que o tutor esteja para o gato conhecer a casa nova, é importante deixar ele se adaptar no tempo dele. Separe um cômodo da casa, de preferência mais escuro e com pouca movimentação de pessoas, para soltar o gatinho - pode até mesmo ser o quarto ou outro lugar com móveis que ele conheça. Fazendo isso, o gato vai se familiarizando pouco a pouco com o novo lar, espalhando seu cheirinho pelo ambiente e avançando para outros locais da casa. Não esqueça de deixar a caixa de areia, comedouro e bebedouro no cômodo, que são elementos essenciais para o gatinho. 

2. A gatificação da casa estimula o felino a explorar mais

Você já ouviu falar em gatificação? O método pode ser o segredo de como acostumar gato na casa nova. Gatificar a casa nada mais é do que fazer um enriquecimento ambiental com arranhadores, brinquedos, nichos e prateleiras para gatos. Esses objetos promovem mais bem-estar para os gatinhos, fazendo com que ele manifeste seus instintos e ainda se movimente. Uma dica importante é colocar os objetos em uma distância considerável de um para o outro. Assim você estimula o gato a andar mais pelo ambiente e se familiarizar melhor com a casa nova. Você também pode combinar as prateleiras com a decoração da casa.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Os feromônios para gato são ótimas terapias para tranquilizar o pet na casa nova
    Os feromônios para gato são ótimas terapias para tranquilizar o pet na casa nova

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas
    Cuidados dos animais

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas

    Mesmo que muitas vezes sejam esquecidas na hora dos cuidados, as orelhas do seu cachorrinho são bem sensíveis e precisam de bastante atenção. De vez em quando, é comum que algum incômodo pontual faça o seu cachorro ficar coçando a orelha, mas quando isso se torna algo frequente e você percebe um incômodo maior no animal, vale a pena ficar atento.

    3. Feromônio para gato ajuda no processo de adaptação

    Os feromônios para gatos estão cada vez mais comuns. A versão encontrada nos pet shops são moléculas de hormônio sintéticas que se assemelham aos feromônios produzidos pelo próprio organismo do felino, que são liberadas em diversas situações do cotidiano, como estresse, medo, felicidade e até o contato com a mamãe gata. É por isso que o feromônio para gato sintético pode ajudar na adaptação da casa nova, já que vai remeter a uma situação de tranquilidade e calmaria. Normalmente o produto é utilizado em sprays ou na versão que é conectada na tomada. O ideal é que o feromônio comece a ser utilizado antes da mudança e quando o gatinho estiver no novo lar. Ele se sentirá mais calmo e acolhido nesse processo que normalmente é desgastante. 

    4. Tenha paciência com seu gato durante a mudança

    A chave para que seu gato se acostume com o novo lar depende muito também do tutor. Os gatos são animais únicos e peculiares. A mudança de casa pode causar falta de apetite, apatia, agressividade e dificuldade para fazer as necessidades, por isso é muito importante respeitar o tempo do seu gato. Evite forçar situações, pois a mudança de território por si só é traumática, então é essencial preservar ao máximo o animal.

    Redação: Hyago Bandeira

    5 partes do corpo do gato que todo tutor precisa prestar atenção

    Próxima matéria

    5 partes do corpo do gato que todo tutor precisa prestar atenção

    Cachorro e gato juntos: como acostumar os pets com a nova rotina!
    Adestramento

    Cachorro e gato juntos: como acostumar os pets com a nova rotina!

    A rivalidade entre cães e gatos é tão histórica que até ditado popular ela já virou. Mesmo assim, no dia a dia o que não falta por aí são donos de pet que não conseguem decidir entre uma das espécies e dividem o amor com os cachorros e gatos ao mesmo tempo e embaixo do mesmo teto. A parte boa disso é que você não precisa aceitar que eles vão viver sempre em pé de guerra: juntar cachorro e gato em casa é possível, sim! Descubra, aqui embaixo, como você pode aproveitar a companhia de dois animaizinhos completamente diferentes, mas que também podem se tornar super amigos!

    Como apresentar um novo filhotinho a um gato adulto que já mora na casa? Veja as dicas de alguns tutores
    Histórias reais

    Como apresentar um novo filhotinho a um gato adulto que já mora na casa? Veja as dicas de alguns tutores

    Resolver adotar um gato filhote é sempre uma grande aventura. Os filhotes preenchem qualquer ambiente com muita alegria e amor. Mas, além de aprender como cuidar de gatos filhotes, quem já tem um gato adulto ou idoso em casa precisa pensar muito bem em como introduzir o novo membro na família. O processo de adaptação nem sempre é fácil, e é fundamental saber como conduzir essa apresentação da melhor forma possível, respeitando o espaço de cada um e torcendo para que eles se deem bem. 

    Vai se mudar de casa? Veja algumas dicas para adaptar seu gato ao novo ambiente!
    Comportamento

    Vai se mudar de casa? Veja algumas dicas para adaptar seu gato ao novo ambiente!

    Gatos são conhecidos pela independência e instinto territorialista, mas a verdade é que os felinos também são muito apegados aos seus pertences. Casa, brinquedos, caminha, móveis e humanos, tudo entra nessa lista. Se o seu gato costuma ter um lugar preferido para dormir ou ama ficar na janela observando o movimento da rua, saiba que qualquer mudança na rotina pode deixá-lo estressado, ansioso e até doente.

    Unha de gato: cortar em casa ou no petshop? Confira as dicas e saiba como cortar
    Cuidados

    Unha de gato: cortar em casa ou no petshop? Confira as dicas e saiba como cortar

     Todo gateiro possui pelo menos um móvel que já foi atacado pelas unhas do gato e algumas cicatrizes pelo corpo. Essas garrinhas foram muito importantes para a defesa deles na vida selvagem, além de ajudar a subir em árvores e outros locais para se proteger. Mas elas podem ser bastante incômodas para os tutores e causar arranhões e machucados. Uma boa maneira de evitar isso é cortando-as, mas é preciso fazer da maneira certa para não ferir o bichano. Para facilitar a sua convivência e evitar a destruição da sua mobília, vamos passar algumas dicas para fazer o corte em casa sem machucar seu gato.

    Ver Todas >

    Veja em infográfico 6 dicas para escovar os pelos do gato
    Cuidados dos animais

    Veja em infográfico 6 dicas para escovar os pelos do gato

    Manter a pelagem de gatos saudável requer uma série de cuidados. Um deles - e talvez o mais importante - é a escovação, que deve ser feita regularmente com uma escova específica para isso, principalmente nas épocas em que a queda de pelo em gatos fica mais intensa, como na primavera. O hábito ajuda a remover os pelos mortos e desembaraçar possíveis nós na pelagem. Mas você sabe como fazer isso da maneira certa? Vários fatores influenciam na hora de escovar o pelo de gato, desde a escolha do melhor acessório até o sentido certo da escovação.

    Cachorro comendo capim: esse comportamento é normal?
    Cuidados dos animais

    Cachorro comendo capim: esse comportamento é normal?

    Se o seu cachorro come capim, você provavelmente já parou para se perguntar o motivo desse comportamento, né? Muitos tutores se preocupam com esse hábito, mas a verdade é que na maioria das vezes isso não quer dizer nada demais. Muito pelo contrário, o cachorro comendo capim é algo totalmente natural e instintivo para os cães, então não costuma fazer mal - desde que seu consumo seja moderado. 

    Cachorro vira-lata filhote: quais os cuidados mais importantes durante essa fase?
    Cuidados dos animais

    Cachorro vira-lata filhote: quais os cuidados mais importantes durante essa fase?

    Quem não ama filhotes de cachorro? Quando é um filhote de vira-lata então, não tem quem resista! Esses cachorros, também conhecidos como cães sem raça definida (SRD), têm um espaço especial no coração dos brasileiros, considerado por muitos um patrimônio nacional. Felizmente, cada vez mais as pessoas têm vontade de adotar um cachorro vira-lata filhote. Porém, existem alguns cuidados importantes que devem ser tomados nessa fase. 

    Cocô de cachorro: qual a importância de sempre recolher as fezes durante o passeio?
    Cuidados dos animais

    Cocô de cachorro: qual a importância de sempre recolher as fezes durante o passeio?

    Recolher o cocô de cachorro durante o passeio é um ato de cidadania e a oportunidade de inserir os pets cada vez mais na sociedade. Passear com cachorro ao ar livre é sempre muito divertido e saudável para o pet, mas não recolher fezes do animal é, além de uma falta de respeito com os pedestres, um fonte de inúmeras doenças - para cães, outras espécies de animais e até para os humanos. 

    Ver Todas >