Adoção

2 gatos em vez de 1 só: descubra as vantagens de ter dois bichanos em casa

Confira dicas de como adaptar um segundo gatinho em casa e descubra 4 motivos pelos quais é melhor ter 2 bichinhos que 1 só
Confira dicas de como adaptar um segundo gatinho em casa e descubra 4 motivos pelos quais é melhor ter 2 bichinhos que 1 só

Adotar um gato pode ser um momento transformador na vida de qualquer um, já que os felinos são excelentes companhias. Ainda que os gatos sejam, em geral, muito independentes, quem trabalha fora de casa pode acabar sentindo que o pet está ficando muito tempo sozinho, o que pode deixá-lo abatido e/ou estressado. Trazer outro gato para casa pode aumentar exponencialmente a sua diversão em casa e, de quebra, dar uma companhia para o seu gato brincar e trocar carinhos. Confira quatro vantagens de ter mais de um gato em casa e saiba como garantir a boa convivência entre eles!

Boa convivência é conquistada com paciência e apresentação gradual dos gatos

Gatos são animais territoriais e, por isso, a apresentação a outro indivíduo pode ser um processo longo e até mesmo complicado. Por isso, é preciso apresentar os gatos de forma gradual, tendo bastante paciência com os resultados. “Nos primeiros dias, minha gata ficou bem irritada com a situação, inclusive com os humanos da casa”, afirma Carolina Bernardo, dona dos gatinhos Agostinho e Ricota. “O importante é seguir no ritmo do gato residente. Ele é o dono da casa, ele precisa confiar no novo morador para que a convivência seja aceita”.

Para aumentar as chances de uma boa convivência, é importante dividir a apresentação dos gatos em fases. A primeira delas é a separação total, com o gato novo isolado fisicamente do outro, mas dentro da casa. Algumas ações podem ajudar nessa fase, como deixar um pano com cada gato e, eventualmente trocá-los, para que eles se acostumem com o cheiro. Quando o gato residente começar a se sentir mais calmo, é hora de começar o contato visual, com o gato novo dentro da caixa transportadora, por exemplo, para que eles se “conheçam”.

O passo final, quando já começa a existir uma tranquilidade na convivência, é a convivência plena. Nessa fase, é importante que o dono preste atenção para medir possíveis situações estressantes, para separar os animais. O processo pode demorar, mas é importante ter paciência e saber que, caso não dê certo de primeira, é possível retornar aos passos anteriores e tentar outra vez.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Agostinho e Ricota, dois gatinhos que agora são inseparáveis!
    Agostinho e Ricota, dois gatinhos que agora são inseparáveis!

    Mais Lidas

    Pinscher 0, 1, 2 ou miniatura: entenda os tamanhos desse cachorro de raça pequena
    Adote um animal

    Pinscher 0, 1, 2 ou miniatura: entenda os tamanhos desse cachorro de raça pequena

    Se você está pensando em ter um pinscher na sua vida pode estranhar a numeração que normalmente acompanha o nome da raça. O cachorro pinscher é conhecido por ser bem pequeno, mas ainda assim há variações de tamanho: as classificações 0, 1, 2 ou miniatura são super importantes para saber a dimensão aproximada do cãozinho. Além disso, pode ajudar muito na hora de decidir pelo seu novo melhor amigo.

    Como identificar o sexo do gato filhote? Saiba diferenciar machos e fêmeas!
    Adote um animal

    Como identificar o sexo do gato filhote? Saiba diferenciar machos e fêmeas!

    Às vezes, a vontade de adotar um gatinho é tão grande que acabamos nos precipitando e não dando a devida atenção a alguns detalhes muito importantes, como o sexo do filhote. É muito normal achar que adotou uma fêmea e só depois descobrir que o gato, na verdade, é macho. Nós sabemos que não é nada fácil diferenciar o órgão genital do gato logo nos primeiros meses de vida do animal. Se você faz parte deste time, não se preocupe, isso é muito comum!

    Yorkshire: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno (+ galeria com 20 fotos)
    Adote um animal

    Yorkshire: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno (+ galeria com 20 fotos)

    O Yorkshire é um cãozinho muito popular nos lares brasileiros. Pequeno, fofo, esperto e bem brincalhão: companheirismo é uma característica marcante nesses mini-cães, ideais para apartamentos, famílias com crianças ou mesmo pessoas que moram sozinhas e querem um amigo fiel. O Yorkshire Terrier é reconhecido de longe pelas duas cores na pelagem, o tamanho e por sua característica única: as orelhas para cima. Quer saber tudo sobre o cachorro yorkshire? Então continue acompanhando a leitura!

    Filhote de cachorro chorando à noite? Veja a explicação e dicas para acalmá-lo nos primeiros dias em casa
    Adote um animal

    Filhote de cachorro chorando à noite? Veja a explicação e dicas para acalmá-lo nos primeiros dias em casa

    A chegada de um filhote de cachorro ao novo lar é marcada por muita alegria e descobertas - da parte do animal e dos próprios donos. O cãozinho terá contato com cheiros que ele nunca sentiu, pessoas diferentes, um ambiente totalmente desconhecido. O novo papai ou mamãe de pet, por outro lado, está aprendendo sobre a rotina, como o sono e alimentação, e comportamentos do bichinho. Nos primeiros dias de adaptação na nova casa é comum ouvir o cachorro filhote chorando à noite. A reação imediata do tutor é ficar preocupado se ele está com fome ou sentindo dor, mas saiba esse comportamento é muito normal.

    1. Ter um amigo felino ajuda seu gato a se exercitar mais

    Gatos, especialmente aqueles que foram castrados, tendem a ganhar peso, o que pode ser problemático para a saúde do felino. Ainda que seja ideal ter pela casa brinquedos e outros objetos que incentivam a prática de atividades físicas, nada como a companhia de outro gato para animar as brincadeiras e a correria pela casa.

    2. Outro gato ajuda na socialização dos pets

    Gatos tendem a ser animais bem independentes, mas eles também precisam de carinho e atenção. A socialização com outro felino pode ajudar a conter comportamentos problemáticos de gatos que vivem sozinhos, já que, mesmo que você esteja dormindo, eles vão ter companhia para brincadeiras e para trocar carinho. “Eles são inseparáveis! Passado o estranhamento inicial, a Ricota praticamente adotou o Agostinho como irmão mais velho mesmo, está sempre cuidando dele”, conta Carolina. “Eles dormem juntos, brincam o tempo todo. É lindo de ver!”.

    3. A convivência harmônica com outro gato ajuda na higiene dos felinos

    Os felinos têm a reputação (merecida!) de serem muito higiênicos, já que fazem suas necessidades na caixinha de areia e passam o dia tomando banho. No entanto, mesmo o gato mais articulado não vai conseguir lamber adequadamente algumas áreas inacessíveis, como a nuca, as orelhas e até mesmo o rosto. Ter outro amigo felino para dividir a tarefa do banho pode ajudar a deixar os pets bem arrumadinhos e limpos.

    4. Ter mais de um gato em casa pode te deixar mais aliviado em sua rotina

    Quem é dono de pet sabe a aflição que é deixá-lo sozinho em casa quando vai trabalhar. Por isso, quando gato tem companhia, é possível relaxar e se concentrar nas tarefas ou até mesmo sair para se divertir sem tanto “peso na consciência”. “Eu trabalho muitas horas e tenho muitos compromissos ao longo da semana, o que me faz ficar muito tempo fora de casa”, completa Carolina. “Deixar a Ricotinha 100% sozinha era um peso pra mim - eu me privava de fazer coisas porque achava que ela estaria deprimida e sozinha. Decidi adotar um novo gato para que ela pudesse ter uma companhia e para que eu pudesse ficar mais tranquila ao longo do dia”.

    Redação: Gerhard Brêda

    Bichon Frisé: tudo sobre a raça de cachorro pequeno (+ galeria com 50 fotos)

    Próxima matéria

    Bichon Frisé: tudo sobre a raça de cachorro pequeno (+ galeria com 50 fotos)

    Gato cego: 7 cuidados essenciais para garantir a segurança e bem-estar do bichano em casa
    Cuidados

    Gato cego: 7 cuidados essenciais para garantir a segurança e bem-estar do bichano em casa

    Adotar um gatinho requer algumas adaptações em casa para criar um ambiente seguro e confortável para o animal, onde ele possa expressar seus comportamentos naturais e descansar sempre que quiser. Agora quando o bichano precisa de cuidados especiais, como é o caso do gato cego, a situação se torna mais delicada ainda. Será que é preciso tomar precauções extras para mantê-lo em segurança? Como ajudar o gatinho a viver melhor? Como proporcionar a ele um ambiente mais adaptado? Para te ajudar a deixar sua casa pronta para receber o seu novo amigo da melhor forma e em um ambiente seguro, confira 7 dicas e cuidados indispensáveis para lidar com um gato cego.

    Gato Manês: descubra curiosidades, características, personalidade e cuidados com o
    Raças

    Gato Manês: descubra curiosidades, características, personalidade e cuidados com o "Manx cat"

    Diferente de quem prefere cachorros, os amante de felinos normalmente não se importam tanto com a raça antes de comprar ou adotar um gatinho. Mas mesmo que isso não seja um fator primordial na hora de escolher seu amigo de quatro patas, é bom saber que existem diferentes tipos de raça de gato. Dentre elas, o “Manx cat” - também conhecido como Gato Manês - é uma das mais populares e que carrega uma característica muito particular: os animais dessa raça não têm rabo. Parece esquisito, mas o que falta de rabo, sobra em amor! Saiba mais sobre a raça de gato que vai conquistar o seu coração a seguir.

    Como tirar cheiro de xixi de gato da casa: descubra como salvar estofados e outros tecidos
    Cuidados

    Como tirar cheiro de xixi de gato da casa: descubra como salvar estofados e outros tecidos

    Mesmo que os gatos sejam super higiênicos e obedientes, a possibilidade de fazerem xixi no lugar errado sempre existe. Nesse momento, além de tentar entender o porquê da caixa de areia ter sido ignorada, você também vai precisar descobrir uma forma de tirar o cheiro do xixi de gato da superfície que ele escolheu para se aliviar. Geralmente, eles procuram pontos mais escondidos e confortáveis para isso e esses locais nem sempre são o chão liso, com piso que é limpo com facilidade.

    Como apresentar um novo filhotinho a um gato adulto que já mora na casa? Veja as dicas de alguns tutores
    Histórias reais

    Como apresentar um novo filhotinho a um gato adulto que já mora na casa? Veja as dicas de alguns tutores

    Resolver adotar um gato filhote é sempre uma grande aventura. Os filhotes preenchem qualquer ambiente com muita alegria e amor. Mas, além de aprender como cuidar de gatos filhotes, quem já tem um gato adulto ou idoso em casa precisa pensar muito bem em como introduzir o novo membro na família. O processo de adaptação nem sempre é fácil, e é fundamental saber como conduzir essa apresentação da melhor forma possível, respeitando o espaço de cada um e torcendo para que eles se deem bem. 

    Ver Todas >

    Saluki: 10 coisas que você precisa saber sobre a raça de cachorro grande
    Adote um animal

    Saluki: 10 coisas que você precisa saber sobre a raça de cachorro grande

    O cachorro Saluki não é uma das raças mais conhecidas aqui no Brasil, mas é um cãozinho que definitivamente merece destaque. Com um corpo esbelto e atlético, o Saluki é uma ótima companhia para diversos momentos, desde que ele tenha um espaço apropriado para gastar toda a sua energia. Além disso, cuidados com a rotina e a saúde do cachorro também exigem certa atenção por parte do tutor. 

    Como ajudar uma ong de animais? Veja algumas dicas!
    Adote um animal

    Como ajudar uma ong de animais? Veja algumas dicas!

    As ongs são instituições que fazem um trabalho de conscientização e apoio a causas específicas. As ongs focadas na causa animal ajudam os bichinhos abandonados, vítimas de maus-tratos e que precisam de um lar. Esse trabalho tem um elevado custo e, por isso, essas organizações precisam da ajuda financeira para tudo, da alimentação dos pets até a manutenção do abrigo. Mas você sabia que você pode ajudar ongs de animais de outras formas além do dinheiro? 

    Gato frajola: tutores compartilham histórias com esses gatinhos que são puro amor
    Adote um animal

    Gato frajola: tutores compartilham histórias com esses gatinhos que são puro amor

    O gato frajola não é uma raça de gato. Na verdade, esse curioso nome se refere ao padrão de pelagem de gato preto e branco ou cinza e branco. Poucas pessoas sabem que a cor da pelagem pode ter relação com as características comportamentais do bichano - e isso já foi comprovado por diversos estudos -, então na hora de adotar um felino, isso também pode ser levado em conta. E não dá para negar que o gato branco e preto é apaixonante. 

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino
    Adote um animal

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino

    O Birmanês, que também é conhecido como gato Sagrado da Birmânia, é um animal super dócil e elegante que tem muita história para contar. O gato da Birmânia é descendente de animais que eram venerados como deuses entre o século XV e XVI nos templos budistas do sudeste asiático. Muito sensível, a raça de gato é conhecida pelo companheirismo, já que se apega facilmente à família humana. O gato Birmanês gosta de explorar e é curioso, mas diferente dos outros gatos, ele gosta da estabilidade do chão e não gosta muito de altura.

    Ver Todas >