Cuidados

Verme de gato: quais cuidados evitam o contato do bichano com o parasita?

O verme de gato pode ser contraído de diversas maneiras, por isso é preciso ter cuidado
O verme de gato pode ser contraído de diversas maneiras, por isso é preciso ter cuidado

Uma das doenças mais comuns que podem acometer seu bichano é o verme de gato. Esse parasita afeta, principalmente, o intestino do animal, mas também ataca outras partes do organismo, causando sintomas bem desagradáveis. Apesar de existir diversas opções de vermífugo para gato, a doença é muito comum pela  facilidade de contágio, pois pode estar presente em diversos lugares. Porém, é possível evitar que a contaminação aconteça tomando alguns cuidados na rotina do seu gato

O verme de gato pode contaminar o animal de diversas formas

O verme de gato é um parasita de corpo achatado e sem membros. Ele habita os mais variados ambientes e, por isso, consegue ser facilmente contraído pelo felino. O verme de gato pode ser encontrado na água, na terra, no ar ou em outro animal e contaminar o bichano. Existem diversos tipos de verme de gato. Dentre os mais comuns estão as lombrigas, as tênias e os ancilóstomos. Na maioria dos casos, a contaminação acontece quando o pet entra em contato com algum ambiente ou animal contaminado. Além do contato, o verme de gato pode ser contraído por ingestão. É mais comum que o contágio aconteça na rua, mas os felinos que costumam passar a maior parte do tempo dentro de casa também podem pegar. Por isso, o vermífugo deve ser administrado mesmo em gatos que vivem só dentro de casa. Outra forma de contágio é ao passar de mãe para filho na hora do parto ou pela amamentação, caso a mãe esteja contaminada com algum verme de gato.

Diarreia e abdômen inchado são sintomas comuns no gato com verme

Alguns sinais podem ser percebidos em um gato com verme. O felino geralmente apresenta diarreia, pois a maioria dos vermes de gato se alojam primeiramente no intestino. As fezes são pastosas e podem conter sangue. O gato com verme também costuma ter o abdômen inchado e perder peso, pois o parasita se alimenta dos nutrientes ingeridos pelo animal. O verme de gato acaba machucando a parede intestinal, dificultando a boa absorção dos alimentos. Isso pode causar, inclusive, vômito.

Em alguns casos, o pet fica com mais fome e, em outros, perde o apetite. Com esse “desvio” de nutrientes para o verme, o gato pode ter outras partes do corpo afetadas. O pelo fica áspero e seco e o animal apresenta letargia. O remédio de verme para gato ajuda a curar a doença e acabar com esses sintomas. Existem diversas opções de medicamentos, inclusive remédio de verme para gato filhote. Ao perceber os sinais, leve seu pet ao veterinário, que prescreverá o melhor para o caso do seu bichano.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Atenção!
    Atenção!
    Verme de gato pode ser contraído por contato, ingestão ou até mesmo de mãe para filho
    Verme de gato pode ser contraído por contato, ingestão ou até mesmo de mãe para filho
    Atenção!
    Verme de gato pode ser contraído por contato, ingestão ou até mesmo de mãe para filho

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas
    Cuidados dos animais

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas

    Mesmo que muitas vezes sejam esquecidas na hora dos cuidados, as orelhas do seu cachorrinho são bem sensíveis e precisam de bastante atenção. De vez em quando, é comum que algum incômodo pontual faça o seu cachorro ficar coçando a orelha, mas quando isso se torna algo frequente e você percebe um incômodo maior no animal, vale a pena ficar atento.

    O verme de gato pode ser evitado com cuidados simples

    A principal maneira de evitar um gato com verme é prevenir a contaminação. Para isso, é fundamental manter a higiene do pet e do ambiente em que ele vive. A maioria dos casos de verme de gato acontecem por contato com o parasita na rua. Portanto, a criação indoor diminui o risco de contaminação. Evite também que o felino entre em contato com outros animais que morem na rua. Não entrar em casa com sapatos da rua também é um jeito de proteger seu bichano de doenças provocadas por vermes. 

    Remédio de verme para gato: a vermifugação é a melhor prevenção que um felino pode ter

    Como o verme de gato pode estar presente nos mais variados locais, a melhor maneira de prevenir é com o vermífugo para gatos. Ela é o melhor remédio para verme de gato preventivo, pois impede que o animal contraia a doença. Por isso, mantenha sempre a vermifugação em dia. Ela também funciona como um remédio de verme para gato para filhote. A primeira dose deve ser aplicada no bichano ao completar 30 dias de vida. Após 15 dias, o gato recebe a segunda dose e, após mais 15 dias, uma terceira dose. Depois, a vermifugação precisa ser reforçada ao menos uma vez no ano. Caso o animal viva em ambientes mais propensos ao aparecimento de verme de gato, é necessário que o reforço seja dado mais vezes. Para saber exatamente qual é o caso do seu pet, converse com o veterinário. 

    Redação: Maria Luísa Pimenta

    Gatos trocam de dente? Entenda mais sobre a dentição felina

    Próxima matéria

    Gatos trocam de dente? Entenda mais sobre a dentição felina

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Gato cego: 7 cuidados essenciais para garantir a segurança e bem-estar do bichano em casa
    Cuidados

    Gato cego: 7 cuidados essenciais para garantir a segurança e bem-estar do bichano em casa

    Adotar um gatinho requer algumas adaptações em casa para criar um ambiente seguro e confortável para o animal, onde ele possa expressar seus comportamentos naturais e descansar sempre que quiser. Agora quando o bichano precisa de cuidados especiais, como é o caso do gato cego, a situação se torna mais delicada ainda. Será que é preciso tomar precauções extras para mantê-lo em segurança? Como ajudar o gatinho a viver melhor? Como proporcionar a ele um ambiente mais adaptado? Para te ajudar a deixar sua casa pronta para receber o seu novo amigo da melhor forma e em um ambiente seguro, confira 7 dicas e cuidados indispensáveis para lidar com um gato cego.

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar
    Cuidados

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar

    Quem se pergunta como cuidar de um cachorro ou gato por estar dando as boas-vindas a um desses animais em casa em breve vai descobrir que a adaptação do ambiente é mais do que necessária. Buscando a segurança e o conforto do seu novo amigo, é normal instalar telas de proteção e liberar um cantinho para a cama e a ração dele, mas muita gente passa direto pelas plantas: algumas espécies bem comuns em jardins, quintais e vasinhos são tóxicas quando ingeridas e podem até ser fatais.

    Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o
    Raças

    Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o "gato salsicha"

    Gato anão e gato salsicha são algumas denominações usadas para se referir ao Munchkin, um adorável felino com as pernas curtinhas e coluna alongada. A raça de gato não é uma das mais populares do Brasil, mas com certeza chama a atenção pela sua forma física “diferenciada”. Muito doce e cheio de energia, o Munchkin é uma mistura de fofura, inteligência e companheirismo.

    Ver Todas >

    Cachorro de rua: o que fazer ao resgatar um animal abandonado?
    Cuidados dos animais

    Cachorro de rua: o que fazer ao resgatar um animal abandonado?

    Ver um cachorro de rua precisando de ajuda sempre é uma situação bem delicada. No caso de um cachorro machucado ou em situação de maus-tratos, por exemplo, pode ser necessário fazer o resgate do animal. Mas qual o manejo correto de um cachorro que está sentindo dor ou que tem medo? E se o cachorro aparentar ter dono e está perdido? Como cuidar de um cachorro abandonado após o resgate? 

    Fralda para cachorro: quais são as indicações de uso?
    Cuidados dos animais

    Fralda para cachorro: quais são as indicações de uso?

    Todo mundo que tem um pet provavelmente já ouviu falar da fralda para cachorro em algum momento. O acessório costuma ser recomendado para animais que precisam de cuidados especiais e que não conseguem ter total controle sobre as suas necessidades fisiológicas, como é o caso de cães idosos. Por conta disso, a fralda de cachorro é um acessório bastante atípico e que só é indicado em situações muito específicas. 

    Quantos dias um gato pode ficar sozinho?
    Cuidados dos animais

    Quantos dias um gato pode ficar sozinho?

    Você sabe quantos dias um gato pode ficar sozinho? Por seu comportamento independente e inteligência, muitas pessoas acreditam que os felinos podem ser deixados sozinhos em casa por um longo período de tempo. A verdade é que esse é um verdadeiro mito sobre a criação dos felinos domésticos. Um gatinho não pode ser deixado sozinho por muito tempo e existem vários fatores que podem interferir nisso. 

    5 dicas para usar o cortador de unha para cachorro
    Cuidados dos animais

    5 dicas para usar o cortador de unha para cachorro

    O cortador de unha para cachorro é um item indispensável na rotina do pet. Aparar as unhas do doguinho está além de uma questão estética: o cuidado é muito importante para o bem-estar do animal. O momento ideal para cortar unha de cachorro é quando elas estão mais aparentes ou fazendo barulho ao caminhar pela casa. Mas apesar de cortar unha de cachorro ser essencial, muitos tutores ainda possuem receio de fazer a prática sozinhos em casa. 

    Ver Todas >