A vacina para cachorro é a parte mais importante da vida do pet para prevenir doenças e manter a saúde em dia. Nos primeiros meses de vida, inclusive, o cão é proibido de sair de casa antes de completar o quadro de vacinas. Mesmo assim, de vez em quando algumas vacinas de cachorro causam reações nos animais depois de aplicadas. Elas podem ir desde um nódulo no local da aplicação até outros sintomas, como febre. Nesses casos, a preocupação é normal, mas nem sempre é algo sério: quer descobrir por que isso acontece e quais cuidados são necessários para garantir o bem estar do seu cachorrinho? Dá uma olhada aqui embaixo!

Por que a vacina para cachorro causa reações nos animais?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

As vacinas para cachorro têm uma forma única de agir: elas levam, em sua composição, vírus ou bactérias em estado de inatividade para estimular o sistema imunológico do cachorro a produzir anticorpos específicos para combater cada um deles. Assim, caso o animal seja infectado no futuro com as versões ativas desses mesmos vírus e bactérias, o corpo dele vai eliminar a efetividade da infecção imediatamente.

Durante o processo de imunização, porém, a atividade excessiva do sistema imunológico ou os componentes da vacina podem causar algumas reações que são normais e costumam passar depois de alguns dias. Aparecer um nódulo ou um pequeno caroço no local em que vacina foi aplicada é muito comum em cachorro filhote e não causa nenhum risco ao animal. A protuberância vai diminuindo com o tempo, mas caso não suma depois de algumas semanas, consulte o veterinário. As reações também aparecem com mais frequência na época da primeira vacina do cachorro e em animais de porte pequeno, mas isso não significa que os maiores estão livres e nem que todos os pequenos vão passar por isso. Vai de organismo para organismo!

Quais são as reações de vacinas consideradas normais para os cachorros?


Mantenha a caderneta de vacinação do seu cachorro sempre em dia
Mantenha a caderneta de vacinação do seu cachorro sempre em dia

Assim como acontece com os humanos, apesar do ideal ser a falta de reações, algumas consequências das vacinas para cães são normais e não precisam despertar sua preocupação. Enquanto o organismo do animal estiver processando a vacina, ele pode ter um pouco de febre, ficar apático e desanimado. Além disso, o cachorro também pode ficar com o corpo um pouco dolorido e ter inchaço na região em que a vacina foi aplicada. Durante esse processo, é bom que você mantenha o cachorro sob observação, bem hidratado e alimentado — caso os sintomas não sumam sozinhos, a ida ao veterinário é sempre uma opção.

Que sintomas causados pelas reações das vacinas devem despertar uma atenção maior?


Além das reações comuns que a gente colocou aí em cima, existem outras que devem chamar a sua atenção assim que começarem. Se você perceber que seu cachorro está com muita coceira no local da aplicação, por exemplo, pode ser que ele esteja com uma reação alérgica à vacina. O diagnóstico só pode ser confirmado pelo veterinário, por isso, a visita ao profissional é indispensável nesse caso. Outros sinais que podem significar uma ida à emergência são vômitos, tremores, inchaço em outras partes do corpo além da região vacinada, salivação e agitação.