Histórias reais

Tutores compartilham histórias engraçadas de gatos "perdidos" dentro de casa

Se gato já se perdeu dentro de casa? Essa é uma situação bem comum e alguns tutores contaram essas histórias "desesperadoras"
Se gato já se perdeu dentro de casa? Essa é uma situação bem comum e alguns tutores contaram essas histórias "desesperadoras"

Meu gato sumiu, e agora?” Se você tem um bichano em casa, certamente já deve ter passado por essa situação em algum momento. O gato é um animal bastante perspicaz quando o assunto é se esconder, o que é ótimo para os bichanos que precisam de um tempinho isolados, mas pode ser totalmente desesperador para os tutores que acham que perderam seus pets. Mas ninguém pode negar que, depois de encontrá-los, isso acaba rendendo boas histórias reais de gato e às vezes bem hilárias. Então, o Patas da Casa foi atrás de alguns relatos engraçados de gato se escondendo nas gavetas, armários e lugares inimagináveis. 

Gato escondido: a dona do Agostinho entrou em desespero com o "sumiço" do pet

Perder um gato sempre mexe bastante com a gente. Afinal, não queremos que nada de ruim aconteça com os nossos pets, certo? A Carol Bernardo tem dois gatos e um dia o Agostinho deixou ela desesperada depois de "sumir" do nada. Embora tenha acontecido somente uma vez, a situação deixou a tutora bastante preocupada: “Ele é um gato muito assustado, então qualquer barulho ou movimento mais brusco faz com que ele saia correndo de desespero para se enfiar em algum canto”. No dia em questão, Carol foi jogar o lixo fora e não trancou a porta com a chave, mas se certificou de deixá-la fechada. “Quando voltei, tava tudo certo. Eis que a Ricotinha vem me ver, mas cadê o Agostinho? Ele sempre costuma vir junto também. Chamei, abri todos os armários, fui em todos os esconderijos e nada. Abri um sachê e nada. Mexi a varinha do brinquedo e nada. Comecei a ficar desesperada, chorei muito e liguei para o porteiro falando que meu gato tinha sumido, que eu tinha deixado a porta destrancada e não sabia se ele tinha saído”, conta.

Em seguida, a Carol e o porteiro fizeram uma ronda no prédio inteiro para ver se encontravam o gato perdido. Mais uma vez, nada. A única saída encontrada pela tutora foi voltar para a varanda e chorar, até que ela percebe um “volume” em cima da mesa. “O Agostinho tava escondido dentro da toalha de mesa. E pra ligar pro porteiro depois? Maior vergonha”, relembra.

O Aslan adora se esconder - e já aprontou isso pelo menos duas vezes

Se procurar um gato escondido já é uma tarefa um pouco difícil, imagina quando isso acontece mais de uma vez? Foi o caso de Jamille Ribeiro, tutora do Aslan, que precisou se desdobrar para encontrar o gatinho algumas vezes. A primeira delas foi no dia que o gatinho chegou na casa da tutora, antes mesmo de ocorrer a adoção do animal. “Enquanto a cuidadora ainda tava aqui em casa, ele se enfiou atrás do fogão e ficamos todas desesperadas procurando por ele (eu especialmente, que não tinha nem adotado o gato e já o tinha perdido)”.

Outra ocasião em que o Aslan acabou aprontando isso lembra bastante a história da Carol, que teve que fazer uma ronda pelo prédio atrás do gato escondido. “Achei que minha mãe tinha deixado a porta aberta e o Aslan tinha sumido no prédio. Fui em todos os andares, falei com o porteiro, voltei para casa quase chorando e o gato tava assistindo eu chamá-lo bem atento dentro do guarda-roupa”, revela Jamille.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    "Não me olha assim, eu só me escondi duas vezes poxa" - Aslan
    "Não me olha assim, eu só me escondi duas vezes poxa" - Aslan
    "Oi humana, dessa vez eu tô bem à vista. Gostou?" - Agostinho
    "Oi humana, dessa vez eu tô bem à vista. Gostou?" - Agostinho
    "Eu não resisto a uma sonequinha dentro do armário, não posso negar" - Celine
    "Eu não resisto a uma sonequinha dentro do armário, não posso negar" - Celine
    "Na hora de me esconder, eu não meço esforços para isso" - Terça
    "Na hora de me esconder, eu não meço esforços para isso" - Terça
    "Gosto de descansar quietinha em qualquer lugar" - Nath
    "Gosto de descansar quietinha em qualquer lugar" - Nath
    "Não me olha assim, eu só me escondi duas vezes poxa" - Aslan
    "Oi humana, dessa vez eu tô bem à vista. Gostou?" - Agostinho
    "Eu não resisto a uma sonequinha dentro do armário, não posso negar" - Celine
    "Na hora de me esconder, eu não meço esforços para isso" - Terça
    "Gosto de descansar quietinha em qualquer lugar" - Nath

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    O Terça-feira se escondeu dentro de uma mesinha

    A perspicácia dos gatinhos vai muito além do que a gente imagina. Conforme Paola Piola conta, o seu gatinho Terça-feira já sumiu algumas vezes dentro de casa, mas uma das situações mais marcantes foi quando o bichano entrou dentro de uma mesinha. “Tenho um quarto de serviço que deixo fechado sempre, daí ele sumiu. Chamei, botei ração e nada. Olhei toda a casa, janelas, olhei o quartinho, dentro dos armários, abri todas as portas e ainda pedi a ajuda da minha roommate para ver todas as passagens da casa”, lembra. Nesse momento, a tutora teve a ideia de pegar um sachê para chamar a atenção do gato escondido. “Ele saiu do quartinho, de dentro de uma mesa de cabeceira velha que tinha uma parte vazada. Essa parte estava encostada na parede, e ele afastou a mesinha para conseguir entrar lá”.

    Gato escondido: a Celine resolveu dar uma descansada dentro do armário

    A situação do Gerhard Brêda foi ainda mais desesperadora. O sumiço de sua gatinha, Celine, aconteceu enquanto ele recebia uma encomenda grande em casa, e foi necessário deixar a porta aberta para que os rapazes da empresa pudessem passar com o móvel para fazer a montagem. Conforme o tutor explica, por ser uma cama com baú, o processo é mais demorado do que o normal. “Nesse meio tempo, fiquei convicto que a Celine tinha fugido, corri a casa toda, deixei os caras lá enquanto eu subia e descia as escadas do prédio, todos os andares. Interfonei pra portaria pra avisar caso ela aparecesse na garagem”, conta. Depois de tanto procurar, Gerhard acabou encontrando a danada dentro do armário escondida e praticamente dormindo, como se nada tivesse acontecido. Haja coração, né?

    Um esconderijo não tão escondido assim: a Nath se camuflou nos travesseiros

    No caso do Daniel Schulze, a gatinha Nath sumiu quando ainda era filhote, o que deixou a mãe do tutor bastante preocupada. “A gente tinha medo de deixá-la sozinha ainda. Então um dia minha mãe precisou ir a algum lugar rapidinho e quando voltou não encontrou a gata em lugar nenhum. Ela ligou pro meu pai desesperada dizendo que a Nath tinha desaparecido e ele saiu do plantão pra ir ajudar a procurar também”. Ao chegar em casa, o pai de Daniel soube que sua esposa já havia ligado para o porteiro, porque a varanda do apartamento é virada para uma rua bastante movimentada, embora tenha tela.

    Nisso, o porteiro simplesmente disse: "ah, dona Nathalia, a essa hora, se ela pulou, já bateu no toldo e quicou, os carros já devem até ter passado por cima dela". Impossível não ficar ainda mais desesperado ao ouvir uma coisa dessas, não é mesmo? Foi por isso que a mãe de Daniel, Nathalia, foi deitar em uma das camas da casa, chorando por causa da peludinha. “A gata estava deitada em cima do travesseiro e tomou um susto. Como ela é branca e cinza e a roupa de cama também era, ela ficou totalmente camuflada”.

    Redação: Juliana Melo

    5 dicas para educar um cachorro desobediente

    Próxima matéria

    5 dicas para educar um cachorro desobediente

    Como apresentar um novo filhotinho a um gato adulto que já mora na casa? Veja as dicas de alguns tutores
    Histórias reais

    Como apresentar um novo filhotinho a um gato adulto que já mora na casa? Veja as dicas de alguns tutores

    Resolver adotar um gato filhote é sempre uma grande aventura. Os filhotes preenchem qualquer ambiente com muita alegria e amor. Mas, além de aprender como cuidar de gatos filhotes, quem já tem um gato adulto ou idoso em casa precisa pensar muito bem em como introduzir o novo membro na família. O processo de adaptação nem sempre é fácil, e é fundamental saber como conduzir essa apresentação da melhor forma possível, respeitando o espaço de cada um e torcendo para que eles se deem bem. 

    Gato frajola: tutores compartilham histórias com esses gatinhos que são puro amor
    Histórias reais

    Gato frajola: tutores compartilham histórias com esses gatinhos que são puro amor

    O gato frajola não é uma raça de gato. Na verdade, esse curioso nome se refere ao padrão de pelagem de gato preto e branco ou cinza e branco. Poucas pessoas sabem que a cor da pelagem pode ter relação com as características comportamentais do bichano - e isso já foi comprovado por diversos estudos -, então na hora de adotar um felino, isso também pode ser levado em conta. E não dá para negar que o gato branco e preto é apaixonante. 

    Gato cego: 7 cuidados essenciais para garantir a segurança e bem-estar do bichano em casa
    Cuidados

    Gato cego: 7 cuidados essenciais para garantir a segurança e bem-estar do bichano em casa

    Adotar um gatinho requer algumas adaptações em casa para criar um ambiente seguro e confortável para o animal, onde ele possa expressar seus comportamentos naturais e descansar sempre que quiser. Agora quando o bichano precisa de cuidados especiais, como é o caso do gato cego, a situação se torna mais delicada ainda. Será que é preciso tomar precauções extras para mantê-lo em segurança? Como ajudar o gatinho a viver melhor? Como proporcionar a ele um ambiente mais adaptado? Para te ajudar a deixar sua casa pronta para receber o seu novo amigo da melhor forma e em um ambiente seguro, confira 7 dicas e cuidados indispensáveis para lidar com um gato cego.

    Mãe de pet: tutoras compartilham o amor e histórias com seus filhos de quatro patas
    Histórias reais

    Mãe de pet: tutoras compartilham o amor e histórias com seus filhos de quatro patas

    Afinal, mãe de pet também é mãe? A verdade é que não importa o rótulo: essas mulheres cuidam dos seus animais de estimação como se fossem filhos. Ser mãe de gato e cachorro é cuidar, amar e proporcionar uma vida digna a esses animais. Perto do dia das mães, compartilhamos histórias de mães de pet que também merecem a nossa homenagem!

    Ver Todas >

    Quer ter um cachorro surfista? Saiba como iniciar, os cuidados que deve ter e acessórios indispensáveis
    Comportamento animal

    Quer ter um cachorro surfista? Saiba como iniciar, os cuidados que deve ter e acessórios indispensáveis

    Existem cachorros que amam nadar e brincar na água, então qualquer passeio em trilhas com cachoeiras, praias ou mesmo uma piscina vira uma grande festa. Mas você sabia que existe cachorro que surfa? Os esportes com cachorro são uma ótima forma de estreitar laços entre o tutor e o animal e o surf é uma modalidade que pode fazer muito bem ao animal. Sem falar que os cachorros surfistas chamam atenção pela fofura e habilidade na prancha.

    Por que os gatos
    Comportamento animal

    Por que os gatos "mamam" no cobertor? Descubra se o comportamento é prejudicial ou não

    Não é difícil encontrar um gato que tenha a mania de ficar mordendo o cobertor, como se estivesse se alimentando da mamãe gata (e os cães também podem apresentar o mesmo comportamento). Um gato mordendo cobertor pode ser considerado um momento muito fofo para alguns gateiros, mas outros tutores podem se perguntar se esse comportamento do felino é prejudicial ou revela alguma vulnerabilidade do bichano. 

    Como ganhar a confiança de um cachorro? Veja dicas para se aproximar de cães desconhecidos
    Comportamento animal

    Como ganhar a confiança de um cachorro? Veja dicas para se aproximar de cães desconhecidos

    Adotar um cachorro é sempre um desafio tanto para os humanos, que precisam adaptar a casa para receber o novo hóspede, quanto para o cãozinho, que ainda precisa de um tempo para se acostumar com o ambiente e com sua nova família. No caso de cães abandonados e que foram resgatados por ONGs ou outras instituições, ganhar a confiança do doguinho nem sempre é uma tarefa fácil - principalmente se tratando de um cachorro medroso ou traumatizado. 

    Cachorro castrado fica mais calmo? Veja as diferenças de comportamento antes e depois da cirurgia
    Comportamento animal

    Cachorro castrado fica mais calmo? Veja as diferenças de comportamento antes e depois da cirurgia

    A castração de cachorro é muito indicada pelos profissionais da medicina veterinária. Entretanto, muitos tutores ainda sentem muito receio de realizar a cirurgia pelas mudanças de comportamento do cachorro castrado. Não é mito que algumas mudanças comportamentais ocorrem após a castração, tanto para machos quanto para fêmeas. Mas afinal, o que muda no cachorro castrado?

    Ver Todas >