Filhotes

Quantos ml de leite um filhote de cachorro mama? Veja essa e outras curiosidades sobre a amamentação canina

Amamentando filhotes de cachorro: veja algumas curiosidades sobre a alimentação canina nos primeiros meses
Amamentando filhotes de cachorro: veja algumas curiosidades sobre a alimentação canina nos primeiros meses

Cuidar da alimentação do cachorro é fundamental em qualquer fase da vida, mas quando eles ainda são filhotes esse cuidado deve ser ainda maior. No processo de desenvolvimento das primeiras semanas de vida, o cãozinho precisa de todos os nutrientes considerados essenciais para um crescimento saudável, que são encontrados principalmente na amamentação. Mas afinal, quantos ml de leite um filhote de cachorro mama e até que idade a amamentação é recomendada? O que fazer com um filhote que não mama? Separamos algumas informações curiosas sobre o assunto a seguir!

Quantos ml de leite um filhote de cachorro mama?

É normal que os tutores de primeira viagem fiquem um pouco perdidos com a alimentação do filhote de cachorro nas primeiras semanas de vida. Os cãezinhos costumam mamar bastante nesse período e a frequência também é superior à quantidade de vezes que o cachorro come na fase adulta. Logo na primeira semana, o filhote deve se alimentar com 13 ml de leite a cada 2 horas. Já na segunda semana, o recomendado é que seja 17 ml a cada 3 horas, e na terceira semana 20 ml nesse mesmo intervalo de tempo. A partir da quarta semana, a amamentação deve ocorrer a cada 4 horas, sendo oferecido cerca de 22 ml de leite para o filhote. É a partir dessa mesma fase que normalmente se inicia a introdução da papinha para cachorro na dieta dos filhotes.

O tempo de amamentação dos filhotes de cachorro pode variar

A raça e o porte do animal são fatores que influenciam bastante na amamentação. O tempo de duração desse processo geralmente é de um mês para os cachorros pequenos ou de porte médio, mas se for um cão grande, como o Husky Siberiano, a duração pode ser maior do que isso, chegando a dois meses de amamentação. Isso acontece porque os cachorros grandes têm o desenvolvimento um pouco mais lento do que os menores - eles só atingem a maturidade depois de dois anos de idade, enquanto os cães pequenos ou de médio porte chegam na fase adulta após um ano. Se houver qualquer dúvida sobre o tempo de amamentação do seu cãozinho, vale conversar com um veterinário para esclarecer isso.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Filhote que não mama: o uso de leite artificial pode ajudar a manter a nutrição do cãozinho
    Filhote que não mama: o uso de leite artificial pode ajudar a manter a nutrição do cãozinho

    Mais Lidas

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Alimentação animal

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    Verduras e legumes para cachorro: 15 opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!
    Alimentação animal

    Verduras e legumes para cachorro: 15 opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!

    Muitos tutores questionam se podem oferecer legumes para cachorro. A resposta é sim! Além de ser muito saudável, esse tipo de alimento ajuda a abrir e instigar o apetite dos caninos, podendo ser oferecidos como petiscos e até recompensas. Mesmo se alimentando de ração diariamente, não há uma restrição que impede o cão de comer alimentos gostosos por fora, como vegetais e frutas variadas. O importante é que o tutor respeite a saúde do cachorro e ofereça com moderação, é claro - lembrando que sempre vale conversar com o veterinário antes de qualquer decisão.

    Minha cachorra não quer dar mamar para os filhotes, por que isso acontece?

    Essa não é uma situação muito comum, mas pode acontecer por diferentes motivos. Às vezes uma das tetas da cadela sofre com um problema chamado de bico invertido, que é quando a mama fica escondida para dentro e a amamentação dos filhotes pode trazer certo desconforto para a mãe. A mastite em cadelas também é uma outra possibilidade, que consiste na inflamação das glândulas mamárias, embora não seja um quadro tão frequente. Por último, quando a cadela tem a primeira ninhada de filhotes, as mamas podem ficar mais sensíveis ao toque, então o contato com a boca dos cãezinhos acaba incomodando. Essa sensibilidade costuma passar ainda na primeira semana.

    O que dar para filhote de cachorro que não mama?

    O leite materno é a principal fonte de nutrientes para os cachorros nos primeiros meses, mas às vezes as circunstâncias dificultam o acesso do filhote à amamentação. Então, o que fazer com o filhote que não mama? Existem fórmulas artificiais que cumprem o papel do leite materno na hora de nutrir os filhotes. Mesmo que seja um leite artificial, o produto é semelhante ao produzido pelas glândulas mamárias das cadelas, tendo todos os nutrientes que são importantes para fortalecer o cãozinho na fase inicial da vida. Para dar o leite artificial ao filhote que não mama, basta ter uma mamadeira adequada para pets e manter o líquido sempre em temperatura ambiente (37ºC).

    Amamentando filhotes de cachorro: papinha pode ser introduzida na dieta a partir da 4ª semana

    Logo depois de completar um mês de idade, o filhote de cachorro já começa a se interessar por alimentos com diferentes texturas. Esse é o momento ideal para dar início à transição alimentar. Como o cachorro não pode comer alimentos muito duros, a papinha ajuda na transição entre o leite materno e a ração seca. As rações úmidas (sachês) também ajudam nesse processo. A transição deve ser gradativa e só quando o cachorro tiver por volta de 45 dias de vida é que é possível começar a introduzir os alimentos sólidos. 

    Redação: Juliana Melo

    6 frutas para cachorro que fazem muito bem para a saúde

    Próxima matéria

    6 frutas para cachorro que fazem muito bem para a saúde

    Boston Terrier: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequena
    Pequenos

    Boston Terrier: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequena

    Para quem sempre sonhou em ter um cachorro de raça pequeno, o Boston Terrier é a companhia certa! Embora ele ainda seja muito confundido com o Bulldog Inglês, o cãozinho desta raça tem qualidades únicas e excepcionais. Amigáveis, brincalhões e com muita energia, os cachorros da raça Boston Terrier são muito fáceis de lidar no dia a dia e amam agradar seus tutores. Além disso, eles são super adaptáveis e conseguem conviver bem em praticamente qualquer lugar. 

    Tudo sobre o Dálmata: conheça as características, personalidade e cuidados com essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Tudo sobre o Dálmata: conheça as características, personalidade e cuidados com essa raça de cachorro grande

    Um cachorro Dálmata é facilmente reconhecido graças a sua aparência particular e também ao filme “101 Dálmatas”, desenho que se tornou muito popular na década de 60 e que faz um grande sucesso até hoje. Mas o que esse cãozinho tem de tão especial, além das suas famosas manchas? Para quem sempre quis ter um Dálmata para chamar de seu, chegou o momento de desvendar tudo sobre essa raça de cachorro grande: características físicas, temperamento, personalidade, que cuidados são necessários, preço e como é a saúde desse animal. Vem que a gente te conta!

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno

    Quem nunca viu aquele cãozinho simpático de “Legalmente Loira”? Se você não lembra desse filme (ou não é da sua geração), deixou de conhecer uma das mais brilhantes atuações de um Chihuahua, o menor - e mais corajoso - cão do mundo. O cachorro é pequeno, mas sua origem é cercada de teorias e histórias: não se sabe ao certo se ele é descendente do Techichi, um cão selvagem do México pré-colonial, se surgiu na China e foi levado por comerciantes espanhóis para o restante do mundo ou se é resultado de cruzamentos do Techichi com alguma raça minúscula chinesa.

    Ver Todas >

    Cachorro pode comer peixe?
    Alimentação animal

    Cachorro pode comer peixe?

    Os pescados são alimentos que fazem parte da composição de diversos petiscos e rações de cachorro. Por isso, é comum que os cães se atraiam pelo cheiro de peixe fresco. No caso de uma alimentação natural ou no caso de intercalar a ração de cachorro com outros alimentos, é comum se perguntar se cachorro come peixe ou se o alimento pode fazer mal para eles. O Patas da Casa reuniu informações sobre o assunto para esclarecer todas as dúvidas: se o peixe é liberado na dieta canina ou não, quais os benefícios do alimento e como preparar e oferecer da forma correta.

    Vitamina para gato: quando o suplemento nutricional é recomendado?
    Alimentação animal

    Vitamina para gato: quando o suplemento nutricional é recomendado?

    Uma boa alimentação faz toda a diferença na saúde do gato. O problema é que nem sempre o bichano consegue todos os nutrientes que ele precisa por meio da ração, e em alguns casos é necessário procurar por outras alternativas de suplementação alimentar. A vitamina para gatos é uma dessas opções, mas antes de investir nesse tipo de suplemento é fundamental conversar com um profissional para saber quais são os nutrientes que estão faltando no organismo do seu amigo de quatro patas. 

    É normal o filhote de cachorro comer muito? Entenda esse comportamento
    Alimentação animal

    É normal o filhote de cachorro comer muito? Entenda esse comportamento

    Muitos pais de pets - principalmente os de primeira viagem - podem não saber lidar com alguns comportamentos dos filhotes de cachorro. Apesar de todo cão ser único, a alimentação é um fator importante no desenvolvimento de todo animal. Por isso, é necessário entender como saber se o cachorro está com fome e quando o ato de comer muito pode ser um problema. Os filhotinhos de cachorro necessitam de mais refeições por dia do que um cão adulto, ainda assim a quantidade de ração deve ser menor. 

    Gato pode comer atum em lata?
    Alimentação animal

    Gato pode comer atum em lata?

    Basta você abrir uma lata de atum que seu bichano logo aparece pela cozinha. Quem é gateiro sabe o quanto esses animais são fissurados por peixes. Não é à toa que os peixinhos estão ilustrados em diversos brinquedos para gatos que estimulam o instinto caçador dos felinos. Um bom tutor de gato sabe o quanto a alimentação é um fator importante. Por isso, é sempre bom saber quais alimentos são liberados e quais os bichanos não podem comer de jeito nenhum. Será que gato pode comer atum? O Patas da Casa reuniu informações sobre isso. Dá só uma olhada!

    Ver Todas >