Comportamento

Quantas horas um gato dorme por dia? Gatos sonham? Saiba tudo sobre o ciclo do sono dos felinos

Um gato dormindo é a coisa mais fofa do mundo. O que poucos sabem é que o sono dos felinos é cheio de curiosidades.
Um gato dormindo é a coisa mais fofa do mundo. O que poucos sabem é que o sono dos felinos é cheio de curiosidades.

Não há nada mais fofo do que ver um gato dormindo. Essa, inclusive, é uma cena bastante comum na vida dos pais de pet, já que os felinos aproveitam boa parte da vida intercalando sonecas. Mas você já parou para pensar quantas horas dorme um gato? Às vezes parece até que esse ciclo dura o dia todo… será que esse é um comportamento normal ou pode ser motivo de preocupação? O que os gatos sonham (se é que ele sonham)? São muitas perguntas que precisam ser respondidas, mas não se preocupe. Para sanar todas essas dúvidas, o Patas da Casa preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o ciclo de sono felino. 

Gato dormindo: qual a importância do sono para os felinos?

Todo mundo precisa de uma boa noite de sono, e isso não é diferente com os gatos! É durante esse período que os felinos recuperam as energias e descansam profundamente - afinal, eles têm muitas responsabilidades para enfrentar, né?! Dormir também exerce uma função de reparação na saúde do gato, já alguns hormônios são liberados no estado de sono profundo.

Por outro lado, é bastante comum encontrar o gato dormindo de manhã ou à tarde. Nesse caso, o sono do animal não é tão profundo quanto à noite e serve apenas para deixá-lo mais relaxado e tranquilo. Pode parecer que não, mas ser um gato também é cansativo, viu? Eles correm atrás de bichinhos, escalam lugares altos (como as prateleiras da casa) e estão sempre em alerta a tudo que está acontecendo. Então nada mais justo do que tirar um cochilinho de vez em quando, né? Mas nesses casos, ele continua atento a tudo a sua volta - basta você reparar no movimento das orelhas enquanto ele dorme, que provavelmente vai seguir a direção de qualquer barulho que ele ouça.

Quantas horas um gato dorme por dia?

O horário de sono dos felinos é bem diferente do nosso. Para começar, eles são animais caçadores e com instintos noturnos, por isso preferem dormir durante o dia para se manterem mais dispostos à noite. Com a domesticação isso até mudou, mas não completamente. Os gatos ainda sentem a necessidade de tirar vários cochilos ao longo do dia, mas normalmente não é um sono muito profundo e revigorante. Juntando as várias sonequinhas, os felinos chegam a dormir entre 12 e 16 horas por dia.

Também é importante levar em consideração alguns fatores que influenciam nas horas de sono do felino, como a idade. O filhote de gato dorme muito mais que um adulto, podendo chegar a 20 horas de sono por dia. O mesmo vale para um gato idoso, que não tem mais a mesma energia e o pique de um gato adulto. Outro ponto que deve ser levado em consideração é o clima. Quando está mais frio, os bichanos ficam naturalmente menos ativos e menos dispostos para brincar. Por isso acabam passando muito mais tempo deitados ou dormindo.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    O filhote de gato dorme muito porque ainda está em processo de desenvolvimento
    O filhote de gato dorme muito porque ainda está em processo de desenvolvimento

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Meu gato está dormindo muito. O que pode ser?

    Por mais que seja normal um gato dormindo muito, às vezes os tutores se preocupam que o seu amiguinho esteja sonolento demais. Então como saber quando os horários de sono do animal não estão normais? Você pode começar cronometrando a quantidade de horas que o bichano passa dormindo e observar outras mudanças no comportamento do gato. O sono excessivo geralmente pode indicar as seguintes situações:

    • Doença: se o gatinho está com algum problema de saúde, ele pode ficar mais sonolento e sem disposição. Outros possíveis sinais de que algo não vai bem com o organismo do pet é quando ele fica apático, sem apetite e quieto no cantinho dele. Em alguns casos pode ocorrer vômito, diarreia e outros sintomas associados à doença em questão.

    • Dor: quando o gato sente dor, várias alterações comportamentais podem ser notadas. Eles dormem mais para não sentir dor e quando estão acordados tendem a vocalizar o que sentem com miados e ronronados frequentes. Também podem ficar mais agressivos, com dificuldade para se locomover ou fazer as necessidades fisiológicas fora da caixa de areia.

    • Problemas psicológicos: o gato pode sofrer com depressão, e isso também acaba afetando as horas de sono do felino. Ele fica totalmente apático nesses casos, perde o interesse pelas coisas que antes gostava (como seus brinquedos preferidos) e não interage com ninguém.

    Em todas as situações descritas acima é importante buscar a ajuda de um médico veterinário para saber o que está acontecendo com o seu bichinho de estimação.

    Será que os gatos sonham quando dormem?

    Todo mundo que tem um gatinho já se perguntou em algum momento se os gatos sonham, principalmente depois de ver o bichano fazer movimentos com as patinhas enquanto dorme. Se essa é uma dúvida que já passou pela sua cabeça, chegou a hora da verdade: sim, os gatos sonham. Assim como os humanos, os felinos têm o sono dividido em dois ciclos: o REM (movimento rápido dos olhos) e o NREM (não REM).

    O primeiro é o estágio mais profundo do sono, caracterizado por uma atividade intensa do cérebro. É justamente nele que os sonhos acontecem. A diferença é que enquanto nós demoramos até 2 horas para alcançar o REM, os gatos conseguem fazer isso bem mais rápido. Segundo uma pesquisa desenvolvida pela Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, os felinos atingem o REM em cerca de 20 minutos. Mas então o que os gatos sonham? 

    Como o cérebro dos gatos não tem a capacidade de criar coisas novas, o animal sonha basicamente com situações do seu cotidiano ou experiências passadas. Inclusive, isso não quer dizer que o gato sonha somente com o que é bom, viu? Se o bichano tiver um passado traumático, com maus-tratos ou outras situações desagradáveis, tudo isso pode vir à tona na hora de sonhar e virar um pesadelo. Mesmo observando o comportamento do gato sonhando, não dá para distinguir ao certo os sonhos bons dos ruins, mas alguns indícios de que ele atingiu o REM é quando ele tem espasmos nas patinhas ou movimenta os olhos durante o sono.

    Além disso, é fundamental não acordar o seu amigo nessas horas, ou ele pode ficar muito assustado. Em alguns casos, pode até ter reações agressivas e ficar bem mau humorado. Se for para acordá-lo por qualquer motivo, faça isso sutilmente com carinhos e chamando o nome do animal bem baixinho até que ele desperte.

      Por que os gatos dormem de barriga para cima? A posição significa confiança na família!
    Por que os gatos dormem de barriga para cima? A posição significa confiança na família!

    O que significam as posições de um gato dormindo

    Como os gatos passam boa parte do dia dormindo, não é difícil encontrá-los descansando em diferentes posições. Mas você já parou para pensar no que elas significam? Pode parecer brincadeira, mas a posição que o gato dorme revela muita coisa sobre o animal e, principalmente, sobre como ele se sente em um determinado lugar. Veja abaixo as mais comuns:

    • Gato dormindo de barriga para cima: se seu bichano dorme desse jeito em casa, você tem muita sorte! A barriga é uma região super delicada para os felinos, e eles tentam protegê-la a todo custo. Para o gato adotar esse tipo de posição é porque ele está se sentindo muito confortável naquele ambiente e resolveu abandonar os próprios instintos. Então se a sua dúvida é por que os gatos dormem de barriga para cima, aqui vai a resposta: é porque seu gatinho confia muito em você e se sente seguro ao seu lado.

    • Gato dormindo de lado: essa é uma das posições mais comuns durante o sono felino. O motivo para tantos gatinhos resolverem dormir de lado é porque é muito confortável para eles. O gato consegue relaxar e descansar profundamente sem deixar a área da barriga muito exposta, que é uma das maiores preocupações dele. Com os membros totalmente esticados e a região do estômago devidamente protegida, o bichano consegue adormecer com mais tranquilidade. 

    • Gato dormindo enroladinho: quando o gato tem o hábito de dormir enrolado como se fosse uma bolinha é puro instinto. Normalmente os felinos adotam essa posição quando o inverno chega e as temperaturas caem porque é uma forma de conservar o calor e se manterem aquecidos. Uma outra explicação para o gato dormindo assim é porque o animal preserva seus instintos de proteção e querem proteger os seus órgãos vitais durante o sono.

    • Gato dormindo com patas no rosto: como resistir ao charme de bichanos que dormem assim? É praticamente impossível! Mas é claro que os gatos não escolhem essa posição para encantar os humanos. Na verdade, essa postura corporal é uma forma que os felinos encontram de bloquear a luz do lugar quando querem descansar - pode ser a luz do sol ou uma luz que esteja muito forte no cômodo. Assim o seu amigo consegue ficar no escurinho para tirar aquela soneca!

    • Gato dormindo em cima das patas: no dia a dia, essa é uma das formas mais comuns do bichano pegar no sono. Geralmente os gatos adotam essa postura quando querem descansar, mas não pretendem dormir por longas horas. Então eles deitam em cima da patinha porque já ficam em uma posição adequada para levantar rápido se precisar.

    • Gato dormindo com olho meio aberto: se você já viu seu bichano deitado assim, significa que ele ainda não adormeceu completamente e é por isso que os olhos permanecem semiabertos. Ele está apenas tirando um cochilo, mas ainda está consciente o suficiente para reagir a qualquer ameaça. Por isso, o estado de alerta ainda é visível.

    Gatos dormindo: saiba como melhorar a qualidade de sono do seu bichano

    Agora que você já sabe quantas horas dorme um gato e qual a importância do sono para os bichanos, que tal aprender como promover uma ótima sonequinha para o seu amigo de quatro patas? Não é muito difícil, e é muito importante saber fazer isso para que o gato consiga dormir melhor à noite. Separamos algumas dicas que podem te ajudar nessa tarefa:

    1) Gaste bastante a energia do gatinho durante o dia. Ao manter o pet ativo com brincadeiras e outras atividades, ele fica mais cansado e, consequentemente, vai dormir mais rapidamente. Os felinos são animais com hábitos noturnos, então essa é uma boa forma de evitar que eles fiquem acordados à noite.

    2) Alimente o gato na horas certa. É normal os tutores deixarem o pote de ração sempre cheio, mas esse hábito não é o mais indicado. A ração de gato é uma das principais fontes de energia, então é fundamental ter um horário certo para alimentar o pet.

    3) Não deixe o gato preso antes de dormir. Os felinos definitivamente não gostam da sensação de estarem presos em um lugar. Isso pode deixá-los estressados e ansiosos, então o resultado vai ser muitos miados à noite. Mesmo que você restrinja o acesso do animal a certos cômodos, o ideal é que o gatinho não se sinta totalmente preso.

    4) Estabeleça um cantinho adequado para o gato dormir. O conforto conta muito nessas horas, então o ideal é comprar ou até aprender como fazer uma cama para gato. Existem vários modelos incríveis, como a toca para gatos, e você pode deixar a caminha ainda mais aconchegante com almofadas, brinquedos e um cobertor.

    Redação: Juliana Melo

    Como fazer o cachorro parar de pular nas pessoas?

    Próxima matéria

    Como fazer o cachorro parar de pular nas pessoas?

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça
    Raças

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça

    Com uma pelagem cinza, o gato Azul Russo - também conhecido como Russian Blue - é dono de uma beleza inconfundível e capaz de conquistar facilmente o coração de qualquer pessoa com sua personalidade doce e calma. A raça é originária da Rússia e considerada bastante rara, mas ainda assim muitas pessoas ao redor do mundo se fascinam pelo Azul Russo e não hesitam em procurar um bichano para chamar de seu. 

    Fox Terrier: características físicas, personalidade, cuidados e muito mais... saiba tudo sobre a raça
    Pequenos

    Fox Terrier: características físicas, personalidade, cuidados e muito mais... saiba tudo sobre a raça

    Os cães do grupo Terrier fazem sucesso por onde passam, e com o Fox Terrier não é diferente. Ele representa perfeitamente as raças de cachorro desse grupo: é animado, ativo, cheio de energia, habilidoso e, claro, incrivelmente fofo. Muitas pessoas chegam a confundi-lo com o Fox Paulistinha, uma raça de Terrier originária do Brasil que descende do cruzamento do Fox Terrier com outros cães. No entanto, esses dois doguinhos são bem diferentes entre si, especialmente no que diz respeito à pelagem e traços físicos.

    Gato Chartreux: saiba tudo sobre a raça de pelagem cinza
    Raças

    Gato Chartreux: saiba tudo sobre a raça de pelagem cinza

    O Chartreux é uma de raça gato cinza bastante querida entre os apaixonados por felinos. E não é à toa, né? Extremamente dócil e carinhoso, é muito fácil entender o motivo por trás da paixão dos gateiros por esse bichano de pelagem cinza e focinho gordinho, o que lembra bastante um ursinho de pelúcia. No entanto, a características desse gatinho não se resumem apenas à sua aparência. Pensando nisso, reunimos aqui as principais informações sobre a origem, o temperamento, os cuidados e as curiosidades sobre o gato Chartreux. Vem se apaixonar por esse felino com a gente!

    Ver Todas >

    Brinquedos para cachorros filhotes: quais as opções mais seguras para até seis meses de idade?
    Comportamento animal

    Brinquedos para cachorros filhotes: quais as opções mais seguras para até seis meses de idade?

    Os brinquedos para cachorro filhote fazem toda a diferença nos primeiros meses de vida do cãozinho, pois servem como estímulos sensoriais que ajudam no desenvolvimento do animal. É importante, porém, que eles sejam apropriados para a idade do pet. Quer saber quais são os melhores brinquedos para filhotes de cachorro de até 6 meses? Então veja abaixo algumas alternativas!

    Cachorro Labrador: a cor da raça indica a personalidade do pet?
    Comportamento animal

    Cachorro Labrador: a cor da raça indica a personalidade do pet?

    Labrador preto, chocolate, caramelo… Existem muitos tipos de cores de pelagem que podem existir na raça Labrador. Cachorro tão popular e querido por todos, o Labrador é conhecido por sua personalidade amigável, carinhosa e divertida - o verdadeiro melhor amigo do homem! A grande variedade de cores de um cachorro Labrador, porém, leva algumas pessoas a se questionarem se a cor da pelagem indica algum traço especial na personalidade do animal. 

    Hotel pet friendly: como funcionam as hospedagens que aceitam cachorros?
    Comportamento animal

    Hotel pet friendly: como funcionam as hospedagens que aceitam cachorros?

    Viajar com cachorro é uma experiência incrível, mas que precisa de atenção. O primeiro passo é procurar por um hotel pet friendly - isto é, um hotel ou pousada que aceita animais de estimação - para que tudo seja perfeito. Existe hotel que aceita cachorro, mas que tem algumas limitações como quantidade de pets por quarto e que tem restrições quanto ao porte do animal (a maioria costuma aceitar apenas animais pequenos ou, no máximo, de porte médio). No entanto, também existem hotéis totalmente pet friendly que são praticamente o paraíso na terra para os nossos amiguinhos de quatro patas.

    Comportamento animal

    "Meu cachorro destrói tudo": o que fazer e como direcionar o comportamento do pet?

    Quem tem um cachorro destruidor sabe bem a sensação de chegar em casa e encontrar o sofá destruído, o controle remoto mordido ou a caminha dele destroçada. Esse comportamento traz problemas tanto para o tutor quanto para o cão e, por isso, é importante saber como evitá-lo. Algumas mudanças na rotina, como comprar uma cama para cachorros destruidores e passear mais com o cachorro, podem ser necessárias para controlar seu pet. 

    Ver Todas >