Cuidados

Quais são as raças de gato que mais exigem cuidados específicos?

Do Ragdoll ao Sphynx, conheça as raças de gato que mais precisam de certos cuidados!
Do Ragdoll ao Sphynx, conheça as raças de gato que mais precisam de certos cuidados!

Que os gatos são animais naturalmente exigentes, todo mundo sabe. Isso já começa pelo seu paladar, que é bem particular e não aceita qualquer alimento. Os felinos também têm apreço pela rotina, gostam de água fresca e odeiam sujeira na caixa de areia. Mas sabia que algumas raças de gato também podem ser mais exigentes nos cuidados que recebe? Pois é verdade: Siamês, Persa e outras raças podem precisar de mais atenção que outros gatinhos e a gente te explica o motivo para isso.

Sphynx, o gato sem pelo, exige cuidados com a sua pele

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    O gato Sphynx, mesmo que não tenha pelos, precisa de cuidados diários com a pele
    O gato Sphynx, mesmo que não tenha pelos, precisa de cuidados diários com a pele

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas
    Cuidados dos animais

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas

    Mesmo que muitas vezes sejam esquecidas na hora dos cuidados, as orelhas do seu cachorrinho são bem sensíveis e precisam de bastante atenção. De vez em quando, é comum que algum incômodo pontual faça o seu cachorro ficar coçando a orelha, mas quando isso se torna algo frequente e você percebe um incômodo maior no animal, vale a pena ficar atento.

    A falta de pelos da raça Sphynx não quer dizer que esse gato é mais fácil de cuidar. Se por um lado o tutor não precisa se preocupar com escovações regulares ou com a formação de bola de pelos, por outro, o Sphynx requer atenção redobrada com a sua pele justamente por causa da falta de pelagem. Sem os pelos, que formam uma capa de proteção, o Sphynx fica mais vulnerável a problemas como queimaduras e dermatites. O Sphynx requer o uso de protetor solar todos os dias, mesmo dentro de casa, principalmente se ele gosta de ficar na janela ou se esparramar no chão para tomar sol. No inverno, esse gatinho precisa de atenção extra para se manter sempre aquecido: roupas, camas quentinhas e cobertores são essenciais.

    O Maine Coon tende a ser mais dependente, o que exige certa atenção do tutor

    Maine Coon: apesar do tamanho, essa raça de gato tem dificuldades para "se virar" sozinha
    Maine Coon: apesar do tamanho, essa raça de gato tem dificuldades para "se virar" sozinha

    Para quem não sabe, o Maine Coon é a maior raça de gato do mundo! Ele pode medir até 1 metro de comprimento e pesar entre 12 e 14kg. O gato Maine Coon é dono de uma personalidade incrivelmente dócil, carismática e atenciosa, mas tem um pequeno detalhe: esses felinos se apegam muito aos seus tutores e podem se tornar grudentos até demais. Eles demandam uma grande atenção por parte da família, pois adoram dar e receber carinho daqueles que amam, muito mais que a maioria dos gatos. O Maine Coon pode até mesmo lembrar um pouco os cachorros nesse aspecto, que são mais “dependentes” dos seus donos. Por isso, antes de ter um Maine Coon em casa, é fundamental ter certeza de que você será capaz de atender às necessidades emocionais do bichano. 

    O Siamês não gosta de passar longos períodos do dia sozinho em casa

    Siamês: quer irritar o bichano? É só deixá-lo sozinho em casa por muito tempo!
    Siamês: quer irritar o bichano? É só deixá-lo sozinho em casa por muito tempo!

    Não é mistério para ninguém que os gatos Siameses são bem populares, né? Isso acontece graças à sua personalidade amigável e extrovertida. Afinal, quem não quer um gatinho que adora interagir com a gente e é um super companheiro? Brincalhão e sempre apegado à sua família, o gato Siamês é incrível, mas tem um pequeno porém: ele definitivamente não gosta de ser deixado sozinho. Ele é muito da paz e do amor, mas sabe aquela história de que os gatos gostam de ficar no cantinho deles de vez em quando? Não é isso que acontece com o Siamês. Na verdade, os melhores momentos do dia para ele são quando ele está bem pertinho da sua família. É por isso que ele não gosta de ficar sozinho em casa e pode ficar bem irritado. Por isso, para quem procura um gatinho que não exija tanta interação humana assim, talvez o gato Siamês não seja uma boa opção de companhia. Agora para quem gosta disso, vale a pena ter um desses para chamar de seu. É só amor!

    Manter a pelagem bonita e sedosa do gato Persa exige paciência e cuidados

    O gato Persa tem uma linda pelagem, mas que precisa de uma série de cuidados do tutor
    O gato Persa tem uma linda pelagem, mas que precisa de uma série de cuidados do tutor

    Outra raça que é uma das queridinhas dos amantes dos felinos é o gato Persa, e não é difícil imaginar o motivo. Com um temperamento dócil e fácil de lidar, são animais que conquistam facilmente qualquer pessoa. Isso sem contar com seus pelos: extravagantes, sedosos e chamativos, a pelagem do Persa é felpudinha e super macia. A vontade é de ficar fazendo carinho o dia todo! Mas com essa linda pelagem, também vem uma grande responsabilidade, já que manter a aparência dos pelos da raça Persa exige alguns cuidados e, principalmente, paciência. As escovações devem ser diárias para evitar que os pelos fiquem embaraçados e também para evitar possível acúmulo de sujeira e doenças de pele. 

    Ragdoll: gato também é bastante dependente da sua família

    O Ragdoll é muito amoroso, mas é outra raça que também cria uma dependência muito grande dos seus tutores
    O Ragdoll é muito amoroso, mas é outra raça que também cria uma dependência muito grande dos seus tutores

    Mais uma prova de que tamanho não é documento é o Ragdoll. É de se esperar que gatos gigantes sejam naturalmente mais independentes do que os mais pequeninos, certo? Geralmente associamos o tamanho dos animais à vulnerabilidade, mas essa ideia está totalmente equivocada quando pensamos em um gato da raça Ragdoll. Assim como o Maine Coon, esses gatinhos são extremamente dependentes do seu tutor e, diferente da maioria dos gatos, eles não têm aquele forte instinto protetor - nem com eles, nem com os outros. Na verdade, o que eles mais evitam é confusão. Tranquilos, pacíficos e muito leais à sua família, os Ragdoll são uma ótima companhia para todos os momentos - desde que o tutor esteja disposto a dar todo o carinho e atenção que eles precisam.

    Redação: Juliana Melo

    Meia antiderrapante para cachorro idoso: veja como o item promove mais segurança para o pet

    Próxima matéria

    Meia antiderrapante para cachorro idoso: veja como o item promove mais segurança para o pet

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa
    Raças

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa

    O Ragamuffin é uma raça de gato muito amável e carinhosa. Não muito conhecido no Brasil, o gato ragamuffin se originou a partir do cruzamento com felinos da raça Ragdoll. É considerado um gato gigante e pode chegar até os 9kg. O "Ragamuffin cat" pode ter a pelagem e olhos de diferentes cores. Uma característica marcante é o jeito brincalhão e o fato de amar colo. O Ragamuffin é ideal para famílias com crianças e outros animais.

    Quais são as raças de cachorro que mais sentem calor? Veja quais cuidados tomar!
    Raças

    Quais são as raças de cachorro que mais sentem calor? Veja quais cuidados tomar!

    Com o verão se aproximando, é inevitável pensar no conforto e bem-estar dos nossos pets. Sabe-se que, assim como os humanos, os animais também podem sentir calor nos dias mais quentes. Contudo, o que poucas pessoas imaginam é que existem algumas raças de cachorro específicas que sofrem mais com as altas temperaturas desta estação. Pensando nisso, o Patas da Casa separou que raças são essas e quais cuidados devem ser tomados para amenizar o desconforto dos peludinhos durante essa época do ano.

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)
    Raças

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)

    O Khao Manee tem um grande potencial para ser um dos grandes queridinhos entre os apaixonados por gatos. Com olhos de cores marcantes e pelo branquinho, o felino desta raça possui uma aparência rara que chama atenção e é uma ótima companhia para qualquer família. De origem tailandesa, esse gatinho é super amigável e ama estar ao lado dos seus humanos - e até mesmo de outros animais. Para conhecer mais a fundo o gato Khao Manee, o Patas da Casa separou as principais informações sobre esse bichano incrível. Dá uma olhada!

    Ragdoll: cuidados, personalidade e curiosidades... Conheça mais sobre essa raça de gatos gigantes
    Raças

    Ragdoll: cuidados, personalidade e curiosidades... Conheça mais sobre essa raça de gatos gigantes

    O Ragdoll é uma raça de gatos gigantes, bem peludinhos e muito ativos. A raça nasceu nos Estados Unidos, a partir de uma série de cruzamentos, e só chegou ao Brasil no início da década de 1980. A história é bem curiosa, mas o que chama a atenção mesmo é o resultado: um gato enorme e super fofo. O Ragdoll é uma raça muito carinhosa e que gosta daquele colinho gostoso do dono. Ou seja: é uma ótima companhia para outros animais (incluindo cães), crianças, adultos e idosos. Conheça mais sobre essa raça e se apaixone também!

    Ver Todas >

    4 dicas infalíveis de como acostumar gato na casa nova
    Cuidados dos animais

    4 dicas infalíveis de como acostumar gato na casa nova

    A mudança de casa é uma das coisas mais estressantes na vida de um gato. Muito apegados à rotina, os bichanos se veem de uma hora para outra longe dos cômodos e das coisas que conhecem. A explicação para essa dificuldade de adaptação é simples: os gatos ainda possuem muitos instintos e características da fase selvagem, por isso são bem territorialistas. Para eles, o território que têm seu cheiro é o lugar em que sente seguro e sem ameaças para desenvolver suas habilidades. 

    Qual a melhor cama para gato? Veja os modelos mais populares antes de decidir
    Cuidados dos animais

    Qual a melhor cama para gato? Veja os modelos mais populares antes de decidir

    Os gatos passam cerca de 2/3 do dia dormindo e é exatamente por isso que os tutores devem se atentar a um acessório muito importante para o momento de descanso do pet: a cama para gato. Além de fazer parte da gatificação da casa, as caminhas também servem como refúgio para o animal, deixando ele muito mais à vontade para expressar seus instintos naturais. Mas na hora de comprar o acessório, o tutor também deve se atentar à personalidade do gato para escolher a melhor opção.

    Como ensinar cachorro a fazer xixi no lugar certo depois da mudança de casa?
    Cuidados dos animais

    Como ensinar cachorro a fazer xixi no lugar certo depois da mudança de casa?

    Mudar de casa com o cachorro é sempre um processo complicado. Embora os cães sejam um pouco mais desapegados do que os gatos, leva um tempinho até que o animal consiga se adaptar totalmente ao novo ambiente e reconhecer que aquela é sua nova casa. Logo de início, um problema que a maioria dos tutores enfrenta é o cachorro urinando fora do lugar, o que pode prejudicar a convivência com o animal nos primeiros dias. 

    Como acalmar um gato na hora de levar no veterinário?
    Cuidados dos animais

    Como acalmar um gato na hora de levar no veterinário?

    Para manter a saúde do gato, é essencial que o animal tenha uma rotina de consultas no veterinário - principalmente porque os felinos costumam não apresentar sinais de que estão doentes. No entanto, essa é uma tarefa difícil para os donos de gatos. Os felinos estão acostumados a ter uma rotina, então qualquer mudança mínima é capaz de deixar o gato bem estressado. O transporte e o ambiente diferente do veterinário são algumas dessas situações. 

    Ver Todas >