Gato

Picada de cobra em gato: o que fazer?

Publicado - 11 Julho 2022 - 15h25

Atualizado - 21 Abril 2024 - 12h16

Uma picada de cobra em gato é algo que ninguém espera. Infelizmente, esse acidente pode acontecer quando menos se espera, já que existe uma diversidade enorme de espécies de cobras no Brasil. Nem mesmo os ambientes urbanos estão 100% livres desses répteis que, muitas vezes, possuem venenos que podem ser fatais aos animais. Ter informação nunca é demais, então é sempre bom saber como agir em situações de emergência, como uma picada de escorpião, uma picada de abelha ou uma picada de cobra em gato. Para te ajudar, o Patas da Casa explica exatamente o que fazer ao ver um gato picado por cobra e como deve ser o tratamento do pet depois do acidente. Confira!

Picada de cobra: gato apresenta alguns sintomas específicos depois de ser mordido

A picada de cobra em gato é perigosa e se espalha rapidamente pelo corpo. Por isso, é muito importante identificar depressa o problema, pois quanto mais cedo o tratamento se iniciar, melhores são as chances de cura. Após ser picado por cobra, gato logo começa a apresentar alguns sintomas. Normalmente, a picada de cobra acontece na cabeça do bichano, principalmente no focinho do gato, já que o réptil costuma dar o bote quando o pet se aproxima demais. Não podemos afirmar que gato come cobra, pois isso não é comum. Porém, os felinos são curiosos e, ao chegar perto do animal por pura curiosidade, podem acabar recebendo uma mordida de cobra. Gato picado por cobra apresentar os seguintes sinais:

  • Vermelhidão e inchaço no local da picada de cobra em gato
  • Marca de dentes da mordida de cobra em gato
  • Dor
  • Sangramento
  • Queda de pelo
  • Vômito
  • Dificuldade para respirar
  • Dificuldade para se movimentar

Soro antiofídico deve ser aplicado após a mordida de cobra em gato

Assim que perceber os sinais de picada de cobra em gato, não hesite em levar o animal imediatamente a uma emergência veterinária. Em alguns casos, a mordida de cobra em gato causa apenas dor e inchaço, pois não é liberado nenhum veneno. Porém, se for uma cobra venenosa que soltou o veneno na hora da picada, é fundamental a aplicação do soro antiofídico, que combate essa substância. Esse soro não é o mesmo que o aplicado em humanos e, por isso, é importante buscar um atendimento veterinário. A gravidade da picada de cobra em gato varia de acordo com alguns fatores, como a espécie da cobra, a quantidade de veneno que ela injetou, o local onde foi a mordida de cobra em gato e até mesmo o tamanho do bichano, já que gatos menores costumam sofrer os efeitos de forma mais rápida.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

picada de cobra em gato: gato tomando soro no veterinário
<strong>Após a mordida de cobra, o gato precisa ser imobilizado e levado ao veterinário para receber soro antiofídico</strong>

O que fazer ao logo após identificar a picada de cobra em gato?

O melhor a se fazer após ver um gato picado por cobra é levá-lo até uma emergência veterinária para receber o antídoto. Mas como cuidar de gato enquanto espera o atendimento? Estar preparado para agir nos primeiros socorros do gato pode fazer diferença. O mais importante é evitar ao máximo que o animal se mexa muito. O gato se movimentando demais faz com que o veneno se espalhe mais rapidamente pela corrente sanguínea. Portanto, tente deixá-lo o mais imobilizado possível.

Evite tocar no local da mordida de cobra em gato e não aplique nenhum produto sobre ela. Também não faça torniquete, pois isso vai concentrar o sangue envenenado em um único local, podendo causar gangrena (morte dos tecidos daquela parte do corpo que pode se agravar ao ponto de ser necessária a amputação do membro). Se você viu exatamente o momento da picada de cobra em gato, tente tirar uma foto da espécie para mostrar ao veterinário. Assim, ele já saberá qual é a espécie e terá uma noção da gravidade do seu veneno e até mesmo o tratamento mais indicado. 

Gatos são imunes ao veneno de cobra? Mito ou verdade?

Você já ouviu falar que gatos são imunes ao veneno de cobra? Isso não é verdade, pois os bichanos sofrem sim com todas consequências que a picada pode causar e também podem acabar morrendo caso não recebam o tratamento adequado rapidamente. Portanto, não podemos afirmar que gatos são imunes a veneno de cobra.

Por outro lado, é verdade que eles são bem mais resistentes do que os cães. Uma pesquisa realizada na Universidade de Queensland, na Austrália, comparou os efeitos que a picada da cobra castanho oriental (uma das mais comuns do país) teve em um grupo de gatos e em um grupo de cães. O estudo comprovou que, sem o antídoto, somente 32% dos cães sobreviveram. Enquanto isso, 66% dos gatos conseguiram sobreviver após a picada sem receber o antiofídico. Além disso, ficou constatado que mesmo tomando o antídoto os gatos também têm mais chance de sobreviver. 

A explicação é que o veneno de cobra age mais rápido no plasma dos cães do que no dos gatos. A picada de cobra em gato ou cachorro leva a um quadro de coagulopatia tuberculosa, caracterizada pela dificuldade do sangue em coagular. Isso acaba fazendo com que o animal sangre, muitas vezes, até a morte. Como o veneno age mais rapidamente no cachorro, a coagulopatia ocorre mais cedo do que nos gatos. Por isso, cães são mais vulneráveis e sofrem mais do que os bichanos. Assim, não se pode afirmar que gatos são imunes a veneno de cobra, mas podemos dizer que eles têm o dobro de chance de sobreviver se comparado aos cães.

Redação: Maria Luísa Pimenta

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Comportamento

Gato miando: 8 segredos que não te contaram sobre a principal forma de comunicação dos felinos

Qualquer pai de pet está acostumado a ouvir o gato miando em casa pelos mais diversos motivos. Às vezes é fome, vontade de receber c...

Comportamento

Como saber se o gato te escolheu como dono: 6 coisas para observar e descobrir se você é o humano favorito do seu pet

O sonho de todo gateiro é ser a pessoa favorita dos bichanos. Mas como saber se o gato te escolheu como dono? Será que existem indíc...

Comportamento

Sonhar com gato é bom ou ruim? Veja o que os especialistas têm a dizer sobre o significado desses sonhos

Existem diferentes formas de se interpretar um sonho, principalmente quando envolvem animais de estimação. Sonhar com gato, por exem...

Cachorro

Dogo Argentino: 10 curiosidades para conhecer o cachorro parecido com Pitbull

O Dogo Argentino é um cachorro grande e imponente. Em um primeiro momento, ele pode até assustar quem não conhece, principalmente po...

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Adote um animal

Cachorro pequeno: essas são as 10 menores raças de cachorro do mundo todo

Ter um cachorro pequeno em casa é sinônimo de fofura e alegria. Como são menores, esses doguinhos se adaptam mais facilmente ao espa...

Comportamento

Gato miando: 8 segredos que não te contaram sobre a principal forma de comunicação dos felinos

Qualquer pai de pet está acostumado a ouvir o gato miando em casa pelos mais diversos motivos. Às vezes é fome, vontade de receber c...

Ver todas